Reportagens de Critica Investigação e Opinião
REPORTGENS, CRÍTICAS E INVESTIGAÇÕES DO CYBER-RERPORTER + SECRETO DO MUNDO Blog Nacionalista e Monárquico (UM AVISO: AQUI NÃO VAI ENTRAR O NOVO ACORDO ORTOGRÁFICO BLOG MONÁRQUICO E NACIONALISTA)
24
Jul 17

Há coisa de um mês aproximadamente reparei que o busto de Gracilaso de la Vega - O Inca, tinha sido cortada do pilar onde se encontrava desde da sua construção em 1984 no final do segundo mandato de Nuno Krus Abecassis como edil de Lisboa e na sua saga para haver uma união de cidades em que cultura latina fosse o ponto de união entre as várias cidades.

Desde então têm passado vários edis pela CML e vários presidentes de junta de freguesia, tanto na extinta J.F. da Pena como agora na união de freguesias de Arroios onde desde do início da actual edilidade tem sido dirigida por Margarida Martins, antiga figura maior da ONG Abraço.

Embora o busto de Catarina de Bragança (Esposa de Carlos II de Inglaterra) tenha tido o seu busto retirado para manutenção e limpeza e tenha sido reposto alguns meses depois, no caso do busto de Gracilaso de la Vega, que era de bronze maciço, ao contrário do busto de Catarina de Bragança que era feito numa espécie de rede metálica e o busto do escritor barroco peruano de origem hispano-inca era de bronze maciço e nota-se numa foto que tirei de lado que o busto foi arrancado e não cortado de forma linear como fizeram com o busto de Catarina de Bragança.

Não sei quem fez isto ou se com sorte retiraram o busto de O Inca para uma possível manutenção (o que sinceramente duvido) porque o tronco que estava a entrada do jardim do Campo dos Mártires da Pátria está em avançado estado de decomposição e ninguém faz nada para pelo menos reconsttruir a mensagem lá escrita ou colocar um novo tronco com a mesma inscrição mas com tratamento contra decomposição.

Vos vou postar aqui as fotos e aguardo a vossa opinião, mas deixo apenas uma pergunta:

Aonde foi parar o busto de Gracilaso de la Vega - El Inca?

 

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar

 

 

 

IMG_20170724_113109.jpg

 

 

 

 

 

 

 

IMG_20170724_113121.jpg

 

 

 

publicado por tron às 17:17
|  O que é? | favorito
sinto-me:
música para pensar: Lisboa não Sejas Francesa - Amália Rodrigues
23
Jul 17

Mais uma vez volto aos trabalhos de campo e pelos piores motivos.

Ontem tive que ir buscar o meu avio semestral para as minhas doenças crónicas e tive que passar na casa de banho da estação de comboios de Campolide e a mesma foi alvo do crónico vandalismo ao ponto de parecer que a mesma casa de banho é alguma casa de banho pública de Sarajevo nos tempos da Guerra da Bósnia e nada nem ninguém está a tomar conta da mesma casa de banho e o segurança está na sua salinha perto da bilheteira.

Este pouco ou nada faz sem ser fazer rondas períodicas, mas os problemas na estação continuam sem que estes sejam resolvidos e além destes casos tenho que mencionar as cancelas que raramente funcionam como deve ser ou os elevadores que não aguentam com grandes pesos sem começarem a tremer todos como estivessem os utilizadores no meio de um sismo e até agora, basta alguém com cerca de 100/120 kilos de peso e uma mala a tiracolo ou uma mochila para se começar a sentir o tremer do elevador.

Esta situação nada tem a ver com a Gerigonça ou com a Caranguejola, mas sim tem a ver por uma parte com a negligência da empresa que gere o espaço e por outro lado com as bestas que não sabem respeitar a propriedade pública e que não passam de escumalha mal formada e mal educada em casa e na escola e depois os utilizadores se queixam que passam a pagar IVA casa vez que vão as casas de banho públicas dos comboios em Lisboa porque no talão comprovativo de pagamento dos 50 centavos/cêntimos de utilização tem a menção "IVA incluído a 23%" e esta solução pelo menos está a desincentivar o vandalismo por lado, mas por outro, as paredes dos arruamentos próximos se transformam em urinóis e no caso específico da estação ferroviária de Sete Rios, foi colocada uma casa de banho portátil para os taxistas usarem.

Estas situações não se verificam apenas em Campolide e as instalações da Gare do Oriente levam o mesmo caminho e gostava de saber o que ganham com isto e se depois quando todas as instalações públicas sem vigilância directa passarem a serem pagas pelos utilizadores e assim o vandalismo nas mesmas instalações acaba, mas com tantos recantos que a Gare do Oriente tem, ainda acaba por ser tornar um mega-urinol com as consequências que daí advêm.

Nem vale a pena deixar perguntas porque ninguém vai responder e apenas vos deixo o pedido habitiual de lerem, comentarem e divulgarem 

publicado por tron às 01:55
|  O que é? | favorito
sinto-me:
música para pensar: Crazy Train - Ozzy Osbourne
22
Jul 17

O SIRESP falha, armas de guerra são roubadas de forma infantil do quartel de Tancos e ninguém assume responsabilidades e o Presidente do Conselho, o Führer António Costa não demite quem tem responsabilidades políticas e/ou hierarquicas nestes dois casos e tem demitido dirigentes públicos por coisas muito menos graves do que estes dois incidentes que mostram de forma pura e descarada a incompetência da Gerigonça.

Segundo o Jornal de Notícias este roubo serviu para ocultar falhas de inventário no mesmo arsenal de Tancos que segundo o diário tripeiro, o arsenal de Tancos tem faltas de material ainda antes deste roubo  e que este mesmo roubo serviu para ocultar estas falhas de material, mas o que ninguém explica é como os vários ministros da defesa deixaram que a situação do arsenal de Tancos chegasse a este ponto e ninguém assume a culpa nem se demite ou é julgado pelos seus erros.

Enfim e assim se mostra como em Portugal a culpa das grandes tragédias acaba sempre por morrer solteira e virgem e é apenas mais uma das muitas vezes em que a culpa morre solteira e virgem e neste pacote podemos incluir uma PPP chamada SIRESP que foi criada para comunicações de emergência em caso de calamidade nos tempos de Guterres tendo a sua estrutra não em telefone satélite como se vê nas nações civilizadas, mas sim numa comum rede de telemóvel dedicada como se tratasse dum comum serviço empresarial dependente de antenas colocadas.... no meio de florestas.

Resultado, como as árvores ou estruturas que suportam as antenas do SIRESP foram consumidas pelas chamas em dois incêndios pelo menos e o SIRESP falhou e da primeira vez estas mesmas falhas que não são de agora teve consequências trágicas com pelo menos 64 mortos directos, dezenas de feridos e milhões de euros em dandos materiais e até agora as ajudas financeiras ainda não chegaram na tragédia do Pedrógão e nem ninguém assume as culpas pelas falhas no SIRESP cujo fornecedor é Portugal Telcom (agora Altice Portugal) e o contrato ainda continua a vigor e o Estado Portugês a pagar por um serviço que falha de forma crónica quando existem outros operadores de comunicações e outras formas para que estas funcionam mais simples, económicas e sobretudo eficientes.

Resumindo, roubam-se armas dos paióis de um quartel e em vez de se apurarem os verdadeiros responsáveis, simplesmente mudam as armas de sítio; para as comunicações de urgência, não se muda nada, tudo fica na mesma; a tutela está nas mãos dos mesmos e no fim das contas ninguém é responsabilizado e depois ainda existe quem admira a Gerigonça e defenda a sua continuação à frente dos destinos da nação, mas se a Caranguejola de Passos Coelho não era boa; a Geringonça de António Costa é igualmente má e nem se vai dar ao trabalho de corrigir os erros anteriores como o SIRESP porque quem assinou o primeiro contrato foi um certo ministro da administração interna chamado António Costa e quem estava na frente dos destinos da antiga PT era o amigo Bava.

Do lado de Tancos ninguém se responsabiliza e nem sabem onde param as armas e depois aparece a desculpa que era sucata sem qualquer valor, mas esta desculpa ainda deixa outra pergunta: se era sucata então porque não foi eliminada? E a esta pergunta ninguém responde e assim esta situação e muito falada nas redes sociais e nos canais de televisão mas o poder político não cumpre o seu papel e muito menos o poder judicial.

Espero não saber pelas notíciais que algum lunático cometeu algum acto criminoso em território português com as armas roubadas de Tancos e depois quero ver se alguém vai dizer se é sucata depois das lágrimas derramadas e se alguém tem a vergonha na cara para sair do poleiro e assumir que o seu ministério errou ou que não soube corrigir erros do passado e por isso sai do governo, mas isto com a Gerigonça entra no caminho da utopia extrema e estes trágicos erros irão se repetir no futuro e muito certamente com graves consequências humanas e materiais, mas os responsáveis do poder político continuarão a ser os mesmos e ainda há quem vote nos mesmos.

E assim vai esta república dos bananas....

Como sempre as preguntas sem resposta: Será que mais uma vez a culpa vai morrer solteira? Somos dirigidos por uma parelha de irresponsáveis? Afinal que caminho leva Portugal?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar 

publicado por tron às 01:11
|  O que é? | favorito
sinto-me:
música para pensar: Que País é Este - Legião Urbana
19
Jun 17

Dedicada a todos aqueles que lutam contra esta tragédia que parece não ter fim....

 

 

 

Heroes - David Bowie .... versão cantada ao vivo no concerto de tributo a Freddie Mercury em 1992 e que é encerrada com recitação do Pai Nosso em inglês

 

 

 

Por vezes temos que nos agarrar a fé para ganharmos força para enfrentar as nossas dores e eu na minha curta vida de 38 anos já tive a minha dose de dor para contar as gerações futuras

 

 

 

 

 

publicado por tron às 04:18
|  O que é? | favorito
sinto-me:
música para pensar: Heroes - David Bowie (dedicada aos Bombeiros)
19
Jun 17

Este ano, melhor por estes dias da semana que começou no 11 de Junho e acabou ontem e na semana seguinte que começou hoje estão em definitivo marcados pela tragédia do Pedrogão Grande que ainda acontece.

Tragédia que se deve a um incêndio florestal que nunca mais acaba e a falta de meios por parte da Protecção Civil é gritante e depois da tragédia do Caramulo há coisa de dois anos atrás nada foi feito e a tão falada prevenção não aparece e nem pode aparecer porque neste último Inverno não foi rara a notícia em que num recanto qualquer desta nação com quase mil anos de vida.

As falhas na chamada prevenção são demasiadas para serem passadas em claro e para não serem apuradas responsabilidades tanto materiais como políticas nesta tragédia que já vitimou mais de 60 pessoas havendo crianças nestes números trágicos que não vão parar de aumentar no mais trágico incêndio florestal de que se tem conhecimento em Portugal e um dos mais trágicos a face da Terra.

Os meios que se tinham há uns anos por parte da Força Aérea estão parados a criar ferrugem e ninguém os coloca em uso não se sabe porquê e o Comandante Supremos das Forças Armadas nem sequer se dá ao trabalho de saber porque estes meios não são usados e os os meios que não estão alocados à Força Aérea estão avariados e têm que vir meios de outras nações para resolver uma crónica falta de meios que não se explica de forma lógica.

Esta tragédia me deixou em estado de choque ao ponto de eu não ser mais capaz de ver os telejornais dos vários canais de televisão e me refugiar a ouvir algum dark metal para me isolar nem que fosse por uns minutos para ter algum apetite para o jantar e que não foi muito apesar deste ser uma coisa que gosto de comer muito, mas não tive a mínima fome e tomei os meus medicamentos mesmo com pouco comer no estômago.

Pelo que andei a ler nas redes sociais e nas edições electrónicas dos jornais nacionais; as ajudas começaram a chegar, que sejam de fundações como dos comuns cidadãos que têm acorrido aos quartéis de bombeiros para ajudarem os soldados da paz que na sua grande maioria são voluntários e estam literalmente a enfrentar a morte numa tragédia sem qualquer paralelo na história desta nação chamada Portugal.

Estou com uma raiva por dentro que me consome porque ninguém no Inverno, e me estou a referir a Gerigonça e ao poder local que não tiveram a mínima preocupação em prevenir os fogos sabendo-se que há coisa de há dois anos aconteceu em Portugal um incêndio semelhante na serra do Caramulo e mesmo com esta tragédia na memória de muitos de nós não se precaveram.

Também li para colocarem os benificiários de RSI a limpar as florestas e eu tenho uma resposta para quem lançou esta ideia: eu apesar de ter asma e epilepsia ia de boa vontade, apenas exigia 3 coisas: material para desbastar o mato, refeição e transporte; se tivesse estas 3 coisas eu dava uma mão a limpar as florestas desta nação, mas nem Caranguejola e muito menos Gerigonça levam esta ideia para diante e daqui a alguns meses temos eleições municipais e a ministra da Administração Interna que nunca passou duma versão feminina de Alberto Costa (ministro da mesma pasta dos tempos de Guterres que foi rotulado como o pior ministro desta pasta, sobretudo devido a sua incompetência a lidar com os problemas das forças da ordem e com os incêndios) porque depois das mesmas eleições municipais volta ao seu hobby que é aparecer nas chamadas revistas cor-de-rosa deixando para os adjuntos o trabalho pesado e doloroso.

Apenas deixo umas quantas perguntas: Quantas mais almas se vão perder nos incêndios por falta de prevenção? Quem tem a culpa destas tragédias? Quando é que estas tragédias deixam de acontecer?

 

 

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar

 

 

 

 

Post-Scriptum: Todas as redes internacionais de televisão falam desta tragédia. Mais uma vez Portugal nas bocas do mundo pelos piores motivos, apenas espero que este espalhar pelo mundo consiga juntar o máximo de ajuda para os bombeiros e para as vítimas

 

publicado por tron às 03:33
|  O que é? | favorito
sinto-me:
música para pensar: Heroes - David Bowie (dedicada aos Bombeiros)
06
Jun 17

Mais um atentado e o chamado mundo civilizado é sempre apanhado com as calças na mão e agora foi a vez da cidade de  Manchester no Reino Unido que fez vítimas não militares ou forças das ordem, mas sim inocentes jovens e crianças que tinham ido a um concerto musical e foram barbaramente assassinados assim que saiam do concerto para irem para as suas casas.

Um bombista suicida membro do Daesh, refugiado no Reino Unido e bem indrominado pelos enviados do Anticristo e com várias ligações feitas ao longo do tempo e que nada tem a ver com os ataques de "lobos solitários" como os mais recentes como provam as várias detenções relacionadas com o mesmo atentado e que mostra a existência de uma rede bem estruturada no velho continente que praticamente foi convidada a entrar com a tolerância mostrada ao islão sobretudo nas mesquitas mais radicais e com a entrada massiva de refugiados sem haver uma devida triagem.

Ainda na sexta-feira mais uns quantos elementos desta seita que se afirma como Estado Islâmico matou mais uma vez cristãos coptas no Egipto e com estas matanças como se pode considerar uma religião de paz e que aceita as outras religiões do Livro e em vez das comunidades islâmicas se unirem em uníssono contra estas matanças, apenas mostram um silêncio ensurdecedor o que para mim é preocupante por parte das várias comunidades islâmicas e que pode ser lido por alguns sectores da comunidade internacional como cumplicidade com as atrocidades de Manchester e Minya onde boa parte das vítimas eram crianças.

Este silêncio que pode parecer cúmplice com os enviados do Anticristo nada abona a favor do Islão e vai fazer com que as pessoas que têm alguma massa cinzenta funcional a questionar se as comunidades islâmicas espalhadas pelo mundo ou boa parte delas não estará de acordo ou pelo menos submissa em relação ao Daesh e tal situação é intolerável porque nunca sabemos onde e quando os enviados do Anticristo podem atacar e não se pense que Portugal está imune porque não está e o Daesh não atacou Portugal por pura sorte da nação fundada por D. Afonso Henriques.

 Agora nem a capital da Velha Albion escapou e mais um grupo destes enviados da Besta voltou a mostrar-se e ainda por cima os reis e rainhas dos números dos serviços secretos britânicos que passam o tempo em análises de dados em vez de irem logo investigar quando se acende a luz sobre um qualquer suspeito e o erro que já tantas mortes causou ainda não foi aprendido pelas autoridades britânicas porque esta negligência por parte das autoridades brtiânicas já foi a génese de 3 atentados e vamos ver se não vão acontecer mais e se este terrorismo feito pelos enviados da Besta se espalhar pelo globo, incluindo pelos países mais pacíficos como Portugal ou a Nova Zelândia.

Tais tipos de ataques têm que ser prevenidos e não adianta fazer vigílias ao mesmo tempo que os enviados da Besta estão alerta aos nossos movimentos e quando menos esperamos eles atacam sem fazer nem feridos nem prisioneiros e sim ao matar o máximo possível de vítimas e causar o terror no maior número de pessoas e ao mesmo tempo tentam perturbar as rotinas dos locais onde atacam

.Muitos dizem que o Daesh é filho da Guerra Fria e que foi criação dos EUA, outros dizem que os EUA nada têm a ver; mas uma coisa é certa estes gajos têm que lervar um sumiço porque mais cedo ou mais tarde atacam Portugal e infleizmente isto é uma realidade cada vez mais próxima e apenas o tempo tem a resposta escondida de quando vai ser o ataque em Portugal e digo isto porque esta possibilidade é cada vez mais uma certeza para a nossa desgraça.

E como sempre ficam as minhas perguntas: Quando é que extreminam o Daesh? Quem financia o Daesh? Porque os serviços secretos não agem na prevenção das acções terroristas do mesmo Daesh e só acordam quando aconteceu a tragédia? Como há quem os apoie?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar

 

publicado por tron às 14:03
|  O que é? | favorito
sinto-me:
música para pensar: Peace Sells... But Who's Buying - Megadeth
14
Mai 17

Confesso que não vou muito a bola com a música apresentada por Salvador Sobral, representante de Portugal na Eurovisão, mas é o meu país, é a minha nação e tenho que o apoiar e tinha que apoiar ontem.

Mas tirando este dever nacional comecei a sentir que algo ia acontecer quando a canção "Amar pelos Dois" começou a viralizar pela Europa toda, sobretudo na escolas dos países que estão dentro do grupo dos Big 4 da Eurovisão e eu pensei, "alto e para o baile" que algo vai acontecer neste V Império e de facto ao ver as meias-finais vi que a nossa canção era diferente de todas as outras e que algo de bom poderia resultar da exibição de Salvador Sobral.

Ontem deu-me para ver o Eurofestival, sem grandes expectativas e fui vendo as várias canções e esperei pelas votações: primeiro a do júri, depois a do televoto (esta sim decisiva) e comecei a ver Portugal a acumular pontuações máximas (12 pontos) umas atrás das outras e a conseguir pontos de praticamente de todos os júris que poderiam votar em Portugal e quando chegou-se ao fim Portugal levava mais de 100 pontos sobre a Bulgária e comecei a sentir o mesmo nervo que senti na final do Euro 2016.

E começaram a sair as votações do televoto e comecei a ver que as pontuações mais fracas iam para outras nações que não Portugal e comecei a sentir que íamos matar o borrego e que desta vez é que seria a vitória de Portugal e por tabela do V Império que não é um império de submissão, mas sim um império de partilha cultural e de sentimentos.

E quando vi a conquista de Salvador Sobral fiquei alegre e fiquei numa espécie de nuvem ou numa viagem que eu não queria que acabasse de forma nenhuma e acordei hoje ainda a pensar que estava num sonho doce de conquista nacional que sempre nos fugiu devido a politiquice dos júris de cada nação que agiam numa de troca de favores em vez de escolherem as melhores músicas ou as músicas que fossem diferentes e ao mesmo tempo boas e que as houve mas raramente ganhavam.

 

Apenas me resta dizer uma coisa:

 

 

Obrigado e Parabéns Salvador Sobral

 

Será que ganhamos a Eurovisão?

 

publicado por tron às 21:27
|  O que é? | favorito
14
Mai 17

Num Sábado como eu disse que foi completamente surreal teve dois eventos únicos ou pelo menos que aconteceram pela primeira vez na existência de quase mil anos de Portugal como nação: um foi a conquista na Eurovisão e a outra o primeiro Tetra do Benfica.

E é sobre este segundo que me vou debruçar em detalhe.

Na minha vida vi acontecer quase de tudo com o clube do meu coração, desde uma travessia do deserto, a finais europeias perdidas até ao renascimento com a entrada do presidente Luis Filipe Vieira que trouxe um novo renascimento ao Glorioso embora este mesmo renascimento tenha tido alguns tropeções na sua evolução até a conquista do Tetra, ontem dia 13 de Maio.

Esta história começou há 4 anos quando Jorge Jesus depois da maldita época do minuto 92 ganha todos os canecos nacionais ao serviço do Benfica, e deu uma espécie de reanimação num Benfica que estava em evolução desde 2004/2005; no ano seguinte apenas ganha dois e conseguiu o bicampeonato; mas depois houve aquilo que muitos chamaram traição e entrou o que na altura era o treinador do Vitória de Guimarães e que já tinha passado pelos escalões de formação do Glorioso e o começo de Rui Vitória foi muito acidentado e azarado e a sua presença à frente dos destinos da turma da Luz foi questionada e muito; mas do caos nasce a ordem; Rui Vitória puxou pelos galões de treinador, de benfiquista e dos galões do Glorioso e deu uma remontada de 9 pontos sobre o Sporting e aproveitou o facto de se ter um Porto irreconhecível para conseguir o tricampeonato e mais uma taça da liga.

Este ano depois de algumas saídas e outras entradas começou a época logo com a conquista da supertaça Cândido de Oliveira, mas com muitas lesões e uma gestão de plantel digna dos melhores treinadores do mundo, mas desta fez Rui Vitória não admitiu velaidades e logo na quinta jornada, quando muitos para não dizer todos não acreditavam num campeonato conquistado ainda antes do final da primeira volta e as águias agarraram o lugar cimeiro logo na jornada 5 do campeonato e nunca mais o largaram e a conquista definitiva e incontestado foi ontem com a goleada sobre o Vitória de Guimarães 

Apenas me resta encerrar este artigo com um sentido obrigado da nação benfiquista ao Benfica, a sua direcção, a sua equipa técnica e a todos os jogadores e o chamado V Império se mostrou mais uma vez a altura da História e ontem no Estádio da Luz se fez História

 

 

 

 

Viva ao Benfica

publicado por tron às 17:55
|  O que é? | favorito
sinto-me:
música para pensar: Ser Benfiquista - Luis Piçarra; Sou Benfica - UHF; We Are The Champions - Queen
14
Mai 17

Eu depois do almoço relativamente tardio de hoje fui tentar bater uma sorna, mas estava por dentro numa pilha de nervos e nem conseguia dormir nem com música calma e apenas me limitei a respirar devagar para tentar relaxar, mas tais tentativas foram inúteis e tantas voltas e contra-voltas dei na cama que acabei por ver uma cena no Canal História e nem dei pelo tempo passar e vi que estava quase na hora do jogo que poderia ou dar uma grande alegria ou um amargo de boca.

Todavia me sentia optimista e fui buscar os meus amigos desta ocasião: os termoços e comecei a comer uns atrás dos outros e a ver o jogo e ter um nervoso miudinho a aumentar a medida que o tempo ia passanado e como os termoços são salgados para burro tive que parar de os comer e ao ver os golos da minha alegria, os golos que estavam a carimbar a maior conquista do Glorioso desde da conquista da Liga dos Campeões/Taça dos Campeões em 1961 e 1962.

Mesmo com o marcador a favor dos encarnados e só comecei a acreditar quando o Benfica ia aguentando o resultado durante a segunda parte (ao intervalo já estava o Glorioso a ganhar 4-0) e estava com receio que algo corresse mal, até que Jonas marcou o 5º golo do Benfica e aí vi que o tetra não nos escapava por nada deste mundo e foi viver o momento até o minuto 90 e gritar em plenos pulmões "Somos tetracampeões!".

Neste 13 de Maio que roça a surrealidade que foi o último dia de uma visita rápida de Sua Santidade, o Papa Francisco que veio como perigrino e não como visita de Estado, e que para não variar mostrou uma simplicidade que o caracteriza e na hora marcada se fez a viagem para o Vaticano e além da visita papal era dia de festival da Eurovisão e apesar de Portugal neste festival estar entre os favoritos, eu pessoalmente não acreditava que Salvador Sobral conseguisse algo mais do que um top10.

Pois bem num dia que para mim foi uma trip alimentada por algumas músicas dos Pink Floyd ou algo mais psicadélico mas sem tomar nada, qual paradoxo de Schrödinger comecei a ver a evolução da pontuação do festival da Eurovisão e comecei a ver algo que nunca tinha visto em 38 anos de vida que é Portugal estar em primeiro e com o passar dos vários júris nacionais ir cimentando a liderança com força... e depois vinha o televoto que no último certame virou tudo de cabeça para baixo.

E veio a derradeira parte do dia mais surreal ou um dos dias mais surrreais da minha vida e da vida de muitos e conforme as votações do televoto ia saindo eu ia ficando com a sensação que desta vez é que seria a nossa vez, a vez de Portugal se impor na Eurovisão e a surrealidade de um dia único na História da nação de seu nome Portugal estava a acontecer e vitória de Portugal no festival da Eurovisão aconteceu embora eu não acreditasse no que vinha publicado na imprensa, mas aconteceu.

A surrealidade de um Sábado marcado por ser o centenário das aparições em Fátima, mas o melhor do dia estava reservado para o final da tarde e do dia quando dois inusitados eventos aconteceram no mesmo dia: a vitória na Eurovisão e o tetra do Benfica...e ainda estou a pensar se esta conjunção cósmica aconteceu mesmo ou não pasaa tudo de um sonho onírico ou de uma vigaem no ácido ao ritmo dos Pink Floyd....

 

 

 

Parabéns Salvador Sobral

 

 

Parabéns Benfica

publicado por tron às 12:13
|  O que é? | favorito
sinto-me:
música para pensar: We Are The Champions - Queen; Amar Pelos Dois - Salvador Sobral
11
Abr 17

O preseidente do Eurogrupo, o holandês Jeroen Dijsselbloren, que é socialista disse ao jornal alemão Frankfurter Allgemeine Zeitung que Portugal era um país onde se gastava muito dinheiro em mulheres e vinho e indo por um vernáculo comum em Portugal podemos traduzir a frase do chefe do eurogrupo como Portugal sendo um país de p... e vinho verde e ele, infelizmente tem razão.

E tem razão porque basta dar um passeio pela baixa de Lisboa e em quase todas as esplanadas da baixa de Lisboa temos nas mesas garrafas de vinho verde servido aos turistas com vários malabraismos e quando não são os turistas é ver as tascas cheias, não para o McDonald's do Tuga que é a patanisca e a sopa (normalmente caldo verde), mas sim para encher de bebidas alcóolicas e boa parte dos clientes das tascas benificiam de algum apoio social e no caso das mulheres, basta ver que as empregadas dos cafés e restaurantes da baixa não foram escolhidas por terem alguma hablitação linguística, mas sim apenas pela sua aparência.

E este artigo acaba por ser uma espécie de dois em um porque vou fazer uma referência ao que aconteceu naquele hotel em Espanha onde um grupo de adolescentes com cérbero de anémona fizeram estragos e que vem dar uma certa razão ao Jerónimo da Holanda e depois vou lá voltar.

Ainda no ponto de vista do político socialista que não deixa de estar longe da realidade porque a imagem que Portugal tem lá fora é mesmo esta: vinho e mulheres e ninguém fala noutras virtudes desta nação como a cultura (sem ser o fado) ou as imensas paisagens tanto no interior como no litoral que não são divulgadas lá fora, sabe-se lá porquê não são divulgadas nos grandes guias de viagens e Lisboa está literalmente entulhada de turistas e mal se respira em Lisboa.

Voltando ao assunto de Espanha, o que aqueles estudantes fizeram em Espanha na viagem de finalistas que foi de lamentar e para ajudar a festa apareceu uma mãe de um dos alunos que disse que aquele comportamento foi normal e os hotéis e outros estabelicimentos afins em zonas de praia recusam viagens de finalistas por temerem cenas semelhantes àquelas que aconteceram em Espanha e estes mesmos alunos e esta mãezinha que também é professora vem dar ainda mais razão ao Jerónimo da Holanda que Portugal é um país e devassidão e vício. E esta mãezinha e professora é professora do ... sistema público (que surpresa) e pela idade é da chamada "geração rasca", mas vou entrar em detalhe neste desastre de Espanha com mais detalhe noutro artigo.

Curioso ver os políticos da república virem a terreiro defenderem a honra da república como esta fosse uma virgem ofendida, quando na realidade o Jerónimo da Holanda disse a verdade, embora na terriola dele não sejam nenhuns santinhos e também é terra de vício embora, os vícios estejam devidamente enquandrados por medidas legais como prostituição legalizada e com todos os direitos sociais como um qualquer trabalhador; cannabis liberalizada mas que não pode sair do território holandês e pasmem-se....o alcóol é taxado na concentração por litro e não por hectolitro como acontece em Portugal e por isso se houve falar em menos casos de mortes associadas aos vícios porque os holandeses no geral e pelo que tenho conhecimento sabem quando chega  a altura de parar de consumir o que seja ligado aos vícios e devido a fiscalidade liberalizada que existe em Portugal sobre o alcóol é ver a miséria pelas ruas de Lisboa.

E ficam as minhas crónicas perguntas: Porque os políticos da república portuguesa ficaram ofendidos com a verdade? Não gostam da verdade? Mas se a Holanda tem a sua dose de devassidão qual a moral do Jerónimo da Holanda para criticar os outros?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar

 

publicado por tron às 23:10
|  O que é? | favorito
sinto-me:
música para pensar: Dead on Two Legs - Queen
Dezembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
subscrever feeds
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
links
blogs SAPO