REPORTGENS, CRÍTICAS E INVESTIGAÇÕES DO CYBER-RERPORTER + SECRETO DO MUNDO Blog Nacionalista e Monárquico (UM AVISO: AQUI NÃO VAI ENTRAR O NOVO ACORDO ORTOGRÁFICO BLOG MONÁRQUICO E NACIONALISTA)
07 de Março de 2017

Com a a ditadura do chamado correctamente saudável e do politicamente correcto, a gerigonça começou a criar novos impostos sobre o consumo começando nos sacos de plástico e passando por taxar o açúcar e a gordura que vem nos alimentos processados em vez de ver impostos já existentes e que deveriam de ser mudados na forma como são aplicados para haver a chamada equidade fiscal.

Enquanto alguns iluminados da Ordem dos Médicos ou outros lobistas da área da esquerda sobretudo aqueles que ainda pensam que existe pacto de Varsóvia e aquelas utopias que apenas funcionavam para alguns e que no caso de serem questionadas valiam umas férias na Sibéria durante uns anos atacam os refrigerantes e as batatas fritas com a sua ligação a obesidade quando não têm olhos para ver os paizinhos que deixam os filhos de rédea solta em vez de os controlar porque Portugal teve a infeliz ideia de entrar para o euro e como o custo de de vida aumento de forma insana, os pais já não podem dar a atenção devida aos seus rebentos e estes se põem a comer porcarias em vez de terem uma dieta relativamente saudável.

E estes impostos sobre os refrigerantes são mais altos do que aqueles aplicados sobre o tabaco ou as bebidas alcoólicas e para cúmulo da ironia as bebidas sem açúcar adicionado ou mesmo com substitutos do açúcar têm custos iguais e por vezes superiores daquelas que tem que pagar imposto sobre o açúcar o que tem deixado deveras pensativo saber como este imposto está a ser aplicado e se está a ser aplicado como deve ser e se a ASAE anda com olhos de ver nestes preços sem nexo.

Este imposto para aqueles que não sabem tem um proporção diferente do imposto sobre as bebidas alcoólicas: enquanto o imposto do açúcar é taxado na concentração de açúcar por litro de bebida, o imposto sobre o álcool é taxado na concentração de álcool por 100 litros de bebida o que faz com que o imposto sobre as bebidas alcoólicas seja centenas de vezes inferior em relação ao imposto Coca-Cola embora se saiba que um litro de vinho ou de cerveja faz muito mais desgraça do que um litro de refrigerante e basta ver a lista de espera para um transplante de fígado e que esta lista de espera é causada em grande parte por consumidores de bebidas não açucaradas, mas sim bebidas alcoólicas.

E quando andei nas carrinhas de auxílio alimentar para receber aquela coisa que chamam refeição, mas que ninguém consegue comer porque boa parte das vezes o comer vinha estragado e não era rara a ocasião que eu apanhava intoxicações alimentares com o comer que davam e que ainda dão e nestes tempos negros eu vi todo o tipo de gente: desde de pessoas em que vida tinha sido ingrata, mas que não iam para os vícios e tinham vidas mais ou menos normais dentro do possível ou casos em que as drogas sejam elas ilegais ou legais como o álcool ou o tabaco tinha arruinado.

E exactamente por este facto do álcool arruinar tantas vidas e tantas famílias e ser um dos factores-chave na violência doméstica que a taxação do álcool deveria mudar e seguir a mesmo proporção do imposto Coca Cola e depois queria ver se aquela mixórdia do vinho de pacote era vendido a 70 cêntimos ou as sangrias pré-embaladas eram consumidas como o são e se as bebedeiras dos estudantes nas recepções dos caloiros e nas semanas académicas aconteceriam e se haveria tantos casos de de gravidezes não-planeadas.

Não é preciso ser um génio na matemática para se ver que o vinho de pacote se houvesse equidade fiscal em Portugal, chegaria quase aos dois euros e as bebidas brancas talvez chegassem aos 50 euros por garrafa se o álcool fosse taxado na proporção álcool por litro e com estes preços muitos iriam pensar cinco vezes se iam beber um Sprite ou uma imperial.

Esta república dos bananas em que uma gerigonça se vai governando a conta dos pategos que votaram neles e por conta daqueles que não votaram neles vão dirigindo a nação como lhes apetece seguindo as suas ideologias bacocas e ultrapassadas ao mesmo tempo que criam novelas para irem entretendo os pategos enquanto os vão roubando e depois se tem um presidente da república que é mais uma prova da inutilidade do regime republicano em Portugal porque não sabe intervir quando deve e se dedica a ser uma figura do entretimento público como fosse um qualquer artista em vez de ser um presidente presente.

Como sempre ficam as minhas perguntas sem resposta: Porque não taxam o álcool e o tabaco na mesma proporção do que o açúcar nas bebidas açucaradas? Porque as bebidas sem açúcar são mais caras ou tão caras como aquelas que têm açúcar? Andam a brincar com quem? As autoridades de supervisão andam a dormir? Que caminho leva Portugal enquanto estiver nas mãos da gerigonça? A república ainda tem razão para existir? Aonde está a equidade fiscal?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar

publicado por tron às 12:19
 O que é? | | favorito
sinto-me:
música para pensar: Death on Two Legs (deicated to...) - Queen
25 de Agosto de 2016

Enquanto os partidos continuam isentos de qualquer tributação em sede de Imposto Municipal sobre Imóveis, a Gerigonça resolveu ir cobrar IMI à Igreja aos seus edifícios não só aos lugares de culto como e sobretudo aos edifícios onde funcionam as suas obras sociais como creches, apoios aos desabrigados e aos órfãos, apoios na saúde e por aí fora, mas a Concordata assinada com a Santa Sé em 2004, ainda em tempos de Cherne Barroso. 

Apesar a obra social reconhecida da Igreja Católica, a Gerigonça se estve nas tintas e começou a atiçar os mastins das finanças contra as casas de acolhimento da Casa do Gaiato e Obra do Padre Américo por exemplo e atacando paróquias de zonas desfavorecidas da nação com cargas fiscais verdadeiramente pornográficas e por outro lado os partidos da república estão isentos de quaisquer impostos sobre imóveis.

E se fosse aplicada a chamada igualdade fiscal nos partidos da república, vários milhões de euros em sede de IMI iriam parar aos cofres das edilidades desta nação, então no caso do PCP seria um verdadeiro jackpot para algumas edilidades porque basta ver muitos dos seus chamados "centros de trabalho" ou sua jóia da coroa que é o terreno onde é feita a festa do Avante sobretudo ao seu tamanho onde cabiam por exemplo vários bairros residenciais com as respectivas estruturas de apoios.

Mas aqui nesta república os partidos estão primeiro e o povo e a humanidade mesmo na caridade entre humanos está em segundo e esta mesma caridade tem que ser taxada em sede fiscal porque tem que ser taxada;  todavia os partidos polítcos, as fundações e as sociedades secretas como a maçonaria ou a opus dei estão isentas de impostos e esta isenção gostava eu de saber qual o motivo da sua existência porque não cabe na cabeça de ninguém que tenha o mínimo de consciência.

Nunca nos podemos esquevcer que nesta república, sobretudo depois do 25 de Abril com as reviravoltas do PREC esta suposta liberdade que afinal é o ressurgir dos compadrios da primeira república que foram uma das causas da sua derrota em 28 de Maio de 1926 e este caso do IMI para a a Igreja e para as suas obras sociais, quando as mesquitas, partidos e sociedades secretas estão isentos de impostos é uma clara forma de compardrio que está perante os olhos de todos menos daqueles que não querem ver e é uma medida completamente ilegal perante a Lei Fundamental que defende a igualdade fiscal de todos os cidadãos, mas a lei fiscal é uma franquia de "O Triunfo dos Porcos" de Orwell todos os animais são iguais, mas uns mais iguais que outros.

Não sei que caminho Portugal leva com estes abusos fiscais e me admiro como a oposição ao desgoverno da gerigonça quando existem não só outros assuntos mais graves, como melhores fontes de IMI como os próprios partidos, mas ninguém gosta de pagar impostos porque se gostassem não faziam tudo e mais alguma coisa para fugir aos impostos e neste ponto os partidos políticos da república, sobretudo aqueles com assento parlamentar são verdadeiros craques na fuga aos impostos qual Ayrton Senna a conduzir um carro de F1 no meio de uma chuva diluviana como fosse a coisa mais simples do mundo.

Como não fosse suficiente a Gerigonça vai tirar a isenção de Imposto Único de Criculação, vulgo Selo do Carro, aos deficientes motores que tenham automóveis adaptados para a sua utilização pelos deficientes motores seus proprietários enquanto os carros dos partidos e sindicatos estão completamente isentos do selo do carro para que os deficientes paguem.

Para agravar a situação, as acessibilidades para os transportes públicos nas grandes cidades como Lisboa são quase nulas, porque os comboios têm degraus que dificultam a entrada de cadeiras de rodas, os eléctircos antigos nunca foram adaptados, nos novos as rampas de acesso quase sempre estão avariadas e nos autocarros ou estão avariadas ou os choferes recusam as baixar dando toda a espécie de desculpas. Por isso os deficientes motores têm carros adaptados que estavam isentos de IUC mas que agora graças a Gerigonça que cada vez está a pedir ordem para ser corrida em nome da nação.

E ficam as minhas perguntas: Porque os partidos não pagam IMI e IUC? Porque agora as instituições de caridade vão ter que pagar IMI? Porque os deficientes vão pagar IUC? Afinal onde está o PAN? Para que nos serve a Gerigonça? Já não chegou a hora da Gerigonça ir embora?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar

 

publicado por tron às 18:26
 O que é? | | favorito
sinto-me:
música para pensar: Dead on Two Legs - Queen
20 de Julho de 2016

Bem, a bagunça que se passa na Ciaxa Geral de Depósitos, alguma vez tinha que ser travada ou tinha que dar bodega e o Banco Central Europeu já desceu ao terreiro e não está a ser meigo nas exigências feitas a gerigonça.

O BCE exige que a gerigonça tenha um plano de contigência caso o plano de financiamento da gerigonça falhe e que o banco do estado tem gente a mais a mandar e muitos dos que mandam tem conflitos de interesses, inexperiência bancária dos mesmos corpos gerentes e o excesso de admistradores que já se contam em 19 e que segundo as regras do BCE nunca podem ser mais do que 15.

Com os prejuízos do banco do Estado a a crescerem como cogumelos no Outono e a gerigonça a continuar a boicotar uma auditoria externa a CGD não se sabendo os motivos claros deste mesmo boicote e que pode parecer que existem muitos segredos da gerigonça sobretudo financeiros que esta não quer que os comuns mortais saibam quais saõ estes segredos que ninguém quer tornar públicos.

Estes segredos que dão a aparencia de querer esconder devem ser públicos pelo simples facto dos partidos políticos da república, sobretudo os que tem assento na praça de touros de S.Bento , digo no Parlamento terem como principal receita a subvenção estatal pelo número de votos e os salários dos deputados saem dos nossos impostos e estes mesmos impostos que deveriam de ser canalizados para aquilo em que o Estado deve ser Estado, não o são e o mistério é saber para onde vão parar realmente estes impostos que pelo visto agora só sevrem para salvar uma banca pessimamente gerida e apenas guiada ao sabor dos partidos.

Gostava de saber qual foi a eminência parda dentro do banco do Estado que teve a ideia de reduzir funcionários de base e agências e ao mesmo tempo aumentar o número de administradores dentro do mesmo banco, sabendo-se que os corpos gerentes ganham muito mais do que um simples caixa de uma agência bancária que ganha o seu salário ao final do mês aturando clientes de todos os tipos e alguns que são mesmo chatinhos ou outros que são um espectáculo de pessoa e não recebem mais por isso, mas estranhamente os administradores recebem prémios de produtividade quando quem produz são os caixas.

Estas eminências pardas estão a contribuir para que se aumente o desemprego já de si enorme para uma nação tão pequena como Portugal e onde cada vez há menos gente nova a nascer e onde não está assegurada a chamada substituição das gerações; mas esta eminências pardas passam o tempo a olhar para o seu umbigo e para o seu partido em vez de olharem para a sua função e em vez de servirem o banco do Estado se servem do banco do Estado e este carnaval onde só não vale arrancar olhos continua sem que ninguém faça nada e como se vê a esquerda boicota qualquer tipo de investigação externa e assim fica um pivetezinho a corrupção que até tomba e o presidente da república se consola a passear e a dar medalhas aos desportistas portugueses que nos vão dando ânimo e nos ajudam a esquecer esta podridão que nos rodeia.

Ficam as minhas perguntinhas de sempre e quase sempre sem resposta: Porque não querem uma investigação externa a CGD? Que segredos se escondem na CGD? Porque não querem reduzir o número de administradores na CGD? Se por acaso a CGD cair como cairam BANIF ou BES quem vai pagar a bronca? Porque o presidente da república se fecha em copas?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar

publicado por tron às 16:55
 O que é? | | favorito
16 de Junho de 2016

A esquerda parlamentar insiste que o Estado deve recapitalizar a banca, mas quando falo Estado, falo nos otários dos contribuintes portugueses que já pagam poucos impostos e apesar dos buracos na CGD que são maiores do que os buracos no queijo suíço, os respectivos administradores foram aumentados e querem encerrar agências e já se fala em despedimentos embora o governo o negue.

A oposição quer uma investigação profunda ao banco do Estado, mas a gerigonça do poleiro não quer que se saibam os podres do banco do Estado que são mais do que muitos e nós a pagar os dinheirinhos que cairam no bolso dos amigos da gerigonça e que não convém qiue se saiba porque se forem do conhecimento estes dinheirinhos que cairam nos bolsos dos políticos sejam eles de que nunace forem.

Dizem da gerigonça que é para evitar uma exposição sistêmica da Caixa Geral de Depósitos, mas o que ninguém explica é o prejuízo da Caixa e ao mesmo tempo que os gerentes levam aumentos dignos de jogadores de futebol da primeira divisão e trabalhando menos do que os mesmos atletas mencionados atrás e por outro lado querem correr com várias centenas de funcionários e fechar balcões e em algumas agências há funcionários que têm tantos anos de serviço que fazem parte "mobília" embora sejam novos para a reforma, mas velhos para trabalhar.

Não deixa de ser curioso como a esquerda parlamentar quer evitar que se siabam os podres do banco do Estado, mas não é a única voz contra este inquérito porque se juntou Manuela Ferreira Leite neste coro esquerdista contra a investigação sobre os buracos do banco do Estado que mais parece o Tripitz quando foi bombardeado pelos ingleses na Segunda Guerra Mundial.

O que se passa na CGD tem de ser e deve ser investigado para bem geral da nação e já se falam em grandes calotes ao banco do estado sobretudo nos tempos de Sócrates e que são a génese primária deste buracos que no final das contas vamos ser nós povo otário e pagante a pagar e nem podemos contar com a esquerda para "ajudar" o povo porque esta quer atirar areia para os olhos do povo ao recusar a investigação aos buracos da CGD.

Esta negação dá para desconfiar que a esquerda tem um lado sombrio ainda mais sombrio do que o Lado Negro da Força do Universo Star Wars e que afinal a esquerda não passa de uma armada Sith a nos seduzir para o sempre sedutor lado negro da força, mas não se sabe ao certo quem aqui faz o papel de Imperador Palpatine e muitos menos sabemos quem são os lordes Sith neste clone de "O Império Contra-Ataca".

Apenas se sabe que muito dinheiro desapareceu do banco do Estado e não houve nenhum grande assalto como aquele que fizeram ao comboio dos correios britânicos nos anos 60 do século passado e pelo que ainda sei não existe nenhum Gulbenkian com interesses no petróleo do Beato para que o banco do Estado, o banco de todos nós tenha as contas em estado calamitoso e ninguém queira saber o porquê e ao mesmo tempo nada é investigado, enfim o Portugal Secreto no seu melhor.

Como sempre as minhas perguntas: Porque não querem que se saiba a verdade sobre a CGD? Quem é a face oculta neste filme? O que se esconde na CGD? Quem andam a proteger? Porque são sempre os mesmos a pagar?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar

publicado por tron às 21:28
 O que é? | | favorito
sinto-me:
música para pensar: Death on Two Legs - Queen
09 de Junho de 2016

Muito se reclamou quando vieram os sindicatos reclamar o regresso as 35 horas na função pública embora o desejável fosse as 35 horas para todos os trabalhadores, os casos particulares da função pública como na saúde em que a redução não pode ser feita de forma automática, os sindicatos de cada sector vai negociar caso a caso em sede de concertação social.

Acontece que o desgoverno da gerigonça resolveu eliminar uma das medidas mais consensuais que a troika tinha imposto a Portugal que foi o tecto salarial para os altos cargos do Estado incluindo os administradores da Caixa Geral de Depósitos que se têm servido a seu bel prazer do banco do Estado e as contas do maior banco comercial nacional têm apresentado uma coisa chamada imparidades que em linguagem comum quer dizer buraco.

E estas chamadas imparidades têm vindo a aumentar ao longo do tempo em vez de se punir esta gestão ruinosa do maior bem do Estado sem serem os impostos que é a CGD, deixa-se a coisa andar solta e as imparidades aumentam de forma escandalosa sem que a fiscalização bancária se mexa para travar este sumidouro de dinheiro dos contribuintes.

Aqui em Portugal ninguém fala em produção nacional ou algo parecido, mas sim se fala em salvar os bancos a toda força seja a que custo for e depois de dois bancos pilares da economia terem caído (BANIF de forma duvidosa e o BES) para se considerar que a banca está mesmo em queda falta cair o Santander-Totta, o Millenium-BCP, o Montepio, a CGA, as Caixas de Crédito Agrícola Mútuo e o BPI.

 O Montepio já teve um mau rating há algum tempo atrás antes das eleições dos seus corpos directivos e as agências de rating deram algum benefício da dúvida a nova gerência do Montepio, mas não deve ser coisa que dure.

Outro facto que vai tornar esta situação ainda mais estranha é o facto da esquerda parlamentar não querer que a CGD seja investigada ao contrário do que defendem os partidos da coligação que foi apeada do governo no golpe de estado de  Novembro-Dezembro de 2015 e esta negação a investigação do banco do Estado torna a situação do banco do Estado ainda mais nebulosa porque esta negação á a sensação que a esquerda caviar que está no poleiro não é assim tão impoluta que quer se pense e também tem os seus podres porque para se ser a mulher de César não basta ser séria, tem-se que parecer séria também e não é esta imagem que sai da esquerda parlamentar.

Estou de acordo que se crie uma uma comissão de investigação a CGD e as suas várias gestões, sejam elas de que partido forem para que se saiba a verdade ou parte da verdade sobre estas imparidades que mais tarde ou mais cedo nos vão sair do coiro mesmo que não sejamos clientes do banco público e felizmente não sou e nem quero ser por estes e muitos outros motivos.

Ainda vamos pagae esta factura e com juros e depois não venham dizer que a culpa é do Passos porque o Passos já se afastou e muito do poleiro e agora quem manda é o Costa do Castelo e agora ele é o responsável maior pelas imparidades da CGD e pela escolha dos seus corpos gerentes e não se a CGD ganharia mais se fosse privatzada nem que forma parcial porque assim talvez alguns dos abusos e do nepotismo acabariam na maior instituição bancária nacional.

Confesso que fiquei siderado quando a esquerda caviar chumbou a criação da CPI para serem investigadas estas imparidades na CGD eainda mais siderado fiquei quando soube que os administradores da CGD fossem executivos ou não iriam ser aumentados e ainda por cima podem até ganhar mais do que o presidente da república ou o primeiro ministro e ao mesmo tempo querem aumentar a função pública e por outro lado nada de criação de emprego ou de cursos de formação profissional porque o IEFP está parado devido a dança das cadeiras.

Gostava de saber porque a esquerda caviar não quer a CPI sobre a CGD a não ser que tenha muitos rabos de palha no banco do Estado porque só assim se pode explicar porque a mesma gerigonça da esquerda caviar não quer que se faça esta investigação a CGD e esta investigação tem que ser feita por que por cada imparidade que existe na CGD pagamos nós e sai muito mais caro do que subsidiar colégios de meninos bem.

Como sempre deixo as minhas perguntinhas: Porque a esquerda não quer que a CGD seja investigada? Que segredos querem esconder? Quem ganha e quem perde com estas imparidades na CGD? Que caminho vai levar o banco do Estado? Será que vamos ter a troika à porta? Será que a república e o seu presidente ainda nos vale de alguma coisa ou não nos serve para nada?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar

 

publicado por tron às 13:27
 O que é? | | favorito
sinto-me:
música para pensar: Death on two Legs - Queen
18 de Janeiro de 2016

Sim meus amigos este governo de socialistas que agora rege Portugal nem tem 6 meses já vai ter uma visita da troika e esta chega a território português dentro de semana e meia e na mala traz uma lista de 18 exigências ao desgoverno do Füher Costa e vem porque as medias que António Costa tomou depois que tomou posse como Führer de Portugal fez regredir os acorodos assinados ainda em tempo de Sócrates e cumpridos de forma que se pode considerar radical por Passos Coelho.

As medias de António Costa não cairam bem em algumas cabeças pensantes da troika e daí a lista de exigências que não vão agradar com toda a certeza a bengala espartaquista que colocou Costa no poleiro da república e estas medias que foram revogadas em parte foram as mesmas que a troika vem agora questionar o porquê de António Costa as revogar, bem como o caso do Novo Banco e do Banif que deram muita azia em Bruxelas e nada tem a haver com as couves com nome da cidade capital da UE e da Bélgica.

Resultado no terceiro exame da troika pós-saída e após termos tido nota positiva em dois, vamos quase com toda certeza bater com os cornos no chão e com força graças as medidas de Costa e vamos ver quanto é que nos vai custar este re-entrar da troika e da austeridade porque se fosse seguido o plano de Coelho de pagamento da verba emprestada em 2017 ou 2018 estaria tudo pago e em 2019 teríamos dinheiro para aumentar reformas e fazer obras de expansão no metro de Lisboa, entre outras necessidades da nação que ficaram para trás para pagar as golpadas da banca e do sr. Sócrates Pinto de Sousa entre outros.

Vamos ver como é que a esquerda vai reagir a estas 18 medias e quem vai pagar a factura destas mesmas 18 medidas que já sei que nos vão explodir no colo com toda a certeza e depois vamos ver se movimentos como o APRE e outros que apareceram no consulado de Passos Coelho e ficaram eufóricos com a subida de Antóno Costa ao poder vão ficar quando virem que agora lhes vão a regueifa, mas com mais violência do que Passos Coelho fazia e se assim acontecer estou numa de poker e digo que pago para ver se vão também para a rua ou se ficam calados que nem mulas submissas ao seu patrão ou então se fazem como o aio de D. Afonso Henriques e em vez de se apresentarem acorrentadas ao rei de Leão (nada a ver com o Bruno de Carvalho, mas sim com o soberano da actual região de Espanha, que foi reino independente até ao casamento dos reis católicos) e em vez de irem a Massamá pedirem desculpa a Passos Coelho vêm para a rua pedirem desculpa por terem apoiado António Costa ou mostrar arrependimento.

No caso da esquerda espartaquista, este arrependimento vai ser mostrado da forma habitual que vemos na república, e vão tirar o tapete debaixo dos pés de António Costa e vêm dizer que ele é do piorio e quem sabe ainda aparecem a dizer que António Costa acaba por ser pior que Passos Coelho e talvez saia uma moção de censura por parte da CDU ou do Bloco de Esquerda e o PSD e o CDS têm duas opções: ou deitam o governo abaixo votando a favor desta possível moção de censura ou por outro lado abestêm-se, matendo Costa no poleiro mas com custos polítcos para este porque vai ter que revogar as medias que tomou para agradar a Jerónimo de Sousa e a Mariana Mortágua.

Falta semana e meia para o terceiro da exame da troika pós-resgate e se chumbarmos, vai ser lindo ver como António Costa se vai explicar perante a troika, as coisas que fez no 18 de Brumário para subir ao poleiro de forma maquivélica e no fim das contas vai ficar mesmo entre a espada e a parede e com as eleições presidenciais a se aproximarem porque já vão ser no próximo domingo dia 24 e se as sondagens se confirmarem, vai ser um aviso para Costa que não é tão do agrado dos portugueses e depois de dia 24 e com presidente novo eleito, vamos ver qual será o futuro de António Costa como Führer de Portugal e não é cá por coisas, mas estou a ver a coisa muito preta para os lados de António Costa se as sondagens acertarem no vencedor apontado por elas.

Sim, estou a prever que António Costa vai cair da cadeira como o outro António que esteve numa cadeira parecida durante 36 anos e que ao contrário deste, sabia mais de finanças públicas do que o resto do governo, embora se tivesse sido um pouco mais mão aberta estaríamos a frente da Espanha no IDH, mas não aconteceu e com esta e queda da cadeira se levantam algumas questões como quem é que vai para a cadeira, quem vai aparar a queda e quem vai ser o responsável pela queda.

Como sempre as perguntas: Qual vai ser a resposta de António Costa perante o incumprimento do que foi assinado pela nação? Qual vai ser a resposta de António Costa perante os portugueses se a austeridade doer mais do que no tempo de Passos Coelho? Qual vai ser a reacção da esquerda espartaquista? Se as 18 medidas forem impostas e Antóno Costa ter que as cumprir, será que vai conitnuar no governo?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar

publicado por tron às 12:15
 O que é? | | favorito
sinto-me:
música para pensar: Dried Up, Tied and Dead - Marilyn Manson
14 de Dezembro de 2015

No parlamento do reviralho hoje, o antigo poder, agora oposição lançou em discussão um projecto para criminalizar o abandono de idosos e abusos de toda a espécie contra idosos e este projecto apresentado pela antiga coligação de governo foi aprovada porque o PS num raro acesso de intelegência se absteve e assim a lei passou indo para a devida comissão parlamentar.

Gostava de saber porque o BE nem a franquia comunista chamada CDU não queria penalizar o abandono de idosos e infleizmente já assisti no lar onde a minha mãe sobrevivia ao verdadeiro abandono de idosos no lar porque ninguém das respectivas famílias se preocupava a ir ver os seus entes queridos nem que fosse uma vez por semana e sem ser eu apenas duas ou três pessoas iriam ver os seus partes uma vez por semana e mais alguns tinham a sorte de ver a família a cada 15 dias e muitos nem sequer uma chamada recebiam dos seus parentes e nem no aniversário recebiam uma sms e estes casos são cada vez mais e se não são em lares é nos hospitais e quem abandona os seus idosos deve ser chamado a atenção porque se um pai ou uma mãe cuida de um filho é o dever de um filho cuidar do seu pai ou da sua mãe quando este precisa depois de chegar a uma idade avançada.

Gostava de saber o que se passou nas mentes alteradas da esquerda espartaquista que queria não penalizar este acto criminoso e nesta lei consta também que os idosos não podem ser impedidos de ter acesso a bens e a serviços devido a sua idade e também não podem coagir os idosos que não estejam na totalidade das suas faculdades  que uma pessoa terceira administre os seus bens e não pode ser recusado o acolhimento do idoso caso este não queira passar os seus bens para a instituição via testamentária ou para que a instituição os administre  como passa a ser crime obrigar um idoso que não esteja na posse das suas faculdades actos notariais.

Esta lei até pode pecar por tardia, acho estranho é como vem a esquerda parlamentar votar contra uma lei que vai punir o abandono de idosos e estão mais preocupados com os animais que são usados em circos ou os touros nas touradas do que estão preocupados com aqueles cidadãos que apesar de terem passado boa parte das suas vidas a cuidar dos filhos, acabam os seus dias despejados num lar de idosos em muitos casos os filhos não querem ter o fardo de aturar os seus pais e quando os colocam em lares nem nos anos os vão ver.

Sei disso porque vivi a experiência de ter a minha falecida mãe num lar da 3ª idade e eu era dos poucos que ia visitar a minha mãe todos os dias e boa parte dos utentes nem sequer uma chamada telefónica tinham dos seus filhos ou netos e notava-se se não fosse o facto dos utentes mais lúcidos se entreterem a ouvir a bola ou a fazer artesanato ou mesmo irem registar o boletim do euromilhões ou beber um café a rua, estavam ali abandonados como fossem cães com sarna e quem faz isso deve ser punido e se eu tinha a minha mãe num lar é porque eu não tinha condições para a ter em casa porque por minha vontade a tinha em casa ao pé de mim, mas não tive esta sorte de puder ter a minha mãe junto de mim nos seus dias do fim e aí a lei deve separar o trigo do joio e ver aqueles que não querem saber dos pais e os colocam num lar como se colocam crianças numa cresce, ou aqueles que não podem ter os pais em casa por estes terem problemas de saúde sobretudo devido a idade ou alguma doença incapacitante.

E volto a bater no ceguinho saber o que a esquerda parlamentar tinha na cabeça para chumbar um diploma socialmente aceitável e que apenas peca por ser tardio porque já deveria de ter sido feito noutras legislaturas anteriores independentemente de quem fosse o primeiro-ministro ou o partido no poder e é de uma estranheza esta atitude da esquerda parlamentar e ainda bem que os socialistas tiveram dois dedos de testa e se abstiveram para não queimar o acordo parlamentar que lhes segura o governo e por outro lado deixa passar uma lei que peca por ser tardia porque há centenas de casos de idosos mal tratados e abandonados.

Como sempre as minhas perguntas sem resposta: Porque raio a esquerda parlamentar votou contra esta lei? Será que são defensores de alguma medida para os idosos semelhante a Aktion T4 do 3º Reich? Porque não se pode punir o abandono de idosos?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar

publicado por tron às 23:15
 O que é? | | favorito
sinto-me:
música para pensar: Death on two legs (dedicated to ....) - Queen
08 de Dezembro de 2015

A esquerda espartaquista que se uniu ao PS para derrubar o governo do Führer Coelho parece que está ainda sob o efeito de algum anestésico forte porque ainda não viu que Costa não vai dar tudo aquilo que a esquerda queria e usava como suas bandeiras principais como o caso da redução das sobretaxas de IRS apenas para falar o mais doloroso no bolso dos portugueses comuns.

Nada que eu não esperasse porque com os socialistas não se pode esperar nada de bom, muito pelo contrário apenas podemos esperar tudo de mau e de infame que nos possa passar pela cabeça sem ser preciso ser um grande teórico da conspiração, apesar disso a greve do metro foi desconvocada embora ainda hajam outras marcadas todas contra a privatização dos transportes públicos das duas maiores cidades da república e que poderia valer uma entrada de dinheiro fresco nas respectivas empresas cronicamente deficitárias e cujo buraco é tapado com o dinheiro dos nossos impostos.

A privatização está na cabeça dos socialistas embora seja feita em moldes diferentes das ideias que o governo de Passos Coelho queria e com estas crispações lactentes entre o PS e as suas bengalas não estou a ver o governo de António Costa durar mais do que seis meses porque este é o tempo que o presidente da república precisa de esperar para dissolver o parlamento e convocar novas eleições gerais no mais breve trecho possível como manda a lei fundamental que tem sido evocada por tudo e por nada.

Vamos ver se a esquerda que se diz defensora dos mais fracos e da classe operária e por aí fora se vai manter a cassete ou se se vai render aos encantos do antigo edil da maior autarquia da república e neste segundo caso como é que as direcções partidárias irão esplicar aos seus militantes e simpatizantes que assinaram acordos que afinal não passam de prolongar da austeridade imposta por Passos Coelho a ordens de Berlim e que afinal mais valia terem ficado quietos e terem deixado o governo Passos Coelho acabar o seu segundo mandato; mas não nos podemos esquecer que quase todos são doutores, mas são daqueles doutores que quando vão a um concurso de televisão nem sabem quem foi o primeiro rei de Portugal ou coisa parecida e com tão raras inteligências como pode andar para a frente a nação que leva quase mil anos de idade e tem sido tão mal tratada nos anos mais recentes com governos de competência duvidosa.

Nestas jogadas sabemos quase todos que há sempre poderes escondidos e que são estes que mandam em Portugal porque quase nem adianta se ir votar porque vão sempre votar nos mesmos em vez de votarem numa outra qualquer força política que não sejam os mesmos, mas que não seja o PAN, porque o caso do PAN é mesmo aquilo que podemos chamar um partido de empatas ou que só serve para encher chouriços porque ainda não os vi a lançar uma ideia para ajudar a nação e estão mais preocupados com os bichinhos do que estão preocupados com as pessoas.

Estou numa de expectativa para saber qual vai ser a resposta da esquerda em relação as medidas anunciadas pelo desgoverno dos socialistas e para ver se o PC através da CDU vai votar a favor de mais austeridade e assim caia a máscara e mostrem a verdadeira face da CDU e todos os partidos que derrubaram Passos Coelho porque nem a portagem das SCUT vai tirar e e vai manter a situação tal como estava nos tempos de Passos Coelho e vamos ver agora como é que a esquerda vai reagir porque ainda está em choque com a queda do chavismo na Venezuela e tem enviado mensagens de apoio a um ditador em queda e nas costas deles, o Costa faz o que quer como fosse o dono do terreiro e não dependesse de ninguém para ser Führer de Portugal e quem votou na esquerda espartaquista deve estar a pensar agora na bodega que fizeram ao correr com o Coelho do poleiro porque afinal, o Costa é mais do mesmo e nada vai mudar a não ser que mudem as moscas porque o estrume continua a ser o mesmo e ainda vamos ver a troika a entrar de novo e de novo vamos ver um governo a cair e desta vez provavelmente teríamos eleições gerais e duvido que desta vez houvesse uma maioria de esquerda porque muitos eleitores se vão sentir enganados pela esquerda que está a servir de bengala a um governo do PS que cada vez está mais parecido com o governo anterior e a coisa ainda vai ficar pior.

E ficam as minhas perguntas de sempre: Quanto tempo vai durar o governo de António Costa? Qual vai ser  a reacção da esquerda espartaquista as traições de Costa? Será que este novo governo vai durar 4 anos?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar

publicado por tron às 18:33
 O que é? | | favorito
sinto-me:
música para pensar: Stone Cold Crazy - Queen
27 de Novembro de 2015

PS, Bloco e PCP têm 20 dias para se entenderem sobre austeridade

 

 

 

 

 

A união à esquerda ainda tem falhas: devido à falta de acordo entre o PS e os restantes partidos da esquerda, em especial o PCP, as propostas sobre redução dos cortes salariais, sobretaxa e CES acabaram por não ser votadas.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

(Fonte: Público Online)

publicado por tron às 23:50
 O que é? | | favorito
sinto-me:
música para pensar: Money For Nothing - Dire Straits
23 de Outubro de 2015

António Costa com as suas tentativas de assalto ao poder e junção aos comunistas e aos trotskistas faz recordar para quem estudou história a sério como eu e que vai sempre se actualizando sempre que surge uma qualquer descoberta nova, com toda a certeza vê nas manobras do líder socialistas um cópia maquiavélica das jogadas de Adolf Hitler usou para subir ao poder.

Tal como António Costa; Adolf Hitler se aproveitou da situação deblitada da economia alemã dos anos 30, das acontantes humilhações sofridas pela Alemanha no período entre-guerras e da situação mais do que precária das classes sociais mais baixas e dos medos das classes mais altas tinham em relação ao bolchevismo e outros extremismos e jogando com esta situação Adolf Hitler conseguiu nas últimas eleições livres na Alemanha unida antes da II Guerra Mundial para subir ao poder. Ao contrário de Hilter que conseguiu distorcer a direita mesmo a mais liberal dentro da área conservadora a seu favor; António Costa está a fazer com a esquerda o mesmo que Hilter fez com a direita liberal em 1933 e quando vir que não preicsa deles se vai livrar deles de uma forma relativamente humilhante e abrir fracturas na nação com a sua traição que já é típico dos socialistas.

Está é a única diferença entre António Costa e Adolf Hitler é a seu catalisador de poder, porque no caso de Adolf Hitler foi a direita liberal e democrata-cristã e no caso de Costa é a esquerda comunista e a esquerda radical porque de resto a música é a mesma e os anti-coelho cegos de raiva se esqueceram da lição que filha de Heródoto e protegida da musa Clio ensinou ao mundo nos anos 30 e 40 quando um germano-austríaco que nunca passou de cabo na I Guerra Mundial conseguiu se aproveitar da situação caótica da sua nação adoptiva para subir ao poder e cometer dos piores crimes contra a humanidade qual enviado da Besta Bíblica e António Costa, cidadão de origem goesa quer tomar o poder da república, literlamente a qualquer preço usando a seu favor as crispações entre esquerda e direita.

Esta mesma esquerda deve ter memória curta porque além da jogada hitleriana de Costa se estão a esqucer que foi o PS que trouxe a troika para Portugal e que António Costa era figura grada do desgoverno de Sócrates e foi a mesma esquerda com o apoio da coligação PSD/CDS que derrubou um governo democraticamente eleito ou assim aparentava ser e as peças do xadrez da anarquia espartaquista em Portugal mudaram de lado e agora estão do lado daquele que deixou a cidade de Lisboa nmum desastre, que não resolveu entre outros problemas, a habitação social ou aquele buraco onde antes era a Feira Popular e ainda abriu mais buracos na cidade de Lisboa e se desgraçou a capital o que será ele capaz de fazer pela nação e se ele fizer o mesmo pela nação que fez pela capital lusitana, então vai ser a desgraça total.

Estou em parte de boca aberta de como o Bloco de Esquerda e a CDU se venderam ao PS só para terem lugar no poleiro da república e estão a agir como os partidos conservadores na Alemanha de Weimar que se aliou ao SEGUNDO CLASSIFICADO nas eleições alemãs de 1932 e depois vimos o que aconteceu na II Guerra com o holocausto e em Portugal o ciclo está-se a repetir e o sábio e douto escritor português Eça de Queiroz disse a história é um ciclo e a parte mais negra da história da humanidade no século XX se está a repetir na lusa pátria onde em vez de ser o NSDAP a ser o segundo transformado em primeiro à força graças a miséria de uma nação mal gerida e humilhada perante uma crise criada pela má cabeça de governantes inaptos e interferências externas é o PS a desempenhar o mesmo papel 83 anos depois.

Para ajudar a festa hoje foi eleito para segunda figura da república Ferro Rodrigues que como devem saber teve envolvimento no caso Casa Pia e que agora comçaram a surgir e ao contrário do deputado Paulo Pedroso que fez tudo para sair do mundo da política pelo menos até caso cair no esquecimento ao ponto de quando foi uma das vitórias eleitorais de Sócrates tentou tanto se sumir do mundo da política que escolheu ser deputado suplente ou estar num lugar não eligível, mas acabou por ser eleito mas ainda teve a dignidade de sair por cima e saiu do parlamento por sua vontade ao contrário do que fez Ferro Rodrigues que continuou nas ribaltas da política.

A forma como a coisa está, está em ponto de conflito instituicional nem sei aonde esta coisa chamada república vai parar e cada vez mais está mais parecida com a Alemanha de Weimar e espero que não venha a ter o mesmo desfecho que a Alemanha teve em 1932 e não estou a pedir muito porque quem pode e deve evitar esta situação se está nas tintas para esta situação.

E deixo as minhas perguntas: Não seria melhor umas novas eleições ? Que caminho leva Portugal ? Porque se nomeia um governo de iniciativa presidencial até se prefazerem 6 meses e haver novas eleições gerais ? Afinal quais são os poderes do presidente da república ? Afinal para que nos serve a república e o seu presidente ?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar

publicado por tron às 22:27
 O que é? | | favorito
sinto-me:
música para pensar: Anarchy in UK - Sex Pistols
Junho 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
Visitantes
AmazingCounters.com
links
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
Um de seis Milhões