Reportagens de Critica Investigação e Opinião
REPORTGENS, CRÍTICAS E INVESTIGAÇÕES DO CYBER-RERPORTER + SECRETO DO MUNDO Blog Nacionalista e Monárquico (UM AVISO: AQUI NÃO VAI ENTRAR O NOVO ACORDO ORTOGRÁFICO BLOG MONÁRQUICO E NACIONALISTA)
12
Ago 17

Estamos a assistir a nascer de uma nova guerra mundial e ninguém por parte dos polícias do mundo tem tomates para travar a situação a não um dos maiores idiotas a entrar na porta nº 1600 da Pennsylvania Avenue, em Washington DC, capital do EUA para assumir o cargo de Presidente dos EUA que o torna um dos homens mais poderosos do planeta Terra.

O menino mimado da Coreia do Norte e que encontra apoiantes um pouco por todo o mundo sobretudo dentro dos partidos comunistas e de alguma esquerda parasítica que ainda pensa que existe URSS está a provocar o homem mais poderoso do mundo que para azar da humanidade é um idiota chapado, mas é único que está a fazer frente a um tipo que não passa mesmo disso, de um mimado e se o idiota da Casa Branca se passar da moina...bem aí que Deus nos proteja.

Os outros polícias do mundo não passam de sanções, mas isto está visto que não o trava e o português que está na frente da ONU é outro verbo de encher a imagem de Boutros-Ghali que via a guerra da Bónsia e os vários massacres contra a população local e nem um dedo mexia para que fosse usada a força porque tal seria a única forma de travar tanta morte de inocentes.

Enfim, por vezes a ONU lembra a defunda Liga das Nações, surgida tal como a ONU, na ressaca de uma guerra mundial e que com o passar do tempo foi perdendo importância e força devido as guerrinhas intestinais no seu interior enquanto o mundo pega fogo e os líderes das mesmas organizações não têm coluna vertbral suficiente para serem dignos de tal cargo porque há alturas que um secretário-geral da ONU tem que puxar dos galões e dar um murro na mesa e não hesitar em arriscar o próprio coiro e mostrar para que serve o seu cargo porque se é para ser um verbo de encher então que saia antes que a guerra comece e deixe o cargo para quem saiba lidar com ele.

Estamos a ver que o Idiota da Casa Branca depois da trip incial está a fazer aquilo que Guterres ainda não teve coragem para fazer que é dar um murro da mesa e chamar a atenação destes ditadorzecos comunistas um que é o terceiro de uma dinastia de ditadores que mantém uma nação sob o seu o domínio e está a querer comprar uma guerra mundial e outro que é um verdadeiro Pinochet de Esquerda e que tem massacrado os seus compatriotas apenas por pensarem diferente daquilo que acredita e tem uma legião de acólitos lembrando certos ditadores que o mundo apenas quer lembrar nos livros de História.

Confesso que temo pela humanidade se aquele mono que está em Nova Iorque não reage a estes problemas presentes no mundo e que seria o dever dele resolver a bem, mas aquela coisa não passa mesmo de um mono que não se mexe e deve estar a espera que o psicopata do Kim ataque território dos EUA e depois aconteça aquilo que a minha geração cresceu a temer que era um conflito nuclear: nos meus tempos era um conflito entre o Pacto de Varsóvia encabeçado pela URSS e a NATO encabeçada pelos EUA que, sobretudo nos anos 80 desataram ambos os lados numa corrida a formas mais pesadas de matar seres naquilo que se chamou MAD ou destruição mutúa assegurada e foi este equilíbrio que manteve o mundo longe do holocausto nuclear porque ambos os lados apesar de terem o desejo de aniquilar o outro com armas nucleares, sabia que o que recebia o ataque respondia a letra e ainda teria força para um segundo ataque de vingança pelo menos.

Agora aparece este micróbio da Coreia do Norte que pensa que é alguma coisa e está a brincar com o fogo e com tantos idiotas nos cargos de poder que poderiam travar este micróbio com algo mais do que sanções económicas e se deveria de partir para outro ponto para que se evite o conflito que cada vez mais se aproxima e este ponto tem que partir da inciativa da ONU na pessoa do seu secretário-geral e não de uma nação seja ela qual for.

Como sempre deixo as perguntas, mas desta vez apenas uma: Aonde pára o secretário-geral da ONU?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar

 

 

 

publicado por tron às 17:54
|  O que é? | favorito
sinto-me:
música para pensar: Enola Gay - OMD
17
Jun 15

Esta crise quase prepétua que Portugal vive pelo menos desde do 25 de Abril tem uma espécie de achaques que a aprofundam mais ainda; todavia intercalados por aparentes melhorias, das quais apenas alguns poucos conseguiram se aproveitar.

Nos últimos 4/ 6 anos que tem pago as favas de todos os roubos e nos tempos mais recentes este pagamento tem sido feito de uma forma cruel, enquanto por outro lado há despesas que se poderiam cortar e ningu+em as corta e eu gostava de saber porque não as cortam.

Vos falo de mas um ano que os funcionários públicos irão continuar a ter os salários congelados e esta congelação também incide sobre os salários mais baixos da FP que estão congelados desde dos tempos de Sócrates ao que temos que acrescentar o aumento da idade para reforma completa e o aumento de anos necessários para uma reforma completa que já não são 36 anos, mas sim peo menos 40 ou mesmo 45 anos e em alguns casos chega a ir aos 50 anos de descontos o que em termos civilizacionais é brutal.

Agora aquele clone de Adolf Hitler com toque de Reinhard Heydrich ou Himmler e de cabelo loiro que é ministra das finanças e que gosta tanto dos funcionários públicos de baixo e médio escalão e sem partido como Hitler gostava dos judeus, mais uma vez ataca os FP com menos dinheiro no bolso e por outro lado deixa que os gastos de gabinete da república e os salários dos políticos subam para níveis estratoféricos e os políticos da chamada esquerda ficam caladinhos e andam entretidos a copiar o Siryza e nos vão dando circo enquanto os assaltos continuam e as greves dos transportes estão a ultrapssar o limite do tolerável.

Mas como Portugal é o país dos 3 F's e dos brandos costumes nnguém diz nada até que lhes toque na pele e depois aí já acordam e os deputados da esquerda em vez de abrirem os olhos para o que se passa na nação com a saúde, educação e trabalho; andam entretidos com as novelas do BES e dos submarinos e do preso 44 e o resto que se lixe e quando aparecer uma legião de sem-abrigo ou de moradores em pensões e alojamentos manhosos com salários de 700 ou 800 euros porque não podem pagar a renda ou a letra da casa onde moram ou que comecem a ir as carrinhas da assistência alimentar não estranhem.

Com estas atitudes se vê mesmo que quem está no poder da república acena a palavra democracia com desdém e com quase a certeza absoluta chumbaram em história porque foi mesmo assim que os extremismos nasceram na Europa dos anos 30 e aquilo que Winston Churchill avisou o mundo civilizado para não deixar a Alemanha ganhar muito poder...mas na Europa se deixou a Alemanha ganhar demasiada força e agora a Grécia sofre e Portugal também não fica atrás, havendo uma pequena diferença é que em Portugal quem manda é mesmo Adolf Hitler , digo, Angela Merkel, tendo em Portugal uma espécie de Governo de Vichy com várias franquias sobretudo maçónicas no parlamento que por vezes parece uma praça de touros, mas de touros sobreros, touros suplentes sem qualquer valor para serem lidados a não ser que um dos touros principais tenha algum problema; mas os sobreros que temos no Parlamento apenas servem para duas coisas: Cobrição e pastarem porque de resto nem para puxar um arado servem.

E como quase sempre ficam as minhas perguntas sem resposta: Porque são sempre os mesmos a pagar ? Aonde está a democracia ? O que fizeram a democracia ? Será que a república ainda tem razão de existir ? Porque não cortam nas despesas de gabinete ? Que país é Portugal afinal ? Para que raio nos serve a república e o seu presidente ?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar

publicado por tron às 23:09
|  O que é? | favorito
sinto-me:
música para pensar: Nazis - Roger Taylor; Vossa Excelência - Titãs; Sem eira nem beira - Xutos & Pontapés
31
Out 12

Embaixador de Israel diz que Portugal tem "uma nódoa" que os judeus não esquecem

 

 

 

 

O tema era o ensino do Holocausto e o embaixador de Israel em Lisboa, Ehud Gol, aproveitou-o para exortar Portugal a assumir as suas responsabilidades

 

 

 

 

 

Com palavras duras, Gol lembrou terça-feira, na Fundação Gulbenkian, em Lisboa, que Portugal "foi o único país que colocou a sua bandeira a meia haste durante três dias", quando soube da morte de Adolf Hitler. "É uma nódoa que para nós, judeus, vai aparecer sempre associada a Portugal", exclamou.

 

 

 

 

(Fonte: Público)

 

 

 

 

 

De facto o regime republicano tem feito coisas de deixar um português.....preto de vergonha

publicado por tron às 23:50
|  O que é? | favorito
sinto-me:
música para pensar: And Justice For All - Metallica
17
Out 11

publicado por tron às 23:17
|  O que é? | favorito
sinto-me:
música para pensar: Money - Pink Floyd
27
Jan 10

Ao pesquisar material para o artigo anterior não pude deixar passar em claro um pequeno artigo da Wikipedia que fala dum oficial das temidas SS que foi colocado no campo da Morte e que ao ver que aquele não seria um campo de concentração com os outros se quis ir embora, o seu nome é Oskar Gröning.

Entre outra tarefas tinha que fazer a triagem dos judeus que iriam directos para a câmara de gás ou aqueles que iriam servir de mão de obra escrava e dois episódios em especial marcaram a vida deste homem um deles foi quando ele assistiu impotente ao assassinato de uma criança por parte dum colega seu quando este esmagou o crânio de uma criança só por esta estar a chorar, o que fez que Oskar tivesse pedido a transferência para outra unidade para não assitir mais isso, pedido o qual foi recusado e outro episódio aconteceu alguns anos depois deste, mais precisamente 40 anos depois da guerra quando este homem já de idade avançada teve acesso a um panfleto infame de Thies Christophersen e o Sr. Gröning apenas tem a seguinte resposta:

 

"Eu vi tudo, as câmaras de gás, as cremações, o processo de selecção, milhão e meio de judeus morreram em Auschwitz, eu estive lá.

 

Este senhor depois desta resposta ainda recebeu chamadas telefónicas, cartas de estranhos que batiam na mesma tecla ao negar o Holocausto e a exstência do campo da morte de Auschwitz e perante isto, o Sr. Gröning disse aos detractores do Holocausto:

 

 

 

"Eu queria que acreditassem em mim. Eu vi as câmaras de gás. Eu vi os crematórios. Eu vi os fornos abertos. Eu estava na rampa quando aconteceram as selecções. Eu queria que

acreditassem que estas atrocidades aconteceram mesmo porque eu estive lá"

 

Para é mais do que suficiente para provar o Holocausto mas mesmo assim há quem o negue e no blog 31 da Armada a data da morte de Miep Gies, guardiã dos manuscritos do Diário de Anne Frank, falecda a 13 de Janeiro de 2010,  veio um artigo a lembrar a morte da Sra. Gies e houve vários comentadores que negaram a veracidade dos relaros bem como houve quem negasse nos comentários o Holocausto e a quem negou o holocausto recomendo que leia este artigo de fundo que estou a fazer.
Hoje muitos dos que passaram pelo Holocausto testemunharam na primeira pessoa o que é passar pelo pesadelo de sentir a morte de perto todos os dias sem saber se vai morrer  no dia seguinte e de como vai morrer e hoje nas cerimónias não ver tão democrática esquerda portuguesa dá para ver como eles são tão democráticos como aqueles que há mais de 70 anos começaram o Holocausto as ordens dum senhor austriáco que o Grande Fernado Pessa chamava "o Sr. Hitler"

Antes de publicar este artigo vos recomendo o filme "Freedom Writers" de 2007 onde uma professora pega numa turma de alunos de cortar a faca, muito típica de muitos liceus americanos e até mesmo portugueses e puxa por eles, tenta-lhes ensinar valores como a tolerância e qual a mlehor forma senão lhes por a ler o Diário de Anne Frank e convenceu os alunos a convidar a guardiã dos manuscritos , a Sra, Miep Gies cujo papel é desempenhado pela actriz Pat Caroll.

O filme se baseia no livro "The Freedom Writers Diary" escrito pela professora Erin Gruwell e os seus alunos do liceu Wilson High www.en.wikipedia.org/wiki/The_Freedom_Writers_Diary vos recomendo o filme, já vi e gostei e espero que este artigo vos faça pensar porque mesmo esta a intenção.
E ficam as minhas perguntas de sempre: Porque ainda negam o Holocausto ? Será que quem nega quer fazer algum ? Que mais provas precisam para o provar ? Será que quem nega o Holocausto quer lá voltar e exprimentar ? Que raio de mundo é este que nega o maor dos pesadelos ?
Que gente ´e esta que nega tudo aquilo que milhões viram ? Andam doidos ? Aonde estava a esquerda portuguesa para não aparecer nas comemorações da libertação de Auschwitz ?
Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar

publicado por tron às 23:01
|  O que é? | favorito
sinto-me:
música para pensar: All God's People - Queen
27
Jan 10

Hoje, aos 27 dias do mês de Janeiro passam 65 anos que os prisioneiros do campo da morte de Auschwitz-Birkenau forma libertados pelo exército Vermelho na sua cavalgada imparável até Berlim e quando muitos negam o holocausto, muitos incluindo, não judeus que lá estiveram presos testemunharam que houve mesmo holocausto ao contrário daquilo que muitos espertos do mundo afirmam.
Muitos representantes do Parlamento Europeu, estão hoje naquilo que foi o maior campo da morte do 3º Reich, onde se matou gente como se mata animais num matadouro e o lembrar da libertação deste campo que simboliza o quão estúpido pode ser o ser humano para os seus semelhantes só por alguns serem diferente, também simboliza a libertação de todos os outros campos, curioso foi ver que ninguém da chamada esquerda democrática (Bloco de Esquerda e CDU) mandou representação as comemorações da libertação de tantos milhares de pessoas que apenas não cumpriam os padrões de “perfeição ariana” e estes mesmos que não foram ainda têm a lata de combaterem movimentos de extrema-direita ou de contestar as bocas de Le Pen, quando não vão lembrar as vítimas de um dos maiores monstros da humanidade que se dizia socialista e que se reconhece da direita do mais extrema possível de tal forma que nem Salazar o tolerava (a Hitler).
Está visto que a esquerda em Portugal é tão democrática como era o regime do 3º Reich na Alemanha porque prefere ser orgulhosamente só (aonde ouvi isto ?) a defender os terroristas do que lembrar aqueles que foram mortos as ordens de um verdadeiro Anticristo senão o Anticristo em pessoa, e devido aos seus ideais de defesa dos terroristas não vão lembrar tanto as vítimas como aqueles que são chamados de “Justos entre as nações” os que para mim e muitos de nós são os seres maiores, a verdadeira “Raça Superior” porque ousaram desobedecer e salvaram milhares de vidas duma morte atroz, um deles era português e desobedeceu a Salazar e tal como quase todos “Justos entre as nações” morreu na miséria, mas aqueles ou os seus descendentes estão sempre a lembrar estes homens e mulheres que foram aqueles que nós humanos somo aqueles tantos devemos tanto a tão poucos.
Que nunca mais se repita o que se passou na segunda guerra, chegou de massacres, embora os conflitos no mundo se tenham invertido e vos digo isto porque antes da primeira guerra o que foi a sua génese foram conflitos regionais mal resolvidos; e depois da segunda guerra os conflitos regionais proliferaram praticamente por todos os recantos da Terra havendo pequenos grandes holocaustos por todo o lado, na guerra dos Balcãs, nas guerras do Congo e do Ruanda, nas Filipinas, no Cambodja só para dizer alguns.
Está visto, o ser humano é estúpido e não aprende com os erros do passado como foi o Holocausto ou como deve ser chamado o dia de Yad Vashem para relembrar tanto as vítimas como os heróis.
Que acabem os holocaustos e que sejam sempre lembrados aqueles que fazem tudo para salvar uma vida porque:


QUEM SALVA UMA VIDA SALVA O MUNDO INTEIRO


E deixo as minhas perguntas: Porque ainda se mata no mundo por pequenas diferenças ? Porque ainda há guerra ? Porque se financia a guerra ? Porque se apoiam terroristas ? Porque não se lembram os Justos entre as nações ? Aonde está a democracia da esquerda em Portugal ?
Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar

publicado por tron às 18:16
|  O que é? | favorito
sinto-me:
música para pensar: Is This The We World Created...? - Queen
13
Jan 10

Sei que hoje é um dia marcado por uma tragédia de proporções extremas onde o número de mortes é um dos maiores dos últimos tempos e não me sinto capaz para fazer um artigo dos habituais e com tanta tragédia do mundo quis prestar a minha homenagem a uma grande mulher que muito arriscou para salvar uma família judia e trazer aos das de hoje um diário que mostra como o ser humano consegue ser tão desumano com os da sua própria espécie.
Esta senhora que morreu aos 100 anos no dia 11 de Janeiro de 2010 que guardou os manuscritos originais do Diário de Anne Frank que relata na primeira pessoa o que é viver no holocausto, no pior que a humanidade consegue fazer e que nos últimos tempos tem mostrado sinais de lá voltar com formas de massacre um tanto de nada semelhantes.
Já li que um dos livros mas lidos no mundo e que talvez acabe por comprar não passa dum embuste, mas a Sra. Gies passou boa parte da sua longa vida a defender a veracidade dos relatos do Diário de Anne Frank, bem como deu conferências para abrir os olhos do mundo para a defesa dos direitos humanos e para que não violem mais os direitos humanos como no holocausto e como muitos negam o holocausto e as estes digo que estão enganados muito líder mundial precisa de ver livros como o Diário de Anne Frank ou consultar as biografias de homens como Oskar Schindler, o embaixador sueco Raoul Wallenberg e dos seus assistentes ou do cônsul português em Bordéus Aristides de Sousa Mendes que testemunharam na primeira pessoa o suplício do holocausto e da fuga de milhões de almas da morte certa.
Agora ainda se continua a matar seres humanos por tudo e por nada em especial por nome de religião quando as religiões do Livro dizem “Não Matarás” e quantos milhares não foram mortos em nome da religião em toda a espécie de perseguições desde da inquisição às cruzadas passando pelo anti-semitismo, e por coincidência hoje passam 112 anos da publicação da carta “J’Accuse” de Émile Zola onde este mostra que a condenação do capitão Dreyfus não passa de motivação religiosa para desculpara o descalabro francês na guerra Franco-Prussiana dado que Dreyfus era judeu e havia uma enorme comunidade judaica no ainda na altura Império Alemão.
Seja como for o Diário de Anne Frank chegou aos nossos das graças a Sra. Gies e é um relato do desespero duma família que tentou fugir da morte, a mesma senhora que com o seu marido ajudou os Frank até serem denunciados a Gestapo e da família Frank apenas sobreviveu o pai (que morreu em 1989) e alguns primos afastados, todos os outros refugiados no sótão dos Giep morreram nos campos da morte do 3º Reich.
Há uma música dos Queen, melhor falando feita pelos membros sobreviventes dos Queen que vem no álbum Queen Rocks que foi feita em tributo de todos aqueles que morrem antes do tempo, daqueles que são bons e nos deixam e que nunca deveriam de morrer e que deveriam de ser imortais ou nós que nada somos é que deveríamos morrer antes destas grandes pessoas que muito fizeram ao mundo e a música se chama “No-One But You (only the good die young)” e que cujo vídeo está na coluna dos vídeos deste mesmo blog.
Deixo um pedido que se deixe de matar tanta gente no mundo porque quando trata de fazer massacres a própria natureza se encarrega de os fazer e o sismo do Haiti e outros eventos semelhantes assim o provam e se puderem assim que houver alguma campanha ajudem porque não se sabe se amanhã acontece um super sismo em Lisboa ou em outra qualquer cidade portuguesa e olhem que o sismo de grau 6 que aconteceu em Lisboa em Dezembro me pregou um valente susto e foi com epicentro no mar agora imaginem se tivesse sido em terra como foi este.
Bem nem quero penar, apenas agradecer a Sra. Giep pela sua lição de coragem e que a sua coragem e a sua persistência sejam uma lição para todos nós.

publicado por tron às 23:55
|  O que é? | favorito
sinto-me:
música para pensar: No One But You - Queen
24
Nov 09

Sim, meus amigos e minhas amigas, o título deste artigo dz tudo, mas uma vítima da vacina Pander não sei das quantas em Portugal e novo um feto viável, melhor mais do que viável porque o feto já estava nas 39 semanas de gestação, portanto estava no limiar de nascer e a desculpa da Direcção Geral de Saúde é que foi estrangulamento pelo cordão umbilical, mas pelo que sei um feto as 39 semanas já está normalmente em posição de nascer não havendo obstáculo nenhum ao seu nascimento e vos falo por experiência própria porque a minha sobrinha mais velha tinha pressa a nascer e os falsos alarmes de sinal de parto antes das 40 semanas foram mais do que muitos e as ecografias que não mostraram qualquer sinal de estrangulamento e a minha sobrinha mais velha tinha ao nascer 55 cms de comprimento e mais de 3 kilos e meio, por isso não era uma criança pequena em especial quando a minha irmã tem por volta de 1 e 60 de altura e na altura a minha irmã tinha 18 anos.
Agora em Portalegre, uma mulher com 27 anos perdeu o seu primeiro filho uma semana antes desta mesma criança nascer porque ao se querer proteger a si e ao seu filho fez o erro de tomar a vacina contra a gripe A que em Portugal tem um aditivo ou coadjuvante que foi rejeitado nos Estados Unidos por cumprir os padrões de segurança da FDA e na Suíça a vacina da gripe A com aditivo foi rejeitada e retirada do mercado e foi substituída pelo “modelo” americano que é sem aditivo apesar de na Confederação Helvética ainda não ter tido mortes de fetos devido a vacina da gripe A.
Não sei do que estão a espera para substituir a vacina que mata crianças a caminho de nascer, a não ser que um dos membros do governo ou das direcções gerais em especial da saúde perca um filho ou tenha uma morte na família relacionada com a vacina da morte aí já se vão mexer, mexerem-se quando for tarde demais como acontece sempre nesta Sicília Hispânica e de certeza vão aparecer mais casos de mortes fetais relacionadas com esta mesma vacina, não vou contradizer a segurança da vacina pois esta é derivada dum vírus morto, ou como se diz, inactivado mas questiono sim as reacções adversas dos aditivos que possam vir com a vacina que tal como os excipientes que vêm com qualquer remédio que podem causar efeitos secundários que vão desde duma comum diarreia a choques anafiláticos que podem ser fatais.
Mas pelo visto os estudos de medicina do director geral de saúde e dos senhores da agência para o medicamento não são os suficientes para ver o que está mal e onde está mal e só acordam quando é tarde demais, e aí ou vêm com desculpas de mau pagador ou então vêm com ajudinhas de circunstância que poderiam ser evitadas se abrissem os olhos bem abertos mas os interesses instalados funcionam como a pala nos olhos dos burros e dos cavalos de carga.
E ficam as minhas perguntinhas de sempre: Quando é que tiram essa vacina do mercado ? Estão a espera do quê ? Estão a espera de mais mortes ? É preciso alguma petição ? O que mais falta acontecer para adoptarem uma vacina sem aditivo ?
Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar

publicado por tron às 20:32
|  O que é? | favorito
sinto-me:
música para pensar: All Dead, All Dead - Queen
Dezembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
links
blogs SAPO