Reportagens de Critica Investigação e Opinião
REPORTGENS, CRÍTICAS E INVESTIGAÇÕES DO CYBER-RERPORTER + SECRETO DO MUNDO Blog Nacionalista e Monárquico (UM AVISO: AQUI NÃO VAI ENTRAR O NOVO ACORDO ORTOGRÁFICO BLOG MONÁRQUICO E NACIONALISTA)
25
Out 17

Nunca me lembro na minha vida de ver estes números tão graves em termos de mortes nos incêndios florestais nesta nação em 38 anos de vida.

Mais de cem mortos, mais precisamente 106 mortos causados pelos incêndios florestais em apenas 4 meses algo nunca visto e que foi causado sobretudo pela incúria de sucessivos governos, mas que este governo da gerigonça não soube corrigir erros do passado e os erros passados foram-se acumulando e chegaram a um ponto de serem imperdoáveis.

Está claro que a demissão de Constança Urbano de Sousa é o primeiro passo de muitos passos a serem dados para que se resolva de forma definitiva ou perto disso o problema dos incêndios florestais porque se chegou ao ponto de quase não termos floresta para se respirar e como disse uma vez o grande Zé Leonel dos Ex-Votos "Com as árvores a queimar já custa a respirar".

O presidente da república quis colocar nas mãos do parlamento, o hipotético futuro do governo da gerigonça; sobretudo depois da demissão de Constança Urbano de Sousa (Ex-MAI) ao mesmo tempo que exigiu medidas para que não se repitam tragédias como do Pedrogão e dos 500 incêndios que foram em quase todo centro e norte desta nação ao ponto de aniquilar o Pinhal de Leiria mandado plantar pelo Rei D. Afonso III e concluido por D. Dinis no século XIII para conter as areias que arruinavam os campos agrícolas da zona de Leiria e Marinha Grande.

Além dos danos ambientais e materiais que são já de si trágicos, ainda são de lamentar os damos humanos que somam 106 vítimas mortais e dezenas de feridos cujas dores não há remédio do mundo capaz de mitigar na totalidade e se Marcelo colocou nas mãos do parlamento o futuro do governo não deveria de ter sido de ânimo leve porque o principal partido da oposição está em processo eleitoral para escolha de novo líder e é assim carta fora do baralho para um governo de iniciativa presidencial porque o mesmo não iria durar muito e o aparecimento de Santana Lopes veio fazer um favor a António Costa.

A esquerda chumbou a moção de censura, mas sem deixar umas quantas farpas ao governo e estranhamente ou talvez não, o PS não lançou nenhuma moção de confiança, sabendo que muito provavelmente a própria esquerda se iria juntar a direita e chumbaria a moção de confiança.

Mas o mal foi das pessoas que morreram ou ficaram feridas, daqueles que perderam os seus entes queridos e daqueles que perderam os bens e os trabalhos de uma vida inteira e que são perdas irreparáveis por muito grande que seja a solidaridade das pessoas e das instituições, mas não se admite a negligência descarada a que está jogada a floresta nacional de há várias décadas para cá, sobretudo depois da subsídio-depedência da CEE/UE que incentivou a não-produção e a troca de várias áreas produtivas por pinhal e eucaliptal, sem estes terem os caminhos de escape e acessos para o combate aos fogos e ninguém fez nada ou tornaram a situação pior como foi com a extinção dos guardas-florestais e a nomeação de boys partidários para a Protecção Civil e outras entidades semelhantes.

Estes 106 mortos foram o pináculo de uma situação que se arrasta há décadas e que nenhum governo abriu os olhos e muito menos corrigiu fosse ele de esquerda ou de direita e a situação, apesar de não haver muito mais para queimar pode ficar pior porque tanto o pinheiro como o eucalipto são árvores de cresimento rápido e vão ser replantadas no mesmo sítio onde arderam sem ter o mínimo de ordem e depois vamos assisitir a mais do mesmo.e depois a esquerda volta a dizer que a culpa foi da PAF, mas se as árvores forem plantadas com a ajuda do governo da gerigonça, o que a PAF tem a ver com isto?

O chumbo da moção de censura foi uma forma de reforço do governo porque também o PSD está em auto-gestão, mas foi um reforço com muitas ressalvas por parte dos colegas de coligação ao ponto de haver nenhuma moção de confiança para contrabalançar a moção de censura do CDS, o que vos confesso me deixou meio surpreso, mas como disse em cima, tal ferramenta legislativa poderia ser um tiro no pé por parte de António Costa.

Como sempre ficam as minhas perguntas de sempre quase sempre sem resposta: Porque não houve moção de confiança? Como foi posssível morrerem tantas pessoas nos incêndios? Será que vão haver mais mortes relacionadas com os incêndios? Porque raio Santana Lopes quer ser líder do PSD logo numa altura que a gerigonça está frágil? Quem ganha com estas tragédias? Quem são os verdadeiros culpados?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar

publicado por tron às 23:56
|  O que é? | favorito
sinto-me:
música para pensar: Highway to Hell - AC/DC
17
Out 17

A minha escolha vai para uma música que deve ter para aí uns 20 anos ou perto disto e foi cantada por um grupo chamado Ex-Votos que tiveram como membro mais conhecido o seu vocalista Zé Leonel falecido em 2011 e que foi um dos fundadores dos Xutos e influenciou outros mitos como Heróis do Mar ou Peste & Sida... 

A escolha de hoje tem a ver com a situação que vivemos dos fogos e vou vos postar primeiro uma das exibições em TV da mesma música e outra quando Zé Leonel preparava-se para a sua derradeira viagem para o infinito, mas a música não deixa de ser bela e actual.

 

 

 

Canto aos Peixes - Ex-Votos

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

publicado por tron às 01:24
|  O que é? | favorito
sinto-me:
música para pensar: Cantar aos Peixes - Ex-Votos
16
Out 17

O comandante supremo das forças armadas que com a situação trágica dos incêndios tem o dever patriótico de chamar as forças armadas para ajudar ao combate dos fogos florestais apenas se preocupa com afectos e não envia de imediato a Força Aérea para ajudar no combate aos fogos e a forças terrestres para ajudar os bombeiros a apagar os fogos e apoiar as pessoas, apenas se preocupa com afectos e abracinhos e dias de luto nacional.

Arre que é demais ver as situações se repetirem não ano após ano, mas sim mês após mês se fala em fogos, falhas do SIRESP, falhas em tudo que está relacionado com defesa civil, a ministra da tutela ainda não se demitiu e o primeiro ministro mantém a confiança numa abécola que percebe tanto do MAI como um judeu percebe de receitas de bifanas de porco e o presidente que exigiu responsabilidades depois da tragédia do Pedrogão Grande agora anda a dormir?

O senhor presidente é o espelho da inutilidade da coisa chamada república que leva 107 anos de duração e nasceu de uma forma sagrenta e contra a vontade de grande parte do povo português que foi indrominado com as virtudes da república quando não passa de um colchão cheio de percevejos como bem definiu Ramalho Ortigão e eu já estou a ficar fartinho dos beijinhos quando a situação exige acção imediata e enérgica e é coisa que o presidente da república não é capaz de ter.

Não sei do que espera o comadante supremo das forças armadas entre outras perrogativas que o cargo de presidente da república inclui segundo a CRP, mas uma coisa é certa, nenhuma delas ainda foi usada por Marcelo Rebelo de Sousa quando as devia usar e já levamos com ano e meio de Marcelo e dois de gerigonça e ver-se o estado a que chegamos e o mesmo presidente da república tem o dever de pressionar o primeiro ministro em demitir a ministra da administração interna e por outro lado apurar responsáveis pela situação e a chamada separação de poderes não é desculpa porque Marcelo Rebelo de Sousa além de presidente da república é sobretudo cidadão e se se considera como tal tem que pedir contas a um governo que foi empossado na secretaria.

As redes sociais fervem de raiva perante a incompetência da ministra e os paninhos quentes do primeiro ministro e o senhor presidente da república se limita a por paninhos quentes ma sua ministra querida quando esta senhora deveria de ser demitida de forma sumária e sem quaisquer explicações a imprensa porque neste caso uma nação inteira sabe de caras porque esta ministra seria demitida e o sr. presidente apenas se preocupa com lutos nacionais e abracinhos e não toma nenhuma acção nem de prevenção nem de resolução do problema? Bem então estamos bem tramados se precisarmos a sério da república e não cavarmos o nosso próprio abrigo porque não podemos contar nem com a república e nem com o Eatado.

Se o sono do presidente da república continuar, então alguém que o acorde porque senão pode ser tarde demais e no meio da cegueira e da raiva causada pela dor desta tragédia dos incêndios onde pereceram mais de 100 almas e onde ninguém sabem dos donativos dados para ajudar as vítimas do Pedrógão Grande que se sumiram como vapor de acetona no ar e ninguém sabe onde para a pasta e a senhora ministra fechada que nem uma vieira e nada se sabe e ainda tem quem a defenda.

Se o sono do presidente da república continuar prova que o presidente da república é cúmplice da Gerigonça, que anda a comer da mesma gamela e que nunca mereceu sair do que fazia melhor que era vender livros no Jornal de Domingo da TVI com o Júlio Magalhães que entretanto deu a sola para o canal do Porto para talvez ganhar mais uns cobres do que ganhava na TVI a aturar o Professor Marcelo porque é preciso uma paciência de Job para o aturar e aos seus discursos e como cúmplice da situação a que chegamos também temos, como portugueses, questionar se tem capacidade para continuar como presidente da república e pelo visto tem tanta capacidade para PR como António Costa tem para PM.

É que morrerem mais de 100 pessoas em 4 meses nos fogos florestais e não existirem quaisquer reponsáveis pelos mesmos nem pela situação vergonhosa dos meios de combate e prevenção os fogos e o presidente só se limita aos abraços não se admite e a nação está a berrar por acção contra os criminosos, sejam eles os incendiários ou os incompetentes dos polítcos da república.

Deixo as minhas perguntas: Aonde está o presidente da república? Porque ele não é mais activo? Será que não está na hora da república acabar?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar

 

 

publicado por tron às 22:25
|  O que é? | favorito
sinto-me:
música para pensar: Death on Two Legs - Queen
07
Ago 17

Esta coisa que em teoria serviria para as comunicações dos serviços de emergência, tem vindo a dar barraca desde da sua criação que foi uma Parceria Público-Privada entre o desgoverno de Guterres e a Portugal Telecom do Sr. Bava e quem assinou por parte do desgoverno foi o ministro da administração interna da altura, um tal de António Costa, e do lado do consórcio do SIRESP havia uma tal de Constança Urbano de Sá.

Os governos têm passado e com a miséria como estão as florestas da nação chamada Portugal e com os vários interesses escondidos no negócio do combate aos incêndios e uns anos há mais danos causados outros nem por isso porque vai existindo alguma coordenação no combate ou menos área para ser queimada, entre outrtas varíaveis; mas acontece que este ano a tecnologia fornecida pela PT tem metido mais água do que a defesa do Sporting e com consequências graves.

Devido a negligência em que se encontra a floresta em Portugal e com a plantação selvagem de eucaliptos, o conceito de época de incêndios entrou depressa no léxico nacional, sendo algo tão típico como a época dos morangos ou as festas de Verão como as festas de Lisboa; e este ano os números voltam a entrar nas trevas da tragédia humana ao mesmo tempo que esta nação tem um governo negligente e não venham por a culpa no governo anterior porque quem assinou o contrato do SIRESP foi o PS.

Os governos, melhor, os desgovernos têm passado e o problema chamado SIRESP tem vindo a se agravar ao longo dos anos e as recentes tragédias do Pedrogão e de Mação vieram provar que este sistema de comunicações nunca deveria de ter sido implementado e que os desgovernos deveriam de ter optado por soluções mais simples como rádio-transmissão militar ou telefones satélites seriam mais eficientes do que usarem rede de telemóvel e com as antenas próximas ou instaladas em árvores (engnheiros geniais) e esta mesma rede assim que as coisas aqueceram .... o SIRESP deu simplesmente o berro, num contrato que custa milhões de euros ao erário público todos os anos e nenhum governante tem coragem para dar um murro na mesa e acabar com a mama.

Pelo que se sabe um dos ramos da gerigonça já começou a questionar a atitude do desgoverno, mas o lado estalinista ou como alguns chamam "social-fascista" está a dar cobertura ao desgoverno do Führer Costa e a "verdadeira" oposição atirou-se que nem gato a bofe ao desgoverno, ao ponto de pedir a demissão da ministra das festas e dos cocktails devido a esta ser responsável pela actual situação da protecção civil, mas longe de ela ser a única responsável; e não é a única porque existem outros responsáveis que não dão tanto nas vistas porque as falhas ou não causaram tantos danos ou foram menos escrtuinados pela imprensa.

É um facto claro que a ministra falhou e tem que assumir as culpas e uma da forma de corrigir o erro era acabar com o SIRESP e se usar um sistema de comunicações mais simples como telefones por satélite ou rádiuo-transmissões militares e estas últimas ficariam de graça ao desgoverno pois se trata de um serviço da sua alçada e sempre o batalhaão de comunicações poderia puxar dos seus galões e sabemos que este mesmo batalhão teve papel-chave no 25 de Abril.

Todavia desde da entrada no euro ou mesmo na sua projecção esta nação se meteu a gastar dinehiro como não houvesse amanhã e o Euro 2004 foi apenas uma parcela de uma conta muito maior cujo maior alimento foram as PPP's tão queridas dos governos socialistas e que não passam de buracos negros cósmicos para que o dinheiro dos contribuintes e dos fundos europeus se suma sem saber para onde.

 Solução imediata na minha opinião, como eu ja disse, seria o fim unilateral do SIRESP antes que hajam mais tragédias porque esta nação já tem a sua dose de tragédias ligadas aos incêndios florestais e a negligência a que estão votadas as florestas nacionais e já que não existe profilaxia anti-incêndios, então que haja medicação eficiente e esta mesma eficiência passa pelo fim do SIRESP.

E ficam as minhas perguntas como sempre sem resposta: Quem ganha e quem perde com o SIRESP? Quando cortam de vez com esta maldita PPP? Estão a espera que hajam mais tragédias?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar

publicado por tron às 12:40
|  O que é? | favorito
sinto-me:
música para pensar: Money - Pink Floyd
19
Jun 17

Dedicada a todos aqueles que lutam contra esta tragédia que parece não ter fim....

 

 

 

Heroes - David Bowie .... versão cantada ao vivo no concerto de tributo a Freddie Mercury em 1992 e que é encerrada com recitação do Pai Nosso em inglês

 

 

 

Por vezes temos que nos agarrar a fé para ganharmos força para enfrentar as nossas dores e eu na minha curta vida de 38 anos já tive a minha dose de dor para contar as gerações futuras

 

 

 

 

 

publicado por tron às 04:18
|  O que é? | favorito
sinto-me:
música para pensar: Heroes - David Bowie (dedicada aos Bombeiros)
19
Jun 17

Este ano, melhor por estes dias da semana que começou no 11 de Junho e acabou ontem e na semana seguinte que começou hoje estão em definitivo marcados pela tragédia do Pedrogão Grande que ainda acontece.

Tragédia que se deve a um incêndio florestal que nunca mais acaba e a falta de meios por parte da Protecção Civil é gritante e depois da tragédia do Caramulo há coisa de dois anos atrás nada foi feito e a tão falada prevenção não aparece e nem pode aparecer porque neste último Inverno não foi rara a notícia em que num recanto qualquer desta nação com quase mil anos de vida.

As falhas na chamada prevenção são demasiadas para serem passadas em claro e para não serem apuradas responsabilidades tanto materiais como políticas nesta tragédia que já vitimou mais de 60 pessoas havendo crianças nestes números trágicos que não vão parar de aumentar no mais trágico incêndio florestal de que se tem conhecimento em Portugal e um dos mais trágicos a face da Terra.

Os meios que se tinham há uns anos por parte da Força Aérea estão parados a criar ferrugem e ninguém os coloca em uso não se sabe porquê e o Comandante Supremos das Forças Armadas nem sequer se dá ao trabalho de saber porque estes meios não são usados e os os meios que não estão alocados à Força Aérea estão avariados e têm que vir meios de outras nações para resolver uma crónica falta de meios que não se explica de forma lógica.

Esta tragédia me deixou em estado de choque ao ponto de eu não ser mais capaz de ver os telejornais dos vários canais de televisão e me refugiar a ouvir algum dark metal para me isolar nem que fosse por uns minutos para ter algum apetite para o jantar e que não foi muito apesar deste ser uma coisa que gosto de comer muito, mas não tive a mínima fome e tomei os meus medicamentos mesmo com pouco comer no estômago.

Pelo que andei a ler nas redes sociais e nas edições electrónicas dos jornais nacionais; as ajudas começaram a chegar, que sejam de fundações como dos comuns cidadãos que têm acorrido aos quartéis de bombeiros para ajudarem os soldados da paz que na sua grande maioria são voluntários e estam literalmente a enfrentar a morte numa tragédia sem qualquer paralelo na história desta nação chamada Portugal.

Estou com uma raiva por dentro que me consome porque ninguém no Inverno, e me estou a referir a Gerigonça e ao poder local que não tiveram a mínima preocupação em prevenir os fogos sabendo-se que há coisa de há dois anos aconteceu em Portugal um incêndio semelhante na serra do Caramulo e mesmo com esta tragédia na memória de muitos de nós não se precaveram.

Também li para colocarem os benificiários de RSI a limpar as florestas e eu tenho uma resposta para quem lançou esta ideia: eu apesar de ter asma e epilepsia ia de boa vontade, apenas exigia 3 coisas: material para desbastar o mato, refeição e transporte; se tivesse estas 3 coisas eu dava uma mão a limpar as florestas desta nação, mas nem Caranguejola e muito menos Gerigonça levam esta ideia para diante e daqui a alguns meses temos eleições municipais e a ministra da Administração Interna que nunca passou duma versão feminina de Alberto Costa (ministro da mesma pasta dos tempos de Guterres que foi rotulado como o pior ministro desta pasta, sobretudo devido a sua incompetência a lidar com os problemas das forças da ordem e com os incêndios) porque depois das mesmas eleições municipais volta ao seu hobby que é aparecer nas chamadas revistas cor-de-rosa deixando para os adjuntos o trabalho pesado e doloroso.

Apenas deixo umas quantas perguntas: Quantas mais almas se vão perder nos incêndios por falta de prevenção? Quem tem a culpa destas tragédias? Quando é que estas tragédias deixam de acontecer?

 

 

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar

 

 

 

 

Post-Scriptum: Todas as redes internacionais de televisão falam desta tragédia. Mais uma vez Portugal nas bocas do mundo pelos piores motivos, apenas espero que este espalhar pelo mundo consiga juntar o máximo de ajuda para os bombeiros e para as vítimas

 

publicado por tron às 03:33
|  O que é? | favorito
sinto-me:
música para pensar: Heroes - David Bowie (dedicada aos Bombeiros)
14
Ago 16

A ministra da administração interna da gerigonça, Constança Urbano de Sousa voltou a afirmar na SIC Notícias que o MAI tem meios para controlar os fogos e colocou as culpas na meteorologia para o descontrolo dos fogos porque segundo a mesma não se previa o calor extremo que se sente nem as rajadas de vento que ajudam a aumentar a força das chamas e não falou na falta clara de meios para o combate aos fogos e a falta de vontade dos vários desgovernos da república para apostarem na prevenção de incêndios florestais.

Como não bastasse esta falta de vontade dos vários desgovernos na prevenção, a actual ministra da administração interna mostrou um desinteresse na situação porque quando a coisa estava mesmo feia como o fogo dantesco da Madeira, estava a senhora ministra na festa da revista Flash no Algarve e não saiu da festa para saber o que se passava ou aquilo que o seu ministério deveria de fazer e esta incompetência se estende ao resto da Gerigonça porque o ministro da defesa não dá ordem para os aviões da Força Aérea que estão equipados para combate aos incêndios levantarem voo e cumprir a sua função.

 E os incêndios florestais fazem todos os anos mais estragos e mais vítimas e a prevenção parece esquecida e poderiam ver neste ponto, a quantidade de eucaliptos plantados em Portugal sobretudo em zonas que são cronicamente afectadas por estes mesmos incêndios e ninguém pensa em arrancar esta maldição das nossas florestas, porque o termo é mesmo este, maldição enquanto espécies nativas do sul da Europa como os carvalhos, sobreiros e pinheiros estão esquecidos na silvicultura e onde se plantam os eucaliptos tudo seca a volta devido a exigência hídrica da mesma planta e a introduziram devido a produção de pasta de papel, mas o pinheiro é outra boa fonte de polpa embora demore mais tempo para que um pinheiro fique produtivo e ainda temos que contar com os pinhões que valem literalmente o seu preço em ouro.

A existência de plantações de eucaliptos ou de grandes plantações não tem razão de ser porque Portugal imposta pasta apesar dos milhares de eucaliptos que estão plantados em Portugal e neste ponto os ministérios do ambiente e da agricultura poderiam corrigir erros dos governos anteriores e uma forma de corrigir estes erros anteriores seria a criação de subsídio para o arranque de eucaliptos e a sua substituição por outras árvores, mas nada é feito sabe-se lá devido a interesses escondidos e que financiam a máquina política da república.

Estas forças ocultas que têm vindo a sustentar o poder político da república nos tempos mais recentes e que estão a frente de todos e ao mesmo tempo ninguém sabe quem são, mas há certas épocas no ano onde estes interesses ocultos saltam mais a vista e uma delas é o Verão onde há interesses instalados como as empresas de combate aos fogos quando temos a Força Aérea que tem equipamentos para combate aos fogos e a ministra da administração interna que no seu analfabetismo político e social diz que a Força Aérea não tem meios para combate aos incêndios, mas afinal tem de tal forma que em 1988 quando foi o incêndio do Chiado chegaram a estar de prontidão.

Gostava de saber o que esta senhora está a fazer num cargo de tanta importância e se tem competência para tal porque ainda estávamos em estado de choque com os fogos que massacravam esta nação como o da Ilha da Madeira veio um oficial da Força Aérea colocar os meios que este ramo das Forças Armadas têm desde há muito tempo e desde que meteram os privados no combate aos fogos têm estado parados.

Mas a senhora ministra veio defender uma suposta estratégia de combate aos fogos coordenada entre o seu ministério, a protecção civil e outras entidades, leia-se os privados que vão lucrando com os incêndios e ainda leva paninhos quentes do ministro da defesa que ainda apoia as bacorada que diz e é nestas alturas que se vê a competência ou incompetência de um qualquer governo e a incompetência da Gerigonça é gritante.

Ficam as minhas perguntas como sempre sem resposta: Porque esta senhor ministra não larga as festas da Flash e é uma ministra de tempo inteiro? Afinal que Gerigonça é esta? Porque não usam a Força Aérea para combater os fogos? Quem ganha com os incêndios? Quando é que este suplício pára?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar

 

publicado por tron às 13:00
|  O que é? | favorito
sinto-me:
música para pensar: Death on Two Legs - Queen
11
Ago 16

Todos os anos por esta altura do ano além das touradas na televisão e da Volta a Portugal em Bicicleta, há outra "tradição" em Portugal que nada tem a ver com as outras e que cada vez faz mais danos e vítimas com a incúria dos vários ministros que têm o dever de evitar esta mesma "tradição" e vos estou a falar dos incêndios florestais que massacram todos os anos Portugal sempre por esta altura do ano.

Muito se fala e cada vez menos se faz na prevenção e depois aparece o ministro do ambiente a deitar água na fervura a dizer que poderia ser pior, mas pior do que este ano onde todos os distritos de Portugal Continental têm pelo menos um incêndio no seu território, o que pode ser pior do que isto e ainda temos que juntar a hecatombe da Madeira que parece o incêndio de Roma em 64 d.C. e que tal como o da Madeira teve origem criminosa.

Felizmente há particulares e empresas ajudar os bombeiros e ainda temos que falar do governo de Timor-Leste e dos governos de Marrocos e de Itália que ao contrário de Portugal têm esquadrilhas próprias anti-incêndios e cederam meios aéreos e o governo da antiga província ultramarina portuguesa a meio caminho entre a Ásia e o Pacífico decretou a doação de dois milhões de dólares para os bombeiros para as populações afectadas.

O Bola de Ouro vai mandar um donativo generoso para a sua terra e dois bancos abriram contas solidárias para os bombeiros, claques e clubes de futebol fazem angriações e isto tudo um bonito de se ver, mas aonde está a prevenção e não me venham com a desculpa das florestas que são propriedade privada porque nestes últimos casos não são raros os casos de proprietários multados por limpar a suas zonas florestais.

Não sei porque em tempos de crise acentuada ainda se usam meios de empresas privadas quando temos uma esquadrilha especializada da Força Aérea em incêndios como Espanha e Marrocos têm, aliás devemos de ser a única nação do mundo dito civilizado que não tem uma esquadrilha destas seja ela militar ou dos bombeiros ou dos parques florestais (como nos EUA), mas aqui em Portugal são mais ricos e querem continuar a sustentar este grande negócio que deve estar a suportar o poder político da república e por isso não se interessam nem em prevenir os incêndios florestais nem a punirem os incendiários porque há muito dinheiro escondido neste atentado terrorista chamado época de incêndios e falam em época como estivéssemos a falar da época dos melões ou dos dióspiros.

Chega desta conversa de época de incêndios e está mais do que do tempo de se investir na prevenção e como a chamada biomassa que são os detritos florestais podem ser usados como fonte de energia atravês de queima em centrais térmicas, a limpeza das florestas seja ela feita pelo Estado ou por particulares com a venda dos respectivos detritos vegetais nos pouparia rios de dinheiro em carvão e petróleo e não tínhamos os actos terroristas chamados incêndios florestais porque mesmo com o aquecimento global, Portugal não tem os picos de calor como tem a Austrália ou a Califórnia onde por muito boa que seja a prevenção, estes mesmos picos de calor inflamam a resina das árvores e estes mesmos incêndios são quase sempre notícia principal nos telejornais.

Se tanto o ministério da justiça, como o do ambiente ou administração interna não fazem puto em relação ao problema dos incêndios, sobretudo na prevenção, então façam um favor a nação e demitam-se ou despromovam os respectivos ministérios para secretarias de estado dependentes directamente do primeiro ministro porque não estão a cumprir com os respectivos deveres e como tal devem apresentar a demissão e os suportes desta gerigonça que nos governa: PAN, CDU (PCP +PEV) e BE devem questionar a atitude do governo perante os incêndios e como é o casos exigir responsabilidades, mas se estão calados como está o governo então são taõ bons quanto os incendiários estão de acordo que sejam privados a apagar os fogos em vez de ser a Força Aérea que por acaso tem aviões especializados na extinção de fogos que usam uma massa extintora em vez de água, mas as finanças dos partidos falam mais alto.

E ficam as perguntas de sempre: Que ganha com os incêndios florestais? Porque raio não se usa a Força Aérea para os meios aéreos e alugam-se aviões a privados? Porque não se pensa na prevenção usando-se por exemplo benificiários de RSI que se recusam a ir para cursos do Centro de Emprego? Quando é que este terrorismo do fogo posto acaba? Porque não instauram pena máxima de 25 anos para os incendiários sem hipótese de condicional? Do que a Gerigonça

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar

 

publicado por tron às 15:47
sinto-me:
música para pensar: Is This World We Created...? - Queen
Dezembro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
links
blogs SAPO