Reportagens de Critica Investigação e Opinião
REPORTGENS, CRÍTICAS E INVESTIGAÇÕES DO CYBER-RERPORTER + SECRETO DO MUNDO Blog Nacionalista e Monárquico (UM AVISO: AQUI NÃO VAI ENTRAR O NOVO ACORDO ORTOGRÁFICO BLOG MONÁRQUICO E NACIONALISTA)
22
Jul 17

O SIRESP falha, armas de guerra são roubadas de forma infantil do quartel de Tancos e ninguém assume responsabilidades e o Presidente do Conselho, o Führer António Costa não demite quem tem responsabilidades políticas e/ou hierarquicas nestes dois casos e tem demitido dirigentes públicos por coisas muito menos graves do que estes dois incidentes que mostram de forma pura e descarada a incompetência da Gerigonça.

Segundo o Jornal de Notícias este roubo serviu para ocultar falhas de inventário no mesmo arsenal de Tancos que segundo o diário tripeiro, o arsenal de Tancos tem faltas de material ainda antes deste roubo  e que este mesmo roubo serviu para ocultar estas falhas de material, mas o que ninguém explica é como os vários ministros da defesa deixaram que a situação do arsenal de Tancos chegasse a este ponto e ninguém assume a culpa nem se demite ou é julgado pelos seus erros.

Enfim e assim se mostra como em Portugal a culpa das grandes tragédias acaba sempre por morrer solteira e virgem e é apenas mais uma das muitas vezes em que a culpa morre solteira e virgem e neste pacote podemos incluir uma PPP chamada SIRESP que foi criada para comunicações de emergência em caso de calamidade nos tempos de Guterres tendo a sua estrutra não em telefone satélite como se vê nas nações civilizadas, mas sim numa comum rede de telemóvel dedicada como se tratasse dum comum serviço empresarial dependente de antenas colocadas.... no meio de florestas.

Resultado, como as árvores ou estruturas que suportam as antenas do SIRESP foram consumidas pelas chamas em dois incêndios pelo menos e o SIRESP falhou e da primeira vez estas mesmas falhas que não são de agora teve consequências trágicas com pelo menos 64 mortos directos, dezenas de feridos e milhões de euros em dandos materiais e até agora as ajudas financeiras ainda não chegaram na tragédia do Pedrógão e nem ninguém assume as culpas pelas falhas no SIRESP cujo fornecedor é Portugal Telcom (agora Altice Portugal) e o contrato ainda continua a vigor e o Estado Portugês a pagar por um serviço que falha de forma crónica quando existem outros operadores de comunicações e outras formas para que estas funcionam mais simples, económicas e sobretudo eficientes.

Resumindo, roubam-se armas dos paióis de um quartel e em vez de se apurarem os verdadeiros responsáveis, simplesmente mudam as armas de sítio; para as comunicações de urgência, não se muda nada, tudo fica na mesma; a tutela está nas mãos dos mesmos e no fim das contas ninguém é responsabilizado e depois ainda existe quem admira a Gerigonça e defenda a sua continuação à frente dos destinos da nação, mas se a Caranguejola de Passos Coelho não era boa; a Geringonça de António Costa é igualmente má e nem se vai dar ao trabalho de corrigir os erros anteriores como o SIRESP porque quem assinou o primeiro contrato foi um certo ministro da administração interna chamado António Costa e quem estava na frente dos destinos da antiga PT era o amigo Bava.

Do lado de Tancos ninguém se responsabiliza e nem sabem onde param as armas e depois aparece a desculpa que era sucata sem qualquer valor, mas esta desculpa ainda deixa outra pergunta: se era sucata então porque não foi eliminada? E a esta pergunta ninguém responde e assim esta situação e muito falada nas redes sociais e nos canais de televisão mas o poder político não cumpre o seu papel e muito menos o poder judicial.

Espero não saber pelas notíciais que algum lunático cometeu algum acto criminoso em território português com as armas roubadas de Tancos e depois quero ver se alguém vai dizer se é sucata depois das lágrimas derramadas e se alguém tem a vergonha na cara para sair do poleiro e assumir que o seu ministério errou ou que não soube corrigir erros do passado e por isso sai do governo, mas isto com a Gerigonça entra no caminho da utopia extrema e estes trágicos erros irão se repetir no futuro e muito certamente com graves consequências humanas e materiais, mas os responsáveis do poder político continuarão a ser os mesmos e ainda há quem vote nos mesmos.

E assim vai esta república dos bananas....

Como sempre as preguntas sem resposta: Será que mais uma vez a culpa vai morrer solteira? Somos dirigidos por uma parelha de irresponsáveis? Afinal que caminho leva Portugal?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar 

publicado por tron às 01:11
|  O que é? | favorito
sinto-me:
música para pensar: Que País é Este - Legião Urbana
14
Ago 16

A ministra da administração interna da gerigonça, Constança Urbano de Sousa voltou a afirmar na SIC Notícias que o MAI tem meios para controlar os fogos e colocou as culpas na meteorologia para o descontrolo dos fogos porque segundo a mesma não se previa o calor extremo que se sente nem as rajadas de vento que ajudam a aumentar a força das chamas e não falou na falta clara de meios para o combate aos fogos e a falta de vontade dos vários desgovernos da república para apostarem na prevenção de incêndios florestais.

Como não bastasse esta falta de vontade dos vários desgovernos na prevenção, a actual ministra da administração interna mostrou um desinteresse na situação porque quando a coisa estava mesmo feia como o fogo dantesco da Madeira, estava a senhora ministra na festa da revista Flash no Algarve e não saiu da festa para saber o que se passava ou aquilo que o seu ministério deveria de fazer e esta incompetência se estende ao resto da Gerigonça porque o ministro da defesa não dá ordem para os aviões da Força Aérea que estão equipados para combate aos incêndios levantarem voo e cumprir a sua função.

 E os incêndios florestais fazem todos os anos mais estragos e mais vítimas e a prevenção parece esquecida e poderiam ver neste ponto, a quantidade de eucaliptos plantados em Portugal sobretudo em zonas que são cronicamente afectadas por estes mesmos incêndios e ninguém pensa em arrancar esta maldição das nossas florestas, porque o termo é mesmo este, maldição enquanto espécies nativas do sul da Europa como os carvalhos, sobreiros e pinheiros estão esquecidos na silvicultura e onde se plantam os eucaliptos tudo seca a volta devido a exigência hídrica da mesma planta e a introduziram devido a produção de pasta de papel, mas o pinheiro é outra boa fonte de polpa embora demore mais tempo para que um pinheiro fique produtivo e ainda temos que contar com os pinhões que valem literalmente o seu preço em ouro.

A existência de plantações de eucaliptos ou de grandes plantações não tem razão de ser porque Portugal imposta pasta apesar dos milhares de eucaliptos que estão plantados em Portugal e neste ponto os ministérios do ambiente e da agricultura poderiam corrigir erros dos governos anteriores e uma forma de corrigir estes erros anteriores seria a criação de subsídio para o arranque de eucaliptos e a sua substituição por outras árvores, mas nada é feito sabe-se lá devido a interesses escondidos e que financiam a máquina política da república.

Estas forças ocultas que têm vindo a sustentar o poder político da república nos tempos mais recentes e que estão a frente de todos e ao mesmo tempo ninguém sabe quem são, mas há certas épocas no ano onde estes interesses ocultos saltam mais a vista e uma delas é o Verão onde há interesses instalados como as empresas de combate aos fogos quando temos a Força Aérea que tem equipamentos para combate aos fogos e a ministra da administração interna que no seu analfabetismo político e social diz que a Força Aérea não tem meios para combate aos incêndios, mas afinal tem de tal forma que em 1988 quando foi o incêndio do Chiado chegaram a estar de prontidão.

Gostava de saber o que esta senhora está a fazer num cargo de tanta importância e se tem competência para tal porque ainda estávamos em estado de choque com os fogos que massacravam esta nação como o da Ilha da Madeira veio um oficial da Força Aérea colocar os meios que este ramo das Forças Armadas têm desde há muito tempo e desde que meteram os privados no combate aos fogos têm estado parados.

Mas a senhora ministra veio defender uma suposta estratégia de combate aos fogos coordenada entre o seu ministério, a protecção civil e outras entidades, leia-se os privados que vão lucrando com os incêndios e ainda leva paninhos quentes do ministro da defesa que ainda apoia as bacorada que diz e é nestas alturas que se vê a competência ou incompetência de um qualquer governo e a incompetência da Gerigonça é gritante.

Ficam as minhas perguntas como sempre sem resposta: Porque esta senhor ministra não larga as festas da Flash e é uma ministra de tempo inteiro? Afinal que Gerigonça é esta? Porque não usam a Força Aérea para combater os fogos? Quem ganha com os incêndios? Quando é que este suplício pára?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar

 

publicado por tron às 13:00
|  O que é? | favorito
sinto-me:
música para pensar: Death on Two Legs - Queen
Outubro 2017
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
13
14
15
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31
mais sobre mim
pesquisar neste blog
 
links
blogs SAPO