Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Opiniões e Críticas Secretas

Opiniões e Críticas Secretas

Mais uma vez me inspirei num título da sétima arte para relatar aquilo que se passa nessas últimas semanas veio a lume que em lotes de duas marcas de tabaco das mais vendidas em Portugal foi detectado o pesticida deladrina que é um produto cancerígeno a semlhança do próprio tabaco e que está proibido nos Estados Unidos desde 1983, proíbido em Portugal desde 1974 e no resto do mundo desde 2001 devido a convenção de Estocolmo assinada em 2001.
Acontece que a empresa que detem o quase monopólio da produção e distribuição do tabaco em Portugal não quis assumir no início a culpa porque uma análise de rotina da universidade do Porto a lotes de sg ventil e sg filtro detectaram e a Tabaqueira não quis aceitar responsabilidade da presença de deladrina nos lotes de tabaco sendo preciso ameaças judiciais para que a Tabaqueira colaborasse com a DGS para que essa pudesse enviar para um laboratório independente em Inglaterra lotes destas mesmas marcas para análises de confirmação da presença de deladrina e se detectarem tal seguirem para procidementos judiciais mais pesados.
Se pede a responsabilidade da Tabaqueira por que a Tabaqueira além de distribuidora também e produtora por que as folhas donde se detectou a deladrina e das plantações que estão sobre responsabilidade da Tabaqueira e entretanto a DGS pondera seriamante recolher todas as maracas preventivamente para detectecção de deladrina como ja não bastasse o pontencial cancerígeno do tabaco em si agora ainda ter um pesticida tóxico e já de si cancerígeno que vai pontenciar o enfeito cangerígeno do tabaco é demais, só espero que a DGS consiga resolver esta perigosa situação
Mais uma vez deixo as perguntinhas sem resposta mas dessa vez sem dedicatória: Por que a Tabaqueira não retira as maracas suspietas sem sairem os resultados das contra-análises ? Será que eles nos querem a matar a todos ? Será que eles tem comissão com alguma agência funerária ou fabrica de pesticidas fabricante de deladrina ?
Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar
Mais uma vez o ministro das finanças português, Bagão Félix, voltou a fazer mais uma das suas das confissões meio esquesitas quase empurrando este post ou entrada para série dos "Mistérios misteriosamente inexplicáveis" .
Esta "confissão" como as outras foi feita nos canas de televisão foi feita por ocasião da reunião do conselho de concertação social (entidade criada no tempo do governo de Cavaco Silva para que se chegue a acordo para aos aumentos dos salários da função pública que por consequência serve de padrão ao aumentos dos salários nas empresa privadas) que disse que o governo não tinha dinheiro suficiente para dar auementos melhores como pedem as 3 centrais sindicais (socialista, comunista e independente) que em média são de 4 a 6 % para compensar os dois anos em que os aumentos salariais foram de 2 % para os funcionários médios e inferiores (salários até 1000 euros) e os restantes salários fiacaram congelados para compensar tanto a delapidação dos ultimos dois anos de governo socialista como para se cumprir os limites de déficit público impostos pela união europeia acontece que quem impos estas medidas restritvas foi a antiga ministra das finanças, Manuela Ferreira Leite, e quando Bagão Félix veio com esta "confissão" e depois algo cinicamente disse que compreendia os sindicatos mas depois não podia fazer mais e eu pensei, o que andaram a fazer ao dinheiro que embolsarm nessa caça aos impostos feita nestes dois anos ou no dinheiro que pouparam, depois também me lembrei no dinheiro que pouparam com o fim do serviço militar obrigatório e por consequência o estado no material das forças armadas portuguesas que sua grande parte são peças de museu e e que ja deveriam der abatidas ao quadro de activos como é o caso do submarinos Delfim e Barracuda que o primeiro era para ser abatido em 1996 e ainda navega sendo tão antigo que ainda tem mostradores com ponteiros em vez de computadores de bordo e segundo e era para ser abatido em 1991 so foi abatido em 2002 e mesmo assim Bagão Félix diz que nem tem dinheiro para dar aumentos as pensões e reformas dos idosos nem para aumentos razoáveis a função pública e que ainda ainda está longe de antigir os limites de déficit impostos pela união apesar de nem sequer um avião novo a força aérea, va lá sr. ministro faça melhor as contas ou então ha algo aí que não bate certo.
Como habitualmente deixo aquelas perguntinhas chatas que ninguém tem o atrevimento de responder com dedicatória ao ministro das finanças. O que andaram a fazer ao dinheiro que pouparam estes dois anos de aumentos salariais quase nulos que agora agora não podem dar aumentos decentes ? O que fizeram ao dinheiro que pouparam com fim do SMO ? O deficit ja não era para estar nos limites ? O que fizeram ao dinheiro poupado que ainda nem um submarino novo a marinha portuguesa recebeu ? Para quando ha verba para material para que a marinha ajude no no combate ao tráfico de droga ?
Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar
Perfraseando a musica da era dourada de Marco Paulo "Tão Amantes que Nós Fomos" vos venho falar do congresso do Partitido Comunista Português que se realizou na semana passada em Almada, arredores de Lisboa.
Foi um congresso tão democrático que ja tinha poupado o trabalho aos delegados de eleger um novo secretário-geral dado que o anterior, Carlos Carvalhas, ou não conseguiu reformar o partido fazendo uma perestroika ou ele não aceitou os reformadores sendo uma continuação do clone de Stalin que foi Álvaro Cunhal nunca aceitando quem pensasse diferente daquilo que sai do Comité Central o que provocou a saída de muitos notáveis dos partidos alguns deles dos tempos da clandestidade fartos da ortodoxia do partido quando na pela europa do leste os partiodos comunistas caiam do poder e/ou reformavam-se devido a perestroika e glastnost criadas por Mikahil Gorabachev, mas o PCP não assumiu a mudança, dando a impressão que para eles ainda existe o muro de Berlim e a União Soviética.
Mas voltando ao congresso do PCP, foi tão democrático que o novo secretário-geral do PCP, Jerónimo Martins foi nomeado no conclave do Comité Central e só se soube de alguma contestação a esta escolha por que houve 45 votos contra e só soube desta parca contestação graças a nova lei dos partidos que obriga a que as eleições partidárias sejam feitas nao por braço no ar mas sim por voto secreto por que caso fosse por braço no ar haveria riscos de represálias tão queridas da linha dura do PCP.
Um sinal da democraticidade do PCP foi os dois discursos que pediam mudanças no partido feitos por Fernando Vicente (ex-organizador da festa do Avante, grande festa do PCP em todos anos em Setembro) e pelo presidente da Câmara de Alvito Lopes Guerreiro que além de serem assobiados, os seus discuros não constam das actas do congresso num verdadeiro acto da democracia do PCP que ao contrário (mesmo os de extrema esquerda) dos outros partidos escondeu da imprensa a escolha do seu líder (a qual já estava feita de trás).
E com essas coisas e com os crimes feitos no leste da Europa em nome do nos tenebrosos anos da guerra fria onde havia mais paz no mundo só houve um verdadeiro comunista que não foi imposto por nenhuma potência estrangeira nem por nenhum golpe de estado que foi eleito pelo povo e para o povo e que seguiu os enisnamentos de Marx e Engels que foi o líder chileno Salvador Allende por que todos os outros líderes comunistas como honrosas excpeções no caso da Itália em que o líder do PCI se aliou ao grande Aldo Moro para que a Itália tivesse um governo estável (acordo que custou a vida de Moro causada pelas Brigadas Vermelhas mas ainda em detalhes nunca escalrecidos em 1973) e no caso do chamado Eurocomunismo em que os PC's ocidentais se reunem periodicamnte para discutir os problemas nos respecivos países e arranjrem forma dos resolver em ambiente verderiamente democártico mas o PCP não faz parte dos Eurocomunistas por que nunca aceitou a perestroika e muito menos a união europeia e as diferenças de pensamento como se viu nesse útlimo congresso e não pensem que so meia dúzia de membros (Comité Central) impondo o que os seus membros devem pensar e que vai atrair mais votos e mais membros impondo atitudes ditatoriais do tempo da URSS e recusando a mudança esqueçam e fico pensando como há jovens como ainda se sentem atraidos por esta forma de ver o mundo, o ideal em si não é mau de todo mas em 87 anos de comunismo so houve um verdadeiro comunista: Salvador Allende ou os eurocomunistas mas estes estes tirando os italianos nunca se afirmaram como poder legitmo e democrático; dado que na sua grande maioria se deixaram corromper pelo poder o impondo de uma forma ditatorial tanto nos paises onde foram poder como em alguns partidos como no caso português que não aceita a diferença ou a mudança repelindo e mesmo expulsando quem pensa diferente ou pede a mudança tornando o ideal comunista repulsivo para algumas pessoas e algo que não entendo como no PCP elogiam os bombistas palestinos que matam inocentes não vendo que na Terra Santa tanto no lado como no noutro (israelitas e palestinainos) são vitmas e criminosos ao mesmo tempo e nunca se deve apoiar um dos lados apenas dado o facto de se fazer um enorme injustiça tal como publiquei na entrada "As verdadeiras vitimas e as falsidades da esquerda" de 15/12/2003 a qual recomendo uma leitura atenta
Como democrático é o PCP
Mais uma vez vos deixo as habituais perguntas meio chatas e sem resposta:
Por que o PCP não acieta as reformas que tantos membros pedem ? Por que PCP repele a diferença ? Por que a juventude apoia os terroristas árabes quando estes matam inocentes ?Por que vão contra algum país que os vai caçar ?
Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar
Se soube ontem que o director da Direcção-Geral de Viação (DGV), entidade que cuja função é legislar sobre as regras de trânsito na podre, velha e senil república portuguesa foi apanhado pela Brigada de Trânsito da Guarda Nacional Republicana na autoestrada A1 (Autoestrada do Norte ou Autoestrada Lisboa-Porto) no percurso compreendido entre as cidades de Torres Novas e Fátima a velocidade de 172 km/h dando a desculpa de uma deslocação urgente nunca provada.
Tal velocidade elevada é uma infração grave ao código da estrada dado que o limite máximo de velocidade nas autoestradas portuguesas é de 120 km/h e esta mesma infração (se a lei fosse mesmo cumprida de forma célere) siginificacava multa de 120 a 600 euros e apreensão da carta de condução até um ano, mas parece que o sr. director não teve a sua carta apreendida e so vai pagar a multa.
Tal infração mostra que quem deve dar o exemplo não o dá e por outro lado com a potência dos carros que têm surgido no mercado o limite de velocidade ou corre risco risco de estar desactualizado ou esta mesmo desactualizado e ha quem defenda que a imposição de limites de velocidade está errada por que cada vez se morre mias nas estradas apesar dos limites de velocidade da década de 50 do século 20 e que na Alemanha não limite máximo mas sim limite recomendado e se morre menos.
Uma coisa é certa entre 1998 e 2001 se morreu mais nas estradas portuguesas do que na guerra colonial que durou 13 anos causas para os acidentes ha muitas soluções também agora aplicá-las e saber quais a as certas é que é o mais dificil de fazer ou por falta de vontade ou mesmo por impossibilidade de aplicar estas mesmas soluções.
E mais uma vez deixo aquelas chatas daquelas perguntas sem resposta que ninguem quer ou sabe responder com dedicatória aos ministros das obras públicas e da administração interna : Do que serve o limite máximo nas estradas se continua-se a morrer e acidentes causados por excesso de velocidade ? Por que não tiram a carta a este senhor director ? Por que não reformulam os limites ? Por que não se melhoram as vias ?
Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar
Nãos vos venho falar daqueles parasitas que vão incentivar os médicos dos hospitais a passarem remedios caros com viagens e esferográficas pagas pelos mais diversos laboratórios farmaceutitcos, ou seja, os delegados de informação médica; mas sim do que se passa na tanto nas enfermarias como na emergência do hospital universitário de S. Maria em Lisboa que apesar de grande é o pior de Lisboa e o terceiro pior em termos nacionais.
Nas emergências quem despe os acidentados não são enfermeiros como no caso do centenário hospital de S. José mas sim os auxiliares de acção médica, ou seja, os maqueiros e as empregadas auxiliares que so servem para levar a roupa para lavandaria ou ir buscar as caixas de remédios a farmácia ou a levar os doentes nas macas ou marquesas para os exames, não tendo a formção devido para despirem vítimas de acidentes de viação podendo ainda ferir mais essas mesmas vitmas enquanto em S.josé são os enfermeiros que fazem estes serviço, em S. Maria entre inscriçaõ e tirar roupa, estabilização do doente e colocação no serviço de observção do acidentado se demora entre 15 a 20 minutos; enquanto em S.José raramente demora 15 minutos; como podem ver um gigantesco , moderno e universitário hospital funciona mal enquanto um muito mais pequeno e centenário embora também seja universitário seja melhor e assim é o sistema público de saúde da podre,velha e senil república portugeusa mas o pior esta ainda pra vir.
Agora passamos a piéce de resitence desta entrada ou post que fere os mais sensíveis em termos digestivos é que segundo denúncias vindas a público que nas refeições servidas aos doentes internados neste mesmo hospital de S. Maria foram encortados vermes (alguns deles vivos) pelos de animais e cabelos humanos provocando que os próprios doentes e os seus familiares tenham feito uma petição a direcção deste mesmo hospital e outra para ministério da sáude para que a situção seja resolvida mas acontece que nos hospital de S.José (e eu ja la estive intrenado duas vezes) nunca aconteceu isso por que a comida é fornecida em recepientes estanques e estéreis que mantêm a comida quente e limpa.
Por isso é que o hospital de S. Maria foi considerado um dos piores em termos nacionais e o pior em Lisboa apesar de ter ganho em 2002 uma acreditação da Casa Real Inglesa igual a mesma que o hospital D. Estefânia ganhou no ano passado não deixa de ser o pior de todos e pelo que se sabe na imprensa está longe de melhorar .
Já se tem ouvido falar dos polémicos hospitais SA que são hospitais públicos que são geridos como empresas e que funcionam como clínicas privadas com a mesma excelência de tratamento cujo grande exemplo é o Instituto Português de Oncologia que me deixou pensativo no caso de se converter os hospitais públicos em hospitais SA não tornará melhor a qualidade do atetidemento não itrá corrigir os erros de atendimento como caso dos auxiliares fazerem trabalho de enfermeiro no hospital S.Maria ou não se extreminará com as listas de espera.
Mais uma vez deixo aquelas perguntinhas sem resposta ou que ninguém quer responder dessa vez com dedicatória ao ministro da saúde da podre,velha e senil república portuguesa : Para quando a resolução da situação do hospital de Santa Maria ? Porque não se convertem os hospitais públicos "normais" em hospitais SA tomando o exemplo do IPO ? Por que se demora tanto tempo colocar um doente no serviço de obsersação do hospital de Santa Maria ? Será que se merece pagar uma taxa por usar hospitais assim ?
Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar
Mais um mistério misteriosamente inexplicável surge ne podre, velha e senil república portuguesa dessa vez não é na mui nobre e sempre leal cidade de Lisboa mas na região do Alentejo e envolve exploração mineira.
Passando aos detalhes a Direcção-Geral de Geologia e Energia (DGGE) passou desde 29 de Setembo 35 licenças para exploração e prospecção de ouro na região do Alentejo todas a firmas estrangeiras por que em Portugal não existe nenhuma firma capaz de fazer tal serviço ou parece não existir e as empresas aqui existentes só se limitam a despedir os empregados devido a falências muito mal esclarecidas.
As firmas em causa são a Iberian Resources de capitais australianos , e duas americanas a Kernow Resources & Developments e a Rio Narcea Gold Mines (que apesar de americana tem os seus escritórios em Toronto, Canadá) que vão explorar filões alentejanos cuja vida útli estimada é de 15 a 20 anos que numa região fustigada pelo estigma do desemprego acaba por ser mais preciosa do que o ouro por que segundo representantes das próprias firmas que vão recrutar os operários para a exploração dos filões na população da região onde se localizarem os próprios filões. Algo que não entendo é como aqui e no mundo contestam os Estados Unidos e as suas empresas como maus e vilões e aqui em Portugal vão dar emprego por um tempo mínmo de 15 a 20 anos numa das regiões portuguesas mais fustigadas pelo desemprego, por isso espero que estes possíveis filões tenham o teor de minério suficiente e ao mesmo tempo fico triste que tenham que ser mutlinacionais estrageiras a fazer isso por que na podre, velha e senil república portuguesa o governo ou os privados não criam uma firma com capacidade para tal prospecção só limitando a receber os impostos resultantes da dita prospecção e dos salários dos funcionários das firmas que quando comparados aos lucros destas mesma firmas são verdadeiras esmolas. Mas o irónico ou misterioso da coisa é que de vez enquando aparece na televisão a eurodeputada comunista (deputada comunista ao parlamento europeu) Ilda Figueredo quando ha uma falência fraudelenta a dizer que o mal de tudo que acontece nas empresas em Portugal está na existência das multinacionais e que as multinacionais deveria sair de Portugal, mas acho que este senhora nunca trabalhou na vida por que no caso alentejano tem que ser multinacionais a combater o vírus chamado desemprego que contamina Portugal e em especial o Alentejo, o arquipélago dos Açores e Trás-os-Montes; e também por que eu trabalhei para um patrão português que apesar de me descontado do salário o respectivo valor como manda a lei para segurança social não foi entregar os ditos descontos na dita segurança social e me manteve neste situação durante 5 meses até que me despediu para empregar a esposa na firma em causa, a firma se chama Copipronto e vim a saber que colocar mais um familiar tornando a firma numa das maiores firmas familiares de Portugal depois me empreguei na Pizza Hut que apesar do mau ambiente e da péssima chefia ainda me pagaram um mês de segurança social emas ao contrário da Copipronto é uma multinacional americana, ou seja, do pais que todos contestam.
Mais uma vez deixo aquelas perguntinhas sem resposta ou que ninguém quer responder: Por que tem que ser firmas estrageiras dar emprego enquanto as portuguesas o tiram ? Por que aqui em Portugal contestam tanto as firmas americanas e elas vêm ajudar uma das regiões mais emprbecidas do país dando emprego e sustento as populações locais ? Por que a eurodeputada Ilda Figueredo contesta a multinacionais quando estas dão emprego e cumprem as leis do emprego e as firmas nacionais tiram emprego e violam as a leis deste mesmo emprego ? Será que ela é finaciada por estas mesmas firmas ?
Como sempre vos peço ler, comentar e divulgar
Essa entrada nesse blog não é uma sequela a entrada de dia 8 de Abril de 2004 mas tal como a sua quase homónima mostra um erro grave e grosseiro da podre justiça da podre,velha e senil república portuguesa. Tal como na primeira tem a ver com uma ponte mas dessas vez não com uma que caiu mas uma que se construia na mui nobre e sempre leal cidade de Lisboa.
O caso é o seguinte hoje no tribunal da Boa Hora se realizou mais uma sessão dum julgamento que ninguem dava atenção se não fosse o facto de ser presidido pela juiza Ana Peres que é a mesma que tem em mãos o processo da Casa Pia que tem notáveis e gente da alta sociedade entre os réus como o apresentador de televisão Carlos Cruz ou o embaixador Jorge Ritto e tem uma média de 3 sessões semanais enquanto este simples caso so foi a julgamento a cerga de dois anos e meio e cinco anos depois do acontecimento que levaram ao processo judicial.
O acontecimento foi a morte de duas irmãs que bricavam junto a uma vala de construção da ponte Vasco da Gama aberta pela Lusoponte que nunca vedou devidamente e que cuja negligencia acabou na morte das duas irmãs.
Mas como o processo e duma pobre mãe de poucas posses contra uma empresa que tem a concessão das portagens das pontes sobre o Tejo (pedágios para os brasileiros), uma empresa em parte possuída pelo estado cuja negligência tirou a vida a duas das suas filhas conjugando a uma suspeita lentidão da podre da justiça da podre, velha e senil república portuguesa este processo se arrisca a prescrever , ou seja, acaba por ser arquivado por que ao contrário dos Estados Unidos onde um prcesso crime nunca é arquivado e onde é sempre possível lhe juntar provas em Portugal ha uma ferramneta jurídica chamda prescrição que vai livrar os tubarões da Lusoponte de pagar pelos seus crimes, mas se fosse um filho dum notável da tv ou da alta sociedade a esta hora os tubarões da lusoponte ja estavam a pagar pela falta de cuidado que causou a morte de duas inocentes crianças que jamais se admitirá.
Algo que acho estranho é como o caso da Casa Pia e que foi a julgamento em coisa de de um ano e passou a instrução num tempo verdadeiramente record mesmo com aquelas palhaçadas dos incidentes de recusa e nem sei que mais que que so prelongaram mais o processo enquanto esse processo demorou dois anos e meio para começar a ser julgado enquanto este processo tem 3 ou 4 sessões por mês o caso da Casa Pia tem 3 sessões por semana. E assim é uma justiça para os ricos e famosos e outra para os cidadãos comuns.
Como quase sempre vos deixo as minhas perguntinhas sem resposta dessas vez com dedicatória ao ministro da justiça: Para quanto uma revolução na justiça? Por que tna demora num simples caso de homiídio por negligência ? A juiza Ana Peres se esqueceu que negligência que também é crime como a pedofilia ? Por que não mudam a juiza ?
Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar
Mais uma vez o ministro das finanças português, Bagão Félix, veio mais uma vez as várias cadeias de tv apregoar que o estado precisa de poupar para chegar aos limites de deficit público impostos pela união europeia e Bagão Félix apesar da contestação vai acabar com os fundos de pensões de várias empresas públicas e converter esses mesmos fundos de pensões que eram os descontos para as reformas dos funcionários desses mesmas empresas em descontos para a Caixa Geral de Aposentções (entidade estatal que cuida das reformas e pensões dos funcionários públicos em Portugal) para que se chegue a este limite imposto pela UE, acontece que se veio saber que a parasítica Alta Autoridade para Comunicação Social cometeu diversas ilegalidades contabilísticas descobertas pelo Tribunal de Contas de resultam mais de 800 mil euros gastos sem justificação por esse entidade da podre,velha e senil república portuguesa que ja deveria de estar extinta para bem do país, acontece que esses 800.000 euros são 84 % do orçamento da dita AACS que foi gasto em salários e despesas sem justificação.
Gastos feridos da mais grave ilegalidade como contratação a tempo parcial, subsídio de risco sem razão de ser atribuído, subsídio de avença por justificar e ainda por cima sem vir publicado no Diário da República como manda a lei, portanto iliegalidade dupla, despesa injustificada e falta de publicação no orgão oficial e numa altura em que exige poupança aos departamentos públicos a AACS a deitar dinheiro pela janela é um pouco estranho e cada vez mais se exige so uma coisa, a sua extinção e para evitar males maiores se exige também redistribuição dos seus quadros médios e infeirores por varios ministérios por que também me custa entender como na AACS se entretiveram com o caso Marcelo enquanto em canais como a TVI ou a SIC-mulher se passam conteúdos impróprios a horas onde ainda ha crianças a assitir a tv; enquanto os quadros superiores deveriam de ser responsabilizados criminalmente por esse desvio de fundos.
Mais uma vez as chatinhas das perguntas sem resposta dessa vez dedicada ao ministro das finanças português: Do que espera para extinguir a AACS ? Aonde esta a poupança ? Portugal não ganharia mais produzindo do que fechando fabricas ?
Como sempre vos peço para ler,comentar e divulgar
Mis um mistério misteriosamente inexplicável foi criado por esse governo da podre, velha e senil república portuguesa que vive os dias colecionando erros e mancadas mais ou menos perigorsas ou ridículas e dessas vez essa tem ainda a ver com jogo Benfica-Porto e envolve o antigo ministro-adjunto para o desporto e juventude e agora promevido a ministro para o mesmo pelouro, Henrique Chaves que foi um dos contribuintes para o mau ambiente que se viveu no clássico em causa dado que tambáme laçou algumas achas para a fogueira dando a impressão de alguma suspeição de ligação ao submundo fétido do futebol.
Acontece que hoje se soube atraves do jornal digital "diario digital" (www.diariodigital.pt) que esse mesmo ministro recebeu uma delegação da presidência do Benfica que se reuniu com ele para se discutir a reforma da lei de bases do sistema desportivo e segundo o mesmo se "reuniram para discutirem de dopping , de ética e disciplina mas também se flaou de arbritragem"; mas até nada especial a não ser o motivo de ele ter sido um dos instigadores dos conflito e mais estranho vem para depois quando a delgação do Benfica entrega a este mesmo ministro um DVD do clássico apitado por Olegário Bequerença cujo comportamento foi muito suspeito e o presidente do Benfica pensou que ministro do desporto iria fazer alguma coisa mas se enganou por que simplesmente o ministro não tinha intenção de ver o DVD e o queria deitar pela janela e só não o fez por boa educação.
Tal atitude de recusa a querer ver as evidências dum caso de possível corrupção no futebol me deixa surpreendido além de causar uma indignção enornme aos dirigentes no benfica medeixa surppreendido e preocupado por que esta recusas pode singnificar duas coisas ou recusa em querer resolver a situação de suspeição ou vontade manter a situação por interesse pessoal, então aí a situação é pior ainda mais fétida por que revela uma uma possível ligação perigosa entre um membro do governo e um tubarão do futebol como menciono na entrada " Ligações Perigosas" de 12/10/2004 onde também são relatadas essas ligações onde se fala na ideia dos governantes serem meras marionetas nos tubarões do desporto-rei que por detrás da cortina mandam e desmandam na nossa vida como querem através dessas marionetas que muddam a seu bel-prazer através das eleições onde os eleitores escolhem as marionetas.
Mias se reforçará essas suspeita se o mesmo ministro quando receber a presidencia do Futebol Clube do Porto e aceitar a biografia do actual do presidente do clube como presente irá levantar muitas suspeitas com toda a certeza e será um prato cheio para a oposição e é assim como se porta de forma tão "imparcial" um ministro da podre, velha e senil república portuguesa.
Como quase sempre deixo aquelas perguntinhas meio chatas dessa vez com dedicatória ao primeiro ministro Pedro Santana Lopes: Dado existirem essas suspeitas por que nomeou Henrique Chaves ? Por que esta repulsa sobre algo que ia prejudicar o Porto ? Será que somos dominados pelos tubarões do futebol ? Se quem entregasse o DVD fosse o porto se iria ter a mesma atitude ?
Como sempre vos peço ler , comentar e divulgar
Mais uma vez o governo de Zapatero deu uma mancada que desonra o país que governa, depois de não prestar homenagem aos voluntários norte-americanos que combateram contra as forças franquistas por que não se levantou aqunado da passagem da bandeira americana no dia nacional de Espanha criando mal estar nas relaçoes entre os dois paises e dando uma de pais grande e poderoso contra os Estados Unidos e esses mandaram a Espanha se colocar no seu lugar e Zapatero se amansou .
Entretanto acontece o golpe de estado na Venezuela para derrubar Hugo Chavez que foi neutralizado e o presidente venezuelano reage ao golpe inventando uma teoria da conspiração internacional envolvendo vários países incluindo a Espanha e o governo de Aznar nega categorigamente, mas para mal da humanidade o Novo Hitler ataca em Espanha em 11 de Março de 2004 apanhando todo o mundo de surpresa e causando a queda do governo de Aznar (dado que se estava em campanha eleitoral em Espanha para as Cortes, ou seja, o Parlamento e por consequência o governo) e os Socialistas liderados por Jose Rodriguez Zapatero subiram ao poder espalhando mancadas e erros diplomáticos em especial contra os Estados Unidos e seus aliados e as mancadas foram sendo mínimas mas Chavez nunca deixou cair a teoria da conspiração . E numa atitude socialisticamente cobarde o ministro dos negócios estrangeiros espanhol Miguel Angel Moratinos confimou a teoria da conspiração a dizer que Aznar deu ordens para que a Espanha apoiasse o golpe de estado só para evitar embaraços devido a dita teoria da conspiração e também para retomar as boas relações dos dois paises que na actual conjuntura se sub-entende com petróleo a bom preço pelo facto da Venezuela ser membro da OPEP (Ogranização dos Produtores e Exportadores de Petróleo) e ter um amigo no cartel do petróleo significa ter petróleo barato mas não vale o risco de se provocar uma superpotência como os Estados Unidos e se abaixar as calças para um país só para ter petróleo barato e com isso ofender a honra do país e dar razão a paranóia dum louco que julga com o mesmo carisma de Fidel Castro com é Chavez e num acto de estupidez ou ignorância Jose Rodriguez Zapatero recebeu amistosamente Chavez como nada tivesses acontecido ainda abaixando as calças, atitude que fez a oposição de direita pedir a cabeça de Moratinos, ou seja a sua demissão.
Essa atitude fez recordar a mancada do dia nacional de Espanha (dia onde são recordado os os soldados que morreram pela Espanha) e quando chegou a altura de prestar o tributo as Brigadas Internacionais (grupos de voluntários dos mais diversos países do mundo que lutaram ao lado do governo da república espanhola contra as forças de Francisco Franco) Zapatero se levantou a passagem das bandeiras dos vários países patricipantes, mas quando chegou as bandeira dos EUA que contribuiu com a Brigada Lincoln (60.000 soldados) para as forças que combatiam os franquistas e que muitos destes 60.000 norte-americanos cairam em solo espanhol e perantre as viuvas dos soldados Lincoln, Zapatero não se levantou em clara falta de respeito aos mortos pelo seu país se esquecendo que aqueles lutaram pela liberdade da Espanha dizendo depois que era sinal de repulsa pela intrevenção no Iraque mas aquela atitude que pareceu birra de criança que causou mau estar na NATO e nas relações entre Espanha e Estados Unidos, e como ja não fosse mancada suficiente e perante as viuvas e descedentes dos soldados Lincoln foi prestar homenagem a Força Azul que foi uma força de voluntários criada por Franco par lutar ao lado dos nazis na segunda guerra mundial. Portanto em jeito de conclusão não respeitou os mortos que morrerarm pela liberdade pelo erro do presidente actual do seu país mas foi homenagear quem foi servir o maior assassino da historia, bate o pé a uma potência militar e nuclear mas baixa as calças a um produtor de petróleo vendendo a honra do país se baseando numa acusação nunca provada, e deixa que o Novo hitler se basateça de bombas em seu território; parece coisa de louco, não acham ?
Como sempre deixo as minhas perguntinhas chatinhas mas sem dedicatória: Será que Zapatero tem consciencia daquilo que faz ? Será que ela sabe ser primeiro ministro ? Por que Moratinos não se demite ? Por que se vende a honra dum País ? Será que ele é tem sanidade mental suficiente ? Será que os socialistas naseceram para errar ?
Como sempre vos peço para ler , comentar e divulgar

Pág. 1/3