Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Opiniões e Críticas Secretas

Opiniões e Críticas Secretas

As boas surpresas ve donde se menos espera e essa então além de ser uma surpresa é um verdadeiro tiro no pé de quem a teve lembrando o estilo trapalhão de Duraõ Barros de fazer política onde os tiros nos pés foram mais do que muitos mas esse é surpreendente.

O (des)governo da para-ditadura socialista está com ideias de modificar a lei eleitoral e reduzir o número de deputados na assembleia da república, tal ideia lançou o pánico em alguns sectores do próprio NSDAP, digo PS, e sectores da actual cúpula do secretariado nacional o que deixa qualquer pessoa pensativa.

O primeiro ataque de pânico político veio do comunista reciclado em membro do NSDAP, perdão, PS; José Lamego que afirmou na imprensa que tal lei eleitoral iria tirar a maioria absoluta ao PS e facilitar em especial os partidos da direita, eu tenho a resposta para José Lamego : " olha que pena o PS perder o poleiro".

De facto se o receio de Lamego se confirmar vai ser uma abalo bem duro de aguentar para as hostes do largo do Rato após as duas derrotas eleitorais seguidas e a saída de Jorge Coleho da cúpula devido a probelmas de saúde e agora esse golpe, daqui pouco se começa a dizer não batam mais no ceguinho.

O probelma do receio de Lamego é que ainda faltam pelo menos 3 anos para esses mesmo hipotético receio ser comfirmado dado que as eleições legislativas são em 2009 se não haver dissolução da assembleia da república ou demissão do governo antes de 2009 e cada vez ganha mais tons de tiro no pé devido as relativamente frescas derrotas eleitorais e é um risco demasiadamente pesado se mexer na lei eleitoral após esses dois desaires e com contestção contra a para-ditadura socialista a aumentar isso passa dum simples e mui doloroso tiro no pé para um verdadeiro suícidio não se sabendo ainda qual o motivo ou interesse de tal lei que em priemiro lugar vai satisfazer a cada vez maior massa contestária contra a para-ditadura socialista se o receio de Lamego se confirmar, bem para tal confirmação so temos que aguardar e aguardar sobretudo se a mudança da lei eleitoral vai em frente ou não.

E lá vai a carga de perguntas habituais que habitualmente são sem resposta: Porque se quer fazer essa lei ? Sócrates se quer matar politicamente ? Será esse o motivo da abstenção em massa no congresso do PS ? Não seria recomendável uma intrevenção da presidência da república ? Será que Sócrates quer provocar a dissolução da assembleia da república para se vitimizar ? Aonde isso tudo vai levar ? Qual a utilidade da república e do seu presidente ?

Como sempre vos peço para ler comentar e divulgar.

 

Hoje na assembleia regional da Madeira um deputado do PSD local pos o dedo na ferida aberta pela lei das finanças regionais criada pelo ministro das finanças do (des)governo da para-ditadura socialista Teixeira de Santos.

O discurso feito pelo deputado Coito Pita acusa directamente o (des)governo da paraditadura socialista de querer re-atear a FLAMA devido as suas medidas restritivas e atacou a pouca vergonha que foi a venda de Cahora Bassa a Moçambique pelo preço da uva mijona e o perdão da dívida duma ex-colónia a antiga metróple enquanto dentro da podre,velha e senil república ha restrições e contra restrições e se fazem cortes em todos os lados.

Esse discurso de alerta foi feito hoje no debate da assembelia regional quando se prepara o pedido de veto por inconstituicionalidade da lei das finanças regionais e essa lei poderá atiçar as brasas muito brandas (se presume) da FLAMA e com as consequências que possam daí vir.

Esse discurso teve dois alvos directos, o primeiro foi o (des)governo da para-ditadura e o outro alvo foi o inútil do viciado em bolo-rei que vai fazendo a sua vida de Garfield no palácio de Belém que é o inútil do presidente da república que já deveria de ter travado isso tal como a situação dos militares relatada na entrada anterior.

Esses ressucitar da FLAMA que segundo alguns está em brasas muito brandas usando a protecção do Fórum para a Autonomia da Madeira (FAMA) dado alguns ex-membros da força independtista da pérola do atlântico fazerem parte do FAMA e se essas bras se ateiam a integridade do território nacional e os interesses nacionais ficam descaradamente em perigo e se recomendava vivamente ao inútil comedor de bolo-rei que é o presidente da república  colocasse um travão a essa possível explosão independentista porque simplesmente é o seu dever e esses dever vem escrito na constituição de 1976 já revista várias vezes mas esse dever não se sumiu com as revisões da constituição.

E deixo as minhas perguntinhas sem reposta: Porque se provoca esse fogo da FLAMA ? Qual a intenção da para-ditadura socialista ? Porque o presidente da república não trvava isso ? Será preciso haver bombas da FLAMA para que os ataques da para-ditadura socialista ao aruipélago da Madeira parem ? Não seria altura duma dissolução da assembleia da república  ? Não seria uma altura de se convocar o Conselho de Estado ? Qual a utilidade da república e do seu presidente ?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar.

Meus amigos e minhas amigas fieis leitores e leitoras desse blog eu pensava que nessa vida já tinha visto de tudo na minha vida de mais de um 1/4 de século mas nunca pensei ver o que veio hoje noticiado no olisiponense diário matutino Correio da Manhã (www.correiomanha.pt ) que é a falta de liquidez da Manutenção Militar para pagarem aos fornecedores do comida.

Trocando por miúdos a Manutenção Militar tem um calote de dois anos nos fornecimentos de comida do em especial do exército que já não é paga a dois anos e o (des)governo da para-ditadura socialista entregou ao próprio exército a a resolução dessa dívida, mas acontece que o exército só tem verbas para pagar os salários aos militares estando muitos fornecedores do exército em problemas como num caso dum fornecedor já está endividado para poder sobreviver.

E além desses problemas vêm os custos para os fornecedores poderem receber o seu dinheiro têm que recorrer aos tribunais para receberem o dinheiro que lhes é devido com os custos inerentes ao uso da justiça encarecendo ainda mais uma dívida já de si enorme e os poucos que recebem pagamentos têm uma atraso superior aos 2 anos e o (des)governo da para-ditadura não vê que a MM está em estado de rotura e caso essa rotura aconteça os militares caso precisam de pagar para comer ou acartar marmitas e nos casos mais extremos têm que se tornarem utilizadores dos refeitórios da Santa Casa conhecidos entre a população como Sopa do Sidónio (nome ligado ao seu fundador General Sidónio Pais presidente da república entre 1917 e 1918 quando foi assassinado) ou sopa dos pobres ou cozinha económica  o que seria ridículo e indigno para a classe militar.

Os sindicatos militares ainda estão calados mas não deve ser por muito tempo porque a situação no que concerna a alimentação dos militares se vai aproximando do ponto de rotura e do ridículo como ver militares quer sejam soldaos ou oficiais a irem a Sopa do Sidónio para terem uma simples refeição quando o governo em vez de gastar 95 milhões em estudos gastava uma parte desses 95 milhões deitados ao ar para pagar o calote da MM.

Bem eu na minha humilde opinião essa atitude do laissez-faire do (des)governo da para-ditadura socialista merecia uma travão mas um travão bem duro porque senão existir esse travão que deve vir quer seja do conselho de estado quer seja do inútil do presidente da república que em vez de se estar a empaturrar com bolo-rei e a peidar-se quando faz a sua vida muito "Garfield Style" deveria de travar essa situação quer como no lugar de comadante supremo das forças armadas quer como defensor dos interesses nacionais dado que essa atitude do (des)governo da para-ditadura socialista é muito desmoralizante e humilhante para as forças armadas cujo dever priomordial é defender a intergridade e a indepedência de Portugal.

E deixo as minhas perguntinhas sem resposta: Como se chegou a essa vergonha ? Porque se corta em tudo e não se cortam em inutilidades como o TGV ou o aeroporto da Ota ? Porque não se vais bsucar dinheiro aos grandes grupos económicos que se baldam de pagar impostos graças aos mecenantos ? Será que a para-ditadura socialista quer uma revolução ? Porque o inútil do presidente da república não trava essa situação em vez de se estar a empaturrar com bolo-rei ? Qual a utilidade da república e do seu presidente ? Para quando uma reacção dos sisndicatos militares ? Foi para isso quese fez o 25 de Abril ?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar.

Manuel Pinho ministro da Economia do (des)governo da para-ditadura socialista disse ontem algo que vai preocupar não só as gerações presentes como as gerações futuras em termos climáticos e energéticos e vai deixar Portugal cada vez mais atrasado em relação ao cumprimento do mui falado protocolo de Kyoto.

Manuel Pinho numa falsa preocupação ecologista disse que Portugal nunca há-de de ter uma central nuclear (pázinho isso dava muitos empregos), ou seja, Portugal vai gastar cada vez mais combustíveis fósseis em vez de investir em energias alternativas aos combustíveis fosseís que contribuem a descarada para o efeito-estufa que contribui para que o clima se modifique causando secas monuemntais em Portugal, temperaturas fora de época (ontem em Lisboa estava mais de 20 graus a noite quando caminhamos para Novembro, o mês das grades chuvas outonais)e sem uma gota de chuva a cair.

E isso é só o princípio como já ouvi grilos a cantar a essa altura do ano quando normalamente estariam mortos ou a hibernar, as super cheias  que tem acontecido no mundo, furtacões como Katrina além dos furacões que quase chegavam a a território nacional entre outras aberrações climáticas que já estão a prejudicar Portugal por que os turistas do norte da Europa que vinham para Portugal no verão estão a fugir da Lusitânia se ficando pelo norte da Europa.

Fiquei seriamente a pensar se Manuel Pinho recebe algum dinheiro por baixo da mesa das pertolíferas ou das imporatdoras de carvão porque nem está planeada a construção de nehuma barragem hidorelétrica nem nada relacionado com energias fora do círculo dos combustíveis fósseis que o ministro da economia gosta tanto de gastar quando faz os seus picanços na estradas nacionais.

E nem entendo como o um ex- ministro do ambiente como Adolf Videla Sócrates deixa que se viole assim assim o meio-mabiente ou como ele quer violar o meio-ambiente com a co-inceneração em cimenteiras passando esses compostos voláteis e beastnte tóxicos para o cimento que vai construir as nossas futuras casas nos pondo todos em risco de vida.

Mas para o (des)governo da para-ditadura socialista quantos mais morrerem e menos nascerem melhor porque assim pode tornar os poucos que ainda estão activos a trabalharem até cair como os judeus nos campos de concentração hitlerianos.

E ontem veio uma associação de ex-detidos no Tarrafal a dizer que em Portugal o interesse pela extram-direita está a crescer e eu posso responder da seguinte forma: e depois já temos a encarnação de Hitler no governo talvez esses da extrema dirieta acbaem com estado de impunidade e de corrupção cada vez mais crescente e há uma repsosta mais curta: "pazinho abre os olhos já estamos de novo numa ditadura".

Mas o português como povo ainda é mais ignorante que os bosquímanos ou algum povo primitivo semelhante e tem a memória curta e continuam a ir por voto nas eleições para exibir o penteado novo e a votar sempre na mesma mistura de morango com larnaja em vez duma abstenção em massa ou votos brancos em massa como sinal de contestação porque se não fizerem estão a legitimar o estado das coisas ao qual nunca se deveria de ter chegado e que da a ideia só com algo de muito radical como uma revolução acabará.

E deixo as minhas perguntinhas sem resposta: Porque não se investe em energias alternativas como a hídirca ou a nuclear ? Que interesses se escondem por de trás da overdose de combustíveis fósseis ? Se Portugal está a ficar com o clima alterado porque não se trvava antes que essas alterações espalhem o caos ? O que o governo ganha com a co-inceneração e uso abusivo de combustíveis fósseis ? Já não seria tempo de cumprirem Kyoto ? Se a poluição não vem das fábricas em constante falência então donde vem ? Para que sereve a república e o seu presidente ? Com os interesses nacionais a serem violados já não seria tempo de uma dissolução da assembleia ?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar.

Quando os párias que vivem, ou melhor falando vão sobrevivendo; devido aos cortes e contra cortes em tudo que é direito social e com um desemprego cada vez mais galopante (mais de meio milhão de desempregados se contarmos os que foram abatidos as listas do IEFP) e com um sistema de saúde e educacional caótico e mal estruturado e com problemas finaceiros, o (des)governo da para-ditadura socialista arranjou uma forma de ter contas nos exterior (aka. Suiça) a nossa conta sem darmos por isso.

A nova maneira que o (des)governo da para-ditadura socialista que vem afundando a podre,velha e senil república portuguesa um pouco mais todos dos dias que vêm passando desde que subiram ao poder são estudos e contra estudos, mais pareceres de A, B ou C pagos todos a peso de ouro a muitas firmas que têm nos seus corpos dirigentes, figuras de topo da para-ditadura socilaista como ministros ou secretários de estado.

Esses "meninos muito estudiosos" gastaram nas suas lições de como roubar mais os portugueses e o erário público custaram a bela soma de 95 milhões de euros que podeiram fazer falta em tantos sectores que estão na miséria como a saúde a educação a administração interna entre outros, mas os estudos que vão finaciar os bolsos dos senhores ministros ou secretários de estado são mais importante que tratar uma doença grave ou dar melhor material as forças policiais entre outras coisas que um cidadão ou cidadã pesnam que são dundamentais para um estado de direito andar sobre rodas, mas para o (des)governo da para-ditadura socialista não o são.

E de Belém vem alguma voz contra, nem em sonhos só se for peido ou um arrto provocado pela ingestão excessiva de bolo-rei ou de doces algarvios, vundo sim a verdadeira oposição ao (des)governo da parad-tiadura socilista vem do interior do próprio partido e dos governos insulares que mostram uma rebeldia e uma oposição constantemente em auemento, seria interessante se um dos presidentes dos governo regionais tidos por todos em Portugal quer seja na República quer seja nas ilhas como pessoas íntregas ao contrário do primeiro-ministro da república que não está muito bem visto nas ilhas.

E pensando bem nem sei para que são esses 95 milhões em estudos se Portugal cada vez se afunda mais num lamaçal de calotes e de politicos cada vez mais ricos e de comuns mortais cada vez mais endividados graças ao desemprego crescente e que ninguém parece ter intenção de travar essa triste subida do número de desempregados.

E deixo as minhas perguntas sem resposta: Afinal para que são esses 95 milhões ? Para que serevm esses estudos ? Quando os portugueses acordem ? Porque o presidente da república não acaba com essa onda de  assaltos ? Será que também recebe uma parte ? Foi para isso que se fez o 25 de Abril ? Para quando a dissolução da assembleia da república ? Para quando eleições antecipadas ? Quando o povo português cria colhões e vêm para rua partir a mesa toda ? Qual a utilidade da república e do seu presidente ?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar.

Bem os 50 anos da revolução húngara além de terem sido marcados pela mancada diplomática monumental do inútil do viciado em bolo-rei do presidente da podre, velha e senil república portuguesa também foram marcados por outro facto igualamente embaraçoso.

O facto embaraçoso que vos falo é do facto do primeiro-ministro húngaro ter feito um confissão ao seu povo que muitos chefes de governo deveriam de fazer aos seus eleitores e essa confissão foi que o primeiro-ministro húgaro tinha mentido aos seus eleitores sobre estado da economia húngara que era num suposoto oásis mas afinal está tudo de tamga ou perto disso e essa mentira foi usada muito maquiavelmente pelo primiero-ministro húngaro como forma de ganhar as últimas eleições legislativas na Hungria.

Com alguma razão houve manifestações e tumultos dos quias resultaram feridos mas ninguém pode punir aqueles que dizem a verdade como foi nesse caso e não como certos primeiros ministros que dizem que a crise acabou entre outras mentiras contadas num certo país,enquanto a economia vai estnagnando menos os bolsos dos senhores ministros.

Gostava de ver Adolf Videla Sócrates ter a mesma atitude em Portugal para ver qual seria a reacção dos portugueses a uma bomba dessas, do tipo em que ele está a mentir em relação ao estado da economia portuguesa para poder fazer os criminosos cortes que tem vindo a fazer nos útlimos tempos e se teriam a mesma reacção que os húngaros tiveram.

Bem confesso que tenho as minhas dúvidas porque quando se juntaram aqueles cem mil manifestantes a beira da assembleia da república e quando tiveram a chance de fazer o mesmo que os sérvios fizeram em Belgrado que foi um golpe sem armas e que derrubou um dos amiores assassinos da Europa depois Adolf Hitler que foi Slodban Milesovic e simplesmente não fizeram e se poderiam ter visto livres dum ditadorzeco de pacotilha chamado Adolf Videla Sócrates, mas como sempre faltou tomates ma hora H.

E deixo as minhas perguntinhas sem resposta: Porque em Portugal os políticos não dizem a verdade ao menos uma vez na vida ? Para que tanta menitra e corrupção ? Já não seria tempo dos portugueses ganharem coragem e travarem essa onda de corrupção ? Foi para isso que se fez o 25 de Abril ? Qual a utilidade da república e do seu presidente ?

Como sempre vos peço para ler comentar e divulgar.

 

Hoje tive a confirmação daquilo que o meu amigo marius me disse num comentário a essa mesma esntrada que vai ser eliminada porque está ferida de morte em termos de falsidade.

A entrada com o título "Perigo Chinês" teve como origem um foward para a minha conta de e-mail no hotmail e pensei que dada a gravidade mais valia publicar mas enganei-me tudo não passou dum falso rumor cuja falsidade foi confirmada pela imprensa.

Vou apagar essa entrada dado o facto de nunca ter passado dum rumor e como no meu blog só existe não mais do que verdade ou uma forma de verdade e não a mentira daí essa minha decisão.

Peço desculpas aos visados e como disse o meu amigo marius passo a ter mais atenção naquilo que escolho para publicar e não publicar mais fowards.

Pág. 1/7