Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Opiniões e Críticas Secretas

Opiniões e Críticas Secretas

 

Esta entrada ou artigo não vai ser nem político nem satírico mas sim um tributo a um dos maiores homens que a humanidade conheceu nos mais recentes séculos da era de Cristo, um homem que foi um grande diplomata e um nacionalista e patriota que é um exemplo para o presente tempo do mundo porque esse grande homem foi um filho que nunca esqueceu a sua Mãe-Pátria, uma das pátrias mártires da ganância dos tubarões da Europa que foi a Polónia.
Sim vos estou a falar do Grande João Paulo II que deixa saudades a muitos e quando na semana em que completei 3 décadas de vida e o vi partir quando eu ia para fazer 26 anos e foi um dos dias mais tristes da minha vida, e muita falta ele faz ao mundo para que haja uma voz de luz para que o mundo volte a ter paz ou tenha uma paz precária que fosse, mas o mundo está cego de ganância.
Ganância por recantos de terra, ganância em impor uma religião ou a interpretação meio dúbia de livros sagrados a milhares de pessoas ou quando os direitos humanos são roubados em todos o mundo seja esse atrasado ou desenvolvido.
Tenho o DVD que conta de forma resumida a vida deste homem que veio duma terra distante e com um sopro de paz acabou com muitas divisões na Europa e no mundo e cuja vida é um exemplo para todos nós seres humanos, e já perdi o conto as vezes que vi este DVD e por mais que veja com o objectivo de matar saudades de um grande homem, mais saudades sinto e quando oiço pela rádio tragédias de toda a espécie, guerras ou ameaços de guerras quando o ar que respiramos está conspurcado graças a um líquido que os árabes chamam o excremento do diabo e que é também conhecido por petróleo e para não falar ainda nos ainda presentes embora parcos resíduos dos testes nucleares da guerra fria, das detonações nucleares da segunda guerra ou dos acidentes em centrais nucleares como foi o acidente de Chernobyl.
Bolas mundo para e pensa um pouco e toma como exemplo homens do calibre de João Paulo II que aceitava todos os credos e por outro lado há países onde se impõem regras de pensamento e de credo quando muitas vezes o deus em que se crê é o mesmo e o que muda é a forma de o ver.
Custa-me a entender que para se sentir a morte nem é preciso se fazer a guerra, basta olharmos para a nossa família quando perdemos um ente querido ou quando se vê ou se sabe da morte de algum estadista ou de alguém com uma mente tão luminosa como o sol e que nos pesa tanto na alma como fosse a morte dum familiar ou como me aconteceu dia 30/09/05 quando vi a luta pela vida duma forma cura e directa sem efeitos de imagem ou quaisquer truques de imagem.
Sei que estas minhas palavras apenas serão lidas por pessoas que sabem falar português mas mais vale poucos do que nenhuns a lerem embora os grandes do mundo de certeza não as lerão porque estão na sua grande maioria preocupados em aumentar o seu poder e a sua influência do que em parar e pensar como podem ser grandes pelo menos uma vez na vida, bem o tempo voa e as vezes duma maneira que nem damos por isso e em vez dos pedidos e perguntas de sempre deixo um agradecimento ao grande homem, ao papa da minha geração que em 26 anos de pontificado fez mais que muitos políticos e foi conhecido, bem pelo menos no caso da minha família, por 4 gerações e sempre foi admirado.
Deixou uma pesada herança e um modelo de comportamento da Santa Sé em termos diplomáticos e que o seu sucessor talvez pela sua vestuta idade não tenha a mesma genica como esse grande polaco teve praticamente até ao fim dos seus dias.
 
 
 
Bem ele sabia falar português e muito bem até e por isso deixo o agradecimento na minha língua materna sem acordos ortográficos e como dever ser escrito:
 
 
 
 
MUITO OBRIGADO GRANDE PAPA PELO QUE FIZESTE PELA HUMANIDADE
 
 
MUITO OBRIGADO LOLEK
 
 
Sempre Lembrado nunca esquecido
 
 
João Paulo II (Karol Vojtyla) Nasceu em Wadovice, Polónia em 18 de Maio de 1920 – Morreu na Cidade do Vaticano em 2 de Abril de 2005

 

No dia em que estou a fazer esta entrada ou artigo estou na véspera do 35º aniversário do dia da Liberdade, ou melhor falando, o dia do maior passeio do descontentamento feito por militares com eles no sítio e que sabiam que aquele governo tal como o presente governo tinha que sair do poleiro.

Nesta semana se passaram dos carretos com a marcação para o dia 25 de Abril da inauguração da praça principal de Santa Comba Dão que vai ter o nome do único cidadão conhecido dessa pequena aldeola do interior esquecido de Portugal de seu nome António de Oliveira Salazar, dizendo que é uma provocação, mas ainda não vi ninguém mudar o nome da ponte sobre o Tejo em Vila Franca de Xira mudar o nome de Ponte Óscar Carmona, para Ponte Primeiro de Maio ou algo assim.

Mas maior provocação e violação as conquistas de Abril são as violações feitas a constituição por esse (des)governo que temos que já está na hora de sair ou os fechos de fábricas e despedimentos em massa marcados exactamente para dia 24 de Abril, véspera do dia dos cravos, em cuja madrugada foi o primeiro dia do resto das vidas dos habitantes da portugalidade, ou assim se pensava que iria ser; mas quem ficou no poleiro estragou e matou todos os sonhos desse belo dia.
Como se pode falar em revolução e em dia feliz quando 20 % dos habitantes de Portugal estão abaixo do limiar de pobreza, existem mais de meio milhão de desempregados, cada vez está mais negado o direito a habitação e ao ensino, para não falar que ninguém neste país tem direito a uma justiça equalitária e quem tem direito a justiça é quem fica famoso ou tem dinheiro porque aqui nesta velha, podre e senil república uns são mais iguais que outros.
De facto meus amigos e minhas amigas havia uma música de intervenção onde se pedia casa, pão, trabalho, paz e educação; e passados 35 anos cada vez se pode ter menos casa, se tem menos trabalho e pão; e com a educação se a queremos ter boa temos que a pagar e bem porque aquilo que o estado deveria de dar de graça não tem a qualidade devida seja ou porque os livros não valem um corno ou são os problemas das instalações.
Se tem menos pão, casa e trabalho é porque há para aí uns patos bravos que se enchem com benefícios fiscais por nossa conta e depois quando lhes cheira a mão de obra escrava na Ásia se piram para lá deixando dezenas de desgraçados na miséria ou então graças a invasão de produtos feitos por mão de obra escrava na China vermelha, muitas pequenas firmas nacionais dão o estoiro porque não podem competir com os hiperbaixos custos de produção da produção em massa da China vermelha e ninguém na Europa ocidental abre os olhos e fecha as portas a China Vermelha e parece que ainda não aprenderam; e com tanta miséria há menos pão e menos trabalho e para ajudar a festa com esta miséria quem tem casa não a pode pagar ou então os filhos da puta de alguns senhorios tão bons como os fascistas mais fascistas que possam ter existido põem tantos obstáculos para que se alugue uma casa por muito baixo que seja a renda que muitos desgraçados acabam, tal como eu e a minha família, em pensões mal geridas com mau ambiente e que por vezes da vontade de correr tudo a tiro.
Por isso vos digo que nem parece que houve 25 de Abril porque com a lei de arrendamento urbano de 1970 os senhorios só comiam as migalhas e uma fatia por mês da broa que é a renda duma casa e agora comem a broa inteira por mês graças as infames novas leis do arrendamento urbano criadas pela democracia e com leis como essa na crise em que estamos pergunto-me a mim mesmo aonde foi parar a democracia no meio desta vaca de seu nome república.
Admiro como os falsos democratas não respeitam a revolução e pensam que têm o direito de usar o cravo na lapela, mas talvez seja para limpar o pivete da naftalina dos seus fatos porque para estes animais do avental, a democracia apenas serviu para esses filhos da puta subirem ao poleiro porque na ditadura que na repressão dava a cara ao contrário da repressão da democracia onde ninguém tem colhões para dar a cara; admiro é a lata dos falsos de exibirem o símbolo da liberdade quando muitos deles deveriam era de estar em casa para não dizer estarem presos por violações constantes a lei fundamental que tanto sangue, suor e lágrimas custou.
Por isso digo que em muitas coisas não houve 25 de Abril, simplesmente mais agitação do o habitual nas ruas porque tudo aquilo que os capitães fizeram acabou no fundo duma gaveta lá posto por uns quanto filhos da puta que andam de avental e de compasso na mão e as massas que tanto acreditaram ficaram na mesma merda como estavam antes porque esses grupelhos de interesses ficaram com o poleiro e com os sonhos e nada deixaram para aqueles que nada tinham e com nada ficaram e em alguns casos ainda ficaram com bem menos do que aquilo que tinham antes.
Uma coisa é certa e o General Ramalho Eanes disse com toda a razão temos o governo que merecemos porque uma massiva maioria de nós habitantes da portugalidade votaram nos filhos da puta que estão no poleiro e temos a culpa que eles tenham feito leis infames, mas também já está na hora deste governo sair.
E como quase sempre vos deixo as minhas perguntas: O que fizeram ao 25 de Abril ? Aonde o meteram ? Quem ganhou realmente no 25 de Abril ? O que foi feito dos sonhos e das dádivas de Abril ? Será preciso vir para a rua de novo ? Do que nos serve esta república e o seu presidente ?

 

Esta semana o primeiro-ministro chegou atrasado quando convidou a sua namorada para ir a ópera no grande auditório do CCB e por isso foi vaiado e o pensamento:
 
Com tanto crime, tragédia e lágrimas uma ópera cada vez se parece mais com uma reunião do conselho de ministros, não hei eu de gostar de ópera
 
 
Luís Filipe Borges
 In: Três Minutos De Vida (Rádio Clube Português)

Pelas notícias passadas na rádio porque aqui nessa pensão infernal onde sobrevivo a televisão está racionada, mas na verdade prefiro muito mais ouvir rádio do que ver televisão; e o que soube por estas mesmas notícias foi mais uma façanha do Sr. Primeiro Engenheiro da nação chamada Portugal.

Na sessão de hoje da Comissão Parlamentar de Investigação sobre o caso BPN o antigo administrador da antiga sociedade que administrava o BPM, Sociedade Lusa de Negócios (SLN) e presidente da Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento e ainda ex-ministro da defesa no (des)governo do Bloco Central, ou seja, da salada de frutas morango com laranja chefiada pelo nôtre ami Mário (o do avental e bochechas) Soares, Rui Machete afirmou que o Primeiro Engenheiro do Magalhães e do Freeport teve uma reunião com antigo presidente do conselho de administração BPN, Oliveira e Costa e que presentemente se encontra preso nos calabouços da PJ no ano de 2007 onde Oliveira e Costa talvez ciente da situação precária do BPN pensou em vender o banco para o salvar e sobretudo para que se mantivesse português.

Ainda segundo o presidente da FLAD, o Primeiro Engenheiro ficou de acordo com a proposta de negócio e comunicou ao Banco Central, mas sabendo-se disso, o gabinete do Primeiro Engenheiro veio logo com um comunicado onde vem escrito que o Primeiro Engenheiro foi apenas um mensageiro não tomando partido de ninguém e levando essa proposta e preocupação anexa para o governador do Banco Central.

Rui Machete afirmou que esteve presente na dita reunião da qual existe acta onde consta a presença do primeiro engenheiro e a sua opinião, bem pelo menos é o que afirma o presidente da FLAD; tal afirmação apenas se resume em meia dúzia de palavras que é que não há negociata onde o Primeiro Engenheiro não meta o nariz qual fosse Sarkozy armado em bombeiro dos conflitos diplomáticos; mas no caso do Primeiro Engenheiro não é fogo que vai apagar, mas sim sacar uns quantos cobres para ter uma reforma tão dourada e platinada como o pai fundador Soares das Bochechas.

Para muitos e muitas leitoras deste blogzito que embora a minha provação pessoal vai tendo de vez enquando uns artigos para se manter vivo essas jogadas do Primeiro Engenheiro faz lembrar os tempos dourados do Boavista F.C. quando o major Valentim Loureiro se andava a encher a grande e a ter mais tachos do que o Braz & Braz, a Ikea e a secção de louças do Continente do Colombo juntas.

Está claro que se soube das jogadas que se passavam no BPN porque nesse mesmo banco está ou estava boa parte do fundo de reserva da segurança social e caso o BPN fosse a falência a segurança social ia atrás qual Banco do Vaticano aquando do escândalo do Banco Ambrosiano nos anos 70; mas meus amigos e minhas amigas, ao contrário do caso do Freeport onde o Primeiro Engenheiro se arma em Madalena Arrependida em vez de responder em tribunal, agora correu logo a apagar o fogo antes que este pegasse com força, no entanto fica um cheiro a esterco pelo ar, e não fui a abrir-me mesmo apesar de estar com diarreia alérgica.

Se fosse um banco normal sem grandes ligações ao estado ou um banco qualquer privado sem grandes interesses assim como o BPI de certeza que o estado não metia o bico e quem lá tivesse as suas poupanças, as perdia caso o BPI desse o berro, mas como o BPN parece mais a comissão nacional do PSD e do PS porque nos seus quadros de chefia é uma passagem de ex-deputados e ministros dos dois partidos e que se afiambraram com muita massa que não era a deles mas tirando o caso pontual de Oliveira e Costa está tudo solto e agora essa escandaleira já acertou no Primeiro Engenheiro.

Caso um vulgar mortal precisasse de algum dinheiro para algo de inesperado, mas uma pequena quantia, para aí uns 100 euros (para os saudosos do escudo: cerca de 20 contos) para um remédio ou outra qualquer despesa inesperada e fosse a tirar do fundo de caixa da loja por já não ter mais fundo para meter vales ou puro desespero seria despedido e ia para com os cornos a Caxias ou a Marquês da Fronteira, penava para aí uns 5 ou 10 anos dentro, mas esses grande senhores do BPN não roubaram apenas desviaram e ainda se riem e nos o povinho a pagar para estes chulos.

Infelizmente a podre, velha e senil república é fértil em casos semelhantes e para aqueles que são duros de memória vos lembro o caso de Artur Aldraban, perdão, Albarran quando se meteu em ser empresário sacou o papel aos sócios, deixou as firmas falirem, os empregados sem salário e os sócios sem o seu papel e o fulano está solto e ainda conseguiu a custódia das filhas, de facto com casos assim tenho que dar os parabéns a justiça da república porque consegue ser mais cega que a própria estátua da Deusa da Justiça.

E agora ainda outro grande sovina e que tal com o Primeiro Engenheiro anda a comer tudo e não deixa nada a ninguém é o quase eterno presidente da câmara de Oeiras, Isaltino Morais que foi bem untado pelos construtores e imobiliárias da zona de Oeiras e não só e ainda deu parte a chefe de gabinete, mas pelos vistos a senhora em causa talvez não tivesse ficado contente com a sua comissão, mas se essa senhora não a quer, pode ma dar que eu aceito-a e bem me jeito me daria; este mesmo autêntico Alberto João Jardim das câmaras municipais do vale do Tejo (não me estou referir as verbas mas sim aos anos que ambos estão colados aos respectivos tronos, perdão cadeiras) está em julgamento não só pelas já confessadas contas na Suíça não a pastelaria do Rossio cujo grão de café é pior que o das máquinas de bebidas quentes das estações de comboio e cujo interesse é ver as pernas das turistas, mas sim o país dos Alpes conhecido não só pelos relógios bem como pelo segredo bancário que faz da Confederação Helvética um paraíso para se esconder aquilo que queremos esconder das finanças, bem como está em julgamento pelos subornos.

A dita chefe de gabinete confirmou as vistas dos tubarões, piranhas, remoras, patos bravos, carapaus, melgas, piolhos, pulgas, carraças e parasitas e animais afins da construção e do mundo imobiliário e aquando do divórcio do Sr. Morais, ele mesmo deu uma choruda comissão a esta mesma senhora, guardou outra parte em pastas e ainda outra parte foi depositada nas contas do Sr. Morais e da sua chefe de gabinete, no entanto nesse último caso está tudo solto e livre, tal como no caso Freeport.

Uma coisa me custa a compreender apesar de eu ter uma cultura geral acima da média (se considerar cultura geral média, a mesma apresentada por um licenciado num concurso de tv) é como está tudo solto, se rouba tanto e quem rouba pouco vai dentro e outra coisa que me custa a entender é se o 25 de Abril foi feito para todos e todas nós termos um pouco de tudo e termos todos que é nosso por direito, então porque estes filhos dum alternadeira fazem o mesmo que os tubarões da velha senhora faziam, ou seja comem tudo e não deixam nada para quem precisa, ora caralho para tanta ganância e além disso a ganância é pecado mortal, ou seja, é bilhete em classe executiva para o inferno, mas já chego a pensar que Lúcifer já tem filhos da puta a mais no inferno e já não tem lenha para queimar os que ainda estão a face da terra e o diabo não tem capital para comprar gás, ou meter gás da companhia ou mesmo para meter electricidade ou comprar gasolina.

E mesmo assim por detrás desses negócios estão uns senhores que estão a mama e o diabo já deve ter espaço para tanto filho da puta no inferno e como Portugal é o país da eurolândia com mais filhos da puta que passam por anjinhos por mm2, cm2, m2, dam2. Hm2 e por Km2, o diabo em pessoa oculta acabou por abrir filial, franquia ou franchise em Portugal, e nós pobres almas andamos a pagar neste inferno sem ter feito muitos pecados e quem tem os bilhetes em executiva para o inferno anda por aí solto, livre e muitas vezes no poder. E curiosamente, a ex-chefe de gabinete de Isaltino Morais pouco ou nada se lembra tirando o dinheiro e o Sr. Isaltino sabe de mais colegas de gamanso, perdão, mais presidentes de câmara comprados ao kilo com muitas notas, mas esses senhores todos comprados ao kilo sejam presidentes de câmara ou primeiros ministros ou ministros nunca dizem o seu preço por kilo, caso o dissessem daria muito jeito saber tal coisa.

E ficam as minhas perguntas: Porque não 90 % do que roubaram a quem precisa? Para quê tanta ganância ? Quando a impunidade vai acabar ? É Preciso virmos para rua e defenestrar uns quantos ? Quando é que este inferno acaba ? É isto uma democracia ? Foi para isso que se fez o 25 de Abril? Porque o presidente se cala ? Quais são interesses por detrás dessa impunidade ? Quem manipula esta impunidade ? Será que precisamos de apelar para as armas para acabar com esse nojo ? Do que nos serve um presidente da república que passa a vida calado ? Quanto é custa um político por kilo ?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar.

De facto o facto de ouvir rádio para mim já se tornou um vício tão grande como ler porque na pensão onde sobrevivo, melhor onde eu e a minha família sobrevivemos porque ainda temos casa existe apenas uma televisão para 30 pessoas e por isso para se ver televisão se tem que ir para a sala de convívio marcar o lugar pelo menos uma hora antes do programa que queremos e cruzar os dedos para que não venha nenhum amigo de Baco.

Enfim tristezas a parte e ontem ao ouvir as notícias em especial do Rádio Clube Português fiquei completamente passado dos carretos com mais uma façanha do (des)governo da para-ditadura socialisto-maçónica que além de manter a regra da infame para a segurança social ou caixa geral de aposentações para puderem ter uma reforma por inteiro e se reformam antes destes 40 anos perdem cerca de 20 % do salário por cada ano a menos desse tempo de descontos e ainda por cima o querem aumentar.

E como não fosse suficiente um trabalhador desse pais ingrato de seu nome Portugal ter que trabalhar quase como um prisioneiro num campo de concentração porque depois de se estar a dar 40 anos ao coirão para se ter uma reforma não sobra muita saúde para a gozar, o pior é que muitos dos desgraçados e desgraçadas que vivem de reformas abaixo do salário mínimo que foi o que conseguiram ter após 30 ou 40 anos de descontos para a segurança social agora também têm que dizer as finanças a miséria que o estado lhes dá e se não entregarem a declaração de IRS têm que pagar multa embora o código do IRS seja claro quando afirma que rendimentos mensais iguais ou inferiores ao salário mínimo estão isentos de IRS e estão por inerência isentos de entregar a declaração de rendimentos.

Mas isso é que o calhamaço do código do imposto em causa diz mas aquilo que o amigos do clube da rosa do avental querem é outra e quem apenas ganha tostões ganhos com o suor do rosto tem também que pagar ainda mais do que já pagou para o estado porque agora tem que gastar perto de dois euros na declaração de impostos e são pessoas que muitas vezes têm que fazer escolhas entre o comer ou tomar remédios que precisam e mesmo assim o estado ainda lhes quer tirar mais.

Mas meus amigos e minhas amigas não vi o Primeiro - Engenheiro a declarar em sede fiscal ou mesmo no tribunal constitucional declarar os dois milhões e meio de euros que recebeu por conta de decepar o parque natural do estuário do Tejo para que fosse construído o Freeport e a campanha eleitoral fosse financiada principescamente e sem as finanças irem cobrar o IRS em causa que seria dumas boas centenas de euros mas nesse caso foi uma ajuda, um desvio que ninguém se lembra mas o papel foi entregue e os desgraçados e desgraçadas que dão ao coirão para sustentar a vaca da república onde todos da alta roda andam a mamar ainda tem que dar mais feno a essa puta de vaca que só se tem consolado a afundar esse país de ingratos chamado Portugal já há mui dolorosos 99 anos.

Ainda para tornar mais infame o infame há casos de reformados a pagar multas de 50 e mais euros as finanças por não terem entregue a declaração da esmola que o estado lhes dá embora a lei os isente desse dever mas agora o (des)governo quer que estes desgraçados paguem ainda mais do que já pagaram na sua vida, desgraçados que têm que fazer graves escolhas para puderem sobreviver, escolhas tais como escolher se compram os remédios que precisam para viver ou se compram comer para não morrerem de fome.

E enquanto se punem pessoas por andarem a salto nos transportes públicos muitas vezes por não terem dinheiro ou por puro esquecimento, quando se punem pessoas por pequenos roubos, quando os mafiosos dos senhorios tiram a casa a muitas pessoas por querem ganhar tudo e mesmo estando violando a constituição ninguém os pune, quando um primeiro ministro é comprado a peso tal como fosse um boi ou qualquer gado vivo ou fosse um jogador de futebol de outra órbita qual Cristiano Ronaldo ou Pelé e nem perde o lugar nem é punido, como querem que os eleitores cumpram com o “dever cívico” de votar quando o poder não tem e nem cumpre o dever cívico de ajudar todos aqueles que contribuem para a vaca da república pagando e não bufando e pagando com um sorriso amarelo e com os bolsos cheios de nada.

E temos um supremo magistrado que passa a vida a procura de receitas de bolo-rei no seu Magalhães e a comer doces finos, Dom Rodrigos e Morgados ao mesmo tempo que está a pensar em renovar a sua varanda de alumínio ou a coçar o medronheiro que tem entre as patas traseiras que provavelmente já deve de estar murcho porque nunca se quer levantar da cadeira para dar umas palmadas ou umas reguadas da bilhazinha do Primeiro Engenheiro.

E ficam as minhas perguntinhas: Porque não foram buscar o IRS ao valor da compra do Primeiro Engenheiro em peso vivo ? Quanto é que custa na realidade e na totalidade um boi reprodutor premiado da mesma qualidade do Primeiro Engenheiro ? Porque querem roubar ainda mais a todos aqueles que nada têm ? Porque o presidente está calado ? Será que o presidente da república existe ? Do que nos serve essa podre, velha e senil república ? Será que vão repor as multas cobradas indevidamente ? O caso Freeport não seria motivo para dissolução da assembleia ? Será precisa outra revolução ? Será que temos que vir para a rua gritar venham mais cinco ? Até onde isso vai parar ?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar.