Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Opiniões e Críticas Secretas

Opiniões e Críticas Secretas

A justiça deste canto da Europa que é ao mesmo tempo o seu ditoso cu de seu nome Portugal tem mostrado como a justiça é cega como um calhau da serra da Estrela e como os muito sérios corruptos deste país são sempre indecentemente inocentes.
Bem a lista é conhecida de todos e de todas mas volto a carga mencionando os afortunados da justiça que não levaram com a espada mas sim com os pratos da balança para comerem mais dos respectivos tachos e a lista começa com o Padrinho do futebol, Pinto da Costa que foi considerado inocente no processo do pito dourado, perdão apito, (desculpem a palavra pito mas como meteu putas pensei que se referissem a gruta de Vénus), Vale e Azevedo que roubou muitos até um tubarão da construção civil (olha que pena) tem que esperar até Outubro pela decisão do supremo tribunal inglês sobre a extradição para Portugal
Mas não é tudo, o caso da câmara de Oeiras só se vai saber a decisão dia 3 de Agosto, mas já quase sabe o quem vai sair a ganhar desta história e o caso de Felgueiras é a vergonha que se sabe onde a dona Fatinha saiu inocente embora se saiba que ela é indecente e a escandaleira do caso Bragaparques apenas pescou a arraia miúda, ou seja, Fontão de Carvalho, Helena Napoleão e Carmona Rodrigues mas o chefe desta quadrilha, Pedro Santana (el Sacana) Lopes escapa sem ir sequer a julgamento como os ursos vão a julgamento e o buraco da feira popular ficou aberto e ninguém sabe para que serve este buraco.
E quem se fode é o mexilhão e se for um cidadão honesto a roubar para comer já vai a julgamento e leva com a espada da justiça no meio dos cornos sem mijar e sem bufar e a justiça apenas fica reservada para quem tem muitas notas de 500 € porque quem tem duas ou três notas de 5 € paga as favas por todos e paga com os seus impostos para tudo com um riso nos lábios.
E uma pessoa se põe a pensar do que serviu o 25 de Abril e a quem serviu na realidade porque para aqueles que foi feito não aconteceu nada porque continuaram a ser injustiçados e a ver os seus direitos como habitação e justiça a serem cada vez mais negados em vez de os verem mais dados o que vai contra o ideário de Abril mas enfim os senhores do avental ficaram com tudo para eles e não deixaram nada para ninguém e os amigos destes senhores foram e são sempre ajudados e os mexilhões acabam na brasa com o molho a Bulhão Pato embora os mexilhões sejam os patos que paguem o sistema, enfim democracia à nacional portuguesa.
E o que fazer quando nos roubam os direitos é simplesmente não cumprir com os deveres como o ir votar e bloquear ou boicotar os sistema desta podre república de alguma forma ou fazendo mesmo uma revolução para restaurar o que nos foi roubado, e como podem ver ideias há muitas o pior é fazê-las.
Lá tinham que vir as perguntas de sempre: Que merda de justiça é esta ? Afinal o que é democracia ? O que é justiça ? Para quando uma justiça equalitária ? Será que temos que pegar em armas para termos justiça ? Afinal a quem serviu o 25 de Abril ? Quando esta baderna acaba ?
Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar
 

Título longo que serve de introdução a um tipo de artigo relativamente bastante usado neste pequeno blogzito que é as entradas dois em um, ou seja dois assuntos mas um artigo só.
E vindo por ordem, primeiro tenho que começar pela época tola que estamos a viver que são as vésperas de eleições onde vale tudo mesmo arrancar olhos para que se fique com o poleiro e nesta podre república há vários lobbies ou grupo de interesseiros que transformam esta república num mundo de clientes como era a Roma Antiga e há grupos para todos os gostos e os dois partido que gostam do poleiro adoram três grupos em especial: um lobby que esteja na berra, os proprietários e os maçons.
E vos digo isto porque basta ver quando se clama por direitos viram-se para aqueles que podem render votos e dinheiro e basta ver como os proprietários têm sido levados ao colo nos últimos 8 anos e como os maçons se infiltram no poder qual caruncho na madeira e os grupos que estejam na berra são sempre outra fontes de votos porque os partidos do poleiro se vendem ao grupo que lhes dê votos ao ponto de puxar para as suas listas membros destes grupos de interesse tal como o PS angariou um defensor dos gays para as suas listas.
E hoje no éter da rádio porque na pensão onde sobrevivo a televisão está racionada a alguns minutos por dia ou a coisa de 3 ou 4 horas por semana quando não é menos e na rádio ouvi mais uma façanha falada noutro artigo feita pelo presidente da ditosa podre república portuguesa que foi o pedido para revisão parcial da nova lei das casas que ria obrigar os senhorios a fazer obras ao mesmo tempo que vai facilitar ainda mais os despejos e o nabo do Algarve que vive em Belém e na Estrela resolveu mandar rever em sede de tribunal constitucional os artigos que tinham a haver com as obras obrigatórias em vez de rever os despejos mais facilitados do que nunca e os proprietários lançaram os foguetes e os inquilinos apanham as canas e ficam cada vez com menos direitos e uma casa condigna é mais uma utopia do que um direito.
Sim a habitação condigna cada vez é mais um direito para alguns do que um direito para todos e os outros desgraçados que não cumprirem os requisitos que os proprietários querem vão parar a pensões que levam couro e cabelo por um quarto e não podem ter uma casa mesmo que a possam pagar e o presidente não defende o direito superior a uma casa condigna para fazer o frete a um grupo de ladrões infames que numa verdadeira democracia como aquela que Abril criou estariam presos ou ficariam sem as casas devolutas que muitos fazem questão de ter em vez de se ter um inquilino que pague uma pequena grande quantia para ter uma casa condigna.
Porra para tanto interesse e o povo unido está sempre a ser fodido por esses interesseiros e respectivos clientes que tornam a democracia numa máfia ou numa Sodoma e Gomorra onde apenas alguns são mais iguais que outros e a canalha que não conhece ninguém fica sem os direitos que a constituição diz que todos têm mas quem os deveria defender defende apenas os direitos de alguns em vez de defender os direitos de todos.
E ficam as minhas perguntas: Afinal que democracia é esta ? Quem nos defende ? Afinal o que é mais importante se ter uma casa condigna ou ser-se proprietário duma casa vazia ? Para que servem dois milhões e 400 mil casas para 800 mil lisboetas ? Que república é esta ? Afinal aonde para o 25 de Abril ? Afinal quem está no poleiro não passa duns filhos duma grande puta ? Quando a puta da república cai ? Quando se faz a verdadeira revolução em Portugal ?
 

Nesta tão falsa democracia como aquela que existe em Portugal há desigualdades por tudo que é lado em todas as profissões e em todos os sectores da chamada sociedade.
Um bom exemplo é aquilo que se passa na função pública onde os funcionários normais vão para o olho da rua se tiverem 4 faltas injustificadas e em alguns casos vão para a rua logo a primeira injustificada mas houve deputados que tiveram (por favor não desmaiem) mais de 100 faltas injustificadas em 4 anos de serviço e nada lhes aconteceu ora que engraçado.
Dois cargos da função pública mas que tem critérios diferentes embora recebam os salários pela folha dos encargos gerais da nação, ou seja, através do ministério das finanças mas em termos de faltas uns são filhos outros são enteados e a igualdade tão glosada na constituição da república apenas é para alguns e não para todos porque nesta infâmia maçónica chamada república há cidadão mais iguais que outros e isso se prova pela nova lei das casas que obrigava os senhorios a fazer obras ao mesmo que facilitava ainda mais os despejos e o inútil do presidente mandou para o tribunal constitucional as regras da lei que concerniam às obras e não as regras novas para os despejos (material a vir noutro artigo).
Mas os senhores deputados são privilegiados porque nada lhes acontece, nada lhes é apontado e podem se baldar ao serviço e nada lhes acontece e se isso é uma democracia então o que seria uma ditadura e o resto da canalha assalariada do estado tem que estar de cabeça baixa porque se fala muito ainda fica sem emprego e sem salário mas quem é amigo dos amigos nesta república dos bananas que ainda vão votar tem tudo o que quer.
E os restantes o que podem fazer nesta pouca vergonha, bem pouco ou mesmo nada, a não ser empatar o sistema com uma abstenção em massa bem acima dos 60 ou 70 % ou então arranjar uma forma que as eleições acabem empatadas para dar que fazer aos inúteis da república ou fazer cair a república porque esta está podre como um dente cariado com abcesso cheio de pus e tal como um dente com pus está a pedir mesmo para ser arrancado.
Mas os dentistas que têm que extrair este mesmo dente podre chamado república temos que ser nós de alguma forma nem que seja a força de armas tal como foi em 1974 quando fizemos tombar uma espécie de república podre que estava a matar a nossa juventude e criou uma geração perdida onde muitos que foram para as selvas ou lá ficaram ou ficaram alterados de alguma forma.
Mas o que se fez em 1974 foi para se ter um país melhor e não para se ter a merda em que se tornou Portugal.
E ficam as minhas perguntinhas de sempre: Aonde para a igualdade ? Porque há uns mais iguais do que outros ? Porque os deputados não têm a mesma regra da função pública ? Afinal que república é esta ? Já não é tempo da república marchar daqui para fora ? Do que nos serve essa república e o seu presidente ? Afinal a quem serviu o 25 de Abril ?
Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar
 

O vídeo Lesson Of Life é da minha conta do youtube, os outros são dos meus favoritos mas nos deixam a pensar beijos e abraços

Fome, Miséria, Incompreensão/O Brasil é tetracampeão era o que diz a música Cabeça de Bagre II dos malogrados Mamonas Assassinas e caracteriza o Brasil no tempo em que esta música foi feita e os Mamonas que me perdoem o plágio mas para Portugal até que se poderia fazer uma adaptação: Fome, Miséria, Corrupção O Porto é tetracampeão.
E esta adaptação foi feita devido a pouca vergonha em que se encontra o Portugal supostamente democrático, um pais onde há fome, onde a miséria tanto material como espiritual cresce e a corrupção é sempre tapada pelos mui inteligentes juízes da justiça da república do país de direito chamado Portugal fazem sempre tombar a espada sobre aqueles que já a espada da vida lhes cortou os direitos e fazem pender a balança sempre para aqueles que ajudam a cortar os direitos a quem nada tem seja para o que for ou para aqueles que comem tudo e não deixam nada.
E infelizmente não é apenas isto é também o desperdício de comer feito por muitas bestas desta república que preferem deitar comer fora em vez de o dar a quem precisa ou até mesmo aos próprios empregados e vos falar dum caso pessoal mas que pode acontecer a todos e é a segunda vez que vos venho falar da companhia das sandes pelos piores motivos.
É que tive lá um parente a trabalhar numa das lojas dessa bendita firma e sabendo de algumas dificuldades que eu passava na altura me arranjava os cotos do pão que não são aproveitados na feitura das sandes e que vão para o lixo para eu comer e a iluminada da chefe proibiu este meu familiar de me dar os restos de pão que me faziam jeito e me matavam a fome para os deitar no lixo apesar de ser um pecado se deitar pão para o lixo mas esta senhora deita pão para o lixo.
Mas ela não é a única, há mais casos de pão no lixo como é no refeitório dos Anjos mais conhecido por Cozinha Económica ou Sopa do Sidónio onde se deita no lixo pão e fruta aos montes em especial deitado pelos utentes deste espaço de auxílio social gerido pela Santa Casa nem sei porquê talvez porque há alguém que não sabe o valor do pão.
Enfim miséria nas suas diversas formas mas não é a única coisa que me põe lixado dos cornos e são outras coisas que também me deixam lixado e fico a pensar se mais valia não terem feito o 25 do A por muitas coisas que foram feitas depois desse belo dia e que afinal mataram a revolução deixando o país do que quando estávamos sob o regime da Velha Senhora.
Então reparem as diferenças num ponto bem claro e explícito e que me faz pensar duas ou mais vezes para que nos serve essa falsa democracia e é a infame lei do arrendamento urbano e falava muitas vezes com a minha falecida avó bem como com a minha mãe sobre as diferenças do antes e depois do 25 do A e uma delas é nesse ponto, o arrendamento urbano, onde no tempo da Velha Senhora bastava uma simples assinatura, um aperto de mão e ter o dinheiro na mão e agora é preciso caução e fiador e nem sei que mais e quando não se tem fiador não se tem direito a uma casa.
Se com isso é uma democracia onde não se tem casa nem pão nem educação e apenas corrupção então mas vale o tempo voltar para trás e voltarmos a ser a preto e branco porque aí se tinha casa nem que fosse uma barraca e havia pão e agora apenas temos corrupção, enfim se tem que fazer uma nova revolução.
Para concluir fica a notícia que serviu de capa ao jornal gratuito Global Notícias e que rezava assim: “1 Milhão de Pobres na Região Norte de Portugal”, portanto 10 % da população de Portugal só numa região vive abaixo do limiar de pobreza e apenas no norte de Portugal e se formos a juntar as outras regiões de Portugal quantos serão os pobres: 3 milhões, 5 milhões quantos são afinal os desgraçados que vivem mal na puta da república do estado de direito chamado Portugal.
E ficam as minhas perguntas: Quando se estava melhor em Portugal, na velha senhora ou agora ? Qual a diferença entre os regimes ? Será que temos que fazer uma nova revolução do povo ? Quando acaba este desperdício de comer e a miséria humana ? Afinal aonde está o direito de Portugal ? Quando Portugal passa a ser um país ? Quando teremos um regime com pessoas honestas a cabeça ? Do que nos serve essa república ? Quando desaparece a pobreza e o desnível entre ricos e pobres ?
 

Neste mundo onde se mata não se tem valores e o amor e a faternidade estão esquecidos vejam esse video com o nascimento do Messias que nos trouxe a Paz, feito pelos Frankie Goes To Hollywood e pensem um pouco

As negociatas da república são cada vez mais surpreendentes para qualquer cidadão honesto que habite neste recanto da Europa ou talvez não surpreenda assim tanto para quem conheça as danças de cadeiras entre política e grandes empresas com contratos com o Estado como o caso da Liscont (subsidiária da Mota-Engil) e da Lusoponte (concessionária das pontes sobre o Tejo de Vila Franca de Xira para baixo onde em ambos os casos os respectivos administradores são ambos ex-ministros que deram as concessões as estas mesmas firmas quando eram ministros.
No caso da Liscont é um ex-ministro e deputado socialista que conseguiu aumentar a concessão do Terminal de Alcântara para mais 42 anos sem qualquer aval ou concurso público e conseguindo uma cláusula onde em caso de prejuízo da concessionária o Estado, ou seja, a canalha trabalhadora e contribuinte tem que pagar o prejuízo da Liscont para não falar nos bónus recebidos pela firma que além dessa concessão tem tido boa parte das obras públicas dos últimos tempos em especial depois da entrada de Jorge Coelho (o tal ex-ministro) no quadros dirigentes da Mota-Engil, será coincidência ou talvez não.
E no caso da Lusoponte temos Ferreira do Amaral ministro das obras públicas nos tempos de Cavaco Silva primeiro-ministro e que fez um contrato de concessão das pontes a bendita Lusoponte que lhe arranjou a panela de pressão que é o cargo de presidente da Lusoponte e tão amiguinhos que aqui foram e nem o caso único como podem ver pelas notícias.
Pina Moura ex-ministro e agora está na Iberdrola que é uma das concessionárias da rede de electricidade em Portugal em especial para os chamados grandes consumidores, Fernando Gomes e Nuno Cardoso, ambos ex-presidentes da Câmara Municipal do Porto e no caso de Fernando Gomes há ainda o facto de ter sido ministro e ambos estão nas Águas de Portugal a ganhar muito mais do quando estavam na política.
E ainda se tem que acrescentar a esta lista de donos de boas panelas de sopa os envolvidos no caso BPN que são todos ex-ministros e que se encheram a grande e a francesa chegando ao ponto de coleccionar peças de arte antiquíssimas que poderiam fazer parte do acervo de qualquer museu de arte ou de história como o caso de Oliveira e Costa ter em casa máscaras fúnebres do estilo micénico e algumas peças de arqueologia egípcia que Zawi Hawass (chefe do supremo conselho das antiguidades egípcias) adoraria ter no seu museu no Cairo e o Sr. Oliveira e Costa apenas foi ministro e depois presidente dum banco, se desconfia que meteu algum ao bolso mas vai agora para casa.
Bem nem sei como essa gente conseguiu ter esses bónus todos que nem eu nem ninguém fora da política tem e são aqueles que ganharam alguma coisa com o 25 do A porque foram para os poisos que sempre queriam porque ajudaram as firmas que lhes depois lhes iriam pagar brutais salários.
E ficam as perguntas de sempre: Afinal o que é isto ? Donde saiu esta democracia ? Donde sai tanto dinheiro ? Quem paga a estes chulos ? Aonde isto vai parar ? Alguém vai parar isto ? Quem consegue parar esta dança ? Aonde para a honestidade ?
 

Meus amigos e minhas amigas este artigo é uma súmula de tudo que tem acontecido nestes últimos dias nesse recantozinho que serve de cu da Europa de seu nome Portugal.
No Caso BPN há mas um envolvido que por acaso ou talvez não é um ex-ministro dos tempos de Cavaco Silva, presidente do conselho, digo primeiro-ministro; e dessa vez o eleito foi Arlindo de Carvalho, Ex-ministro da Saúde e criador da maior aberração do cavaquismo que foram e sempre serão as taxas moderadoras que agora está metido numa imobiliária e é accionista do BPN e recebeu uns cobres a título de crédito de uma forma duvidosa e foi enrolado como arguido no bendito processo mas apenas se sabe que a sua casa foi revista pela PJ.
Na Madeira, as bananas devem estar meio entornadas ou sob o efeito de poncha alterada ou de aguardente de cana fortificada ou algo semelhante porque o conselheiro de estado em funções em mais tempo da democracia nacional veio para os jornais pedir mais autonomia para o território que dirige há 33 anos (não se assustem não é o professor Salazar) duma forma que soa a declaração de independência que ninguém quer assumir sendo portanto uma violação descarada da constituição como já não fosse suficiente estar 33 anos colado na cadeira e ninguém diz nada.
E do mesmo jardim em infusão de poncha saiu outro murro no estômago da república e da liberdade quando afirmou que se deveria proibir o comunismo assim como se proíbe a extrema-direita quando Abril dizia “é proibido proibir” mas para este copo de aguardente de cana tenho a resposta pronta: Vá passear e porque não legalizar a extrema-direita porque na democracia é proibido proibir.
Mas não foram os únicos casos e neste caso é um trabalho de campo, ou seja, também sofri na pele por causa dos desmandos da república cada vez mais podre e caquéctica que faz liberdades e novas leis sem dar o suporte devido a estas liberdades e uma delas é o consumo de drogas ilícitas sejam elas quais forem ser liberalizado quando não existem estruturas como na Holanda existem para o consumo destas mesmas drogas não havendo casos de miséria humana espalhada pela rua ou metidos em escadas como se metem na pensão onde sobrevivo não adiantando chamar a polícia porque esta não pode fazer nada porque livre se consumir drogas quando não existem espaços próprios para tal.
E quando pensaram em liberalizar as drogas deveriam de ter construído as chamadas sala de chuto porque aí se poderiam matar sem incomodar ou prejudicar os outros, mas os pudores de alguns e a falta de colhões de outros levou a presente situação onde as leis que regulam vícios lícitos ou não nunca são cumpridas.
E ficam as perguntas da ordem: O que se passa na Madeira ? Será que alguém manda calar o Jardim ? Será que alguém será punido no caso BPN ? Qual dos envolvidos do caso BPN é o maior mafioso ? Quando é que Alberto João Jardim larga a cadeira ? Quando fazem as salas de chuto ? Quando a constituição é cumprida neste bendito país ? Quando é que Portugal se torna um país a sério ?
Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar
 

Há 40 anos o homem pisou a Lua pela primeira vez entrando nos territórios virgens da deusa Selene sendo para muitos como o facto positivo e mais luminoso do século e milénio passados.
Bem já se pensa em entrar no Reino de Ares mas aí a coisa é mais difícil porque a viagem de ida e volta leva 520 dias a não ser que a tecnologia dê um salto tão grande que a tecnologia permita um tempo mais curto de viagem.
Confesso que estou ansioso e vibro com estes passos na exploração do espaço sideral que nos rodeia e sendo um maluquinho da ciência vejo esses desenvolvimentos como luzes cintilantes num mundo de trevas e cada vez mais tenebroso numas trevas criadas pela mesma humanidade que pôs um homem na Lua.
Sei que a conquista do grão de poeira que é o sistema solar foi movida pela Guerra Fria mas quem ficou a ganhar nessa disputa particular foi a humanidade que teve mais conhecimentos sobre o espaço nos últimos 40/50 anos do que todos os séculos que se seguiram depois das descobertas de Galileu, Tycho Brahe ou Herschel entre outros, mas o vício do homem pelo poder e pela guerra lhe mata a alma e o leva para um lado negro que nenhum profeta de nenhuma fé defende.
Nem sei se voltarei a dizer ao mundo para se tornar melhor porque segundo a doutrina cristã o mundo é dos inimigos da alma mas nem se é o mundo ou um mundo criado pela humanidade e que foi feito sobre os restos do mundo que o Criador criou a sua imagem e que os habitantes do grão de poeira chamado Terra se encarrega de destruir aos poucos lixando milhões de inocentes

 


MUNDO ACORDA E PENSA BOLAS
 

Pág. 1/2