Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Opiniões e Críticas Secretas

Opiniões e Críticas Secretas

Nos tempos de Cavaco Primeiro Ministro houve um 31 qualquer sobre escutas feitas pelo Serviço de Investigação e Segurança ao Procurador-Geral da República e até que acharam uns quantos micros mas ninguém confirmou nada.
Passados alguns anos agora caiu a bomba que andam a escutar o presidente da república em especial os seus assessores sendo todos membros do PSD alguns deles antigos ministros e antigos secretários de estado dos tempos do cavaquismo por estes darem dicas ao PSD de como redigir o programa de governo que nos querem impingir e tal como nos tempos de Cavaco chefe de governo nada se confirmou e a procuradoria diz que nada há mas ficou a suspeita.
O curioso da história foi ver toda a oposição ficar calada que nem uma mula quando se suspeita que um órgão de soberania é escutado por outro tal como era feito nos tempos da velha senhora e com este silêncio se pode ver como não podemos contar com a oposição como força de governo porque anda a comer da mesma gamela que anda a comer o governo.
Por isso o povinho que pensa ir votar fica a pensar duas vezes se vale mesmo a pena ir votar porque quando foram as escutas no tempo do cavaquismo foi uma peixeirada que só vendo porque tudo que era oposição metralhava o governo da altura em especial o PS e agora o PS faz mais do mesmo e ninguém fala porque a cusquice qual Watergate é coisa vulgar e comum em Portugal se vendo assim como PS, PSD e maçonaria vão mexendo os cordelinhos e nos que somos o povo que vota e que deveria ser o povo a mandar não manda nada e se limita a ser mandado.
Então se é assim nas empresas a cusquice pidesca vai voltar e ninguém vai ser livre de mijar ou de cagar sem que o patrão saiba o que o funcionário anda fazer e cada vez mais é o Big Brother a nos vigiar cada passo que nós damos e na política andam a escutar a porta uns dos outros em vez de pensarem em tomar medidas de fundo que bem são precisas num país em estado de miséria como está Portugal.
Assim volta uma pergunta que é sempre repetida neste blog e de certeza por muitos portugueses que é para quê se fez o 25 de Abril se está tudo na mesma merda como no dia 24 de Abril e é uma boa pergunta que com estes casos de escutas além da retirada constante de direitos ao povo faz sempre levantar esta pergunta.
Me podem achar chato ao repetir sempre a mesma pergunta mas acontece que a notícia das escutas já foi publicada no jornal português em língua inglesa Portugal News que é lido por todos os turistas que visitam Portugal, portanto, já meio mundo sabe que o presidente é escutado provavelmente por ordem do Primeiro Engenheiro que quer continuar agarrado a cadeira por mais alguns anos para mal dos nossos pecados.
De facto a falsa democracia portuguesa cada vez está mais mal vista porque depois da maneira incompetente como foi feita a investigação do caso Maddie, era o que mais faltava se saber de escutas ao presidente da república me deixando ainda mais preocupado e pensativo se também os vulgares cidadãos não são escutados cada vez que falam ao telefone ou quando andam a navegar na internet.
Nem se ainda existe alguma democracia no país em que vivemos e se podemos falar a vontade sem sermos escutados por alguém porque se escutam os assessores do presidente da república e o presidente da república o que não são capazes de fazer para saber tudo sobre nós cidadãos e cidadãs habitantes da ditosa pátria lusitana.
E ficam as minhas perguntinhas: Estamos a ser escutados ? Quem nos anda a escutar ? Quem manda escutar ? Quem escuta quem ? Será que o 25 de Abril não acabou com a PIDE ? Será que ainda existe a PIDE ? Aonde vai parar Portugal ? Porque escutam o presidente da república ? Porque todos se calaram ? Afinal que porra é esta ?

Jamais em tempo algum poderia deixar passar em claro mais essa injustiça feita pelo nosso serviço nacional de saúde que cada vez mostra que os impostos não vão para onde devem.
Vos venho falar do caso do Martim um menino com dois anos e meio que nasceu com uma deficiência genética do fígado que origina um deficit numa enzima hepática chamada alfa 1 antitripsina e o Martim é seguido em Londres com consultas no hospital pediátrico de Coimbra onde uma das responsáveis aconselhou a família a fazer o transplante hepático que o Martim precisa em Londres segundo veio no artigo do Diário de Notícias de dia 24/08/09.
E como a operação custa duzentos mil euros os avós paternos do Martim colocaram uma casa que ainda têm na zona de Tavira por 150 ml euros, uma casa que já estava nas mãos da família há 25 anos porque o estado se recusa a comparticipar a operação em Londres porque os espertalhões da Direcção Geral da Saúde diz que os Hospitais da Universidade de Coimbra poderia fazer o transplante mas o hospital pediátrico não está na Rede de Referenciação de Transplantes, pura burocracia.
Acontece que devido a essa terrível deficiência genética o Martim precisa dum leite especial que custa 50,10 euros e uma lata da para apenas 4 dias e o remédio que o Martim toma chamado ácido urseodeoxicólico custa 150 euros e uma caixa da para um mês.
Para aumentar o suplício desta família os problemas os problemas de saúde do Martim estão a piorar porque o Martim está a ter hemorragias, também apresente osteoporose e apresenta dilatação do fígado e do baço deixando o sistema imunitário do Martim está comprometido ao ponto de uma simples constipação ou mesmo a Gripe A serem fatais para o petiz.
Segundo a família a possível operação nos Hospitais da Universidade obrigaria uma transferência do Martim do hospital pediátrico para os Hospitais da Universidade e de novo ser transferido para o hospital pediátrico que para uma criança com o sistema imunitário é perigoso e periga a vida duma criança imunodeprimida como o Martim.
A mãe do Martim, Ana Margaça fez uma reclamação no livro de reclamações do hospital pediátrico de Coimbra em 2007 quando o Martim esteve internado nesta unidade relacionada com a medicação das crianças.
Mas esta família a que o estado recusa ajuda não vai desistir e afirma se não conseguir o dinheiro para tratar o Martim no Reino Unido vai tentar fazer a operação aqui ao lado em Espanha e se alguém ler este artigo e conhecer a família digo para não desistirem.
Enfim já ouvi falar a poucos dias numa unificação entre Portugal e Espanha não se sabendo aonde seria a capital desta nova federação e com estas injustiças e com o atraso que Portugal leva mais valia ser em Madrid porque em Portugal se paga impostos para sustentar uma república podre que apenas deixa os seus direitos para alguns negando até o direito da vida a uma criança porque quando foi com o primeiro-ministro Guterres a operação da falecida esposa do Eng. Guterres foi paga pelos nossos impostos e foi em Londres, curioso como o ser titular dum cargo na política da república da direito a um privilégio da saúde.
Como podeis ver os impostos apenas são para alguns e os mais desesperados podem pensar que na esquerda está a solução mas na esquerda pelo que veio na imprensa ainda acreditam que existe a União Soviética e o Muro da Vergonha porque exigem que Portugal saia da NATO como exigiam nos tempos da guerra fria e os da direita estão a espera da primeira vaga para uma coligação de governo e os dois grandes apenas querem poleiro para os seus amigos e com políticos assim do que adianta votar.
Estas injustiças acabam quando os 5 grandes começarem a perder votos ou legitimidade no poder e vos deixo dois conselhos para emperrar de vez a república e um deles é uma abstenção em massa mais de 60 % se não for mais de 80 % mas nunca menos de 60 % de abstenção ou então votarem naqueles pequenos partidos que apenas servem para encher o boletim como estes novos caloiros como o MMS, Movimento Mérito e Sociedade onde num grande cartaz diz que os 5 grandes podem ir para a Cochinchina (bem eu os mandava para o caralho) ou outros quaisquer mas não nos 5 grandes para dividir tanto os votos que o presidente da república tinha que se dar ao trabalho de ter que formar um governo manta de retalhos ou repetir as eleições o que iria emperrar a república.
Chamem-me anarquista ou qualquer coisa que seja mas já estou farto desta república de privilégios de tachos e de panelas quando há pessoas que tem que vender casas para tratarem os seus entes queridos ou quando há pessoas que passam fome para pagarem as suas contas ou os seus remédios e de certeza que não foi para isso que foi feito o 25 de Abril, ou será que foi ?
E ficam as minhas perguntas: A quem serve o presente regime ? A quem serviu o 25 de Abril ? Será que o Martim vai ter direito a operação que lhe salvará a vida ? Para que servem os nossos impostos ? Quem fica com eles ? Quem tem direito a uma operação ? Será que o direito a saúde é só de alguns que podem dar votos a República
Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar
 

A Casa Ronald Mc Donald que serve para acolher famílias das crianças que tenham que fazer tratamentos longos no hospital D. Estefânia e que venham de longe já está a funcionar e ainda bem que está a funcionar.
Mas fica uma pergunta, esse tipo de apoio não deveria de ser dado pelo estado que nos saca os impostos e vos respondo desde já que sim mas os impostos aqui em Portugal nunca vão para onde devem ir como estruturas de apoio aos hospitais e mesmo sem ser o Mc Donald’s há clubes como o Lyons que são autênticos anjos na Terra pelo que fazem pelas crianças que estão internadas nos nossos hospitais.
Não estou contra a ajuda de instituições mas sim estou contra o mau uso do dinheiro dos nossos impostos que pagamos em tudo menos respirar (bem pagamos para respirar porque pagamos imposto na água e no comer e no alojamento para não falar nos remédios) que vai sempre para os mesmos bolsos e não vai para aquilo que o estado deve ser e não falo de esmolas mas sim de atitudes e de medidas de fundo que ponham o país nos eixos sem lesar os direitos de todos nós.
Mas estas medidas se tomadas iriam lixar os interesses dos grandes grupos que vão mexendo os cordelinhos do poder como os senhorios e os senhores do papel-moeda ou os do avental que têm lugar cativo nos grandes cargos onde ganham uma fortuna apenas para assinarem o ponto, darem um chocho a secretária e irem embora para beber um café e fim do dia de trabalho destes senhores.
Estes grupos asseguram votos deles e votos de cabresto que são os votos dos subalternos destes que votam naqueles que o chefe manda para não perderem o emprego (método usado no Brasil nos tempos da república Café com Leite onde os grandes produtores de café e leite mandavam e desmandavam ao ponto de comprarem votos), bem usar o nome cabresto é demasiado tauromáquico e o nome que se pode usar é clientela ou pagamento de cunhas.
Sim estamos numa falsa democracia republicana onde o poder é cada vez menos do povo e cada vez mais aristocrático e oligárquico e quando é preciso que o estado dê algo, o estado não dá nada.
Quem dá são as firmas com fundações, ligas de apoio a doentes e associações filantrópicas porque nesta república que tanto fala no estado-providência que é norma em toda a Escandinávia, Alemanha e países próximos, estado da esmola que dá umas esmolas para conseguir uns votos para continuarem no poleiro a distribuir brutas broas aos amigos e dar bijous ou meias carcaças a quem precisa não da broa inteira mas sim duma pequena parte da broa.
Bem-vindas são todas as iniciativas como a Casa Ronald Mc Donald e iniciativas do Lyons e outras associações que estão prontas a ajudar, apenas deixo uma sugestão a Fundação Ronald Mc Donald: façam mais duas casas Ronald Mc Donald em Lisboa: uma para servir o Instituto Português de Oncologia onde as crianças são os maiores e melhores lutadores do universo e outra junto ao hospital de Santa Maria; para não falar que é sempre precisa uma casa Ronald Mc Donald ao pé de cada um hospital pediátrico deste país e agora nas campanhas eleitorais nem me falem em ir votar porque posso ser ordinário.
E ficam as minhas perguntas: O que o estado faz aos impostos ? Para onde vão parar os impostos ? A quem serve a democracia ? Para quando a verdadeira democracia ? Será que existe a verdadeira democracia ? Afinal quem manda em Portugal ?
Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar.

 

 

 

 

 

 

 

 

Post Scriptum: OBRIGADO FUNDAÇÃO RONALD MC DONALD PELA CASA RONALD MC DONALD JUNTO A ESTEFÂNIA, OBRGADO ACREDITAR E LYONS POR TUDO QUE FAZEM PELAS CRIANÇAS, OBRIGADO LIGA PORTUGUESA CONTRA O CANCRO PELA AJUDA QUE ME TÊM DADO E QUE DÃO A TANTOS

Quando este (des)governo estava em campanha eleitoral para tomar conta do poleiro prometeu que conseguiria 150 mil empregos e neste blog já questionei aonde param 150 mil empregos que foram prometidos mas na rádio já ouvi que há mais 150 mil desempregados nos últimos 4 anos alguns deles são casos graves porque são de desempregados que não descontaram o tempo suficiente para terem subsídio de desemprego e assim não tem qualquer apoio como também na lista dos quase 700 mil desempregados há cada vez mais desempregados licenciados o que mostra que estudar em Portugal não dá muito lucro.
De facto há sempre empregos para os amigos do partido ou para aqueles filhos da mãe que já têm tachos e ficam com brutas panelas industriais como mostra a lista de Pedro Sacana Lopes que tem o antigo administrador do porto de Lisboa que fez o contracto com a firma de Jorge Coelho (Liscont\Mota-Engil) para a exploração do terminal de contentores do porto de Lisboa durante 24 anos, Mas ninguém explica o que ganhou Sacana Lopes com aquilo que sacou da CML quando lá esteve antes de dar o pulo para o governo.
Nesta democracia os que já têm muito ainda ficam com mais e os que pouco nada têm ainda ficam com menos do que aquilo que têm e temos que aguentar com os deveres e ficar com direito a nada nem a emprego nem a uma casa e ainda querem que se vá votar porque é um dever cívico mas como se tem deveres quando não se tem direitos isso de certeza nenhum político explica tal como não explica os seus tachos e panelas.
E com esta crise que ninguém quis travar quem se fode é o Zé povinho que fica com cada vez menos pão na mesa a não ser que vá ao Modelo ou ao Continente comprar uns Bijous a 5 cêntimos/centavos a unidade (é como me tenho safado com o pão) porque o pão está caro, o salário encolhe e o mês dilata e nem casa nem pão nem educação, e vêm falar em democracia e dar vivas a infame república quando cada vez há mais miséria e mais fome num país que se diz desenvolvido e de direito mas a única coisa que se tem como certa é a fome porque o estado se atrasa em tudo até a pagar as prestações sociais porque na pensão onde ainda vou sobrevivendo com a minha família todos os meses a merda se repete com abonos de família, rendimentos mínimos e reformas a não chegarem a tempo e horas e os hóspedes que estão dependentes destas prestações sociais têm que pedinchar umas côdeas a quem tem um pouco mais.
Porra para isto tudo, porque no 25 de Abril se falava em pão, emprego educação, trabalho e habitação mas na realidade apenas há mais miséria e ninguém tem colhões para acabar com este flagelo porque foi para estes flagelos acabarem foi feito o 25 do 4 mas afinal quem ficou a ganhar com a revolução foram os vampiros que queriam subir o poleiro usando os aventais e não conseguiam de forma nenhuma e aproveitando o desprendimento e não querer do poder por quem fez a revolução para subirem para o poleiro e nos lixarem a grande.
Poupem-me aos vivas a república porque quando forem as comemorações estarei a cagar para a república porque é merda apenas que merece esta república como presente porque se veio ser democrática, se esqueceu da democracia em algum bordel ou em alguma casa de banho porque apenas alguns ficam com todos e a canalha assalariada e desgraçada com nada fica a não ser os impostos para pagarem.
E ficam as minhas perguntas: Aonde param os 150 mil empregos ? Aonde param os nossos direitos ? Afinal quem tem direito ao pão ? Quando acabam os tachos ? Porque Sacana Lopes não responde pelo que roubou ? A quem serviu o 25 de Abril ? Aonde para a revolução ? Será que houve mesmo revolução ? Do que nos serve a república ? Aonde para a democracia.?
Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar
 

A insegurança na Baixa de Lisboa chega a ser gritante ao ponto do movimento 31 da Armada ter tirado a bandeira da cidade de Lisboa do mastro dos Paços do Conselho tendo posto no seu lugar uma bandeira da monarquia.
O irónico da história é que quem fez isso ficou com um rol de crimes mais graves do que os políticos metidos em crimes de colarinho branco e um deles era ofensa ou algo assim à republica quando há certos senhores que fazem a verdadeira ofensa e não são tocados e para aumentar a ironia é que mesmo ao lado da CML há uma esquadra de polícia e ninguém deu por nada.
Mas quando os membros deste movimento vieram devolver a bandeira subtraída foram logo presos como fossem corruptos ou assassinos porque apenas mostraram a forma como entendem o centenário da república que se aproxima já no ano que vem.
E em vez de se preocuparem com a república deveriam se preocupar em acabar com os incendiários, acabar com a miséria, dar casa para todos, exterminar o crime violento e não violento e outras medidas de fundo que fariam de Portugal um estado de verdadeiro direito.
Mas aqui os habitantes da república infame que nos foi imposta em 1910 têm que comer e calar porque os Srs. Do poleiro mandam e desmandam e se alguém mostra desdém pelo regime é considerado um anti-democrata entre outros adjectivos que se lembrem de dizer contra quem não pode com a república dos cravas onde ninguém de direito tem direitos e todos têm deveres e ainda temos que pagar a festa dos maçons e demais republicanos que para o ano que vem comemoram 100 anos de um regime que tem sido um prejuízo para a ditosa pátria lusitana em especial nos direitos de todos os habitantes deste recanto onde todos têm deveres e alguns apenas têm direitos.
Quem devolveu a bandeira foi patego porque mais valia enviar pelo correio e quem quisesse que a hasteasse mas quiseram ser mais sérios que os republicanos e foram devolver a bendita bandeira foram logo presos em vez de enviarem pelo correio que seria muito mais seguro, enfim não se pode dizer mal do regime e ainda falam da velha senhora e do 25 de Abril.
Bem 25 de Abril com as benesses que alguns grupos têm parece que nem houve e nem sei como podem falar que a república é o cúmulo da liberdade e da democracia porque quem deu a democracia a Espanha foi um rei e quem salvou a Europa do nazismo foi outra monarquia, de facto os tribunos da república só querem é panelas em vez de tachos porque com as panelas podem sacar ainda mais.
E as finanças querem tirar os benefícios fiscais que deram aos deficientes e estão a exigir tudo que deram de volta e as juntas médicas marcadas são tantas que já vão com uma espera de um ano para se ter uma junta médica, que nojo de república que já tem que cair, porque já cai de podre.
E ficam as minhas habituais perguntas: Quando acaba o desemprego ? Quando Portugal é mesmo democrático ? Quando todos têm direito a todo aquilo que têm direito ? Para que servem tantos deveres ? Para que servem tantos impostos ? Para que serve esta república ? A quem serve a república ?
Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar
 

Os incêndios florestais voltaram e já se sabe que boa parte deles para não dizer toda têm mão humana e até já aconteceram nas as ilhas que todos pensavam estarem imunes a esse flagelo.
As áreas florestais continuam por limpar e a consequência já se sabe qual é mas o busílis da questão não é só este, é também a bestialidade de alguns que atiram vidros e beatas para as florestas e nas cavalgaduras que fazem fogueiras nas florestas e não as sabem controlar ou ainda nos pirómanos que por pancada nos cornos ou algum interesse pegam fogo nas desgraçadas das florestas que todos os anos ficam mais e mais reduzidas.
Se não são estes animais, são os políticos que quando lhes cheira a eleições nos andam a encher a cabeça com políticas de verdade quando nas suas hostes têm candidatos que são réus em processos de fuga ao fisco e falsificação de documentos o que foge a verdade tão apregoada mas os outros que também adoram estar colados no poleiro também têm os seus podres sejam eles ligados ao partido ou independentes com filiação partidária, portanto as merdas são as mesmas e as moscas vão mudando.
Nem sei como podem falar em verdade quando neste grupo, nesta corrente de seres humanos há alguém que falta a verdade ou como se pode falar em menos emissões de gases de efeito de estufa quando os incêndios florestais queimam cada vez mais floresta e cada vez mais CO2 se liberta na atmosfera aumentando o contributo de Portugal para o efeito de estufa e em vez de tanto palrarem mais valia agirem.
Quem estivesse metido em crimes ou estivesse sob investigação mesmo que fosse inocente não se deveria candidatar a cargos políticos até tudo ficar esclarecido, para se evitar os incêndios a receita é mais simples do que parece e a receita é por os presos das cadeias a limpar as florestas e os restos de biomassa serem encaminhados para as centrais térmicas, as quais com a biomassa gastariam menos carvão e haveria menos chance de incêndios a não ser que algum filho da puta apetecesse queimar floresta, em termos de flora tem-se que tirar muitas árvores exóticas a flora portuguesa ou então se estas espécies terem alguma utldade serem plantadas apenas em áreas específicas e não serem plantadas por todo o lado porque esta falta de caco na reflorestação também ajuda que hajam mais incêndios.
Na política em vez de palrar verdades e esmolas façam e tomem atitudes e uma delas seria expropriar casas devolutas e por os desempregados que possam a fazer as obras de melhoramentos nestas casas que seriam expropriadas a senhorios que não passam duns porcos, duns filhos da puta mais fascistas que os fascistas e querem ver tudo cair.
Mas nesse ponto os senhorios, os tubarões da construção e espécies animais afins têm mais protecção em Portugal que o lince ibérico e medidas como estas não passam de utopias.
E ficam as minhas perguntas: Para quando medidas de fundo ? Quando acabam os incêndios ? Quando se limpam as florestas ? Do que estão a espera ? O que é preciso para Portugal mudar ? Será preciso uma nova revolução ? Será que nós povo, temos que fazer um novo 25 de Abril ?
 

 

 

 

 

 

 

 

 

Apenas pensa em todas aquelas bocas esfomeadas que temos que alimentar
Deita um olhar a todo o sofrimento que nós criamos
Tantas faces solitárias rabuscando por todo o lado
Procurando por aquilo que elas precsam

É este o mundo que nós criamos
Que fizemos por isto
É este o mundo que invadimos
Contra a lei
Parece que no fim
É por isso que nos estamos hoje a viver
O mundo que nós criamos

 


Tu sabes que todos os dias nasce uma criança indefesa
Que necessita algum carinho dentro dum lar feliz
Em algum lado um homem rico está no seu trono
A espera que a vida passe

É esse o mundo que criamos, nos o fizemos por nossa culpa
É esse o mundo que devastamos mesmo até ao osso
Se há um Deus no céu olhando para baixo
O que ele pode pensar o que nós fizemos
Ao Mundo que Ele criou
 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Se alguém conseguir melhor tradução me a deixe que troco a minha por uma melhor

Pág. 1/2