Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Opiniões e Críticas Secretas

Opiniões e Críticas Secretas

Musiques de Ma Jeunesse Part 43, Músicas da Minha Juventude 43

A escolha de hoje não vai muito nem duma de banda sonora ou de top de venda, mas sim numa pura recordação de infância e quando ouvi esta pérola do rock britânico e mundial deveria de ter a mesma idade quando me apaixonei pelos Queen, mas achava a música muito chata e nem liguei muito até a queda do Muro de Berlim onde a recriação do espectáculo de estreia desta mesma música foi visto por milhões de pessoas em todo o mundo e em vez de eu associar a música a vida não muito boa que os membros dos Pink Floyd, em especial Roger Waters teve na sua infância, associei-a a queda do comunismo e andei alguns anos a tentar ter num suporte qualquer esta pérola até que em 1999 sai uma edição limitada do album original ao vivo da tour The Wall dos Pink Floyd e aqui o vosso amigo toca de comprar um CD duplo que nem foi muito caro (quase 25 euros) e no ano lectivo que se seguia apanhei com uma professora de português altamente esquerdista que não me podia ver a cantarolar esta mesma música porque os olhos dela me engoliam.

Passados estes anos, anda tenho o disco, ele está no meu mp3 e além disso temos um governo que nos põe atrás dum muro intransponível e o criador desta obra-prima Roger Waters vem dar um concerto em Lisboa esgotado desde há ano atrás....

 

 

Convosco a short-version de

 

 

Another Brick in The Wall - Pink Floyd

 

 

 

Obrigado Joana, Afonso....e todos e todas que lutam e lutam e se tornam as mais novas estrelas no céu ou vencem a luta de alguma forma

Soube que a Joaninha se tinha juntado ao coro dos anjos no dia em que tinha vindo do dentista e tinha ido buscar o computador ao representante da marca porque este se tinha avariado, e naquele dia fiquei arrasado mas mesmo assim, o facto da morte da Joannha, minha colega de hospital me deixou mesmo lixado e irrascível nos últimos dias e ao mesmo tempo reflectindo no valor da vida e das coisas que nos e que me rodeiam.

Acontece que nestas voltas acabei por ir a oncologia e com o mp3 avaraido  para ter um refúgio andava meio muito com a cabeça em baixo com vontade de chorar feito um perdido, mas chorei por dentro como sempre choro quando sei de casos semelhantes e me lembrei de umas peças dos Queen cheias de magia e especialmente próprias para ocasiões como esta e para ajudar a esta minha mágoa quando fui ao Continente comprar alguma comida para comer durante o mês com a minha família presente vi uma campanha para recolha de dadores de medula e me lembrei que tenho uma puta de uma doença rara que me barra de doar medula, me barra de salvar vidas e enquanto me lembrava do que precisava e do que podia comprar questionei a existência do divino, não que tivesse em mente algum artigo de fundo relacionado com o mundo religioso para pubicar ou esteja a projectar tal, mas porque morrem crianças de cancro e doutras doenças que poderiam ser curadas, porque houve o sismo do Japão e especialmente porque não posso ajudar aqueles que me ajudam...

Entretanto o mp3 ficou a 100 % e fiquei a pensar qual será o meu lugar do mundo  e qual o lugar do divino no mundo se há tanto sofrimento....

 

deixo 3 peças dos Queen para vos fazer pensar, já policopiadas neste recanto:

 

uma é um vídeo feito mesmo com a intenção de recolher o máximo de dadores de medula os outros são apresntações de uma das derradeiras músicas dos Queen postas a venda ainda com Freddie vivo, mas apenas levada ao vivo no projecto Queen + Paul Rodgers e na versão maior vem um solo de guitarra (parte final) de outra música à parte chamda Last Horizon e tanto Bijou como Last Horizon da maneira como assim são aqui mostradas dão uma espécie de elevação espiritual, como o nosso corpo fosse elevado por momentos aos céus, confesso que de vez enquando ponho o volume do mp3 ou do PC (com phones) a altos berros e sinto sempre esta estranhia sensação em especial quando fecho os olhos ao ouvir esta música e há pouco tempo parti um tornozelo e enquanto não era atendido passei esta peça  várias vezes no mp3 e me deu uma calma que nenhum calmante me daria, sei que perder um filho, um avô ou um pai amado não se compara a dor de um  osso partido, mas a vida é uma espectáculo e este tem mesmo que continuar por muito que custe

 

Todos que lutamos merecemos a chance de viver....mas por vezes não a temos ou não a podemos dar e este último fim de semana para mim foi algo de doloroso porque não pude ajudar

 

me senti mesmo mal comigo mesmo.....

 

espero que gostem das minhas escolhas musicais....

 

 

 

 

 

 

 

 

 

O Mundo Político Da República à Rasca

O espectro de uma dissolução da assembleia da república e da queda do governo de uma forma pacífica sem que as Forças Armadas tenham que fazer uma reconstituição real dos eventos de 25 de Abril de 1974 e mesmo assim há movimentações da esquerdalha para que não haja quedas  o embora também seja vontade da esquerda que o governo caia de vez e até os mercados dão sinais positivos com a queda ligeira dos juros da dívida externa.

Ninguém no geral quer o PEC, uns com novos projectos outros mesmo colocando a cabeça do (des)governo no cepo pronta a ser cortada por um qualquer algoz ou carrasco e enquanto isto o inútil do presidente da república se cala e nada faz quando deveria de pelo menos chamar o conselho de estado para saber o que pode fazer neste cenário de crise política, mas o fantoche de Belém fica calado que nem uma mula quando deveria falar ao país para sossegar tanto o povo como o mercado externo, mas o senhor dos bolos rei deve estar a espera que as tropas saem para a rua e repitem tudo que aconteceu em 1974 ou no PREC e depois se queixe que a tropa é rebelde ou má.

Estes conflitos e crises mostram um claro exemplo que os chamados valores republicanos em Portugal estão fora de prazo e mais bolorentos que queijo azul e algo tem que ser feito  nem que seja como foi na Tunísia ou no Egipto e limpar estes percevejos que andam a contaminar Portugal há 100 anos de forma cada vez mais dorlorosa e não podemos contar com as Forças Armadas porque caso estas quisessem fazer algo depois de terem sido humilhadas como nunca o foram depois do 25 de Abril como estão a ser por este fascista de  bolso já o teriam feito e passam o tempo em jantares e almoços passando a imagem de uma tropa mal paga e que está morta de fome ou lá perto desta trágica situação.

Eu como filho da revolução e membro da geração à rasca e membro júnior da geração rasca que acompanhou os protestos desde da PGA até as propinas entre outros que levaram a queda de Cavaco "Primeiro Minstro" digo com os pés bem assentes na terra, chega de tantos sacrfícios em nome da "nação" quando aqueles que poderiam ajudar mais cada vez têm os bolsos mais cheios e os que dão ao cabedal estão cada vez emais tesos e desgraçados, chega desta república cada vez mais sedenta de poder e que se limita a mijar e a cagar em cima do povo que a sufraga em supostas eleições que estranhamente são ganhas sempre pelos mesmos há que séculos, mostrando o quão podre o regime está.

E ficam as minhas perguntas de sempre: Quando é que o fascista cai ? Será preciso pegar em armas ? Porque ainda o querem segurar no poleiro ? Precisam que alguem lhes grite que o país fica melhor sem ele no poleiro ? Porque as Forças Armadas não tomam medidas ? Porque o presidente da república se cala ? Será precisa mais gente nas ruas ? Para que nos serve a república e o seu presidente ?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar