Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Opiniões e Críticas Secretas

Opiniões e Críticas Secretas

Como sabem, eu não gosto de fazer repetições de vídeos nesta minha secção deste recanto dos blogs do Sapo, mas as notícias que soube pelos jornais e não só me deixou em ponto de fervura e mais uma vez deixo dois recados, um através dos norte-americanos (mas não muito porque os seus membros são todos filhos ou netos de imigrantes nos EUA) Manowar e dos muito aclamados e consagrados portugueses Xutos & Pontapés

 

 

e por isso vos deixo em uma criação minha um video do Windows Movie Maker:

 

Esta Cidade dos Xutos & Pontapés

 

e

 

Warriors of The World United - Manowar (legendado)

 

 

 

 

espero que seja do vosso agrado

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Versão vimeo para quem estiver ou morar na Alemanha e não conseguir ouvir o audio

Gregos receiam perder soberania com o reforço do controlo externo

Atenas vai lançar referendo sobre acordo europeu para redução da dívida aos bancos

 

 

Acontece que as sondagens dão todas como certa a vitória do não a mais uma intromissão da UE na Grécia e se gregos têm colh--s, coragem, toamtes para correr com eles porque nós portugueses, que com o 25 de Abril demos uma lição ao mundo como uma país se pode libertar sem quase derramar sangue, agora temos que ser nós a seguir o exemplo dos outros, se refrende a UE, se refrende o governo....SE REFERENDA A REPÚBLICA

 

 

 

Em 1928, Portugal estava tão falido como agora, a diferença é que naqueles tempos tinhamos as provícias ultramarinas e agora não temos porra nenhuma a não ser calotes e olhem como o temido professor de Santa Comba deu o exemplo ao prescindr de 25% DO SEU SALÁRIO MENSAL, mas agora cortam a quem trabalha no duro no Estado e os políticos continuam a encher a pança, está visto porque Salzara queria caçar os socialistas e espécies afins.... é que em muitas coisas conseguem SER PIORES QUE SALAZAR

Eu, como monárquico, sinto nojo do regime terrorista chamado república e cada vez mais vejo que este regime que se diz democrático consegue ser mais infame do que o 3º Reich, Salazar e Franco no mesmo pacote, a diferença que em vez de por o país a produzir, abatem fortas de espca e querem minar o país por dentro e chegam ao ponto de condenarem a morte lenta cerca duns quantos milhões de portugueses que são os asmáticos que como os seres huamnos dignos do nome "huamnos" sabem que não têm qualquer tipo de cura e este caso me toca em especial porque não tenho apenas uma doença crónica mas sim duas e para ajudar a festa anda tenho uma doença rara para qual não existe qualquer tpo de cura ou mesmo tratamento.

Com este corte na comparticipação que vai descer dos 69% para 27% (no caso dos remédios da asma) e quando todas as ajudas que eu tinha me são negadas não se como hei de fazer com a asma ou até mesmo com epilepsia que tinha os remédios grátis durante muitos e bons anos e o agora deputado europeu Correia de Campos passou a que fossem pagos pelos utentes prmeiro a 5% depois passaram este pagamento do doente para 10% e tenho um medicamento que cuta mais 150 euros sem desconto fora os outros, apenas sei que depois da ajuda da Liga Contra o Cancro que está agora a fazer peditório ter sido cortada, melhor a minha mãe vai ter que arranjar forma de ter uma média de 60 euros por mês para a minha medicação e eu sem ter a mínima possibildade de trabalhar porque tenho que cuidar dum afilhado sem família sem ser eu e que tem deficiência mental.

Agora com este corte que o muito democrático governo do Sr. Passos Coelho quer fazer nos remédios da asma simplesmente para mim e para muitos é uma sentença de morte, de uma morte muito, mas muito lenta ao sentir o ar que nos entra pelo nariz ou boca custar mais a entrar, e sabendo que não pode ter os remédios que lhe dariam uma vida normal, ou em alguns casos lhe salvariam a vida, ou então podem ir as urgências hospitalares com frequência e quem não pode pagar taxas moderadoras e nem tem como provar a sua incapacidade para pagar vai acumulando contas de hospital umas atrás das outras ou então tem uma opção mais radical que é o suícidio porque pelo menos para enterrar um desgraçado a Santa Casa serve, porque para ajudar nos remédios nunca têm dinheiro.

Estou farto desta república de genocidas, porque nunca passaram disso nos seus 101 anos de podre e velhaca existência que só pensam em matar os mais fracos de uma forma cruel e lenta, que estão a llixar por dentro um sistema de saúde que nunca foi grande coisa, mas que o estão a transformar numa máquina de morte lenta e dolorosa e para ainda reforçar este estatuto de genocidas, vêm os arcanjos da morte, os administraddores hospitalres de novo com a ideia genocida de fechar os hospitas da área de Lisboa Central e passar para anda utóptico Hospital de Todos os Santos, acontece que neste mesmoa grupamento no qual se incluem duas urgências especializadas (maternidade: Alfredo da Costa e pediatria: Dona Estefânia) tem o hospital com a melhor e mais bem apetrachada unidade de queimados do sul de Portugal pelo menos e com a únca unidade de neurocirugia tanto na zona sul de Portugal como em toda a região de Lisboa e Vale do Tejo e se sabendo que há uma população estupidamente envelhecida na zona nuclear da cidade, leia-se a Baixa Pomabina e ruas anexas para não falar nos imigrantes e aqueles casos onde as casas passam de pais para filhos e de avós para netos que são cerca de 30 a 40% da população de Lisboa cidade tanto fixa como flutuante e deixar a principal zona da cidade sem cuidados médicos é um acto genocida e uma violação dos direitos humanos e estamos numa zona limite de tal maneira que qualquer um de nós tem que puxar pelos partidos extremistas e começar a partir tudo e pensar numa verdadeira revolução que extermine esta república genocida e terrorista que nunca deveria de ter nascido para o bem de Portugal.

E ficam as minhas perguntas de sempre: Aonde vamos parar ? Será precisa uma verdadeira revolução para este país  voltar a ser uma real democracia ? Porque querem matar as pessoas ? São nazis  que temos no governo ? Será que o PNR é mas democrata do que estes assassinos ? Porque o presidente da república se cala ? Que destino leva Portugal ? Será que temos todos que pegar em armas e voltar a ter o que é nosso por direito num Estado que se diz de Direito ? Para que nos serve a república e o seu presidente ?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar

A minha escolha de hoje volta de novo passado algum tempo ao metal e em especial a escolha de hoje que vem lengendada é a banda sonora de um flme que no início da década de 90 do século XX fez um sucesso enorme um pouco por todo o mundo e catapultou em defnitivo os seus autores para o estrelato

 

da banda sonora original do filme Extreminador Implácavel II, O Dia do Julgamento

 

 

os Guns N' Roses com You could be Mine

 

(e por acaso estamos a precisar de uns quandos cyborgs da série T-8000 para exterminar uma certa classe de políticos que não passam duns reles percevejos)

 

 

espero que seja do vosso agrado

 

 

 

 

 

 

 

 

 

e vos volto a postar o meu primeiro trabalho no Windows Movie Maker que segundo as regras do YouTube não pode ser visto na Alemanha e como tal fiz o mesmo upload para o Vimeo e não me deu qualquer restrição

 

 

 

 

 

Nem sei mais o que dizer do (des)governo de Passos Coelho, é que chego por vezes a este ponto tanto é o disparate saído do presente (des)governo, apenas sei que em pouco mais de 100 dias fez mas borrada do que Sócrates fez em SEIS ANOS, o que para o comum dos mortais parece ser estranho mas é a mais pura das verdades por muito que custe a acreditar a todos nós.

Este senhor que pensa precebr de finanças públicas como o Sr. Prof. Dr. Oliveira Salazar, apesar do Sr. Passos Coelho nem sequer saber o que diz pela boca fora, porque quer fazer alterações ao acordo de ajuda por parte da troika ou triuvinato do FMI para que esta república desgraçada sem ter onde cair morta pague os seus calotes, acontece que o Sr. Coelho está  a fazer que os mesmos de sempre sejam eles a pagar, os quadros baixos e médios da função pública que caso o senhor Passos Coelho não saiba; são mais de 70% da força laboral do Estado e ao mesmo tempo uma fonte verdadeiramente inesgotável de IRS e de impostos indirectos que vão parar aos bolsos do (des)governo e agora este cavalo que se dz coelho e que é mais infame que o senhor que é o cidadão mais conhecido de Santa Comba Dão porque vai ao ponto de querer cortar os subsídios de férias e Natal aos funcionários do estado, se sabendo que desta classe dos chamados quadros médios os subsídios vão na sua grande maoria por as contas em dia, contas desde do selo do carro a renda ou prestação da casa.

Ainda hoje entrou na via do disparate quando comparou os salários portugueses aos da Suécia e da Holanda, mas acontece que tanto na pátria do IKEA, bem como na terra das Túlipas e do queijo edam; os salários mesmo a 12 meses são 3 vezes maiores dos que são pagos em Portugal, existe um muitíssimo melhor estado-previdência do que a segurança social em Portugal e muitos dos artigos de uso comum em Portugal são mais baratos na Holanda e da Suécia (meio parvo não acham).

Enquanto se aguarda a greve geral de dia 24 de Novembro e as manifestações de dia 12, e se ouviram de novo os recados de Belém contra os cortes dos subsídios da função pública e com a esquerda a morder e se falando em violação e com violência da constituição da república e a esquerda morde em especial através do Bloco de Esquerda que disse de forma pura e dura que os ajustamentos no acordo do FMI é para ajudar a banca e nem é preciso vir Francisco Loução para a televisão dizer isso porque qualquer um de nós vê isto, e o PS quer saber como podem fazer alterações a uma coisa já assinada e ao mesmo tempo, alterações sem fazer as devidas consultas parlamentares.

Bem isto são os ventos da esquerda porque do outro lado do espectro, o Partido Nacional Renovador diz outra verdade certa como os impostos e a morte quando o seu líder, Pinto Coelho, afirma que este governo está a levar Portugal para o buraco e que as medidas de austeridade para nada servem e que o Estado se mete aonde não deve meter (ver caso BPN), por outro lado  o PNR defende um estado-previdência forte e eficiente sem gorduras e segundo ainda o mesmo partido, não  é possível que o país da Europa com mais mar para explorar e com maior superfície de águas nacionais não liga patavina ao mar e ainda falaram nos mui famosos subsídios dados por Cavaco Silva (Primeiro Ministro) para o abate da frota de pesca, quando esta com a qualidade do nosso peixe nos poderia salvar.

Duas formas virtualmente iguais de ver o estado a que chegamos nesta nação milenar e com as quais estou plenamente de acordo, mas não esquecer que foi com uma boa oratória acertando nos pontos fracos e errados da República de Weimar que Hitler ganhou a força que ganhou e por coincidência ou talvez não, a Alemanha daqueles tempos estava afundada numa crise que era um lodaçal de dívidas e os partidos liberais e do centro (tanto centro- direita como centro-esquerda) não sabiam o que fazer ou eram incompetentes puros e como não havia uma base de apoio trotskista como existe hoje em Portugal com o Bloco de Esquerda, o Partido Nazi na Alemanha subiu qual foguete espacial nas várias eleições que aconteceram na pauperada Alemanha do pós-primeira guerra mundial e conseguiu a custa de muito sangue transformar de forma irrversível a Alemanha num dos pulmões da economia mundial.

Não foi para o povo passar fome e haverem cortes infames que se fez o 25 de Abril, se fez para que todos tenham pão, escola e casa; mas passados 37 anos da revolução milhares de pessoas hoje em dia têm que pagar literalmente para viver, outras vivem ou sobrevivem graças a caridade de privados como um caso de uma criança no Algarve que nasceu com um doença rara e cruel e foram dois britânicos a morar no Algarve que pedalaram por toda a Europa e conseguiram apurar boa parte do dinheiro para a operação do miúdo e ninguém do presente Estado ajudou, uma miúda que nem dez anos tem teve que pedir tampas de garrafas para ter uma prótese biónica para ter uma vida normal entre outros casos.

Com o Estado que não sabe fazer contas, que cada vez mija da sua maneira, que apenas quer ver os mesmos de sempre a pagar as crises e que por outro lado há políticos com dois e três empregos sem qualquer problema, mas se um reformado do Estado ou até mesmo da privada faz um biscate para ter algum no bolso para comer fica logo sem a reforma caso caia na estupidez de declarar os proventos deste biscate e ao mesmo tempo há dezenas de ociosos que estão enconstados a um rendimento mínimo que custa milhões a todos nós e não são capazes de por esta gente a trabalhar e quando calha eu passar por algum supermercado vejo que as pessoas são poucas para a clientela que entra em certas horas de pico.

Cada vez mais penso que a crise se existir, é no bolso dos senhores da banca e nos amigos do partido cuja salvação do BPN foi  e é a âncora que nos está a fazer afundar neste lodaçal de dívidas que não são nossas e que acabam por sempre os mesmos a pagar e cada vez mais esta titude vai puxar eleitores e apoiantes para os partidos extremistas e depois não se admirem que Louçã apele para uma greve da banca no dia 24 e que o líder do PNR diga que se tem que defender a soberania nacional e não nos podemos esquecer que a Eisen-Kanzlerin quer penhorar a soberania dos piores devedores, entre os quais está Portugal, trocando por miúdos, se não queremos ser província da Espanha, que até no ponto fiscal seria muitíssimo vantajoso, nos vamos tornar num Länder autónomo da Alemanha como menos autonomia do que a Bavieira.

Já chega de ouvir isto, está claro que é preciso uma nova revolução antes que aqui em Portugal voltemos a ter que aguentar com uma ditadura e se o problema do país ou parte do problema se chama república então perfiro mil vezes abdicar da república do que das liberdades e dos direitos conquistados após o 25 de Abril e que os sucessivos governos da dupla Morango Com Laranja tem feito o favor de roubar.

E ficam as minhas perguntinhas de sempre: Aonde vamos parar ? Será precisa uma nova revolução em Portugal ? Foi para isso que se fez o 25 de Abril ? O que fizeram do 25 de Abril ? Portugal ainda é um país soberano ? Andam a querer a nossa soberania para quê ? Para que nos serve a república e o seu presidente ?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar

Como a chuva parece estar para voltar segundo o pessoal da meteorologia, vos trago uma música boa para abanar o esqueleto e que vos pode trazer muito boas recordações de um tempo distante e ao mesmo tempo perto....

 

 

 

a cantora alemã Sandra (e mas tarde fundadora com o seu marido do grupo Enigma) com (I'll Never Be) Maria Magdalena

 

 

espero que seja do vosso gosto e agrado

 

 

 

 

Pág. 1/12