Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Opiniões e Críticas Secretas

Opiniões e Críticas Secretas

Este desgoverno além das violações a lei fundamental tem outra tendência igualmente patológica e que mostra o quão falso é este desgoverno e como em termos de carácter deixa muto a desejar e ao mesmo tempo se é para deitarem perdigotos e saramgos pela boca fora, então fechem a boca que é para evitar males piores.

A nova gaffe do desgoverno Passos Coelho vem dalí das bandas da Defensor de Chaves, mais precisamene do ministério da morte lenta e funerais, ou seja, do ministério da saúde em particular do secretário de estado da Saúde, o cidadão que dá pelo nome de Fernando Leal da Costa, que deve perceber tanto desta área como Vítor Gaspar percebe de finanças públicas.

Como se sabe que devido a mais um apertar de cinto anda tudo em teoria com falta de dinheiro mesmo naqueles sectores da sociedade onde o Estado tem que ser Estado haja ou não lucro no meio da festa seja ela qual for seja em que sector for e este desgoverno no sector da saúde, cada vez que abre a boca sai disparate e cada um pior do que o outro.

E hoje o Senhor Fernando da Costa mas valia ter ficado calado porque disse para os portugueses evitarem de adoecer para que o sistema nacional de saúde conseguisse manter a sua sustentabilidade porque assim os portugueses iam menos aos centros de saúde e hospitais e assim o desgoverno poupava dinheiro e depois da bronca de Gaspar com o orçamento seria mais uma borrada de todo o tamanho e eu gostava de saber se o português comum não vai ao médico como cuidado de saúde preventivo então como mantém a vigilância do seu estado de saúde se não vai ao médico de família ou um especialista caso precise se os aparelhos para se fazer estes testes em casa ainda são mais caros que smartphones de baixo custo.

Este mesmo secretário de estado que ganha o prémio do otário do ano, deve fazer em termos de cuidados de saúde aquilo que todo o políico da república que se preza faz a si e a sua família que é levar para uma qualquer clínica privada por nossa conta enquanto aqueles que menos podem e precisam mais do sistema de saúde pagam para sustentar um bem que deveria de ser público e ainda ouve bocas para que não vá ao médico quando o senhor ministro vai a clínica quando quer com os nossos impostos a pagarem a clínica ao sr. ministro.

E ficam as minhas perguntas de sempre: Para que servem estas bocas ? Não valia mais que este senhor ficasse com a boca fechada ? Aonde vamos parar ? Para que nos serve a república e o seu presidente ?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar

Este caso do BPN e respectivas investigações estão a por a nu ligações demasiadamente suspeitas entre ester mesmo banco, BPN, e figuras gradas do PSD e que até já passaram pelos governos sucessivos que parece querem apenas ajudar os amigos ou conhecidos do partido e esta direcção do BIC mostra isso.

Este banco mostra o lado oculto de um sector que tem vindo a perder a confiança dos portugueses no seu todo e que continua num espiral de afundamento que se custa a acreditar mas que depressa a imprensa nos abre os olhos e mostra que nos bancos nos dias de hoje nem sequer as ceroulas podemos confiar porque além de serem mal geridos e o caso do BPN é um destes paradigmas e por outro lado este banco serve como reforma de platina de antigos ministros do PSD sobretud os  dos tempos de Cavaco Silva quando este era primeiro ministro.

E como não bastasse ser a reforma de platina dos membros do clube de Cavaco Silva é também lugar dos maiores calotes dados a um banco desta república pelo menos desde do caso Alves dos Reis porque os calotes que pelo menos saltaram para a versão gratuita da edição electrónica do períodico Expresso dá para ver como boa prosápia, bons conhecimentos e um fato completo fazem verdadeiros milagres.

Neste caso precoiso é ver o criador das taxas moderadoras nos hospitais civis, Arlindo de Carvalho diz não reconhecer uma dívida em seu nome no BPN no valor de 60 milhões de euros (algo como 5 anos de salários do Cristiano Ronaldo), para não falar no nosso conhecido Duarte Lima que não paga o empréstimo que tem neste banco há vários meses e ainda se acrescenta a esta lista o árabe El-Assir, todos com grandes calotes no banco recentemente adquirido pelos angolanos do BPN e pelo que se sabe os elementos desta lista não têm pago as contas a este banco e os calotes foram passados para um fundo de gestão para os os angolanos do BIC comprassem um banco "limpo".

Custa a acreditar como é possível este calote existir num país como Portugal, pequeno e com tanta pouca gente e ao mesmo tempo não vêem ao mesmo tempo o valor dos calotes dados por estes senhores em nome próprio ou de outros e como não bastassem estes calotes se sabe que o gerente da agência das Amoreiras do BPN ou pelo menos o seu ex-gestor sacava um milhão de euros por semana para ir as meninas da vida fácil que estão metidas no alterne e ao mesmo tempo as pessoas lhe confiavam o melhor tratamento as suas economias.

E ficam as perguntas da ordem: Aonde vamos parar com estas situações ? Quem paga a conta ? Porque estes burlões não pagam o que roubaram ? Porque não vão presos ? Para que nos serve a república e o seu presidente ?

Como sempre vos peço para ler, comentar e dvulgar

 

Um dos regressos musicais de 2012, ainda que temporário, mas fica este êxito intemporal

 

 

 

de um orginal dos Delfins

 

 

 

 

 

Aquele Inverno - Resistência

 

 

 

 

 

espero que seja do vosso agrado

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Pág. 1/11