Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Opiniões e Críticas Secretas

Opiniões e Críticas Secretas

Há coisas que saem das cabecinhas pensantes deste desgoverno em especial do ministério das finanças que começa a dar a sensação que devem meter nos corpinhos algo mais do que erva ou vinho ou cerveja, mas algo no nível do LSD, absinto, vodka e outros vícios pesados que alteram o estado de precepção do mundo e podem fazer a "alma sair do corpo e viajar" e naquele ministério com as fuças viradas para o rio fico com a sensação que a maresia deve ter um toque de LSD e aquelas cabeças pensantes devem estar sempre na trip.

E o presente titular da pasta minsterial que já foi do Professor António de Oliveira Salazar (já considerado saudoso por alguns e cada vez são mais) deve de ter saído daquela série em que um Gaspar falava para um manjerico e o Gaspar que está no Terreiro do Paço deve em vez de falar para o manjerico, está a fumá-lo e com violência extrema e depois tem ideias estranhas como aquela de mudar as caixas resgitadoras, actualizá-las com um novo sistema e quererem factura até para uma pastilha elástica (eu nem para o hd novo do PC pedi) e como não fosse suficiente, aquele ser de voz apanhada e lenta quer que agora se façam facturas das mercadorias que são enviadas para entregas e estas têm que ser em duplicado e a ausência deste duplicado vale multas para quem não passar estes duplicados e depois dos milhares gastos nos novos programas de facturação, ainda querem que as fiirmas gastem mais para o Estado as vigiar e estas verbas vão ser o caminho para a falência de várias pequenas empresas e o tempo que se gasta para se emitir os duplicados das facturas não nos vai deixar comer pão quente e ainda encarecer o preço do pão e como estas medidas são para entrar já em vigor pode faltar pão por todo país, as farmácias vão ficar sem remédios e vai haver falta de jornais nas bancas.

Esta paranóia do desgoverno da ditadura para vigiar os hábitos dos portugueses está a passar dos limites e agora mais esta medida deste desgoverno Big Brother que tem um minstro que anda a tripar e em vez de ajudar quem trabalhar ou quem quer ajudar aqueles que querem criar emprego, andam a ajudar bancos geridos por asnos e corruptos e enquanto rouba quem trabalha em nome de um plano de recuperação da economia e ao mesmo tempo vai afudando num lodaçal de dívidas e com o déficit de mais de 10% quando o máximo permitido pela troika é cerca de 5% e a mesma troika duvida que o desgoverno cumpra com o prometido, mas com esta música, o que é feito dos nossos sacrifícios; e estes foram para a banca enquanto a república se balda de pagar as contas.

Com estes calotes cada vez passamos mais fome para que os grandes da república fiquem com os bolsos cheios e ajudem os amigos da banca enquanto quem tem direito a sua reforma ou ao seu salário passe fome, e as escolas estejam piores do que no tempo do Estado Novo e a saúde pública está uma miséria, mas enquanto dizem não ter dinheiro para o Estado ser Estado, andam a salvar bancos em vez de salvar as pessoas, uma vergonha para qualquer democracia e conseguem ser mais infames que o Estado Novo e se a democracia em Portugal estiver dependente deste desgoverno, então o Estado Novo era o paraíso e a república está na hora de ir embora.

E ficam as minhas perguntas de sempre: O que se passa na cabeça do ministro das finanças ? O homem precisa de algum tratamento psiquiátrico ? Para que querem tanta factura ? Andam a brincar com quem ? Aonde está a liberdade individual ? Porque salvam bancos e destroem empregos ? Que desgoverno é este ? Para que nos serve a república e o seu presidente ?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar

A escolha de hoje, acho que já passou por aqui, mas é daquelas que estão sempre actuais

 

 

 

 

 

Eu sou o PM - Rui Unas Feat. Claúdia Semedo (ou Sócrates Feat. Rhianna)

 

 

 

 

espero que seja do vosso agrado

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

e é dedicado a greve de hoje

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Hoje, dia de greve geral convocada pelas duas centrais sindicais da república e dia de muito calor e para ajudar a festa o meu modem avariou e fiz mais uma romagem ao meu ISP e deu para fazer um trabalho de campo sobre a greve embora eu tenha evitado a confusão das concentrações e manifestações porque nunca fui dado nem sou a grandes confusões.

E neste trabalho de campo quase acidental pois tinha que ir ao meu ISP resolver um problema e mesmo este estava a meio-gás com boa parte dos funcionários ausentes e não era hora de refeição além disso praticamente todos os transportes de Lisboa e arredores ou estavam parados ou com serviços mínimos tão mínimos que não havia diferença entre serviços mínimos e paragem total; os hospitais do Centro Hospitalar Lisboa Central estavam as moscas sem grande afluxo de enfermeiros e muitas pessoas de forma inteligente ficaram em casa e assim facilitaram a vida de quem estava a trabalhar nos hospitiais e como foi falado a banca aderiu bem como os crónicos funcionários municipais de limpeza urbana que fizeram o favor de deixar as ruas cheias de república e do seu desgoverno, perdão de esterco e de lixo com boa parte dos contentores com a tampa aberta porque não cabia mais nada nem uma folha das árvores.

A greve foi tão forte que até a banca aderiu e se fala  que se usou mais electricidade no dia da greve do que no S. João, mas enquanto no  dia do santo que era primo de  Jesus Cristo e foi decapitado para  satisfazer um capricho de Salomé, mulher de Herodes, andava tudo nos arraiais a beber e a comer estando fora de casa e ficando com uma ressaca daquelas, hoje estava tudo ligado ao facebook e outras redes sociais e portais de notícias para ver em que ponto ia a greve e que sectores afectava e daí o aumento de gasto de luz, mas houve jornalistas que não tinham muito que fazer e nem se deram ao trabalho de medir o fluxo de água gasta pelos lisboetas na Mãe-de-Água como foi feito quando os portugueses iam ver o Zip- Zip e quando aproveitavam o intervalo para  irem ao WC e puxavam o autoclismo e o aumentar de fluxo no aqueduto subterrâneo do Príncipe Real denunciava esta corrida as casas de banho.

Estupidez jornalística à parte houve um começo de bloqueio a ponte 25 de Abril, antes conhecida como Salazar através dos seus acessos via Amoreiras e via Aqueduto das Águas Livres com cerca de 200 pessoas que fizeram a polícia suar a em bica, mas suores frios porque pelo que se sabe os serviços de informaçõe da república fizeram greve e não mandaram as informações sobre grupos organizados, deixando a PSP com as calças nas mãos durante algum tempo, mas no fim todos foram convocados para aparecer amanhã em tribunal e ainda se fala que Portugal é uma democracia e gostava de saber onde.

Nestas voltas o desgoverno veio desvalorizar a greve, mas se os senhores ministros e restante canalha do poder da república precisasse dos transportes públicos para se deslocar para os seus "postos de trabalho" aí pensariam de forma bem diferente e não diziam tanto disparate porque a cidade de Lisboa quase parou, transportes zero ou quase zero: autocarros muitas poucas carreiras, eléctricos nem o turístico se fez, metro fechado, comboios tanto CP como Fertagus tudo parado, Transtejo idem e dos barcos apenas havia um barco a fazer as ligações com o Barreiro; por isso não se pode dizer que o país parou porque mesmo quem não fez greve por sua vontade acabou por fazer ou porque não poderia ir trabalhar por falta de transportes ou não teve clientes e para juntar a esta festa os transportes aéreos fizeram greve e foi a génse de muitas situações desconfortáveis por quem passa por elas como casos em que passageiros da Tap ficaram em terra e as suas malas seguiram viagem ou outros que que ficaram a dormir no aeroporto, mas que acabaram por ter a dormida paga num hotel e os das malas que viajaram não sabem aonde param os seus pertences.

Sim foi uma greve daquelas embora pudesse ter sabido a pouco, mas foi uma greve que deu mossa e foi apenas a 4ª greve Geral convocada em dois anos de Passos Coelho e a segunda conjugada no mesmo espaço tempo, pulverizando assim o record de Cavaco Silva: 1 conjugada e outra da CGTP em.... 10 anos de governo.

Com uma greve que a vontade teve uma adesão de quase 90% (pelo menos) ficou bem assente que este desgoverno de Passos Coelho está na hora de se ir embora por que apenas está a afundar a nação e ao mesmo tempo está a dar lenha aos extremistas para que estes comecem a ganhar votos, e enquanto não sabem governar gostava de saber que mal faziam cerca de 200 manifestantes que cortavam o acesso a ponte 25 de Abril (antes Salazar) quanto tanta coisa se passa a frente dos olhos da polícia e esta olha para o ar fingindo de que nada sabe e depois dizem que a república é democrática...gostava de saber onde.

E ficam as minhas perguntas de sempre: O que pensa o desgoverno desta greve geral ? Se com dois anos deste desgoverno foram convocadas 4 greves gerais e no tempo de Cavaco PM apenas 2 em 10 anos, então que porra está a fazer este governo no poder ? Não está na hora de o governo ir embora ? O presidente da república está a dormir para não ver este descontentamento ? Até onde Portugal vai parar ? Será que Portugal vai ser a nova Turquia ou o novo Egipto ? Quanto custa tornar Portugal um país civilizado ? Se o melhorar do país passar pela eliminação do regime republicano e o regresso da monarquia, então do que esperam para fazer isto ? O que pensam as forças armadas ? Para que nos serve a república e o seu presidente ?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar

A escolha de hoje vai ser um dois em um

 

 

 

primeiro

 

 

 

 

Michelle  - The Beatles em homenagem a mais um feito da melhor tenista portuguesa de todos os tempos : Michelle Brito....

 

 

a segunda:  A minha maneira - Xutos e Pontapés

 

 

 

 

 

espero que seja do agrado de todos e todas

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Apenas tenho que dar os parabéns a tenista portuguesa Michelle Brito que nos relvados de Wimbledon despachou por um pesado 2-0 com os parciais de 6-3 e 6-4 a temida nº 3 do mundo Maria Sharapova enquanto Michelle é por enquanto a 131ª do mundo, completamente de extremo a extremo e como podem ver Portugal em termos desportivos não é só futebol

 

 

 

 

 

parabéns Michelle que nos dês tu muitas alegrias

De novo uma escola pública, mais precisamente um liceu volta a ter cenas de violência e de novo o liceu ou escola secundária Seomara da Costa Primo, na Amadora e que ainda há coisa de um mês teve tristes incidentes que acabaram com feridos e mortos o que é sempre de lamentar numa escola seja ela pública ou privada e há coisa de um mês os incidentes lá ocorridos tiveram uma causa apurada, o suposto roubo de uns óculos de sol.

Agora foi o caso de um aluno do mesmo liceu que foi esfaqueado nas costas e numa perna e que ainda se arrastou até a escola em epígrafe e recebeu assistência médica do INEM e foi encaminhado para o hospital S. Francisco Xavier onde vai ser operado aos ferimentos e mais nada se sabe nem o motivo ou quão profundas são as feridas e apenas nos resta lamentar o sucedido e que o jovem em questão se recupere depressa e sem grande sequelas.

Tenho que sublinhar que neste liceu algo vai mal porque no espaço de um mês apenas é o segundo caso com ferimentos com arma branca que envolve alunos e/ou ex-alunos desta mesma escola e o lugar secundário de crime é sempre o mesmo, a entrada da mesma escola; desconheço o que se passa na zona envolvente desta mesma escola ou o que se passa com os alunos, mas algo está mal e algo tem que ser feito antes que esta mesma escola se transforme num matodouro e gostava de saber o que estes alunos em especial dos liceus públicos têm na cabeça porque não estão a respeitar a instituição Escola e nem ninguém os ensina a respeitar a escola que foi algo que aprendei tanto nas escolas públicas onde estudei bem como nos colégios por onde andei a estudar a adquirir os meus conhecimentos.

Nestas escolas-problema como em muitas escolas oficiais não-problema têm nos tempos mais recentes as chamadas super turmas com mais de 30 alunos onde a qualidade do ensino é uma miséria mesmo se comparada aos tempos da classe de '79 e os bons alunos em especial nas escolas públicas são pouco e nas escolas-problema, muitos alunos lá não estão para estudar, mas sim para manterem o abono de família e o RSI porque das duas uma, ou as suas famílias são vítimas da austeridade ou então são encostados aos subsídios e sabem enquanto o filho ou semelhante andar a penar pela escola nem que seja para marcar presença o dinheiro continua a vir para pagar as contas e em muitos casos o comer de cada dia.

E volto a bater no ceguinho a defender que nos dias de hoje e com o desgoverno que temos, quem tem filhos tem que pensar seriamente em colocar os seus rebentos em escolas privadas porque as escolas públicas praticamente não oferecem a mínima segurança embora hajam ainda escolas oficiais com todas as virtudes embora com o presente desgoverno e com as políticas sociais do mesmo desgoverno e com estado da nação cada vez sejam menos com a quantidade de minorias sem vínculo ao seu país de origem e com a falta de algo para fazer escolhem caminhos errados e depois se sabem destes casos pela imprensa.

Gostava de saber onde param as autoridades da república se estes casos estão a ficar ferquentes e porque raio têm que os pais que colocar os seus filhos em escolas pagas sem puder porque apesar da carga fiscal que se paga nesta nação que cada vez serve para menos Estado e cada vez para maiores e maiores desvios de verbas que no final das contas ninguém sabe aonde param embora se tenha a desconfiança sobre onde anda o dinheiro.

E ficam as minhas perguntas de sempre: Que caminho leva Portugal ? Aonde está  o ensino de qualidade ? Quando acabam eses casos ? Será que as crianças e os adolescentes estão seguros nas escolas ? Para que serve o ministério da educação ? Para que servem os nossos impostos ?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar