Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Opiniões e Críticas Secretas

Opiniões e Críticas Secretas

Hoje no primeiro dia do conselho nacional do PS que decorre nas terras de Salazar a coisa parece estar assim para o agitado porque o congresso extraoridinário foi chumbado e António José Seguro abre portas a uma solução bicéfala no PS que é ao mesmo tempo que existe um líder partidário, existe um outro militante que é candidato a primeiro ministro e é eleito via eleições primárias dentro do PS e a única coisa que Seguro assegurou é que vão haver congressos ao nível das federações distritais do PS onde se vão escutar as chamadas bases para se ver o que pode ser feito.

Todavia não nos podemos esquecer que traição e socialistas em Portugal estão sempre de mãos dadas e os socialistas de hoje nem se comparam aos socialistas da primeira república que formaram depois a chamada Liga de Paris que lutou contra a ditadura do Estdo Novo durante os seus primeiros tempos e os socialistas de hoje só querem uma coisa sem ser dinheiro: poder e poder a qualquer preço ou quase isso porque o Sucateiro Sócrates afirmou estar do lado de Costa (apesar de tido como adjunto, António José Seguro) e ainda defende que se faça o congresso para que António Costa seja eleito líder do PS.

Com estas jogadas por vezes penso que Portugal, melhor a república portuguesa, está assim como estivesse sob o efeito de alguma substância que possa afectar a capacidade mental porque não se mete na cabeça de ninguém que um partido que ganhou duas eleições de âmbito nacional em menos de um ano entre ambas ainda questione o seu líder e a sua continuidade e ainda por cima já tem substituto para o lider actual que conseguiu o facto de ser um presidente de câmara de Lisboa mais incompetente que Abecassis e Santana Lopes juntos e ainda agora com o começo das festas da Lisboa o presidente de câmara que menos faz e mais ganha em Portugal ainda menos vai fazer pela cidade e ainda o querem no governo..... acho que quem defende istos deve estar sob o efeito de alguma coisa forte porque para deslealdade já nos basta o presente desgoverno e o regime chamado de 3ª república que nos tem afundado ainda mais e nos tira anos de vida apesar da esperança média de vida em Portugal estar relativamente alta.

Uma coisa que ainda não consegui entender é este simples facto de tanta gente de topo, de tantos barões do PS querem correr com Seguro quando este ganha eleições ou faz termer a estrela binária que está no meio do sistema solar do poder político da república e quando no principal partido de oposição não se entendem depois de uma vitória eleitoral, como poderão ter a confiança dos portugues par terem os votos suficientes par formar governo.

E ficam as perguntinhas de sempre: Quem ganha com esta situação ? Que palhaçada é esta ? A portarem-se assim, como é que o PS quer ser governo de Portugal ? Será uma liderança do PS algo de fiável como governo ? Quando é que esta situação acaba ? Andam a brincar com quem ? O querem fazer do PS ?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar

Hoje um dos metais e dos elementos químicos mais pesados da natureza esteve mesmo nas bocas do mundo político da república e ambos eram previstos embora o desfecho seja diferente apesar do metal usado tenha sido o mesmo e ambos os usos do metal chumbo já se esperava há muito tempo e um deles a espera nem seria muito demorada.

O chumbo da moção de censura da CDU era mais do que certo e ainda mais certo foi quando se saber que 9 deputados do PS se baldaram ao serviço não aparecendo np hemiciclo e tirando força política da moção de censura que deporessa converteu em moção de confiança para Passos Coelho porque com esta balda dos socialistas quem se deu mesmo bem foi o presente governo ou desgoverno porque nas votações a favor da moção de censura faltaram 9 socialistas.

Estes senhores do PS se estão a esquecer que hipoteticamente se o desgoverno fosse de maioria relativa e o mais provável de acontecer neste caso seria o caso de de hoje que o governo se aguentaria até as eleições gerais e ainda poderia sair como a vítima de uns quantos ganaciosos que só querem é poleiro e se estão nas tintas para as nececidades da nação e da república e não nos podenos esquecer que nem um mês completamos que nos livramos da troika e os senhores do PS asssinaram também o acordo que permiitiu que a troika entrasse em Portugal e o resto se sabe como o filme se deu e como estamos a sofrer por conta da mesma entrada da troika em Portugal.

Mas este não foi o único chumbo de zagalote no da de hoje, o outro, foi o chumbo dos cortes nas reformas e salários da Função Pública por parte do Tribunal Constituicional o que para alguma imprensa fará aumentar o IVA dos acutais e escandalosos 23% para 25% e muitas vozes apareceram a dizer que este aumento do IVA vai cortar a evolução da produção da indústria nacional.

Esta previsão de subida dos impostos sobre vai ser tão só o continuar da troika e quem lixa é quem está por baixo como sempre.

E as perguntas em  sem nexo e sem resposta: Para onde foi parar o dinheiro de tantos cortes ? Porque apenas são os mesmos a agar as favas ? Foi para isso que se fez Abril ? Para que nos serve a república e o seu presidente ?

Como sempre vos pçeo para ler, comentar e divulgar

Muitos que por aí andam são defensores do comunismo, mas não do chamado euro-comunismo que é a forma mais ligeira do ideal criado por Engels e Marx que por vezes dá resultados positivos sobretudo em Itália, França ou Espanha; porque aqui em Portugal, os comunistas pensam que ainda existe o Muro de Berlim, a URSS e que tanto a Coreia do Norte como Cuba são visões do paraíso.

Ainda em tempos de Sócrates, o desgoverno da altura recrutou na ilha dos Castro e dos charutos médicos para compensar as faltas de médicos no Sistema Nacional de Saúde em especial médicos de família em zonas cronicamente deficitárias nesta especializada como o Alentejo, Algarve ou a zona de Lisboa e Vale do Tejo e para tal foi assinado um contrato quase tão secreto como uma iniciação maçónica entre o estado cubano e o português onde nem os próprios médicos cubanos sabem os detalhes e apenas sabem que quando vieram da primeira virada custavam a nós portugueses algo por volta dos 4000 euros e 80% deste valor ia para os bolsos da ditadura cubana e os médicos recebiam apenas 300 euros de salário e chegaram a pedir comer a outros colegas e a situação ficou que tal maneira torta que muitos desistiram deste protocolo e voltaram para Cuba ou então pediram autorização de residência em Portugal e para a obter muitos se inscreveram em firmas de trabalho temporário e o que aconteceu com esta virada de médicos cubanos que vieram para Portugal nos tempos de Sócrates continuou com outras viradas de médicos cubanos que vieram para Portugal e a única coisa que mudou foram as condições salariais que ficaram um pouco melhor do que da primeira entrada.

Mas enquanto um médico de família português ganha 2800 euros brutos, um médico cubano dentro deste protocolo ganha 900 e estes mesmos médicos são vigiados por um chefe de missão que tem a mesma função de um agente da PIDE numa reunião de uma qualquer associação de estudantes de uma qualquer faculdade nos tempos do Estado Novo porque estes chefes de missão andam em cima dos médicos para saber todos os passos que eles dão e nós, otários contribuintes, a pagar para este carnaval e os médicos cubanos não falam porque têm medo das represálias que possam vir a sofrer e ainda dizem quem Portugal é uma democracia.

Também gostava de saber como podem haver situações destas em Portugal e como elas se prepetuam no tempo como fossem factos tão naturais como beber água e ninguém do poder político da república diz seja o que for talvez por estes médicos serem mão de obra barata ou mesmo escrava e a União Europeia fecha-se em copas perante mais uma violação dos direitos humanos por parte de um regime totaitário e bem no fundo fascismo e comunismo são duas faces de uma mesma moeda chamada totalitirismo.

E ficam as minhas perguntas de sempre: Como é possível deixarem que isto aconteça ? Porque o ministério da saúde se cala ? Se estes salários violam princípios básicos das leis laborais, então como podem haver diferenças de salários de médicos com a mesma função ? Então a Inspecção do Trabalho se cala ? Afinal aonde estão os princípios de Abril ? Como é que uma nação patríotica e de esquerda exporta médicos como quem exporta escravos e todos se calam ?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar

Desde já deixo o recado que este post ou artigo é passível de actualização e muito provavelmente logo a noite poderá haver actualização deste mesmo artigo porque embora se saiba qual o resultado final não se sabe se pode haver consequências fora do hemiciclo de S. Bento.

A CDU apresenta hoje mais uma moção de censura contra o presente desgoverno Passos Coelho/Paulo Portas que na realidade pouco vai adiantar porque a presente maioria parlamentar vai chumbar a moção de censura apresentada pela coligação comunista, mas o detalhe que marca o debate nem é a moção em si ou a cassete (ou será ficheiro MP3) já gasta  do PCP da "política patríotica e de esquerda" que parece quase o MRPP com umas nuances do PNR e depois se querem afirmar diferentes da extrema-esquerda ou extrema-direita quando acabam por serem a outra face da mesma moeda; mas sim o facto da bancada do PS estar vazia na altura que se iniciou o debate apesar de António José Seguro ter dado ordem ao seu grupo parlamentar de votar ao lado da CDU, mas com declaração de voto.

Além da troca de mimos entre bancadas que parecem crianças quando há tanta bodega a ser discutida nesta nação do que os resultados de umas eleições onde foram votar apenas 1/3 dos eleitores recenseados que motivaram esta moção de censura que teria mais lógica ser apresentada por exempo, nas eleições autárquicas onde houve praticamente o dobro da afluência dos eleitores e aí sim se poderia tirar uma inlação mais clara em termos eleitorais da derrota da estrela binária que está por enquanto ainda no centro do sistema solar político da república.

Sinceramente na minha opinião vejo que a esquerda em Portugal cada vez tem menos nexo e depois não estranhem que partidos contra-sistema ou aparentemente contra-sistema como o Partido dos Animais e da Natureza ou o Movimento Partido da Terra comecem a aparecer porque as pessoas já começam a estar fartas sempre da mesma conversa fiada que não leva a lado nenhum e de autênticas crianças que brincam perante as câmaras dos fotógrafos e das televisões, mas no final das contas quase todos são irmãos de fraternidade (leia-se maçons) e aquilo é apenas para inglês ver e saber qual deles fica com o lugar de Sol do sistema solar do poder político da república e depois no bar ou no restaurante da assembleia da república estão todos juntos a beber uma imperial e a conversar sobre as últimas da bola ou sobre as pernas de uma qualquer actriz ou modelo.

E ficam as minhas perguntas de sempre e quase sempre sem resposta: Qual o real objectivo desta moção de censura ? Porque a bancada do PS estava vazia quando começou o debate ? Para onde esta palhaçada nos vai levar ? Será que os deputados da CDU não tinham mais nada para fazer ? Alguém me sabe dizer qual a diferença entre a CDU e as chamadas extremas ? Será que a CDU algum dia vai mudar a cassete ? Que república é esta ? Qual vai ser a reacção de Cavaco Silva ? Será que vamos ter eleições antecipadas ? Para que nos serve mesmo a república e o seu presidente ?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar

Eu, há muito tempo que sempre que tenho que tratar de algum assunto, evito de usar os transportes públicos em Lisboa porque são mais caros do que os chamados transportes suburbanos e em alguns casos chegam a ser o dobro (no preço) do que os chamados operadores privados porque equanto se vai na Vimeca de Algés ao Allegro em Alfragide por 1,10 €, na Carris se vai por 2,80 (por pessoa) entre outros exemplos de como os transportes em Lisboa são um verdadeiro assalto e apenas servem para os turistas com papel no bolso.

No entanto não vos venho falar da questão preço, mas sim de uma questão que é muito mais importante do que o preço que é abusivamente cobrado pelos transportes públicos na antiga capital do Império Português que é a questão na segurança no material circulante que pelo que vejo nas ruas só se aproveitam os eléctricos e os comboios da CP (são mais baratos que o metro e os autocarros) porque o resto é quase brincar com a vida porque os autocarros tremem todos em algumas artérias em especial quando vão a fazer curvas e os pneus estão mais recauchutados do que as trombas de algumas figuras das colunas sociais e mais gastos que as minhas botas ou os meus ténis do ano passado; mas este caso ainda é mais grave do que o estado dos autocarros e se trata do metro de Lisboa.

O problema com o metro de Lisboa é que desde do ano da graça do Senhor de 2012 deixou de ter travões magnéticos o que obrigou na redução total da velocidade de circulação de 60 km/h para 45 km/h e a travagem das composições do metro de Lisboa é feita com travões de disco que se desgastam muito mais rapidadamente do que os travões magnéticos e a administração do Metro de Lisboa assegurou que a substituição dos mesmos travões magnéticos será feita no segundo semestre, ou seja entre Julho e Dezembro e apenas disse que o contrato de manutenção com a Siemens ainda está em vigor e que quem faz a mudança nos travões são funcionários da empresa e segundo os especialistas em ferrovias contactados pelo jornal I, a poupança em termos financeiros entre o uso de travões de disco em vez dos magnéticos é praticamente nula porque os travões de disco se gastam mais depressa do que os magnéticos.

Eu, como lisboeta de 6ª geração gostava de saber que porra andam a fazer os administradores do Metro de Lisboa e os técnicos para estarem dois anos sem mudarem os travões magnéticos e escolheram uma solução de desensrancanço que é um risco tanto para os utilizadores como para os maquinistas das dezenas de composições que andam em circulação durante um dia de expediente do metro em Lisboa e só se saber agora passados dois anos este triste facto das composições não terem condições de segurança (como não bastassem os ministros,políticos e árbitros de futebol, digo os carteiristas) para que uma pessoa chegue direita e a horas ao seu destino e assim sendo vou continuar a andar a pé sempre que precisar porque com material circulante nestas condições é que não me apanham lá de certeza e talvez tenha que ir a Sportzone comprar mais um par de ténis ou de botas porque de tanto andar estas botas que tenho agora não me vão chegar ao Natal.

E ficam as minhas perguntas de sempre: Para onde vai parar o dinheiro dos passes e dos bilhetes ? Será que os administradores do metro têm competência para o cargo ? Será que é seguro andar de metro em Lisboa ? Porque só se soube disto hoje ? Será que isto vai ser resolvido ? O que andaram durante estes dois anos a fazer para deixar que a situação ficasse assim ? Com quem andam a brincar ? Qual a data definitiva e precisa da resolução deste problema ? Era para isso que António Costa queria ou quer ser o senhor supremo dos transportes em Lisboa ?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar

Pág. 1/9