Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Opiniões e Críticas Secretas

Opiniões e Críticas Secretas

Ontem nas minhas viagens pela noite para ter comida me pus a ouvir rádio para audar a passar o tempo e passou uma das músicas da minha era Radio GaGa e uma jóia da década de ouro da música....os anos 80

 

 

 

 

 

espero que seja do vosso agrado

 

 

 

 

Words - F.R. David

 

 

 

 

 

 

 

 

O advogado do preso mais famoso do país disse umas quantas palavras numa entrevista no Jornal das 8 da TVI que os indícios de ocrrupção vêm de um período anterior ao tempo em que Sócrates foi Führer de Portugal e quem dar uma primeira leitura pensa que o mesmo advogado se refere aos negócios dos submarinos de Paulo Portas, mas como este caso acabou no arquivo.

O senhor advogado então nos está a remeter para outra hstória que envolve igualmente o preso 44 do EP de Évora e que nunca ficou esclarecida que é o Caso Freeport e que envolve a alteração de forma no mínimo duvidiosa da área do Parque Natural do Estuário do Tejo para que num determinado lote de terreno vizinho da mesma zona protegida fosse edificado o outlet Freeport e ainda se fala porque se fez a dita alteração sem que fosse feito o estudo de impacto ambiental e se consultassem as entidades devidas porque se iria construir numa zona próxima de uma área protegida.

Muito se falou que houve subornos e trocas de favores na altura, mas ada se provou e este mesmo advogado que dá pelo nome de João Araújo perdeu uma ocasião preciosa para estar calado porque a acusação ou resposta que deu no jornal da TVI poderá ser mais prejudicial ao seu cliente mais famoso do que estivesse calado ou tivesse dado respostas evasivas ou não ter falado no pasado e apenas ter falado no presente e ter tentado procurar uma forma de limpar a imagem de Sócrates.

Então se os indícios de corrupção já vêm de trás, então existe mais do que motivo para Sócrates estar preso e tal situação é bem merecida porque até o próprio advogado o coloca de forma indirecta na cadeia por crimes anteriores aos que motivaram a prisão de Sócrates; enfim são apenas burros de diploma.

E ficam as minhas perguntas de sempre: Afinal que raio quis dizer o advogado de José Sócrates com as palavras que disse na TVI ? Afinal o quão é culpado Sócrates ? Será que este caso vai ter algum desfecho justo ? Que caminho leva Portugal ?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar

Esta semana houve uma verdadeira romaria a cidade alentejana que é património da humanidade, não por alguma descoberta arqueológica desconhecida até do mítico Professor José Hermano Saraiva ou por algum mineral raro ou mesmo por causa de algum milagre na sua acepção mais directa da palavra.

Um grupo de vários milhares de pessoas que não deveriam de estar nas suas melhores condições mentais foram mostrar de forma quase histérica o seu apoio ao ex-Führer de Portugal, se manifestando a porta do Estabelecimento Prisional de Évora como José Sócrates fosse uma espécie de salvador ou protector da pátria e tal tipo de manifestações em favor de um líder político

 Tais manifestações assim tão fanáticas nos remetem para os tempos do Estado Novo sobretudo de apoio a Salazar organizadas pelo Secretariado da Propaganda Nacional/Secretariado Nacional de Informação, em especial nos tempos de António Ferro quando o Terreiro do Paço se enchia de gente vinda de todos os territórios tidos como portugueses, incluindo o Ultramar para apoiar o ditador e pelo que sei Sócrates nem salvou Portugal de uma guerra mundial nem o meteu numa guerra do Ultramar; mas sim o afundou num lodo de dívidas e de obras públicas que nunca passaram do papel embora estes mesmos estudos tenham custado quase tanto como as obras.

E como este verdadeiro roubo não fosse já de si doloroso para as finanças públicas ainda se sabem de alguns negócios estranhos como as PPP's que foram mais do que muitas nos tempos de Sócrates e ligações ao GES e até ao caso do Mensalão, enquanto isto a troika entrou em Portugal, nos deixou tesos quase ao ponto de vendermos a roupa que temos no corpo.

Para ajudar a festa cada dia que passa se sabe de mais podres na Operação Marquês que o dinheiro andava a rodos de um lado para outro levado pelo chofer de Sócrates, João Perna; e não sei como ainda há pessoas que exigem horário especial de visitas para verem um cidadão que literalmente arruinou Portugal como não se via há 30 anos (pelo menos) e ainda o consideram um herói....um masoquismo puro só visto nos tempos do Estado Novo e esta é a nação que canta "Grândola, Vila Morena"; para um pseudo-ditador de bolso que é tal como Passos Coelho um leal terrier da Eisenkanzelerin Merkel.

Como sempre as perguntas sem resposta: O que se passou na cabeça daqueles que foram a Évora clamar pela inocência de Sócrates ? Será que ainda não viram o que se passou em Portugal nos tempos de Sócrates e o estado a que chegamos ? Será que esta gente anda sob o efeito de alguma coisa estranha ? Que país é este ?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar

As eleições gerais gregas realizadas ontem foram uma verdadeira hecatombe para os socialistas que passaram de 2ª força no parlamento grego para 7º força sendo ultrapssados por todos os partidos incluindo os comunistas e os outros vencedores da noite, os neo-nazis da Aurora Dourada.

Os gregos, ao contrário dos portugueses, abriram os olhos e viram que a culpa da situação que a Grécia vive não é só do "PSD" de lá da terra (Partido Nova Democracia); mas sobretudo dos socialistas (PASOK) que afundaram a Grécia num lodaçal sem qualquer solução imediata sem ser os resgates da troika e assim que viram que tinham feito merda da grossa (como aconteceu com Sócrates em Portugal) arranjaram uma forma de fugir com o rabo a seringa e depois os líderes da oposição sobem ao poder porque o povo os escolhe como alternativa (ver a subida de Passos Coelho ao poder em Portugal).

Acontece que a alternativa imediata aos socialistas encontra as finanças nacionais em estado caótico e começam a ver onde podem cortar para resolver os problemas financeiros da nação da forma mais rápida possível e nesta pressa quem se lixa é o mexilhão (a classe média e baixa) aumentando os contrastes entre os mais ricos e os mais pobres e por tabela o desenvolvimento humano da nação se afunda como fosse chumbo no meio do oceano.

Portugal é a prova que o socialismo pregado por Sócrates foi um deastres completo para a nação lembrando o deastre que foram as políticas económicas da República de Weimar nos anos 20 e nos deixando no lodo e a solução que Portugal tem nas suas mãos e está nas mãos dos eleitores portugueses é a mesma que os gregos usaram ontem: aniquilar os socialistas do parlamento e escolher caras novas para guiar os destinos da nação.

Portugal tem que deitar os olhos para a Grécia e como estamos em ano de eleições gerais; os eleitores portugueses têm o dever de fazer o mesmo que os gregos fizeram e punirem os principais responsáveis pelo estado a que chegamos e que urge ser exterminado para bem da nação e os principais responsáveis do estado a que chegamos são os socialistas porque basta ver a avaliação do IDH que antes do desastre Sócrates colocava Portugal ao nível da Alemanha (21º lugar) e depois dos 6 anos de assalto nos colocou no 48º; praticamente ao nível de Marrocos ou mesmo do Brasil.

Vamos ver como é que Portugal vai sair do lodo em que se encontra e se cairem na maior estupidez de votar nos socialistas então é a prova escarrada que a república em Portugal está morta e podre e tem que ser substituída de qualquer forma por uma monarquia que limpe o esterco infestado de percevejos que é a república portuguesa e a transforme numa nação limpa ou relativamente limpa como o Reino Unido ou a Espanha .... e não esquecer que em França a Frente Nacional está a frente das sondagens e em Maio há eleições presidenciais em França e lá o presidente da república não é nenhuma múmia e é quem manda na nação.

E ficam como sempre as minhas perguntas: Porque em Portugal não há uma mudança semelhante ? Será que a mudança em Portugal é assim tão difícil para que não se faça ? Quais vão ser as consequências mais imediatas ?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar

Cada vez é mais um facto que as repartições de finanças ou então alguns funcionários devem estar sob o efeito de drogas pesadas ou algo semelhante porque não é rara a ocasião onde por verdadeiras ninharias ou pequenas importâncias penhoram salários, reformas, carros ou mesmo casas.

Esta semana veio na imprensa a mais recente palhaçada da Autoridade Tributária e Aduaneira que foi o facto de penhorar um salário por um dívida fiscal de 5 cêntimos que dá mesmo vontade de rir e ao mesmo tempo nos deixa a pensar se nas finanças andam direitos dos cornos ou passam o tempo a fumar aqueles cigarros da Jamaica com cheiro a eucalipto e a lenha e que fazem rir porque não se consegue achar qualquer nexo nesta penhora porque logo a carta de aviso da penhora (que tem que ser registada e com aviso de recepção) fica mais cara do que a dívida em si.

E eu já assiti ainda antes do Natal numa repartição de finanças ao pagamento de uma dívida de um cêntimo que estava com aviso de penhora e a mesma foi paga por multibanco e quando se sabe que os terminais de pagamento via multibanco e/ou cartão de crédito pagam uma taxa de uso a SIBS (daí algumas lojas exigirem um pagamento mínimo para se usar o terminal ATM, para se evitar o prejuízo para as lojas) e neste pagamento a AT pagou mais do que recebeu.

Estes casos são mais do que muitos e aqueles que sabemos são aqueles que aparecem na imprensa ou que ouvimos quando nos deslocamos as repartições de finanças para tratar de qualquer assunto relacionado com o fisco e parece que este fenómeno de estupidez nas repartições de finanças são mais do que muitos e não há ninguém com vontade de acabar com estes casos que dão vontade de rir e ao mesmo tempo não têm graça nenhuma quando estes casos calham a nós ou aos nossos conhecidos.

Como sempre as perguntas: Será que nas finanças estão 100% lúcidos ? Afinal que palhaçada é esta ? Quem paga para este circo ? Quando é que a trip das repartições de finanças acaba ?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar

Pág. 1/4