Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Opiniões e Críticas Secretas

Opiniões e Críticas Secretas

Do mais recente álbum da cantora irlandesa Enya, para não dizer mesmo fresquinho e acabadinho de sair porque saiu no dia 20 do presente mês de Novembro vos trago o videoclip do primeiro single e que cujo título assenta que nem uma luva ao Outono

 

 

 

esperando sempre que seja do vosso agrado

 

 

 

Echoes in Rain - Enya

 

 

 

 

 

PS, Bloco e PCP têm 20 dias para se entenderem sobre austeridade

 

 

 

 

 

A união à esquerda ainda tem falhas: devido à falta de acordo entre o PS e os restantes partidos da esquerda, em especial o PCP, as propostas sobre redução dos cortes salariais, sobretaxa e CES acabaram por não ser votadas.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

(Fonte: Público Online)

As primeiras desavenças entre CDU e BE por um lado e PS por outro já começaram e logo num dos dossiers mais sensíveis que ficaram dos tempos de Passos Coelho que é a sobretaxa do IRS e tudo o que esta mesma sobretaxa implica e as desavenças se devem a questões de pormenor que nenhuma das partes quer dar o braço a torcer ao ponto dos diplomas sobre a eliminação da sobretaxa do IRS não terem passado pelo crivo de uma votação parlamentar e desceram directamente para a comissão parlamentar respectiva porque as desavenças eram tão grandes que no caso destas serem submetidas ao voto dos deputados da república seriam pura e simplesmente chumbadas e o governo voltaria a cair qual governo dos 5 minutos da primeira república.

Por isso talvez num acesso de rara sabedoria os deputados no seu todo votaram a favor desta medida como todas as medidas mais fracturantes levaram o mesmo destino e com isso o novo Führer de Portugal, António Costa; vai passar a próxima semana em reuniões com os partidos da esquerda parlamentar, incluindo o PAN para chegar a um entendimento sobre estas medidas porque o X da questão em relação a sobretaxa ou melhor falando em relação a eliminação da sobretaxa porque a esquerda espartaquista queria a eliminação fosse feita de forma o mais rapidamente possível e o PS queria que fosse ao longo do próximo ano e a coligação da oposição queria que esta eliminação faseada fosse até 2019.

E esta não é a única desavença porque outra se aplica na procriação medicamente assistida ou mais conhecida por fertilização in-vitro onde ambas as partes do novo poder pensa de forma bem distinta uma da outra e ao contrário da sobretaxa onde o problema reside apenas no promenor de como a redução será feita até a sua eliminação; esta mesma desavença não reside nos pormenores, mas sim nos diplomas que são demasiadamente díspares para que haja algum entendimento e esta possível desavença provavelmente seria aproveitada de uma forma maquiavélica pela coligação da oposição para dar o primeiro chumbo a Costa.

Para ajudar a festa já de si agitada, a múmia de Belém que diz trabalhar perto dos Pastéis de Belém e do Starbucks de Belém (onde de certeza tem que ir beber um café para ver se coloca a cabeça a funcionar) no discurso da tomada de posse do novo Führer da nação deixou um aviso quando faltam menos de dois meses para o fim do seu mandato onde deixou um aviso ao novo Führer da nação onde afirmou que não pode dissolver a assembleia da república (a regra de protecção de dissolução de 6 meses foi criada aquando da primeira revisão da constituição em 1989 estando Cavaco Silva como Führer da nação e Mário Soares como presidente da república para que um governo tivesse alguma estabilidade; mas contudo que pode demitir o governo. E este discurso deixou muita gente descontente sobretudo nos sectores mais virados a esquerda.

Com este cenário agitado estou a espera para ver o que as reuniões de António Costa com os seus apoios parlamentares vão resultar e se não vamos entrar numa nova crise política antes de 24 de Janeiro, data das eleições presidenciais e que fecha este ciclo de eleições todos os anos se nada de extraordinário acontecer só se volta a votar em termos nacionais em 2017 com as eleições municipais e dois anos depois com europeias e nacionais (lesgislativas) no mesmo ano e o presidente da república em 2021; mas atenção que estou a falar no caso do governo Costa chegar ao fim do seu mandato que apesar de não ser da minha cor partidária, espero que aconteça sobretudo se o seu consulado não for manchado por nenhum caso de corrupção ou coisa parecida porque aí então a música será outra.

Vamos ver se Costa consegue acordo porque nem eu e muito menos a nação estão com pachorra para trocar 6 por meia-dúzia em termos governativos porque se não haver acordo o governo de Costa depressa se torna um governo de gestão e então se fosse para isso ficaria lá Passos Coelho e depois duvido que os mercados reagissem de forma tão amistosa como reagiram a queda de Coelho e a ascençaõ de Costa e até mesmo esta situação dos mercados da dívida deixou-me pensativo porque ainda em tempos de Sócrates pouco antes deste tombar da cadeira, não por causa do caso das sucatas, mas por uma birra da múmia de Belém, os mercados da dívda estavam tão agitados que a Troika teve que entrar com as consequências que todos sabemos porque os juros da chamada dívida soberana estavam além dos 10% em todos os prazos; mas enfim é apenas uma ideia para ser pensada.

E ficam as minhas perguntas de sempre e quase sempre sem resposta: Vamos ter governo para 4 anos? Será que António Costa vai cumprir tudo o que disse? Se as reuniões correrem mal, o que poderá acontecer?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar

Há 24 anos o mundo perdeu o que para mim e para muitos é o melhor cantor de todos os tempos para não dizer um dos melhores músicos de sempre e na parte do canto tinha uma voz única, tão única que até as presentes gerações ainda o admiram mesmo passados 24 anos da sua transmigração para o outro mundo

 

 

e escolher uma das músicas derradeiras do deus da música é dificil e a escolha

 

 

 

A derradeira música do deus da música dedicada a sua mãe e por coisas que ninguém explica passam dois meses que perdi a minha mãe

 

 

Mother Love - Queen (legendada)

 

 

 

 

 

 

 

 

Freddie Mercury - Stone Town, Zanzibar  05/09/46 - Londres, Reino Unido 24/11/91

 

 

Forever in our

 

 

 

 

Depois de algumas semanas de expectativa, lá António Costa conseguiu fazer o que queria e assaltou o poleiro e se tornou o novo Führer da nação portuguesa e não foi buscar nenhum ministro dos seus partidos de suporte e foi buscar muitos ministros com ligações aos tempos negros de Sócrates o que pode parecer para alguns uma  vigança socrática da armadilha que Cavaco Silva lhe estendeu com a música dos PEC.

Vamos ver se os tratados assinados com a UE se vão ser cumpridos ou se esta nação vai levar um pontapé na bilha da eurolândia e este pode ser a grande pergunta que alguns fazem, embora a solução com Costa no poleiro parecia quase ser inevitável porque além do chumbo do programa de governo de Passos Coelho, todas as forças vivas da nação apontavam para o governo Costa e até mesmo os candidatos assumidos ao cargo de maior inútil da nação, digo de presidente da república apontaram todos para este caminho e talvez por isso, Cavaco Silva tenha optado por esta solução.

Não acredito que este governo leve Portugal a bom caminho e mais tarde ou mais cedo estou a ver a troika a voltar a Portugal ou a este governo dar corda aos patins porque não satisfez as vontadinhas da extrema esquerda e com a perda desta bengala vai aparecer a vingança do PSD e do CDS seja com os presentes líderes ou com outros quaisquer que possam ser eleitos na ressaca desta tempestade e depois volta tudo a estaca zero porque os políticos das república são com as fraldas dos bebés, têm que ser mudados porque se sujam sempre e esta república não passa de um leito de percevejos como diria e bem Ramalho Ortigão.

Se nada acontecer de maior, o primeiro grande teste ao governo costista vão ser as eleições presidenciais onde a esquerda aprece toda fragmentada e nem faz tenção de engolir nenhum sapo porque até os socialistas aprecem divididos e nem Marcelo Rebelo de Sousa está garantido que vai ser eleito logo a primeira volta e com esta conversa toda parece que voltamos para trás aos tempos antes-cavaquismo onde a estabilidade política era uma doce utopia ou uma amarga recordação e estava esta nação a espera de alguém ou algo que retomasse a auto-estima da nação onde uns governos se sucediam aos outros e depois tivemos a segunda visita da troika e a entrada do cavaquismo que em parte acordou a nação e por outro a tramou embora tenha trazido auto-estima a nação que durou até aos finais do consulado de Guterres onde começamos a cair com força e onde apenas a realização do Euro 2004 deu alguma da auto-estima perdida e depois da festa, veio a queda aos trambolhões da auto-estima nacional e depois veio a austeridade e colocaram a culpa noutros e não assumiram que o mal também vem de dentro.

Espero que das eleições presidenciais saia um presidente decente porque embora eu seja monárquico e defenda um referendo no qual o povo possa referendar entre monarquia e república, também consigo compreender que Portugal no caso de não ter rei coroado precise de um presidente interventivo e que use todas as suas perrogativas presidenciais sempre que for preciso e trabalhe em articulação com o governo e quando este violar as normas use as perrogativas que podem vir de um simples aviso enviado do Palácio de Belém até a dissolução da assembleia da república e depois de Mário Soares não tenho visto este uso pleno das perrogativas presidenciais porque tanto Jorge Sampaio como Cavaco Silva fizeram o frete aos seus partidos dissolvendo a assembleia não por algum acto ilegal de algum membro do governo ou por alguma violação da constituição, mas sim para facilitar o assalto ao poder por parte dos seus partidos que estariam em clara vantagem nas sondagens.

Apesar de não acreditar que o consulado de Costa vá durar muito, lhe desejo toda a sorte do mundo, sobretudo devido as suas bengalas serem dois partidos euro-cépticos e um deles parece que está parado no tempo ao ponto de ainda acreditar que existe muro de Berlim e outros simbolos semelhantes que não têm sido proveitosos para a humanidade no geral e apoia um regime que corta o acesso a coisas tão simples como a internet ou a liberdade de escolha qual profissão havemos de escolher e vamos ver se o Orçamento do Estado para 2016 vai passar porque se não passar, Cavaco Silva vai ter outra batata quente nas mãos ainda antes do dia 24 de Janeiro que é a data das eleições presidenciais para eleger o substituto de Cavaco Silva que espero que seja uma pessoa que use a cabeça e não faça o frete ao partido e se for de partido diferente do governo talvez seja melhor porque pode servir de contra-balanço para evitar abusos de poder por parte do governo.

E ficam as minhas perguntas de sempre: Quanto tempo vai durar o governo de António Costa? Vamos ter OE para 2016 ou vamos a viver em duodécimos? Se o OE for chumbado, o que pode o presidente da república fazer?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar

A brutalidade dos novos enviados da besta chamado ISIS ou ISIL voltou-se a sentir nesta sexta-feira em Paris causando mais de uma centena de mortos e várias centenas de feridos e uma reacção de condenação praticamente de todo o mundo civilizado ao ponto da França ter entrado literalmente em estado de guerra com as repectiva represália que se traduz em bombardeamentos em território sírio nas áreas onde o ISIS se encontra.

As outras reacções a nível global vão desde da pura condenação moral como o existir de negociações a margem da cimeira dos G20 entre as superpotências mundiais e o afirmar de várias centenas de militares prontos a entrar ame acção ao ponto de até os terroristas xiitas do Hezbollah condenarem os atentados e o Irão ofrecer-se para eliminar o flagelo do ISIS, serviço o qual a Rússia já tem vindo a fazer sozinha.

Acontece que o ISIS nasceu da chamada primavera árabe quando o chamado mundo civilizado começou uma guerra fria com a Rússia quando resolveu fornecer material militar para os rebeldes sírios não fazendo a distinção dos que eram verdadeiros oposicionistas da diatadura Al-Assad dos que apenas se queriam aproveitar da situação de agitação na Síria em vez de tentarem algo dentro da negociação como se conseguiu na Birmânia que parece agora ir a caminho da civlidade democrática após vários anos de ditadura e o resultado está a vista com vários assassinatos feitos por estes verdadeiros enviados da Besta bíblica para não dizer verdadeira encarnações da Besta onde todos que não sejam "islâmicos prefeitos" segundo os padrões do ISIS (isto me faz lembrar alguma coisa) é sumariamente morto e todo ou quase todo património histórico da Síria tem sido destruído e na sexta-feira a chamada civilização acordou para o perigo que é o ISIS e acoisa poderia ter sido pior porque houve dois terroristas suicidas que queriam entrar dentro do Stade de France completamente lotado para ver o jogo amistoso França - Alemanha.

Agora o chamado Ocidente tem que ir limpar a merda que fez que foi criar o monstro chamado ISIS numa verdadeira 3ª Guerra Mundial que parece tirada do livro do Apocalipse segundo S.João porque o mundo se vai juntar na luta contra a besta a profecia de S. Malaquias em relação ao Papa Francisco assim o aponta e neste caminho para o Ragnarök da humanidade é caso para lutar os que podem e os outros ajudarem nem que seja rezar para que esta praga desapareça, esta praga chamada fundamentalismo islâmico e que não é só o ISIS e há mais países com este flagelo, a diferença é que nos outros países o fundamentalismo está concentrado no seu lugar (ex.: Arábia Saudita).

Todavia estes mesmos países do Golfo Pérsico mais fundamentalistas são além do chamado ocidente civilizado que na sexta-feira 13, aprendeu uma lição bem cara em relação ao ISIS, também financiam o ISIS com as consequências que vimos na última sexta-feira e que aconteceu no Líbano há alguns dias atrás e agora o chamado ocidente civilizado vai ter que exterminar este germe antes que faça mais vítimas por este mundo fora e está a ser feita uma caça ao homem a nível global para apanhar membros do grupo que estiveram por detrás dos crimes de sexta feira 13; entrementes, nesta caça ao homem, as autoridades gregas afirmam que um dos terroristas veio numa leva de refugiados que chegaram a território helénico

Com esta descoberta é caso para uma pessoa ficar com medo do que vem por aí para terrirtório nacional pois não sabemos se no meio destes refugiados vem algum membro do ISIS infiltrado e se sabe de há muito tempo que estes elementos do ISIS querem ocupar a Península Ibérica, vontade que era a mesma da Al-Qaeda que com a chamada guerra contra o terrorismo parece ter parado da parte da Al-Qaeda, mas surgiu em força com o ISIS e se sabe que Portugal em termos de segurança deixa muito a desejar e agora se junta o facto de o país estar com o governo de gestão graças a esquerda parlamentar e a um presidente da república que não passa de uma múmia paralítica e não se decide a quem vai dar governo ou se cria um governo de gestão.

Na minha opinião deveriamos de fechar a entrada a refugiados pelo menos até as células terroristas ligadas aos crimes de Sexta Feira 13 sejam neutralizadas porque além de serem franceses ou de origem francesa, haviam sírios e não sabemos o que estamos a receber porque até já podem haver membros desta praga chamada ISIS em território nacional sem que nós saíbamos e até podem ser nossos vizinhos porque existem vários portugueses nas fileiras do ISIS identificados e provavelmente vários por identificar porque as fronteiras estão abertas e sem qualquer controlo e basta ter um visto da zona Schengen para andarem por onde quiserem na Europa Ocidental e não sabemos o que nos espera quando saimos a rua e vamos ver quais as consequências desta verdadeira 3ª Guerra Mundial e para terem uma leve ideia de como funciona o terrorismo islámico leiam o livro "A Fúria Divina" de José Rodirgues dos Santos.

E ficam as minhas perguntas de sempre ou quase sempre: Quem criou o ISIS? Porque hesitam tanto as super-potências para que se comece a fazer uma limpeza no médio oriente? Quem ganha com o terrorismo? Quando é que é exterminado? Será que estamos a assistir ao armagedão ou ragnarök?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar

Está mesmo visto, Portugal está com a portagem paga na auto-estrada para o inferno e agora vamos até haver algum anjo que nos resgate do inferno como aconteceu com Fausto......

 

 

 

 

da Austrália, a mensagem em forma de música sobre o destino próximo de Portugal.....

 

 

 

 

 

Highway to Hell - AC/DC (legendado)

 

 

 

 

 

 

Hoje se assitiu na praça de touros de S.Bento ao novo 18 de Brumário quando a esquerda numa espécie de união estranha, lembrando o que Napoleão Bonaparte fez em França ou até mesmo a oposição a Sócrates fez quando o empurrou do poleiro e hoje o filme foi repetido graças a uma aliança improvável entre PCP e a sua bengala de sempre o PEV, mais os espartaquistas do BE e a delegação da maçonaria no Largo do Rato que dá pelo nome de PS.

Nos 41 anos de quase-democracia em Portugal são vários os 18 de Brumários, mas agora têm sido menos espaçados porque tentaram fazer um com Guterres, depois fizeram um com Sócrates e agora fizeram com Passos Coelho, além de já terem feito com Cavaco Silva em 1987 e na minha opinião talvez o que tivesse mais lógica ou os que tiveram mais lógica tenha sido o de Sócrates por causa da sua ligação ao caso Face Oculta e por outro lado até mesmo o de Passos Coelho devido aos vários casos polémicos que apareceram no seu primeiro e único mandato, mas agora os outros não sei qual o fundamento; mas neles há um ponto comum, a esquerda mais radical está sempre metida nestes 18 de Brumário e serve de bengala ao autor do golpe e tem sido sempre assim com a vontade oculta de ocupar o poder, mas quem dá a bengala a estes 18 de Brumário acaba sempre por se dar mal nas urnas e se sabendo disso gostava de saber qual o interesse nacional nestes golpes e contra-golpes palacianos que lembram e muito a instabilidade da primeira república.

Outro detalhe que muitos talvez não saibam é como a franquia sindical do PCP usou meios municipais e que estavam ao serviço de várias escolas como autocarros para transportar os seus apoiantes hoje para a praça de São Bento deixando umas quantas centenas de crianças sem possibilidade de ir a escola e assim dá para ver que a esquerda em Portugal é tão boa como a esquerda em Angola ou na China Vermelha onde a edeucação é manipulada como nos tempos do fascismo ou então não existe de forma nenhuma porque assim com uma população estúpida as ditaduras podem fazer o que lhes apetece e é o que está a contecer em Portugal e vamos ver se quando derem o rating de lixo a economia nacional, onde é que o futuro governo do NSDAP, perdão de esquerda radical vai buscar dinheiro para pagar RSI, abono de família, reformas e outras obrigações do Estado e ao mesmo tempo ter que pagar as várias formas de dívida pública que foram e estão a ser emitidas nos prazos mais curtos e quando o dinheiro acabar e a fome aumentar para níveis como nos tempos do Bloco Central soarista onde não existiam as carrinhas de comer que existem nos grandes núcleos urbanos e a fome e a emigração era prato do dia.

Também começo a pensar na tropa quando deixar de ter dinheiro para os seus benifícios e salários se vai ficar quieta e passiva numa forma de passividade que ultrapassa os monges budistas do Tibete e esta mesma passividade dá para pensar qual o verdadeiro motivo do 25 de Abril porque se as forças armadas tivessem metade dos tomates que disseram ter no 25 de Abril, não tínhamos assistido a mais um golpe de estado palaciano e nos tínhamos livrado do sucateiro Sócrates e muito possivelmente nem teríamos troika; mas acontece que as nossas FA praticamente para nada servem a não ser fazer a mesma figura que os políticos fazem que é estarem quietos sem fazerem porra nenhuma e ao mesmo tempo ganharem uma bruta massa a nossa conta.

Vamos ver quando começar a escassear o dinheiro para tudo e mais alguma coisa, se aqueles que apoiaram o golpe de estado de hoje se vão ficar quietos ou se vão mudar agulhas para outro lado e gostava de ser se o Sr. Costa nos tramar a grande como fez o camarada dele, se as bengalas da esquerda vão assobiar para o ar ou se vão fazer PÁF as medidas proto-fascistas do PS e que sempre fizeram parte dos seus programas de governo, sobretudo nos tempos de Sócrates e esta união mais recente lembra tanto os jogos de Hitler no final dos anos 20....

Como sempre as minhas perguntinhas da ordem: Quais as forças ocultas por detrás destes golpes? Quem manda mesmo em Portugal? Quem ganha com estes golpes palacianos? Será que vamos a caminho da anarquia da primeira república?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar

Pág. 1/2