Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Opiniões e Críticas Secretas

Opiniões e Críticas Secretas

A investigação da Correio da Manhã TV alertou para um facto que até agora permanecia oculto para o comum dos cidadãos sobre os pedidos de prospecção para mineração de lítio em Portugal devido ao boom dos carros movidos a electricidade e aos futuros carros movidos a hidrogénio que já estão nas pranchetas dos engenheiros.

Por uma estranha coincidência daquelas que só acontecem em Portugal e que não acontecem nas nações mais ou menos civilizadas como Espanha ou Brasil, as áreas para as quais foram requeridas licenças de prospecção foram as mesmas que foram dizimadas pelos incêndios de 2017 em especial na área da Covilhã.

No mesmo ano onde mais de 100 pessoas morreram nos incêndios e aconteceu o tristemente conhecido incêndio de Perdrógão Grande cujo desvio de donativos foi arquivado pela justiça da república, mas esta é outra história bem suja da república Portuguesa.

Voltando ao caso do lítio, como não bastasse ser em zona onde ocorreram incêndios e não mexeram uma palha para reconstruir nem casas nem campos agrícolas e as minas vão ser a céu aberto com as consequências que daí poderão advir para o meio ambiente devido a existência de uma mina a céu aberto que devido ao facto de o lítio ser um metal corrosivo, que ao entrar em contacto com a água foram hidróxido de lítio, uma base semelhante a soda cáustica que é usada para desentupir as canalizações e que em contacto com terrenos agrícolas ou de pasto os inutiliza.

Além do risco associado ao lítio e dos detritos resultantes da actividade mineira é a poluição atmosférica que é causada por uma mina a céu aberto e que vai contaminar uma região relativamente proxima de uma área protegida e de uma região conhecida pelos seus produtos de origem agrícola como o leite, queijos e lã de ovelha entre outros.

Além de ser um estranha coincidência, não deixa de ser aberrante como havendo um partido ecologista na Gerigonça (Partido Ecologista "Os Verdes") e haver outro que apoia em parte a Gerigonça e é também ecologista e ambientalista (PAN) e ambos estarem de bico calado perante este atentado ambietal que é feito sobre as cinzas onde morreram dezenas de pessoas e onde outras centenas ficaram sem os seus haveres e os resistentes que sobreviveram vão ficar sem o seu ganha-pão para que uns estrangeiros quaisquer venham escavacar os solos a procura de um metal que é escasso noutros recantos do planeta e parece ser abundante em Portugal.

Ficam os enigmas da Esfinge a espera de um Rei Édipo para os desvendar : Existem alguma ligação entre as explorações de lítio e os incêndios? Porque arquivaram o caso de Pedrógão? Porque têm que ser empresas estrangeiras a explorar o lítio? Fizeram estudos de impacto ambiental? Quais as consequências para as populações que vivem nas regiões das futuras minas de lítio a céu aberto? Quem ganha e quem perde com esta exploração? Quais as consequências a médio e longo prazo em termos ambientais?

Opinem enquanto bebem um Caffé Americano, vulgo uma abatanado feito com um café decente

O empresário de origem madeirense conhecido pela sua fundação de arte no Centro Cultural de Belém, também é conhecido pelos seus calotes épicos dados a vários bancos, incluindo a Caixa Geral de Depósitos e que foi gerado por empréstimos não para investimentos empresariais, mas sim para a compra de acções.

Acontece que devido ao mercado bolsista ser mais instável do que os mares da Nazaré em dia de tempestade, as mesmas acções se desvalorizaram, as mesmas acções que foram dadas como garantia para os mesmos empréstimos que lesaram e bem as respectivas instituições bancárias qual fosse um Alves dos Reis.

Acontece que o esperto do Joe Bananas conseguiu transferir todos os seus bens para outras entidades cuja cabeça é ele mesmo, mas a jogada foi tão bem feita se os bancos avançarem para a execução imediata acabam por se executarem a eles mesmos porque os bancos são os accionistas maioritários da instituição que comprou as acções que entretanto perderam valor.

Outros bens que seriam penhoráveis foram espalhados e o novo Alves dos Reis vindo da Pérola do Atlântico tem o seu património praticamente inexpugnável a prova de qualquer penhora directa.

O cúmulo deste circo sem qualquer graça chegou quando o mesmo "comendador" exigiu as imagens da transmissão da reunião da Comissão Parlamentar de Investigação a situação financeira da CGD porque o mesmo comendador não autorizou a divulgação da sua imagem na televisão e agora quer processar os deputados da dita CPI porque as suas declarações foram transmitidas pelo canal Parlamento sem a autorização do mesmo Berardo.

Acontece que este senhor se esqueceu que os deputados têm imunidade parlamentar e a ARTV é um canal temático e de serviço público e que no caso do mesmo não querer que a mesmo depoimento não fosse transmitido deveria de ter informado os deputados e a equipa técnica que não desejava a transmissão antes do mesmo depoimento e não depois do mesmo e a transmissão da ARTV não é motivo para levantamento da imunidade parlamentar.

E ficam as palavras cruzadas para serem resolvidas: Quando é que este senhor paga o que deve? Será que ele vai ser penhorado? Será que os deputados ainda vão ser punidos por causa deste senhor?

Opinem quando puderem

Mais um acto eleitoral e o vencedor da noite foi a abstenção que andou perto dos 70% mostrando um completa alheamento da população das eleições europeias em si ou por outro lado um protesto contra os constantes casos de corrupação que aparecem nos mass media e que os tribunais e as entidades de fiscalização bancária não apresentam resposta para a resolução dos mesmos.

Esta forma de protesto embora eu já tenha defendido no passado neste mesmo recanto, não é de todo a mais correcta porque o que deixa mais lixado da caixa um político da tugalândia é a retirada do tacho e a melhor maneira de tirar o tacho de um político da tugalândia é fragamentar os votos como já houve exemplos claros no Reino Unido, Alemanha e Itália onde em vez de ficarem em casa, fragamentaram os votos de forma a protestarem contra o que está mal.

Aqui neste recanto de borregos submissos aos turistas onde não incomodam os lordes quando precisam de um lugar nos bancos reservados dos transportes públicos mas se virem um português já chateiam a cachola ao português; estiveram nas tintas para as eleições que foram um compacto das eleições gerais de há 4 anos, mas onde as sondagens tiveram um papel fundamental no aumento da abstenção dado que o rebanho entendeu que a escolha já estava feita e que não valia a pena irem votar e ficaram em casa ou foram para a praia.

Muitos analistas tentam descobrir as causas destes números mas ninguém assume que parte da culpa destes números pornográficos da abstenção são por um lado a classe política em si e por outro lado, as sondagens que se aproveitam do analfabetismo funcional que é uma praga em Portugal e como ninguém quer ler e se informar em Portugal se deixam levar com umas bocas quaisquer antes de se informarem e assim vai o rebanho chamado Portugal.

Com uma nação assim cuja inteligência e cultura média se pode tomar uma pequena amostra nos concursos de cultura geral onde são raros os concorrentes que fazem boa figura e se é aquiilo a amostra de muitos dos licenciados que poderão ir para o poder político da nação então o que dizer dos eleitores em geral sobretudo dos que se abstêm.

Ficam os meus problemas de Sodoku: Porque não proibem as sondagens para que se quase elimine a abstenção? Será o voto obrigatório uma solução? Porque gastam mais o tempo a dizer mal uns dos outros em vez de serem cidadãos? Porque se preocupam tanto com o futebol?

Opinem quando puderem

O Grande Amigo Ivo questiona a legalidade de parte das provas da Operação Marquês que num país de gente honesta como o Brasil ou a Itália seriam o suficiente para enviar Sócrates Pinto de Sousa e os seus comparsas passar uns quantos anos atrás das grades para uma qualquer cadeia.

Mais questionável seria a nomeação do mesmo juiz porque a mesma foi feita por um sorteio duvidoso que só funcionou a terceira tentativa porque das outras tentivas ou dava erro de sistema ou colocava como juiz deste mesmo processo o inimigo mortal de Sócrates Pinto de Sousa, o juiz Carlos Alexandre.

Este mesmo Ivo Rosa, já livrou Armando Vara de uma caução de vários milhares de euros e está a fazer vários favores ao PS, livrando eminentes socialistas da espada da justiça quando as evidências publicadas nos massa media são claras demais para serem ignoradas por cidadão que se diz Juiz de Direito que quando observadas as suas atitudes até um cidadão de poucos estudos pode questionar se ele é o juiz indicado para o caso.

Este favorecimento aos suspeitos socialistas da Operação Marquês causa estranheza a muitos e ainda mais inusitada é atitude do Conselho Superior de Magistratura que nada diz sobre o mesmo juiz Ivo Rosa vir falar para os meios de comunicação social sobre este mesmo caso, mas quando Carlos Alexandre numa qualuqer entrevista falva nem que fosse de forma velada sobre a Operação Marquês parecia que caia o Carmo e a Trindade no CSM.

Esta atitiude das altas esferas da justiça ao facilitar a vida em especial aos partidos do arco do poder, mas sobretudo aos socialistas leva com que se suspeite que o chamado terceiro poder esteja mais contaminado de corrupção do que um lupanar dos tempos da Roma Antiga e que a justiça que deveria de existir só seja seja implacável para as classes sociais inferiores ou de poucos meios financeiros porque os priveligiados da república têm os mesmos privlégios dos que os Patrícios Romanos ou outra qualquer classe de privilegiados que venha mencionada nos anais da História da existência da humanidade no pequeno pixel azul de vida chamado Terra.

E ficam os buracos por tapar: Que estará Ivo Rosa a proteger? Será que o sorteio do juiz foi legítimo? Porque o CSM não questiona as atitudes de Ivo Rosa? Afinal o que é o Direito em Portugal? O que é Justiça em Portugal?

 

Opinem ....

 

Uma gafe de uma jornalista da RTP ao chamar ao banco do Estado "Caixa Geral dos Porcos" viralizou nas redes sociais devido ao crédito mal parado que existe por parte dos chamados "grandes investidores" que pediram empréstimos bancários não para comprarem um qualquer bem durável, mas sim para comprar acções na Bolsa de Valores de Lisboa e dando estas mesmas acções como garantia do crédito.

É prática geral não só da Caixa Geral de Depósitos, mas de todas as instituições de crédito recusarem com ferquência o chamado pequeno crédito que acaba sendo amortizado em 3 no máximo 6 meses, usado sobretudo para compra de bens duravéis de pequeno volume ou crédito ao consumo de baixo valor, mesmo para pessoas que recebam prestações sociais.

Por outro lado, as mesmas instituições dão uma de borregos quando lhes aparece pela frente um Chico Esperto com boa lábia e bom fato consegue um crédito de milhões para comprar algo cujo o valor é mais volúvel do que tempo num equinócio e de cujo valor real é desconhecido no futuro ao contrário de qualquer bem adquirido via crédito ao consumo ou crédito a habitação que também está restringido.

Acontece que a CGD tem a parte de leão dos empréstimos concedidos para compra de acções, empréstimos de altíssimo risco sem a mínima hipótese de serem pagos em tempo útil e com sérios riscos para quem os concede de perder em definitivo o dinheiro emprestado se a carteira de acções financiada perder todo o seu valor.

Para os mais amnésicos, foram estes empréstimos que estiveram na génese da crise da Bolsa de Nova Iorque de 1929 e da Grande Depressão e por consequência de tudo que se gerou a partir desta dura lição de História que fez com que o governo norte-americano da altura tivesse criado uma lei federal que proibiu este tipo de empréstimos para que casos semelhantes voltassem a acontecer e novas ferramentas foram criadas em 1987 quando houve um crash na bolsa nova-iorquina em 1987 para que não houvesse outra Grande Depressão.

Estas notícias está a ser uma queda das máscaras que são a aparência das centenas de milhões de euros que circulam diariamente na BVL não passam na realidade de dinheiro emprestado porque quando no início do euro e com as mesmas empresas na BVL se passou de uma média que raramente passava da dezena de milhão de euros quase do nada se ultrapassam as centenas de milhão como fosse tão fácil como beber água e as autoridades de fiscalização financeira passam o tempo a a ver a caravana a passar.

Como sempre ficam o nevoeiro que ninguém consegue dissipar: Quem permite isto? Se as carteiras de acções perderem o valor todo, quem vai tapar o buraco da CGD? Afinal o que andam a fazer as entidades de fiscalização? Que caminho leva Portugal?

 

Opinem quando puderem

No final do dia de ontem andava a passear pelas redes sociais quando levei com uma notícia que me diexou triste que foi a morte de um dos grandes campeões da F1 dos tempos da loucura dos anos 70 e 80 e ao mesmo tempo é um exemplo de superação para qualquer ser humano de seu nome Niki Lauda.

O mesmo herói austríaco viu a sua vida marcada por um terrível acidente no Grande Prémio da Alemanha do ano de 1976 disputado no circuito de Nürburgring onde sofreu graves queimaduras, mesmo assim não deitou a toalha ao chão e apesar de ter perdido o mundial de Fórmula 1 apenas por um simples ponto, foi feliz na classe rainha das 4 rodas onde foi campeão do mundo por 3 vezes, duas pela Ferrari e uma pela McLaren.

Este mesmo herói vaticinou que o melhor de todos os tempos seria Ayrton Senna e que além da sua carreira na F1 se dedicou a ser empresário no mundo dos transporte aéreos ao mesmo tempo que prospectava novos talentos para classe rainha das 4 rodas e era o guru, qual Obi Wan Kenobi do novo talento das 4 rodas de seu nome Lewis Hamilton.

Há relativo pouco tempo devido aos vários problemas de saúde que tinha, Niki Lauda, foi submetido a um duplo transplante pulmonar que deixou os elencos das equipas da velha guarda e os o que conheciam de mais perto dos anos dourados da F1 com muita apreensão, mas o grande herói da terra das valsas deu a volta por cima desta luta até que o envelope material deste enorme espírito baqueou perante um problema renal e respiratório e Niki Lauda transmigrou para o Vahala dos grandes campeões da F1 onde se encontram heróis da minha geração como Ayrton Senna, Michele Alboretto e outros de gerações anteriores que pela sua coragem, insanidade e capacidade de superação mostraram como o ser humano quando quer ultrapassa os seus próprios limites.

See you Soon Niki 

 

Niki Lauda: Viena: 22 de Fevereiro de 1949 - Viena: 20 de Maio de 2019

As casas de apostas desde que meteram o bico no Festival da Eurovisão fizeram o mesmo que as sondagens e projecções de votação fizeram pelas eleições em Portugal, ou seja, manipulam as opiniões das massas, desvirtuando a votação onde as mesmas metem os bicos transformando quem vota nestes certames num rebanho de borregos a caminho do abate.

E uma das "canções" favoritas a ganhar era a que vinha da terra das túlipas e da ganza legal, mais conhecida por Holanda não passa de uma espécie de Tony Carreira sem a produção que este coloca quando enche a Altice Arena, mas com o mesmo ritmo e métrica e até mesmo a música vinda de França tinha mais mensagem e recheio do que esta espécie de Tony Carreira com perfume a túlipas.

Em Portugal não faltou quem aplaudisse de pé a eliminação de Conan Osíris e a vitória holandesa de ontem, mas não perdi muito tempo a ver o Festival da Eurovisão ou será da Euro-hipocrisia, já nem sei. E não perdi tempo porque estava a seguir com uns nervos épicos o final da I Liga de futebol e nem estava virado para a Eurovisão a não ser para saber o resultado final.

Depois ouvi com atenção a vencedora e não achei nada de especial a não ser que era algo semelhante as músicas de Tony Carreira, mas com menos produção e alguns compararam com Ed Sheeran, mas o vencedor nem metade da voz tem do cantor canadiano, estando mesmo mais próximo de Tony Carreira; melhor até nos trabalhos mais recentes de Tony Carreira este último dá baile ao cantor holandês que era favorito das casas de apostas.

Mas como os borregos que gostam de ouvir enlatados e que não sabem distinguir a diferença entre fruta nacional de 1ª (Tony Carreira) e fruta importada cheia de químicos e que dizem ser melhor, então para estes borregos a canção holandesa é melhor e está ao nível de Ed Sheeran então recomendo que oiçam o trabalho Mon Fado de Tony Carreira e vejam o que é mesmo qualidade nacional e pensem antes de vomitar veneno contra o que é diferente porque até o exótico cantor francês tinha algo melhor do que a Holanda, mas como não era "normal" não ganhou e ainda falam em diversidade na Eurovisão onde nem o canto lírico tem lugar.

Enfim hipocrisia no seu melhor para entreter borregos

Pela primeira vez na história da sua centenária existência o Benfica revirou uma desvantagem de 7 pontos em relação ao F.C. Porto em uma volta e ganhou o campeonato nacional e antes da época 2018/19 ninguém tinha conseguido fazer tal façanha.

Bruno Lage, treinador da Equipa B do Benfica pegou num Benfica em 4º lugar a 7 pontos do Porto e quando muitos diziam que o Benfica já não ia lá e já estava fora do campeonato e Bruno Lage em 17 jogos calou a crítica e fez o milagre da remontada nunca antes conseguida, a chamada reconquista foi conseguida após muitas lágrimas, muita luta e muita força de vontade.

Tenho que sublinhar o risco que Bruno Lage correu ao apostar na juventude vinda das classes de formação do Benfica que foram a coluna vertebral desta reconquista que trouxe a alegria a 6 milhões de almas e provou que quando entramos numa missão com fé na nossa vontade tudo é possível e Lage montou no Benfica um verdadeiro Extreminador Implacável para a I Liga onde todos com a excepção do Belenenses SAD provaram o amargo sabor da derrota perante as águias e onde até houve uma goleada com dois dígitos algo não visto há décadas na I Liga e visto pela primeira vez no século XXI.

E tive a certeza que a remontada estava dada depois do Porto perder no Dragão, foi aí que vi que tinha que acontecer um azar diabólico para que os "bebés" de Bruno Lage não conseguissem o que mais ninguém tinha conseguido antes, virar uma desvantagem de 7 pontos em relação aos azuis-e-brancos, apesar desta minha certeza, muitos ainda estavam na dúvida devido a escassa vantagem por um lado e a longa distância que faltava para o fim do campeonato.

Mas as dúvidas se esfumaram quando o Porto escorregou com estrondo com o Rio Ave quando se deixou empatar em 5 minutos depois de estar a ganhar por 2x0 e começou um contagem decrescente para a reconquista com o coração a bater depressa cada jogo que passava ao longo do tempo para o fim do campeonato e a goleada de ontem contra o Santa Clara, foi o tornar do sonho em realidade.

 

 

OBRIGADO BENFICA POR ESTA PEQUENA ALEGRIA

 

OBRIGADO BRUNO LAGE PELO SEU TRABALHO

 

 

 

 

Este ano no Festival da Eurovisão, Portugal mandou algo completamente fora da caixa que foi cupsida e humilhada por uma nação mesquinha que diz sempre mal do que é seu e quando vê alguém que vem da ralé e sobe a pulso sem padrinhos de nenhuma editora nem vem das elites.

Conan Osíris foi injustamente eliminado numa meia final cuja boa parte dos qualificados não valiam um tostão furado e um dos qualificados foi uma versão com aroma de bacalhau islandês dos Rammstein e até mete nojo ver um contentamento geral da nação por alguém que vem debaixo por ter tido uma prova que lhe correu mal.

Lá fora pagam estudos e ajudam os talentos que vêm de baixo e não são das elites e assim se vê como formatada está a cultura em Portugal que passa o tempo a seguir pseudo-intelectuais feitos robots ou zombies e ouvindo música enlatada que feita com a mesma base rítmica que já dissecada por vários especialistas.

Os que hoje se dizem especialistas em música e humilham Conan Osíris nas redes sociais se esqueceram que houve há alguns anos atrás um certo português de seu nome António Variações que teve o atrevimento de ir contra o sistema contra o establishment  cultural do pós-25 de Abril e passou feito uma estrela candente no universo musical da mais tacanha nação do mundo.

Depois de morto todos adoram Variações, mas altura boa parte da crítica e da intelectualidade o mandou abaixo na imprensa por não fazer parte das elites, mas a nação da república podre e corrupta tem memória de peixinho dourado e se esqueceu disto e enquanto lá fora já se curaram desta atitude que foi tomada nos anos 60 e 70 um pouco pela Europa dita civilizada, ou seja, tudo que fosse fora de Portugal,  (sim a Espanha do Franquismo em termos culturais estava mais à frente do Portugal do Estado Novo), ainda é uma atitude tomada em Portugal.

Mas Portugal continua a ser esta espécie de Albânia cultural da Europa Ocidental, uma Albânia beata que dão mais troco a um Bispo que não quer investigar casos de pedofilia na sua diocese, uma Albânia cultural que entende como cultura o que vem de fora e o que não é seu e não sabe evoluir, uma Albânia cultural que está sempre a espera do D. Sebastião que nunca voltará mas que para alguns há-de voltar.

Este desdém pela cultura mostra-se quando um cidadão quer ser alguém nas artes tem que emigrar, mostra-se quando se têm univeristários que não sabem sair do seu compartimento do saber e depois passam por parvinhos, numa nação onde espertalhões enganam e bem os bancos sendo eles públicos ou privados e ao mesmo tempo consomem cultura importada que tem menos valor que a portuguesa e quando se quer ter acesso a cultura nem que seja lendo um livro, os preços são proibitivos.

Sim, foi uma tremenda injustiça Conan Osíris ter sido eliminado, mas aos mete-nojo que ficaram contentes com o facto esperem para ver a final e se não ganham os metaleiros da Islândia que ainda cantam menos do que os Lordi e depois ficam calados com um ar de quem foi comido e não gostou.

Depois no futuro se Conan Osíris tiver grande aceitação no mundo civilizado, ou seja de Espanha em diante, vamos ver se os papa latas da Ibéria não vão morder a língua e acabam ainda a passar mal com o veneno que deitam pelas presas que até chega a cheirar mal.

Outra opção é Conan Osíris se tornar um ídolo de massas depois de morto como aconteceu com Variações e depois do modelo R&B estar mais gasto do que uns pneus de carro de fórmula 1 no final de uma corrida e aí já se lembram que ele era bom artista.

Assim se resume o esforço de alguém que vem debaixo e não faz parte das elites intelectuais da nação e mal tratado por boa parte dela e depois só ligam ao que é inspirado em modelos estrangeiros lembrando uma certa secretária de estado da cultura que disse que para ver bom teatro ia a Londres....

 

Go Foward my Chap, Conan Osíris

 

 

The Show Must Go On

Há coisa de 3 / 4 meses quando Bruno Lage, veio substituir Rui Vitória como treinador do Benfica, os arautos da desgraça já tinham crucificado o emblema lisboeta e que já estava fora da conquista ou da reconquista do campeonato, dado que nunca tinha dado a reviravolta a um campeonato com o Porto em primeiro lugar no final da primeira volta com 7 ou mais pontos de desvantagem.

E eu como acompanhante de futebol americano tenho assistido a várias quebras de estatísticas como a mítica remontada da edição 51 do SuperBowl onde os vencedores, New England Patriots, recuperaram de uma diferença de 25 pontos (algo que nunca tinha acontecido na história do evento) ou o Euro 2016 e da forma como Portugal o ganhou só com uma vitória em 90 minutos nunca deitei a toalha ao chão e apenas fiquei desiludido com Rui Vitória para não dizer pior.

Como diz o povo há males que vêm por bem e a entrada de Bruno Lage rejuvenesceu a equipa da Águias e as vitórias se somaram umas atrás das outras só havendo um tropeção com o Belenenses SAD, e dentro destas vitórias se inclui uma vitória no...Estádio do Dragão e outra contra do Sporting em Alvalade e uma esmagadora vitória sobre o Braga.

E esta soma de vitórias e com a ajuda de deslizes dos principais rivias colocaram o Benfica a um ponto de ser campeão quando antes da entrada de Bruno Lage, ninguém acreditiva nem nos seus sonhos mais psicadélicos.

Mas nunca devemos dizer nunca aos nossos sonhos e o impensável aconteceu, pela primeira vez o Befica fez a remontada na I Liga depois de estar com 7 pontos a menos em relação ao Porto e agora fica a faltar um ponto para a festa suprema e haver Santo António antecipado na Avenida da Liberdade....

E que se realize o sonho

Pág. 1/2