Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Opiniões e Críticas Secretas

Opiniões e Críticas Secretas

Após quase dois meses de espera depois de ter feito a pré-compra dos bilhetes ... fui este domingo assitir, na reonvada Sala 4 do cinema Nos Colombo ao talvez último capítulo da Saga Star Wars; A Ascenção de Skywalker

Os vários supostos leaks e teasers que apareceram ao longo do tempo ainda me aguaçaram mais o apetite para assistir ao talvez último capítulo da saga criada por George Lucas a mais de 40 anos.

Não quero dar spoilers neste meu artigo de opinião sobre um dos filmes do ano que foram exibidos nos cinemas da Lusitânia, o garantido é que este filme atou muitas pontas soltas de capítulos anteriores e ao mesmo tempo abriu espaço para possíveis sequelas do capítulo IX da saga Star Wars.

A equipa dirigida por JJ Abrhams se superou e fez uma película que foi a chave para toda a saga e que o som ATMOS da sala 4 do cinema Nos Colombo ajudou a completar o prazer de assitir a um grande filme e a aclamação com um aplauso final foi geral, nota que esta aclamção não aconteceu no capítulo anterior da saga. Star Wars VIII - Os Últimos Jedi.

Este capítulo aparetemente final foi uma viagem no tempo para aqueles que cresceram ao ver saga principal e a prequela porque esta obra-prima foi o fechar de um ciclo e o abrir de outro e ficou a expectativa que algo mais está para vir para atar as pontas que ficaram por atar....

Valeram os 7,00 € do bilhete as cercas de 3 horas que o filme dura (intrevalo incluído), mas o filme é tão bom que nem se dá pelo tempo passar e o final que deram a mítica personagem Leia... é algo digno desta saga que cativa milhões em todo o mundo e nos ensina a ser melhores pessoas.

 

Que Força esteja convosco

 

Post Scriptum: todos qur puderem vão ver esta obra prima do cinema

Ao ver as notícias e as façanhas da Gerigonça fico a perguntar onde estão os que cantaram "Grândola, Vila Morena" contra o governo de Passos Coelho.

A mesma Gerigonça que não garante direitos fundamentais como a saúde ou a habitação ou até mesmo a educação; um governo que continua com a austeridade que foi a marca resgitada dos tempos de Passos Coelho e contra a qual todos se manifestaram e agora todos estão mansinhos que nem uns cordeirinhos.

Esta geração são os mesmos hipócritas que dizem aceitem e respeitem as diferenças e por outro lado querem impor comprtamentos aos habitantes da república que simplesmente querem transformar a nação numa ditadura soviética pós-contemporânea com laivos de Estado Novo Neolítico.

Esta hipocrisia que quando chega ao Natal aumenta de forma exponencial porque só se lembram das causas sociais no Natal e daqueles que precisam mais no Natal; passndo o resto do ano ignorando todos que precisam.

Os mesmos hipócritas que cantaram Grândola contra o governo da Pàf e agora se calam quando está visível aos olhos de todos que cada vez temos menos transportes públicos, agora que se trabalha de forma cada vez mais precária, agora que cada vez é mais difícil se alugar uma casa mesmo nos subúrbios, onde cada vez se pagam mais taxas e taxinhas até para ir ao WC público e algumas taxinhas destas nem passaram pela cabeça do Gaspar e sairam da ideia dos comedores de feno do PAN.

O SNS está moribundo e em vez de o melhorarem, os senhores que estão no parlamento tiraram da cartola a ideia da eutanásia como algo de "um país desenvolvido"  e quando se fez grande alarde de tal ideia como se está a fazer em Portugal foi na Alemanha Nazi com o programa Aktion T-4 e os labregos que defendem a eutanásia como solução para os problemas do SNS dizem se querer igualar aos países do norte da Europa onde a prática está disponível de quem quiser; todavia nestas mesmas nações não existem políticos mimados e corruptos como existem em Portugal.

Onde estão os hipócritas que cantaram a Grândola e não fazem a Gerigonça pagar a promessa da renovação e aumento da ferrovia e se deixam levar pelas lérias da prirralha que não passa da encarnação do Adolf Hitler e todos que lhe andam a cheirar o caminho deixam sempre um rastro de garrafas de plástico e detritos que nunca limpam.

E fazendo um pequeno e ao mesmo tempo grande exercício de História: há 30 anos caiu o Muro de Berlim e aconteceu um efeito dominó e todas as ditaduras comunistas que estava no Pacto de Varsóvia cairam umas atrás das outras e se descobriu a verdade que em algumas destas nações os taludos dos partidos comunistas viviam bem enquanto o povinho aparvalhado vivia em condições deploráveis e as consequências destas ditaduras ainda se sentem nos dias de hoje e ainda aplaudem medidas da Gerigonça que são decaldadas destas mesmas ditaduras....? Bem acho que mataram o 25 de Abril assim que meteram a Gerigonça no poleiro.

Um Estado que rouba direitos essenciais a sua população e um presidente da república que diz defender a constiuição, mas está entretido a tirar selfies e dar beijinhos e vez de agir tem tudo para continuar enquanto o povinho não tiver a coragem que os checos e todos os outros no leste da Europa tiveram em 1989 e fizeram a verdadeira Primavera dos Povos e disseram que já chega de ditadura, mas no país dos mansos a ditadura do Leste da Europa está a renascer nesta espécie de Venezuela europeia onde a ministra da saúde poderia ser chamada ministra dos funerais e o regime republicano cheira mais a podre do que uma estrumeira.

E quando vierem a público aceitem a diferença e depois na volta cospem em cima do que é diferente ... apenas façam uma favor a humanide levem a hipocrisia portuguesa a UNESCO e assim Portugal ganha mais um património da humanidade.... fizeram-no com António Variações que nem o filme biográfico foi enviado para o Oscar de Melhor Filme Estrangeiro e estão a fazer com Conan Osíris.... e ainda dizem que Portugal é um Estado de Direito.... gostava de saber aonde.....

 

Assim falou Nitszche

 

 

Post-Scriptum: a Censura Neo-Stalinista chegou ao parlamento quando a segunda figura da república mandou calar o deputado André Ventura do Partido Chega..... de facto é uma vergonha para um Estado que se diz Estado de Direito

 

Post - Scriptum II: Quando é que ganham coragem e batem de frente com a Gerigonça.... quando cortarem o vinho ou os mimos aos funcionários públicos de carreira?