Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Opiniões e Críticas Secretas

Opiniões e Críticas Secretas

Este período de quarentena mostrou a verdadeira iliteracia de uma nação que deixa duas livrarias (uma delas até era editora) irem a falência porque ninguém compra livros e ninguém lê ou quase ninguém porque passam o tempo agarrados aos telemóveis e as redes sociais como o facebook ou youtube e passam a tempo a ver alguns vídeos de utilidade duvidosas e que mostra a  verdadeira ignorância da nação.

Vou por partes:

Devido ao pânico generalizado graças a incompetência das barbies da saúde que nunca souberam gerir a crise do Covid-19 e quem foram os verdadeiros heróis foi quem esteve no campo porque as duas bonecas foram as responsáveis pela crise que se chegou porque uma delas nunca apostou na prevenção e apenas em cálculos estátisticos e no fim se viu o que aconteceu e o que está acontecer e ai de quem apontar os dedos as duas senhoras que levar logo com todas as pedras da calçada.

Este mesmo pânico fez o álcool e gel de álcool sumirem-se dos supermercados acompnahados de papel higiénico e as máscaras cirúgicas subirem para preços loucos que quase ninguém poderia comprar até haver alguns locais que tiveram alguma sanidade de baixar os preços um pouco para tornar estes produtos um pouco mais acessíveis e durante a fase pior do confinamento se começou a falar no pós-desconfinamento e nas máscaras ditas sociais.

Pois bem além das negociatas com os tubaraões nortenhos dos téxteis apareceram uns génios de casa de banho a espalharem pelo facebook a dizer que um simples papel de filtro como dos filtros de papel filtravam o coronavírus e estes idiotas que passavam o tempo a dormir na aula de ciências se esqueceram que o tamanho de um vírus ou das partículas virais em aerossol são menores do que a as particulas de café em solução que se faz numa cafeteira de filtro, ou seja, é inútil usar o filtro de papel para filtrar o coronavrius porque ELE PASSA PELO PAPEL e entra no corpo pelas vias respiratórias.

 

A segunda parte deste artigo tem a ver com uma situação que vi ontem quando tive que tratar de uns assuntos pessoas nas ruas de Lisboa e vi uma fila a porta de uma destas lojas de roupa da moda que não mantinha a distância de segurança que dava a volta a esquina ao mesmo tempo que não se sentam no banco do autocarro que tem as costas viradas para frente ou não vão beber um café com os amigos ou com os parentes devido ao perigo do contágio; o mesmo tipo de gente que vai aos magotes para as praias assar sem respeitar as mesmas distâncias e fico a pensar que é assim andam a cavar a sua própria sepultura.

 

Para encerrar este longo artigo: uma youtuber muito famosa da lusofonia que veio embandeirar em arco pela opção que muitas mulheres não terem filhos numa altura em que Portugal está meio duma depressão porque há uns idiotas do governo que não sabem gerir a saúde e outros que não sabem evitar o contágio e Portugal, em especial a zona de Lisboa se tornar numa espécie de Brasil da Europa em termos de Coronavírus e se esquecendo que cada vez a população está mais velha, cada vez há menos braços para trabalhar, não existe renovação geracional e por consequência a idade da reforma vai aumentando e a dita youtuber em vez de ser armar em iluminada, deveria era de dar energia positiva a nação e não armar-se em esquerda caviar Beluga e se qeuria criticar alguém, então criticasse quem tem sido idiota ao longo desta crise pandêmica e pelo visto, o confinamento fez mesmo mal a esta senhora porque pelo que senti na pele este tipo de opção da origem a chefias prepotentes, depressões extremas e vícios que enchem as clínicas de desentoxicação... enfim pensamentos dos iluminados dos quais um grande pensador alemão já nos alertava há praticmente 200 anos atrás...

 

Ansi Parlait Nietzsche

 

Estamos no final de uma semana em que em termos nacionais a pandemia do Covid-19 dá uma aparência de estar mesmo controlada menos numa região: Lisboa e Vale do Tejo onde a coisa anda mesmo a ficar preta  ainda ninguém se lembrou de criar cordões sanitários a delimitar os concelhos mais afectados para controlar de uma forma definitiva ou perto disso a pandemia que durante dois meses fez um dano semelhante ao grande terramoto de 1755.

E me questiono se estes surtos que têm aparecido cada vez mais na região mais populosa de Portugal não será um sinal que os cordões sanitários não têm mesmo que ser decretados antes que seja tarde demais e depois tenhamos que voltar todos a casa e deitar perder dois meses de sacrifício pelo cano abaixo.

Este descontrolo tem que ser destravado antes que Lisboa e Vale do Tejo se torne outra Espanha ou outra Itália onde se começa a morrer pelos cantos com o Covid-19 não por falta de meios, mas porque duas bonecas de cabeça oca se esqueceram mais uma vez que a chave é a prevenção e nunca estudos, estatísticas ou gráficos.

Se deixarem a situação correr solta como está, bem a região mais populosa de Portugal está literalmente condenada graças a duas bonequinhas não saberem que em qualquer doença infecto-contagiosa a chave é sempre a prevenção e esta já está a ser descurada de forma clara sobretudo em alguns postos de trabalho que apesar de terem a distância social, muitos funcionários não cumprem com as regras e depois se formam redes de contágio e aí as duas Baribies da saúde simplesmente não mexem uma palha sobre o assunto.

Apenas espero que esta reconstrução que já está na segunda fase não caia por terra graças a duas desgraças que já deveriam de ter posto o seu cargo a disposição e levando com elas o secretário de estado que embora pesque alguma coisa do assunto é tão culpado desta situação quanto a bonecas cabeça de vento, loirinhas e meninas bem

....

Séra que a reconstrução vai cair por terra?

Devido a crise pandêmica do Covid-19, os grupos de comunicação social ficaram supostamente com a corda no pescoço e os mais queixinhas em termos de ajudas não foram sequer os meios de comunicação regional ou local, mas sim os grandes tubarões como a Media Capital (TVI e algumas rádios), Cofina (Correio da Manhã e Record), Impresa (SIC e Expresso) entre outros.

E a ministra da cultura que deixou a cultura mesmo na bosta resolveu distribuir uns milhões dos nossos impostos pelos mass media e quem levou a parte de leão destes "donativos" estatais que serão sob a forma de publicidade estatal paga foram os grandes tubarões do media como a Media Capital e este "donativo" público está por exemplo financiar o Big Brother ou as infinitas novelas da TVI que passam e que ainda reduzem mais o reduzido QI médio da nação ou a Impresa para pagar as acções de propaganda de Ana Gomes a favor da Gerigonça e de alguns emblemas de futebol falidos e os que se dizem contra a touradas na RTP e que não querem touradas na RTP pagas com os impostos agora fecham a boca.

Os mesmos que receberam os grandes subornos calaram as vozes anti-gerigonça como a CM-TV correu com André Ventura ou a TVI com Ana Leal e deixam ficar Ana Gomes que não passa da verdadeira reencanção de Joseph Goebells e apenas dois meios de comunicação se mantiveram limpos: o jornal online Observador e o Eco, de resto todos receberam uns trocos do governo como se fazia no 3º Reich e nos tempos do Pacto de Varsóvia.

Assim sendo se eu já não lia jornais em papel, agora ainda menos vou ler porque foram subornados pela gerigonça e depois andam os nossos impostos a pagar reality shows, tablóides e peixeiras gourmet que apenas querem poleiro a andam a fazer acusações sem apresentar provas claras e palpáveis.

Os que não queriam ou não querem touradas na TV do Estado agora não berram por nós, habitantes de Portugal, estarmos a pagar o Big Brother ou as peixaradas da CM-TV e da SIC... curioso como estes borregos são tão hipócritas e ao mesmo tempo idiotas e o Celito vê uma clara violação a Lei Fundamental e vai a banhos em Cascais.

Resumindo acabou em definitvo a comunicação social independente em Portugal e voltamos ao tempo da Censura onde se calam os incómodos agora usando do vil metal....

 

Ansi Parlait Nietzsche

Ao ver os números dos dois +ultimos dias parece que a pandemia do Covid-19 está a dar sinais de estar a ficar controlada mas não pensem ainda que chegou o tempo de limpar armas e já bastou o que passamos com as estátisticas da sra. Dra. Graça Freitas que foram uma desgraça completa e o secretário de estado da saúde disse que o pior está para vir.

E o mesmo tem razão porque pouco se conhece do dito germe e já surgiu outra estirpe do mesmo na China e o calor pode sim dar uma falsa sensação de segurança e a segunda vaga não vir no Inverno, mas vir agora no Verão devido ao baixar de armas e aos casos assintomáticos que são mais do que muitos, aliás são grande parte dos casos que existem de Covid-19.

O desconhecimento sobre o mesmo vírus e a falta de prevenção antes da pandemia foi a principal causa da sua letalidade global e a lição espero que tenha ficado aprendida e que agora não há mais tempo de estar numa de espera mas sim a atitude correcta a tomar é a prevenção pura e dura antes que tudo que foi feito seja perdido por um erro de nada.

Vamos ver se estes números se vão manter e estes números podem ter outra leitura que poucos ainda se lembraram é que apesar do turismo dar muito dinheiro a Portugal, além da falta de prevenção poderia ter sido o mesmo turismo uma das causas da disseminação desta peste chinesa e que no futuro este em vez de ser de massas tem que ser de qualidade e praticamente escolhido a dedo antes que outra tragédia volte a acontecer.

Agora o desconfinamento tem que ser feito aos poucos e passo a passo para nada se perder do que foi conseguido, porque aquilo que foi conseguido é o resultado do sacrifício de uma nação que está numa fase de frágil reconstrução que basta qualquer leve detrito para deitar tudo a perder e nunca se sabe o dia de amanhã para que este mesmo grão de poeira deite tudo a perder....

 

Mais um dia se passou

No início da reconstrução, as lideranças do PS disseram de cara podre e de forma clara quem vão apoiar nas próximas eleições presidenciais e este apoio descarado e claro, do qual o vulgar mortal já desconfiava deixou a ex-deputada europeia Ana Gomes com uma azia daquelas e teve compnhia do traidor de Argel que se juntou a ela no protesto.

Esta atitude de Ana Gomes que parece ter esquecido o seu protegido Rui Pinto que agora está nas garras da PJ foi a queda da máscara de heroína que nunca passou de uma socialista ressbiada que depois do mega-tacho de Estrasburgo queria continuar a se servir do sistema político e como alguns dizem a prestar serviços a George Soros e levou uma valente tampa.

Bem não sou apreciador da obra da Gerigonça mas pelo menos o PS de hoje não agiu como PSD de Cavaco Silva que usando de uma jogada que fica no meio termo entre o xadrez e o póquer não lança nenhum candidato para as presidenciais de 1991, não apoia ninguém de forma clara, mas nos corredores do poder se sabe que o PSD de Cavaco Silva iria apoiar Mário Soares numas presidenciais que em termos de resultados comparados a outras nações só acham paralelo nas segundas eleições de Ronald Regan em 1984.

Sendo Marcelo Rebelo de Sousa um candidato de relativo consenso, e sabendo que em Portugal um presidente da república é sempre reeleito e com o consenso alargado a volta de MRS até já se pode advinhar o resultado das futuras presidencias: uma mega-tsunami laranja com matizes rosa a varrer a nação e a colocar MRS no palácio de Belém e a deixar muitos e muitas com azia que até vão esgotar o Gaviscon das farmácias em especial do Porto e de Bruxelas.

Cada líder político é livre de dizer o que pensa e se a liderança do PS achou que era do seu interesse já declarar o apoio a reeleição de MRS tudo bem, mas em vez de virem para as redes sociais lavar a roupa suja, cheguem-se a frente como candidatos porque de conversa fiada já estou farto

Com as lojas na Baixa de Lisboa e no centro do Porto a reabrirem, também estão a acordar com a mesma realidade que Portugal teve que acordar depois da subida ao trono da Rainha D. Maria II, a Educadora que é aprender a viver sem a ouro do Brasil e neste caso é as mesmas lojas se virarem para os portugueses e restantes habitantes desta nação e pensarem neles porque o ganha-pão destes mesmas lojas vão ser os habitantes da nação e não os turistas pelo menos durante uns tempos.

Foi interessante ver no telejornal a Baixa de Lisboa a voltar a ser dos portugueses e de todos que aqui vivem e ver o ar menos poluído dos últimos 20 anos no coração da capital da pátria-genése do V Império e foi uma estranha e ao mesmo tempo positiva sensação ver a Baixa de Lisboa a voltar a ser dos habitantes da cidade e esta foi uma das coisas positivas da peste vinda da China chamada Covid-19.

Espero que esta situação ensine aos habitantes desta nação que na realidade só pode contar com eles mesmos para serem alguém e fazerem pela vida e que os outros que nos visitavam antes da peste eram apenas um tempero para a vida, uma espécie de escape à rotina e não a necessidade como a água no meio do deserto o pão para o famélico.

Agora mudando um pouco de assunto....

Em relação ao Covid-19, a ministra da saúde, Marta Temido disse que vai acontecer uma segunda vaga pandêmica e altamente provável que esta aconteça e por isso é de esperar que a prevenção seja agora a palavra de ordem para que morram tantas pessoas devido ao Covid-19 a nível nacional como as que morreram até hoje na Região Autónoma da Madeira.

Os números a nível nacional continuam positivos embora o caso particular da região de Lisboa se apresente problemático e fico a pensar se não seria de pensar na ideia de um cordão sanitário a volta da Capital e dos conselhos mais afectados por esta peste para a controlar de uma forma mais eficiente... e fica a ideia para ser pensada....

Com os números da pandemia se mostrarem relativamente controlados com a excepção de Lisboa, a DGS saiu-se com mais uma das suas directivas que me fez pensar seriamente na qualidade dos seus investigadores, ou se pelo menos, não estarão a precisar de um longo período de férias para repousarem depois desta situação de pandemia.

Saiu uma directiva da DGS a dizer que mães que sejam portadoras do Covid-19 podem dar leite materno aos recém-nascidos e eu fiquei assim meio com a boca aberta ao ver como alguém de tanta responsabilidade se esqueceu de algo tão básico das aulas de biologia que é o princípio básico que tudo que as mães assimiliam passam para o leite materno e até uma das formas de prevenir que os filhos de mães seropositivas não fiquem seropositivos é... não tomarem leite materno além de se recomendar a cesariana no caso particular do HIV.

Está visto que a DGS está mais para uma espécie de estenógrafo/fonógrafo da OMS em vez de ser uma entidade independente em que age em função do território de actuação em vez de seguirem entidades supranacionais que não têm qualquer conhecimento de campo e apenas fazem recomendações gerais.

Estes especialistas de saúde têm mesmo que voltar aos bancos das universidades e voltar a lamber papel e deixarem de ser simples araras de recomendações gerais porque se são assim qualquer um vai a um qualquer motor de busca pesca a recomendação que lhe recomendar e vive segundo esta recomendação e se um médico abandona os seus estudo e passa o tempo a seguir recomendações de forma cega em vez de se adpatar as situações que lhe vão surgindo e aplicando o tratamento certo então não é nehum médico e qualquer um pode ser médico.

Atitudes estranhas de pessoas de responsabilidade numa altura tão grave para a nação e que qualquer pessoa com o mínimo de capacidade mental fica a pensar quem foi a inteligência rara que pagou os estudo a estas aves raras ou quem foram as aves raras que nomearam estas aves raras que erram tanto para cargos de reponsabilidade....

 

Apesar de ter passado um domingo não muito descansado e uma noite chata que não me um grande descanso e única coisa boas que me aconteceu hoje foi ver que a a evolução da pandemia estar controlada de uma forma estável e ter começado a segunda fase da recontstrução da sociedade nacional depois do confinamento.

Mais um passo foi dado e alguns faltam para dar neste ponto tão importante da História de Portugal e tem que ser escrutinado para ser se não tem que ser anulado haer o retorno ao confinamento.

Interessante foi de ver alguns cabeças do poder a dar exemplo que a recontrução está no bom caminho e na volta já estão facilitar a vida a colocar o Celito como presidente da república ao prestar o apoio descarado ao presidente da república em exercício, o que partiu os rins a gerigonça e deixou alguns membros da área do socialista de boca aberta.

Foi interessante este golpe de rins por parte do poder socialista que deixou algumas pessoas a precisar de Gaviscon e outras a contar quantos dentes cairam; mas mesmo o que me interessa é ver qual o caminho que a reconstrução leva.

Ainda é só o dia 1 de um longo caminho que não sabe qual vai ser o seu desfecho mas que fico a pensar já que se conseguiu chegar até aqui, vamos acabar o resto da reconstrução e que as lições fiquem aprendidas de uma vez só e deixarem-se de estásticas e serem uns simples papagaios da OMS e agirem com consciência e conhecimento de campo e fazerem valer os cursos que dizem ter porque se é para serem papagaios qualquer um é DGS.

Vamos ver agora como corre a segunda fase da reconstrução e se esta não temos que retornar a casa de partida...

Hoje no meu dia de folga me senti esgotado e não foi pouco e resolvi sair porque tinha que sair porque o apoio lombar que eu estava a usar para controlar as dores da minha hérnia não era o mais adequado e tinha que comprar outro e passei por pelo uma daquelas lojas que ainda só está nos essenciais embora pudesse abrir mais com um pouco mais de vontade e não achei o que precisava.

Fui a outra e lá achei o que precisei e com as obras da Praça de Espanha paradas e com os passeios todos esventrados nem pude andar a pé e tanto fui como vim de transporte que para mim foi um tédio e ainda dei uma volta ao quarteirão apesar do cansaço que se tem vindo a acumular ao longo deste dias de confinamento e que se torna pouco saudável.

Apesar disso sinto-me bem a ver que a peste que veio da China está controlada ao fim da primeira fase de recontrução e vamos ver agora na segunda fase como as coisas vão correr para todos que habitam este recanto a beira mar plantado que vão ter que ter o espírito der reconstrução do Marquês de Pombal e de todos que contribuiram para a reconstrução de Lisboa depois do Grande Terramoto e sermos mais portugueses independentemente de onde tenhamos nascido porque se Portugal tem tantos imigrantes e refugiados deve apenas a si mesmo por dois factores: foi o pioneiro nas explorações marítimas do século XV e XVI e até as sementes da União Ibérica (casamento de D. Manuel com a filha dos Reis Católicos de Espanha) se mostrou sempre uma nação tolerante e depois de 1918 com um reforço no Estado Novo foi sempre uma nação relativamente pacífica tirando aquele soluço da Guerra do Ultramar e do PREC e das crises dos anos 70 e 80 do século XX; mas nunca nos metemos em nenhuma guerra com beligerante e isto aliado ao clima foi sempre uma chamariz para porto de abrigo para tudo que é povo.

Outro detalhe: os primeiros emigrantes portugueses no século XX eram refugiados em França, nos bairros de lata sem documentos muitos deles a fugir da guerra do Ultramar e da ditadura do Estado Novo e muitos papistas andam a mandar postas de pescada contra aqueles que entram a fugir da fome quantos muitos que aqui andam nunca souberam viver em sociedade e nem querem viver e esta nação precisa de todos para a reconstrução porque se o turismo não acabou, anda lá perto e não se esqueçam disto...

Com o software do teletrabalho agora a 100% e com algum tempo sem pegar nele a 100% vai ser um ganhar de rtimo durante a semana e e depois me deu uma crise de enxaqueca  daquelas que mandam qualquer um abaixo com auras e tudo e mesmo assim não deixei de trabalhar, não ao ritmo que gosto que é dar uma de Ayrton Senna, mas dentro do que conseguia.

E na espécie de teletela que já foi a caixa que mudou o mundo meti um dos canais de documentários quase sem som e aproveitei que a minha mulher teve que sair para ganhar esta prática no dito software.

Não quis saber das notícias e apenas soube mais tarde que a peste vinda da China de seu nome Covid-19 dá mesmo sinais de estar dentro dos eixos em Portugal e parece que se pode avançar para o segundo passo da reconstrução sempre com pequenos passos para não estragar tudo e tal como nos de D. Maria II , a Educadora e dos seus filhos D. Pedro V, o Esprançoso e D. Luis, o Popular; temos que aprender a viver sem o ouro do Brasil, ou seja sem o turismo e quem contava com este "ouro" de tolos tem que contar com os habitantes do burgo se quiser sobreviver

Não se pode contar com o ovo na porta de saída da galinha e temos que ser, nós os habitantes desta nação, a fazer a reconstrução a passo a passo e mandando os polítcos do sistema a fava e renovar o sistema político porque esta crise deu para ver que nenhum é de confiança nem direita, mas muito menos a esquerda dado que para eles a lei é especial de corrida como nos livros de Orwell.

Foi um dia estranho, talvez de uma certa recuperação em termos mentais em relação de ontem,  mas tenho que ir buscar forças onde as tenho que ir buscar e ultrapassar os meus limites e esta reconstrução tenho que ser parte dela de alguma forma, não sei como, mas hei-de descobrir esta forma e apenas quero me dedicar a minha família, aos meus livros e aos meus blogs, e já agora ao meu trabalho.... o resto vê-se

 

Um Dia se Passou

Pág. 1/3