Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Reportagens de Critica Investigação e Opinião

REPORTGENS, CRÍTICAS E INVESTIGAÇÕES DO CYBER-RERPORTER + SECRETO DO MUNDO Blog Nacionalista e Monárquico (UM AVISO: AQUI NÃO VAI ENTRAR O NOVO ACORDO ORTOGRÁFICO BLOG MONÁRQUICO E NACIONALISTA)

Reportagens de Critica Investigação e Opinião

REPORTGENS, CRÍTICAS E INVESTIGAÇÕES DO CYBER-RERPORTER + SECRETO DO MUNDO Blog Nacionalista e Monárquico (UM AVISO: AQUI NÃO VAI ENTRAR O NOVO ACORDO ORTOGRÁFICO BLOG MONÁRQUICO E NACIONALISTA)

Privilégios da Classe Equestre Senatorial, Equestre e Pretoriana da República

Se soube hoje através de fontes seguras que mais uma vez os privilegiados da classe superior da república espezinharam mais uma vez o povo ainda por cima quando o INEM estava a tentar salvar uma vida para que a carroça de um membro da classe superior da república, de algum senador ou da pretor ou mesmo membro da classe equestre passasse com a respectiva carroça.

Nesta última quinta feira, uma equipa do 112 foi chamada a prestar ajuda a uma idosa com sintomas de enfarte e agora com os casos de mortes de idosos solitários todos os cuidados são sempre poucos, por volta do meio-dia, na Rua da Quintinha, em Lisboa (fica na zona dos Prazeres, Lisboa antiga e foco de solidão da 3ª idade) e ao mesmo tempo que a equipa do INEM prestava socorro a idosa, veio um elemento da polícia que presta serviço ao senhor ministro da (in)justça Alberto Martins, que em tempos quentes do Estado Novo chegou mesmo a desafiar o poder político ao pedir o uso da palavra na abertura do ano lectivo num episódio que ficou famoso, afastou a equipa do INEM para que o carro do senhor ministro passasse com ele lá dentro enquanto a idosa ficou a espera de socorro, a sorte é que a velhota é de boa cepa e ainda aguentou a espera.

Quanto a desculpas o ministro alega desconhecer a situação e a PSP diz que pode desviar uma ambulância num caso de "força maior", mas "força maior" um pretor do regime da para-ditadura socialista passar na viatura de estado se sobrepõe aos socorros a um doente com suspeita de enfarte, bem me digam em que código de leis onde vem escrito, e queria saber se o mesmo se aplica a ocorrências em estações de metro junto a residências de ministros ou a socorros na rua a doentes que se considerem intransportáveis como no caso de atropolamentos ou casos semelhantes.

Esta é apenas mais uma prova de como a república e em especial este (des)governo não passa duma reles ditadura que se impõe e nos rouba todos os direitos incluindo até o direito de ter os primeiros socorros só para que o carro oficial da sua excelência passe a vontade, o que é um atentado ao um dos direitos mais fundamentais da nossa constitução que é o direito a saúde e a vida, mas como é um motivo de força maior o senhor minstro passar, só mesmo em Portugal nesta república dos bananas que não sabem vir para a rua ocupar as praças exigir aquillo que lhes foi roubado: LIBERDADE.

E ficam as minhas perguntas de sempre: Há democracia em Portugal ? Todos os cidadãos são iguais ? Agora a passagem dum ministro tem mais importância do que salvar uma vida ? Que vergonha é esta ? Afinal o que é Portugal ? Para que nos serve a república e o seu presidente ?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar