Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Opiniões e Críticas Secretas

Opiniões e Críticas Secretas

Perdi a minha mãe há 4 anos que se completam no mês de Setembro.

Nestes quase 4 anos sem ela ao pé de mim há dias que me custam mais a aguentar do que outros e passei por situações bastante dolorosas sem ser a perda da minha mãe.

Todavia há quase 2 anos, conheci um grupo de pessoas que com o passar do tempo se transformaram de conhecidos em amigos e de amigos em família e uma destas pessoas especiais para mim, passou pela mesma dor que eu passei e me senti impontente por não a poder ajudar e ao mesmo tempo fiquei bloqueado porque voltei a sentir a mesma dor que senti em Setembro de 2015.

Além desta família que foram os meus colegas do curso do IEFP que acabei há pouco mais de dois meses e que foram uma família quando eu precisei mesmo de ajuda, senti falta da minha mãe.

Senti falta de lhe dizer que finalmente acabei o liceu, de lhe dizer que achei a mulher da minha vida, que não tenho crises de asma há quase 10 anos... tanta coisa  e não a tenho ao pé de mim para lhe dizer estas simples coisas.

Tenho andado meio depressivo por estar sem ocupação e a disposição para escrever neste recanto não tem sido a melhor, mas se não desabafo para fora ainda fico com uma dor de cabeça daquelas.

Apesar de já terem passado 4 anos, uma das ocasiões em que estive com os meus sobrinhos e com a minha mãe em conjunto foi no último dia da mãe da minha mãe... e a dor é sempre maior nesta altura no ano...

 

Deixo um conselho:

 

Nunca desprezem as vossas mães se eles forem mesmo mães....

 

 

 

 

 

 

A primeira entrada na série de músicas outonais é uma música dedicada a maior perda da minha vida em 36 anos e quem me conhecer sabe que me refiro a minha mãe, que gostava de muitas músicas dos Xutos em especial porque eram músicas que ficavam no ouvido, as quais o super-grupo Resistência deu um outro aroma

 

 

 

 

Com todo o amor de um filho para uma mãe que é uma nova estrela no céu

 

 

 

Para Sempre - Xutos & Pontapés (versão concerto de 2015 na Meo Arena)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Destas vez não vou usar letras garrafais, mas volto a insistir no mesmo e me podem chamar chato, teimoso, melga e outros sinónimos; mas para mim divulgar pedidos de medula para crianças com leucemia é uma cruzada porque nunca sabemos o dia de amanhã e se nos calha no colo ter que andar a fazer pedidos de medula por todo o planeta graças a este 5º poder chamado internet.

Não é um pedido apenas para uma criança, mas sim um pedido geral para todos que visitam este mesmo blog e que gastam algum tempo a ler os artigos que eu escrevo já faz praticamente 12 anos e este pedido geral é simples e directo como gosto de ser:

 

 

Façam um favor a vossa consciência e salvem vidas

 

Dia 30 de Setembro de 2005, vivi um dos momentos mais dolorosos da minha vida quando vi pela primeira vez crianças com cancro ao vivo e quando vos falo deste acontecimento fico sempre com os olhos lacremejantes e desde daí fiz uma jura a mim mesmo que iria tentar ajudar aquelas crianças de alguma forma, mesmo sabendo que não posso ser dador e a melhor forma que arranjei foi mesmo esta, fazer estes apelos que vai no apelo 129, mas nunca vou desisitir enquanto eu souber que no mundo uma criança precisa de medula para se curar de uma leucemia e peço também para os adultos porque não sei se me calha a mim ou alguém da minha família precisar deste tipo de ajuda.

Todavia falo mais nas crianças porque quando o cancro atinge as crianças é duma crueldade brutal que deixa qualquer ser humano consciente de coração desfeito ao ponto de fugir dali e correr até perder o fólego e quando  há alguns dias passou no telejornal passou a imagem de um robot que serve de companheiro de brincadeiras as crianças do IPO de Lisboa, baixei a cabeça e limpei os olhos porque já ia para começar a chorar.

Fico lixado comigo mesmo quando sei que não posso ser dador por muito que eu queira ser dador e apenas posso ajudar ao pedir ajuda por este blog e vos deixo os videos de sempre para vos fazer despertar a consciência....

 

 

E não se esqueçam de um ensinamento antigo e que nos separa dos animais irracionais: QUEM SALVA UMA VIDA, SALVA O MUNDO INTEIRO

 

 

Como sempre os vídeos .....

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

TRADUÇÃO LIVRE DOS ÚLTIMOS VERSOS DA VERSÃO CANTADA POR CRIANÇAS DE WHO WANTS TO LIVE FOREVER:

 

MAS TOCAS AS MINHAS LÁGRIMAS COM OS TEUS LÁBIOS

 

TOCAS O MEU MUNDO COM OS TEUS DEDOS E NOS

 

PODEMOS TER PARA SEMPRE

 

QUEM QUER VIVER PARA SEMPRE

E QUEM QUER VIVER PARA SEMPRE

PARA SEMPRE É O NOSSO HOJE

E QUEM QUER VIVER PARA SEMPRE

 

PARA SEMPRE É NOSSO HOJE APENAS QUEREMOS UMA CHANCE PARA VIVER...

 

 

 

 

 Espalhem por igrejas, facebook, escolas, cinemas, por onde andarem e divulguem este pedido de alguém que vê e sente esta luta bem de perto.....

 

 

 

 

e vos deixo um link que vos possa interessar

 

 

 

 

https://www.facebook.com/pages/Vamos-salvar-o-anjo-carina/

 

 

 

 

 

Se este blog teve muito tempo parado foi por uma boa causa; foi por fui tirar um curso de espanhol porque fazia parte das obrigações do RSI e quando foi a apresentação dos cursos era o que me ficava mais acessível em termos de acessos de horários e não sabia que este mesmo curso iria ser uma espécie de doce amor de Verão.

Escolhi espanhol porque além do meu amor por línguas estrangeiras era mesmo a questão do horário e dos acessos para poder conciliar o ter que fazer a visita a minha mãe ao lar de idosos, tomar conta do meu primo e o curso em si.

Quando fiz esta mesma escolha nem sabia que estava como a começar um doce e efémero amor de Verão que me vai sempre deixar uma grande saudade que nunca me vai sair nem da minha alma e muito menos do meu coração.

Foram cerca de três meses bem passados onde aprendi muito, ganhei auto-estima e conseguir achar algo onde descarregar os nervos e as dores que a vida me tem causado nos tempos mais recentes que não têm sido nada fáceis.

Sabia quando comecei este curso que iria ser um raio de luz doce que iria passar rápido na minha vida, mesmo assim insisti em ir e aceitar este mesmo amor de Verão porque precisava de ter algo que me animasse como fosse mesmo um amor de Verão que quase todos nós temos pelo menos uma vez na vida.

Hoje quando fui para o curso ia com um tristeza dentro do peito que bem me doía para não falar noa expectacitva de saber a nota do exame, cheguei atrasado, mas não deu problema; no entanto o tempo de uma forma dolorosa e implacável ia passando até que chegou a hora final...

Não chorei na despedida nem quando tirei uma foto de grupo.... mas quando me apanhei sozinho no comboio que nesta última semana de amor.... (leia-se de curso) a dor e um choro bem contido tomou conta de mim e vim com muita lentidão, qual mandorna de manhã de domingo de Verão e chorei por dentro durante o percurso do comboio e mesmo quando vim a casa buscar o meu primo para irmos as carrinhas buscar comer, fui sempre com uma tristeza acumulada dentro de mim bem dura de aguentar...

Mas enquanto escrevo este artigo não aguentei o choro e tive mesmo que chorar e só chorei assim por exemplo quando tive que sair de escolas que eu gostei ou quando perdi os meus bens nestas mundanças de residência que tenho tido, entre outras coisas que me têm feito chorar.

Este curso para mim foi como o Verão Azul.... sim a série de Tv que marcou a minha geração ou das muitas séries que marcaram a minha geração e foi tal e qual a série, apenas 19 episódios que marcaram uma geração e no caso do curso Espanhol 42 foram 150 horas da minha vida que a marcaram e a mudaram de forma positivamente irreversível e mudaram a minha forma de ver a vida em si....

 

 

obrigado por tudo professora Sofia ou melhor

 

 

gracias por todo me enseñó profesora Sofia

 

 

 

Hasta a todos......

Este artigo de hoje já vai ser feito com uns dias de atraso em relação a data que eu queria que ele fosse publicado, mas como diz o povo, mais vale tarde do que nunca e este artigo em especial deixo a vossa especial apreciação.

Foi notícia na semana passada o facto da apresentadora de televisão Qui Yuanyuan faleceu de cancro neste última quarta-feira com 26 anos de idade, exactamente 100 dias depois do seu filho ter nascido porque a mesma apresnetadora se recusou a fazer a quimioterapia para tratar o cancro do útero que lhe foi detectado para que a quimioterpia não prejudicasse o feto e devido a suspensão da quimoterapia, o dto cancro do útero se espalhou e a situação se tornou sem qualquer ponto de retorno e para que o filho de Yuanyuan nascesse direito e saudável, a prórpia Yuanyuan deu a sua própria vida pela a vida do filho.

As reacções a este sacrifício maternal extremo foram mistas nas redes sociais porque quem fosse contra porque a mesma apresentadora era uma jovem e poderia ser mãe mais tarde, como há pessoas que apoiam este sacrfício extremo de dar a vida pela vida como foi este caso.

Eu sinceramente nem estou contra nem a favor; mas a jovem Yuanyuan é que saiba o fazer do seu corpo e se queria e quem sabe se poderia ser mãe mais tarde, todavia não nos podemos esquecer do facto de haver uma criança sem mãe e daí haver tantas opiniões contraditórias sobre este caso que nos faz pensar um pouco qual o verdadeiro significado de ser mãe, sobretudo quando nos aproximamos da data em que passam 2014 anos do nascimento do Messias e que é considerado em todas as religiões do Livro um profeta maior porque até no Sagrado Alcorão tem um capítulo dedicado a Si e a Virgem Maria é a única mulher com um capítulo no mesmo livro sagrado.

E o que a Qui Yuanyuan fez me lembra um caso que aconteceu aqui em Portugal há algum tempo atrás quando uma mãe aqui mesmo em Portugal doou um rim ou parte do seu fígado a um filho onde uma mãe levou a um ponto extremo o chamado amor de mãe quando deu parte de si para salvar o seu filho e Qin Yuanyuan foi ainda mais longe, deu a sua vida em troca pela vida do seu filho e apenas espero que esta mesma criança consiga ter uma vida normal.

Apenas deixo umas quantas perguntas: Foi um sacrifício em vão ? Será isto uma das muitas definições de amor de mãe ? Existem mais pessoas no mundo que vivemos capazes de fazerem tal sacrifício ?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar

Neste meu equilíbrio entre as antiguidades que tenho no meu mp3, as minhas viagens pelo mundo do metal e o meu fascínio pela ópera; hoje vou pelo caminho das antiguidades e para equilibrar com a carga de ontem que foi bem pesadinha

 

 

 

algo bem mais suave

 

 

 

 

e espero que seja mas do vosso agrado

 

 

 

 

 

Jeanny - Falco

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Hoje na Meo Arena ou Pavilhão Atlântico foi mais um dos concertos que eu gostava de ter ido, o concerto dos Scorpions em Lisboa, que este ano festejam 49 anos de carreira e como fan dos Scorpions e muito rock que foi feito na bela cepa da década de 80, escolher uma dos Scorpions para este recanto não foi fácil e passei quase duas semanas a pensar neste mesmo artigo até a a data de hoje

 

 

 

numa onda Radio GaGa

 

 

uma pérola vinda da cidade de Hannover - Alemanha

 

 

 

 

Still Loving You - Scorpions (versão traduzida)

 

 

 

 

 

espero que seja do vosso agrado

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ontem ou anteontem ouvi falar numa curta-metragem de animação espanhola que foi feita com tecnologia portuguesa com o título "Cordas - Cuerdas) e de tão boa que é que ganhou o prémio Goya para a respectiva categoria, que é apenas o maior prémio de cinema para os os países hispânicos, assim como está o César para o cinema francês ou Oscar para o cinema americano-

E volto a bater na mesma tecla de ter o defeito de ter o coração demasiadamente perto da boca o que me pode trazer amargos de boca, mesmo assim procurei no youtube para ver se se teria feito a publicação na Babel dos vídeos desta mesma curta-metragem e assim foi feito e para mim quase que se pode considerar um acto de masoquismo puro.

Acontece que a personagem principal desta mesma curta-metragem tem o nome de uma das minhas sobrinhas e tem a atiude da outra e a bondade mostrada pela personagem me fez lembrar logo os meus sobrinhos em especial a mais velha que conseguiu de alguma forma puxar outros 3 irmãos para as boas acções quase sem ser preciso dizer "faz" e nesta personagem eu estava a ver os meus sobrinhos.

A outra personagem principa desta curta de animação é um rapazinho com parlesia cerbral e que é ajudado dentro dos possíveis pela Maria e isto mais uma vez me remeteu para os meus sobrinhos dos quais sinto uma saudade enorme e apenas sei que comecei a sentir um aperto no peito que aumentou até eu desatar a chorar.

Esta curta-metragem me levou para outros dois momentos do cinema tanto de imagem real como do mundo da aminação e estes momentos são: a despedida do ET que ainda faz muita gente ficar com um nó na garganta em especial a cena em que a Gertie dá a flor ao ET e outra que é o episódio espeicial do Charlie Brown: Why, Charlie Brown Why.

Tal como os filmes que referi no parágrafo anterior esta curta-metragem espanhola ensina valores que nos dias de hoje estão quase esquecidos: como o amor ao próximo, a amizade verdadeira, a lealdade, a esperança e por aí fora e na minha sincera opinião esta curta que merece a aclamação mundial deveria de receber um Oscar ou outro qualquer prémio de aclamação mundial e mesmo assim seria pouco e tenho que dar os meus parabéns a equipa toda que esteve por detrás desta jóia e muito provavelmente houve muita baba e ranho assim que viram o trabalho final e neste caso nem é preciso se ser de um signo astrológico de fogo,  é que neste caso se algum ou alguma de nós ficar com um nó na garganta ou mesmo chorar ... é normal porque somos todos humanos

 

 

 

 

 

 

 

vos deixo Cuerdas - Cordas, do realizador espanhol Pedro Solís García

 

 

espero que seja do vosso agrado e espalhem pelos vossos amigos e se forem professores mostrem aos vossos alunos, porque apesar de não vir em português... a linguagem do verdadeiro amor e da amizade são universais

 

 

 

e se uma pequena parte do mundo em que vivemos fossem assim como a Maria deste filme..... o mundo seria quase um paraíso

 

 

 

 

 

 

espero que em breve a dor que senti assim que vi este grande filme passe depressa porque sou do tipo segurar e segurar o choro, mas quando começo....

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Melhor animação do ano 2014 por BrTubeHumor