Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Reportagens de Critica Investigação e Opinião

REPORTGENS, CRÍTICAS E INVESTIGAÇÕES DO CYBER-RERPORTER + SECRETO DO MUNDO Blog Nacionalista e Monárquico (UM AVISO: AQUI NÃO VAI ENTRAR O NOVO ACORDO ORTOGRÁFICO BLOG MONÁRQUICO E NACIONALISTA)

Reportagens de Critica Investigação e Opinião

REPORTGENS, CRÍTICAS E INVESTIGAÇÕES DO CYBER-RERPORTER + SECRETO DO MUNDO Blog Nacionalista e Monárquico (UM AVISO: AQUI NÃO VAI ENTRAR O NOVO ACORDO ORTOGRÁFICO BLOG MONÁRQUICO E NACIONALISTA)

E Na Venezuela não há Crise Humanitária Sr. Guterres?

Há vários anos, sobretudo depois da queda continuada dos preços do petróleo que nunca se sentiu em Portugal, os produtores e exportadores de petróleo de alguma forma tiveram as suas economias abaladas e sobretudo os petrodependentes como Angola ou a Venezuela que dependem das vendas do petróleo como grande fonte de receitas para as suas despesas básicas e algumas menos básicas.

Uns conseguiram contornar a situação com o seu jeito próprio como foi caso angolano, no caso da Venezuela se dedicou a cavar uma guerra com os EUA que no fim das contas com os mimos que foram distribuídos nos tempos de Hugo Chavez, quando o petróleo custava os olhos da cara, o custo dos mesmos está agora a sentir; e durante o governo de Chavez e os primórdios de Maduro se formou uma Nomenclatura partidária digna dos tempos da URSS, onde apenas os membros da elite do partido têm direito aos bens de primeira necessidade e aos serviços essenciais e os restante da população que não tem cartão do partido e nem faz parte da nomenclatura tem que comer o pão que o diabo amassou ou é acusado de tudo e mais alguma coisa.

Além dos que sofrem com as mais diversas necessidades que não parecem serem de um país que se diz ter um governo de esquerda e que se preocupa com o povo e com as necessidades deste, mas na realidade com o regime de Maduro se aplica a regra de "O Triunfo dos Porcos" que é "Todos os animais são iguais, mas uns mais iguais do que os outros"; e crise financeira provocada pela queda dos preços do petróleo e que a esquerda diz ser culpa de um suposto boicote dos EUA, não faz com que elite partidária deixe de andar com os maiores luxos e é quando andam com os artigos mais luxuosos que se possam pensar.

Entretanto Buda Guterres apenas se lembrou da situação da Síria e não olhou para os seus vizinhos de baixo que está a causar na América do Sul uma onda de refugiados semelhante a que vem da Síria, a diferença é quem em vez de morrem afogados, morrem de sede porque caminham milhares de kilómetros para fugirem da fome e do estado de guerra que se encontra a pátria fundada por Simon Bolívar que nada tem a ver com o ideário do militar crioulo que libertou a Venezuela do jugo espanhol há mais de 200 anos.

A gerigonça em Portugal, apesar de ver portugueses e luso-descendentes a sofrerem as consequências da crise venezuelana e nem falam nos casos de fome e de falta de meios na saúde e em outros sectores essenciais na Venezuela ao ponto de nem haver dinheiro para as pessoas comprarem pão ou papel higiénico e esta situação para quem estudou história é a mesma vivida pela a Alemanha de Weimar depois do crash da bolsa de Nova Iorque e depois veio a Grande Depressão e com esta a hiperinflação que depois foi uma das causas para a subida ao poder do Terceiro Reich. E a esquerda está esquecida ou se baldou a descarada as aulas de História e se está esquecer deste pequeno grande detalhe da História Universal e vamos ver se o que se passsa na Venezuela e também no Mediterrâneo não será o catalizador para o surgimento de ditaduras como as que existiam na Europa nos anos 30 do século XX.

Os Demo-liberais, socialistas e afins; se atiram que nem uns lobos a direita sobretudo a chamada populista por que esta toca nas feridas que estão abertas e os demo-liberais e a esquerda não têm a panaceia para estas dores e nem olham para outras feridas que estão igualmente abertas porque estas mesmas feridas foram abertas por camaradas desta mesma esquerda que faz parte da gerigonça que suporta o actual desgoverno da república e não pode ser olvidado que o Sr. sócrates Pinto de Sousa era grande amigo do Sr. Chavez e ainda andou a fazer uns negócios com uns Magalhães em troca de petróleo e outras coisas mais.

E a esquerda se cala e o Buda da ONU se cala e na América Latina se vive uma crise humanitária e o mundo está a assobiar para o lado e apenas se chateiam quando o Trump faz algum disparate em vez de olharem o que se passa no planalto das Guianas onde se está a meio caminho do estado de guerra como a Europa estava nos anos 30 do século XX e ninguém quis saber ou ainda piorava a situação, e no meio deste carnaval, ainda há quem apoie o regime de Maduro em vez de apoiar mudanças na Venezuela para ver se aquela nação volta a ter a força que tinha antes da crise dos preços do petróleo.

E ficam as minhas perguntas de sempre sem resposta: Como foi possível se chegar a este ponto na Venezuela? Porque a ONU não abre os olhos para esta tragédia humanitária? Quem ganha com ela? Porque a esquerda insiste em apoiar o regime de Maduro?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar

Sr. Mário Nogueira e Senhores da Gerigonça Têm Alguma Resposta?

Mário Nogueira, líder do sindicato comunista dos professores, Fenprof e que ainda em tempos de Sócrates e de Passos Coelho andava empastilhado na luta contra os horários zero dos professores, ou seja, professores não colocados e agora neste segundo ano lectivo com a Gerigonça, mas que vai ser o primeiro que a Gerigonça que está no poder vai abrir tem mais professores sem colocação até do que no último ano lectivo começado e acabado por Nuno Crato, ministro da educação dos tempos de Passos Coelho.

Mário Nogueira diz de uma forma muito pacífica num comunicado onde diz que estes professores sem colocação são precisos para as escolas e para que o ensino seja o mais universal possível e que espera que o actual governo não seja como o governo anterior e que até o início do ano lectivo estes mesmos professores sem colocação tenham turmas atribuídas, ou seja, que tenham colocação e que não tenha uma política de imposição como o governo anterior.

Em poucas palavras, Mário Nogueira que foi mais anti-PS do que o PSD e o PCP juntos, está a fazer contas com o ovo no cu da galinha e se está a fiar em socialistas no governo e como bem diz o povo "Não corras e fia-te na virgem, que vais ver o que te acontece" e neste caso Mário Nogueira que já não pisa uma sala de aulas há mais de 20 anos, portanto estava eu a entrar na fase final dos meus estudos liceais que não cheguei a acabar e este senhor estava a deixar de dar aulas por sua vontade para se meter nas lides sindicais e sair das lides lectivas.

Tem estado desde então só a contestar seja que governo desde que este não seja da CDU e quando temos um governo de direita o homem parece que se passa e ataca o governo de direita por tudo e por nada e quando temos um governo do PS amansa um pouco os seus maus fígados embora continue activo e me lembro bem numa manifestação liderada pela Fenprof e na altura o actual ministro dos negócios estrangeiros, Augusto Santos Silva, na altura ministro dos assuntos parlamentares nos tempos de Sócrates, que ao reagir a manifestação de Mário Nogueira o reduziu a um papel de insigne insignificância.

Parece que este episódio deve estar esquecido na mente de Mário Nogueira e com esta amnésia este mesmo Mário Nogueira aceitou o maior aumento de professores sem turma dos últimos 4 anos como fosse algo natural apontando a baixa natalidade que existe em Portugal em vez de apelar aos seus novos amigos para que se criem mais turmas no ensino público, turmas mais pequenas que iriam aumentar a qualidade do ensino e ao mesmo tempo permitir que mais professores trabalhassem e os mais idosos se reformassem; mas este senhor está numa hibernação e apareceu apenas para contestar os contratos de associação dos colégios com o Estado e alguns colégios que estavam dependentes destes mesmos contratos fecharam e lançaram mais uns quantos professores no desemprego, mas o senhor sindicalista Mário Nogueira se calou.

Este estado de silêncio de Mário Nogueira em relação aos milhares de professores sem colocação mostra que este senhor é mais leal ao partido (no seu caso o PCP) do que aos seus colegas de profissão para os quais Mário Nogueira se está marimbando tirando aqueles que são do seu sindicato e mesmo assim fico na dúvida porque a minha irmã que sofreu um despedimento sem justa causa e pediu ajuda ao sindicato e no fim das contas não lhe serviu de nada porque a coitada ficou sem o emprego e parece que nem recebeu a indemnização.

Este senhor Mário Nogueira é aquilo que se chama um feijão-frade, tem duas caras e vamos ver como o mesmo vai reagir se por alguma hipótese se a Gerigonça çevar uma tremenda derrota nas eleições municipais de 2017 e o governo da gerigonça seguir o mesmo caminho do governo de Guterres e tal como o candidato a Secretário-Geral da ONU, António Costa apresentar a demissão ao presidente da república Marcelo Rebelo de Sousa e depois fica tudo nas mãos do inquilino de Belém que tanto pode seguir o que Sampaio fez e aceita a demissão ou a recusa mantendo a Gerigonça durante algum tempo no poleiro.

Estou mesmo a ver o sr. Mário Nogueira a acordar da hibernação no caso de Portugal voltar a ter um governo de direita e vai começar a deitar cobras e lagartos pela boca fora mesmo que este hipotético governo consiga reduzir o número de professores sem colocação por algum milagre vindo sabe-se lá de onde, mas que poderá acontecer de alguma forma e se este milagre acontecer de haver menos ou mesmo nenhuns professores sem colocação, pago para ver qual será a reacção deste senhor que já largou a escola a tanto tempo que já poderia pedir a reforma da Função Pública devido ao tempo que tem passado no sindicato.

Ficam as minhas perguntas: Qual o contributo de Mário Nogueira para a Educação Pública e para o sistema de educação? Este senhor já pensou em voltar a dar aulas? Porque não critica a Gerigonça quando há mais professores por colocar do que havia no tempo de Passos Coelho? Este senhor se esqueceu como foi tratado pelo ministro Santos Silva nos tempos do Sucateiro Sócrates?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar

Existem Muitos Cegos Nas Autoridades Deste País

Hoje numa operação realizada em Chelas, Lisboa; não numa favela do Rio de Janeiro foram caçadas três metralhadoras incluindo uma AK-47 conhecida também como  Kalashnikov que não é fabricada por NENHUM  país da NATO pelo menos nos fundadores, apenas havendo segundo pesquisas minhas patentes de fabrico de tal tipo de arma apenas na Bulgária e na Roménia que aderiram a Organização do Tratado do Atlântico Norte muito recentemente depois de terem saído da esfera da influência de Moscovo nos tempos da Guerra Fria e recordo-vos que a AK-47 é sobretudo de fabrico russo-soviético e existem muitas espalhadas pelo mundo quer as que foram compradas legalamente nos países com as patentes de fabrico quer as que foram compradas a traficantes de armas e os nossos soldados sofreram com estas armas na guerra do Ultramar e são usadas no conflito Israelo-Árabe e são usadas quase por toda a escumalha terrorista.

Esta escumalaha hoje apanhada pela polícia era uma quadrilha que além da referida AK-47 anda tinha mas duas metralhadoras, várias pistolas e se dedicavam ao tráfico de droga pois foram apanhados com 7 kilos de haxixe, aquilo que eu chamo gente boa que só faz falta a um carrasco porque gentalha desta só condenada a morte é que está bem segura e só agora é que apanharam, mas se sabendo pelos meios de comunicação social, as toneladas que se caçam de haxixe, este grupo apenas ter 7 kilos, bem a nossa incompetente políca para variar chegou tarde demais porque este grupo já quase despachou o material todo e não apanhou o fornecedor deles estragando uma mais do que possível mega-operação contra o tráfico de droga (palhaços de merda) e quem fornecia este grupo a esta altura do campeonato já arranjou de certeza outro retalhista.

Curioso ver como malham em funcionáros públicos, mas deixam fugir traficantes de droga e apanham outros com armas conhecidas por serem as armas de eleição de grupos terroristas, bem está-se mesmo a ver que caminho que Portugal está a levar com a complacência das autoridades e enquanto em França se procedeu a limpezas de possíveis focos de infecção de crime, aqui em Portugal a polícia não passa duma mantilha de cães ao serviço do regime deixando a pensar se um cidadão está seguro nas ruas deste país ou se tem que emigrar para aquelas ilhas perdidas do Pacífico no meio do nada porque ao menos aí está longe da escumalha que infecta um país que poderia ser um recanto de paraíso na Terra que não é graças as bestas jacobinas que estão no poder.

E ficam as minhas perguntas: Porque deixaram esta rede actuar ? Porque só se mexeram agora ? Quem fornecia esta rede ? Como conseguiram meter em Portugal uma arma de guerra russa ? O SEF anda a dormir ? Os serviços secretos andam a fazer o quê ? Andam a pastar na erva ? Até onde vamos parar ? Será preciso um novo Salazar para limpar a escumalha ? Do que nos serve a república e o seu presidente ?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar