Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Opiniões e Críticas Secretas

Opiniões e Críticas Secretas

Ana Gomes ficou toda feliz quando o seu pupilo Rui Pinto foi colocado em prisão domiciliária numa residência da PJ sem acesso a internet com a condição deste colaborar com a mesma entidade.

Acoentece que o mesmo "herói" não é herói nenhum e pelo menos um dos defensores dele, Miguel Sousa Tavares, tem ligações familiares com Ricardo Salgado, sim o mesmo GES e que teve por detrás da tempestade que culminou no tri da troika e vamos ver se o Ruizinho não descobre a careca de MST e se ele não começa a pensar duas vezes antes de falar ou será que anda beber whisky de Sacavém.

Ana Gomes pode ser supostamente socialista, mas na sua cegueira maoista se esqueceu de algo que faz parte da cultura popular que a história de Maria Madalena e quando Cristo pergunta antes desta ser executada por lapidação: "Quem nunca pecou, que atire a primeira pedra" e depois ninguém atirou pedras... esta senhora passa o tempo a atirar pedras se esquecendo que as pedras que atira podem rebater em algo e lhe acertarem em cheio.

Esta se esquece que o Pirata Pinto pode ter muita informação e o feitiço se virar contra o feiticeiro e esta informção poderá queimar o filme desta suposta Virgem Maria que muitos beijam o chão que pisa, mas que de santa não tem nada e muitos ceguinhos ouvem ela como fosse o Messias reencarnado...enfim um país de analfabetos...

Está claro que no meio de tantos adoradores da suposta virtuosa estão os ímpios que se es esqueceram que usaram de esquemas sujos para terem sucesso no passsado recente e agora se armam em paladinos da verdade e com gente assim esta nação não vai a lado nenhum.

Apenas estou numa ver até onde este filme vai dar e se não se ainda não vamos ver Ana Gomes a apanhar as canas dos foguetes que lançou por ter visto Rui Pinto ter saído da cadeia porque é do conhecimento público que a senhora Ana Gomes esteve sempre evolvida com a pior escumalha do poder republicano.

 

 

Post-Scriptum: Já que a senhora Ana Gomes é tão boa pessoa se chegue a frente e oriente alguma ajuda para a compra de material para a luta contra o coronavirus

 

Ansi on  parlait Nitzsche

O Grande Amigo Ivo questiona a legalidade de parte das provas da Operação Marquês que num país de gente honesta como o Brasil ou a Itália seriam o suficiente para enviar Sócrates Pinto de Sousa e os seus comparsas passar uns quantos anos atrás das grades para uma qualquer cadeia.

Mais questionável seria a nomeação do mesmo juiz porque a mesma foi feita por um sorteio duvidoso que só funcionou a terceira tentativa porque das outras tentivas ou dava erro de sistema ou colocava como juiz deste mesmo processo o inimigo mortal de Sócrates Pinto de Sousa, o juiz Carlos Alexandre.

Este mesmo Ivo Rosa, já livrou Armando Vara de uma caução de vários milhares de euros e está a fazer vários favores ao PS, livrando eminentes socialistas da espada da justiça quando as evidências publicadas nos massa media são claras demais para serem ignoradas por cidadão que se diz Juiz de Direito que quando observadas as suas atitudes até um cidadão de poucos estudos pode questionar se ele é o juiz indicado para o caso.

Este favorecimento aos suspeitos socialistas da Operação Marquês causa estranheza a muitos e ainda mais inusitada é atitude do Conselho Superior de Magistratura que nada diz sobre o mesmo juiz Ivo Rosa vir falar para os meios de comunicação social sobre este mesmo caso, mas quando Carlos Alexandre numa qualuqer entrevista falva nem que fosse de forma velada sobre a Operação Marquês parecia que caia o Carmo e a Trindade no CSM.

Esta atitiude das altas esferas da justiça ao facilitar a vida em especial aos partidos do arco do poder, mas sobretudo aos socialistas leva com que se suspeite que o chamado terceiro poder esteja mais contaminado de corrupção do que um lupanar dos tempos da Roma Antiga e que a justiça que deveria de existir só seja seja implacável para as classes sociais inferiores ou de poucos meios financeiros porque os priveligiados da república têm os mesmos privlégios dos que os Patrícios Romanos ou outra qualquer classe de privilegiados que venha mencionada nos anais da História da existência da humanidade no pequeno pixel azul de vida chamado Terra.

E ficam os buracos por tapar: Que estará Ivo Rosa a proteger? Será que o sorteio do juiz foi legítimo? Porque o CSM não questiona as atitudes de Ivo Rosa? Afinal o que é o Direito em Portugal? O que é Justiça em Portugal?

 

Opinem ....

 

Na final four da Taça da Liga deste ano, o protagonista não foi nenhum jogador em particular ou mesmo treinador que tivesse tido algum golpe de genialidade táctica para ganhar um dos jogos ou outro qualuqer facto positivo que pudesse estar ligado ao futebol jogado dentro das 4 linhas, mas sim uma nova tecnologia chamada Video-Árbitro ou VAR.

Nestas duas últimas temporadas o dito dispositivo tem mostrado avarias crónicas que favorecem sobretudo o Futebol Clube do Porto, prejudicando qualquer que seja o clube que bata de frente com os Dragões e no meio de tanto dano quem acaba mais prejudicado são os aqrui-inimigos dos Dragões, o Benfica, que das mais diversas formas acaba sempre prejudicado pelo dito VAR.

Numa estranha ironia, quando acontece alguma jogada polémica que envolve o principal emblema da Cidade Invicta, o dito dispositivo ou está avariado, o ou árbitro que está no Jamor, na Cidade do Futebol a comandar o dispositivo diz sempre que nunca há nada mesmo havendo, o que já começa a cheirar mal, embora com a habitual mansidão nacional, este facto já se tenha tornado habitual.

É triste como numa nação que deu ao mundo do futebol génios como Eusébio, Figo, Rui Costa ou Cristiano Ronaldo ou guardiões ao nível de Bento, Damas ou Costa Pereira e que se prepara para organizar a primeira Final Four da Liga das Nações e depois começar a defesa do seu título europeu na qualificação para o Euro 2020 que vai ser Pan-Europeu consegue ter tanta suspeição no seu futebol.

Sinceramente, acho que o VAR da forma como é utilizado no chamado futebol "europeu" serve apenas para alimentar mais suspeições e desconfianças de uma rede bem montada de corrupção porque basta ver os desportos colectivos dos EUA que têm VAR como o caso do hóquei no gelo ou do futebol americano onde a consulta do mesmo pode ser pedido pelo treinador da equipa que se sentre prejudicada e a visualização das imagens é pública no estádio ou pavilhão sem qualquer filtro, sabendo-se logo aí se quem reclama tem ou não razão.

E este paradgima norte-americano é que deveria de ser usado e não como aquele que é o padrão europeu que está a transformar aquele que era um desporto de cavalheiros, num desporto de mafiosos onde a chamada verdade desportiva é apenas um perfeito vazio, uma utopia derradeira que nunca vai ser alcançada.

Desta vez nem deixo perguntas, estas ficam a cargo da consciência dos caros e caras leitores e leitoras...

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar

Bem, a bagunça que se passa na Ciaxa Geral de Depósitos, alguma vez tinha que ser travada ou tinha que dar bodega e o Banco Central Europeu já desceu ao terreiro e não está a ser meigo nas exigências feitas a gerigonça.

O BCE exige que a gerigonça tenha um plano de contigência caso o plano de financiamento da gerigonça falhe e que o banco do estado tem gente a mais a mandar e muitos dos que mandam tem conflitos de interesses, inexperiência bancária dos mesmos corpos gerentes e o excesso de admistradores que já se contam em 19 e que segundo as regras do BCE nunca podem ser mais do que 15.

Com os prejuízos do banco do Estado a a crescerem como cogumelos no Outono e a gerigonça a continuar a boicotar uma auditoria externa a CGD não se sabendo os motivos claros deste mesmo boicote e que pode parecer que existem muitos segredos da gerigonça sobretudo financeiros que esta não quer que os comuns mortais saibam quais saõ estes segredos que ninguém quer tornar públicos.

Estes segredos que dão a aparencia de querer esconder devem ser públicos pelo simples facto dos partidos políticos da república, sobretudo os que tem assento na praça de touros de S.Bento , digo no Parlamento terem como principal receita a subvenção estatal pelo número de votos e os salários dos deputados saem dos nossos impostos e estes mesmos impostos que deveriam de ser canalizados para aquilo em que o Estado deve ser Estado, não o são e o mistério é saber para onde vão parar realmente estes impostos que pelo visto agora só sevrem para salvar uma banca pessimamente gerida e apenas guiada ao sabor dos partidos.

Gostava de saber qual foi a eminência parda dentro do banco do Estado que teve a ideia de reduzir funcionários de base e agências e ao mesmo tempo aumentar o número de administradores dentro do mesmo banco, sabendo-se que os corpos gerentes ganham muito mais do que um simples caixa de uma agência bancária que ganha o seu salário ao final do mês aturando clientes de todos os tipos e alguns que são mesmo chatinhos ou outros que são um espectáculo de pessoa e não recebem mais por isso, mas estranhamente os administradores recebem prémios de produtividade quando quem produz são os caixas.

Estas eminências pardas estão a contribuir para que se aumente o desemprego já de si enorme para uma nação tão pequena como Portugal e onde cada vez há menos gente nova a nascer e onde não está assegurada a chamada substituição das gerações; mas esta eminências pardas passam o tempo a olhar para o seu umbigo e para o seu partido em vez de olharem para a sua função e em vez de servirem o banco do Estado se servem do banco do Estado e este carnaval onde só não vale arrancar olhos continua sem que ninguém faça nada e como se vê a esquerda boicota qualquer tipo de investigação externa e assim fica um pivetezinho a corrupção que até tomba e o presidente da república se consola a passear e a dar medalhas aos desportistas portugueses que nos vão dando ânimo e nos ajudam a esquecer esta podridão que nos rodeia.

Ficam as minhas perguntinhas de sempre e quase sempre sem resposta: Porque não querem uma investigação externa a CGD? Que segredos se escondem na CGD? Porque não querem reduzir o número de administradores na CGD? Se por acaso a CGD cair como cairam BANIF ou BES quem vai pagar a bronca? Porque o presidente da república se fecha em copas?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar

A esquerda parlamentar insiste que o Estado deve recapitalizar a banca, mas quando falo Estado, falo nos otários dos contribuintes portugueses que já pagam poucos impostos e apesar dos buracos na CGD que são maiores do que os buracos no queijo suíço, os respectivos administradores foram aumentados e querem encerrar agências e já se fala em despedimentos embora o governo o negue.

A oposição quer uma investigação profunda ao banco do Estado, mas a gerigonça do poleiro não quer que se saibam os podres do banco do Estado que são mais do que muitos e nós a pagar os dinheirinhos que cairam no bolso dos amigos da gerigonça e que não convém qiue se saiba porque se forem do conhecimento estes dinheirinhos que cairam nos bolsos dos políticos sejam eles de que nunace forem.

Dizem da gerigonça que é para evitar uma exposição sistêmica da Caixa Geral de Depósitos, mas o que ninguém explica é o prejuízo da Caixa e ao mesmo tempo que os gerentes levam aumentos dignos de jogadores de futebol da primeira divisão e trabalhando menos do que os mesmos atletas mencionados atrás e por outro lado querem correr com várias centenas de funcionários e fechar balcões e em algumas agências há funcionários que têm tantos anos de serviço que fazem parte "mobília" embora sejam novos para a reforma, mas velhos para trabalhar.

Não deixa de ser curioso como a esquerda parlamentar quer evitar que se siabam os podres do banco do Estado, mas não é a única voz contra este inquérito porque se juntou Manuela Ferreira Leite neste coro esquerdista contra a investigação sobre os buracos do banco do Estado que mais parece o Tripitz quando foi bombardeado pelos ingleses na Segunda Guerra Mundial.

O que se passa na CGD tem de ser e deve ser investigado para bem geral da nação e já se falam em grandes calotes ao banco do estado sobretudo nos tempos de Sócrates e que são a génese primária deste buracos que no final das contas vamos ser nós povo otário e pagante a pagar e nem podemos contar com a esquerda para "ajudar" o povo porque esta quer atirar areia para os olhos do povo ao recusar a investigação aos buracos da CGD.

Esta negação dá para desconfiar que a esquerda tem um lado sombrio ainda mais sombrio do que o Lado Negro da Força do Universo Star Wars e que afinal a esquerda não passa de uma armada Sith a nos seduzir para o sempre sedutor lado negro da força, mas não se sabe ao certo quem aqui faz o papel de Imperador Palpatine e muitos menos sabemos quem são os lordes Sith neste clone de "O Império Contra-Ataca".

Apenas se sabe que muito dinheiro desapareceu do banco do Estado e não houve nenhum grande assalto como aquele que fizeram ao comboio dos correios britânicos nos anos 60 do século passado e pelo que ainda sei não existe nenhum Gulbenkian com interesses no petróleo do Beato para que o banco do Estado, o banco de todos nós tenha as contas em estado calamitoso e ninguém queira saber o porquê e ao mesmo tempo nada é investigado, enfim o Portugal Secreto no seu melhor.

Como sempre as minhas perguntas: Porque não querem que se saiba a verdade sobre a CGD? Quem é a face oculta neste filme? O que se esconde na CGD? Quem andam a proteger? Porque são sempre os mesmos a pagar?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar

Com os socialistas no poder podre da república começam a surgir casos de ajudinhas aos amigos do partido, bem como acontecia quando o PSD estava no poleiro, acontece com os socialistas os amigos são mais e é preciso arranjar tachos e panelas para mais gente que está sempre a aparecer por todos os lados e mais alguns e volta ao baile a questão dos vistos dourados que muito deu e ainda vai dar que falar.

Desta vez é o cidadão Luís Goes Pinheiro, jurista e envolvido no caso dos Vistos Gold e que foi nomeado chefe de gabinete do secretário de Estado do Conselho de Ministros, este cidadão teve a sorte de António Figueredo, presidente do IRN lhe ter metido uma cunha (a grande instituição nacional) a um membro da Comissão de Recrutamento e Selecção para a Administração Pública (Cresap) que por acaso é outra envolvida no caso dos vistos dourados, Maria Antónia Anes; que era secretária-geral do ministério da Justiça e que foi acusada de mais casos de cunhas, ou seja, foi apanhada em flagrante a meter cunhas como se bebe água-pé no São Martinho. Esta senhora era amiga de Paula Teixeira da Cruz, antiga ministra da justiça do anterior governo.

Se sabe que o concurso público no qual foi nomeado Luis Goes Pinheiro tinha melhores concorrentes com currículos bastante mais apreciáveis, com experiência dada e provada em cargos de chfia tanto no ministério da Justiça como em outras pastas aparentemente sem qualquer mácula em termos de cadastro ou de incompetência, mas Luís Goes Pinheiro tinha uma coisa que talvez os outros concorrentes não tinham que é um cartão de militante do PS com as quotas em dia e este verdadeiro cartão de crédito platinum lhe abriu as portas de par em par de um alto cargo público e relativamente bem pago.

Está claro que niguém quer assumir a culpa da manipulação do concurso ou quem sabe contestar o seu resultado, embora o no caso de contestação, os lesados se calhar nem sabiam que que Luís Pinheiro tinha o cartão platina da república que abre todas as portas para altos cargos que é o cartão de um militante do partido que estiver no poleiro ou que possa ter este acesso ao poleiro, ou seja, do PS ou do PSD e sem saberem isso poderiam ter deixado passar os prazos para contestar o resultado do mesmo concurso público e terem sabido do caso da cunha pelos jornais como todos nós e tenham ficado surpreendidos pela decisão e da forma como a decisão foi tomada, todavia a mim já nada me surpreende em Portugal em termos de podridão porque é fruta da época em especial quando os socialistas estão no poder porque parecem aparecer mais casos com estes senhores no poleiro e até podem aparecer milhões destes casos nos jornais e nas televisões mas apenas servem para nos colocar indignados contra uma certa submissão do sistema judicial aos interesses instituídos que são o verdadeiro poder em Portugal.

Interesses que têm vindo a aumentar a sua presença ao passar dos anos e torna o sistema que se diz democrático numa não-democracia dominada há 106 anos pela aristocracia republicana que aos soluços tem vindo a tomar conta dos nossos destinos guiando os votos ao sabor do seu vento por muita contestação haja na rua; e esta divulgação de uma cunha com os socialistas no poleiro é apenas mais um de centenas para não dizer milhares de casos de cunhas dadas por socialistas e sociais-democratas quando estes estão na cadeira do poder e que fazem parte do pão de cada dia dos cargos públicos em Portugal.

Mas agora puxar alguém para um alto cargo e que está metido numa investigação sensível a qual ainda não está arquivada nem prescrita é ser reles demais mesmo para uma república podre e senil como a portuguesa e mostra assim a verdadeira face do que é o poder republicano em Portugal onde a cunha partidária abre todas as portas mesmo daqueles que não têm qualquer mérito para ter acesso a um qualquer cargo de chefia como é este caso em particular embora se desconfie que existam mais casos semelhantes pois que isto é mesmo fruta da época.

Não deixa de ser irónico a troca de mimo entre PSD e PS em relação as cunhas, embora se saiba que ambos fazem o mesmo embora as proporções conhecidas possam ser diferentes, mas fazem o mesmo e excusam de atirar pedras uns aos outros neste ponto porque ambos os partidos têm telhados de vidro e não podem mandar pedras uns aos outros porque se o vão fazer acabam por ficar sem telhas e se fica saber as verdades sobre as cunhas.

Como sempre as perguntas que ninguém sabe responder: Quando é que esta situação vai mudar? De quem é a culpa? Quem será capaz de mudar esta situação? Quem ganha e quem perde com esta situação?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar

Esta nação chamada Portugal é um case-study naquilo que nunca deve aconecer, mas acontece, lembrando aquelas aldeias das novelas da Globo onde aconteciam coisas do arco da velha e a nova coisa que tem dado que falar é a escolta montada à porta da casa de Ricardo Salgado e que mobiliza pelo menos 8 polícias.

Antes da fusão das esquadras da baixa em duas super-esquadras: Rua da Palma e Rua da Prata (onde antes funcionavam as antigas instalações da Companha Colonial de Navegação, depois renomeada Companhia dos Transportes Marítimos/Companhia Nacional de Navegação) haviam várias pequenas esquadras de Polícia espalhadas pela cidade de Lisboa e estas mesmas esquadras nunca tinham mais do que um graduado de serviço e mais dois ou três subalternos de serviço e a mesma regra se aplica as esquadras alocadas como a do metro de Lisboa ou a do Centro Comercial Colombo.

Como não fosse o excesso de meios para fazer manter a medida de coacção aplicada ao homem que se dizia ser o dono de tudo e que no fim tudo caiu de forma ruidosa e que o caso dos clientes do papel comercial agudiza mais este mesmo estrondo de um banco e dum grupo financeiro centenário que começou a desabar quando a sua filial angolana começou a ruir e alguns negócios do grupo Espírito Santo começaram a sofrer prejuízos quase inexplicáveis e que ao contrário do BPN houve mesmo risco sistémico porque além dos clientes do papel comerical (obrigações de muito curto prazo que funcionam como as letras que antes se usavam quando se compravam bens a prazo, mas que não têm qualquer garantia e têm como prazo máximo 9 meses ou 270 dias) e que cujos perigos já tinha sido vaticinados há mais de 20 anos pelo extinto jornal Semanário nos tempos áureos do cavaquismo em que as obrigações e produtos financeiros de curto prazo (excepto contas a prazo) eram ratoeiras e risco de perda não compensava o investimento.

E voltando a vaca fria: além do claro excesso de meios policiais e que os desvia das funções da polícia existem os custos financeiros porque esta prsão domiciliária com escolta custa várias vezes mais ao erário público do a pulseira electrónica e nós a pagar como sempre como já não fosse o suficiente o rombo da queda do GES e ainda muito mais ainda está por pagar e vamos ver se os culpados por este escândalo algum dia pagarão pelo que fizeram.

E ficam as perguntas de sempre: Porque raio uma prisão domiciliária nos sai tão cara ? Não seria mais económica a pulseira electrónica ou a prisão preventiva ? Quanto nos vai custar este caso ?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar

A toda poderosa presidente do FMI, a francesa Christine Lagarde veio dizer que têm que ser feitos ainda mais cortes nas reformas no geral e nos salários da função pública que estão congelados desde dos tempos de Sócrates e que os cortes que já foram feitos ainda não são suficientes.

Quando li estas palavras da presidente do FMI fiquei de cabelos em pé porque em termos de sofirmento com os resgates da troika, Portugal já tem um doutoramento porque já vamos no terceiro e sempre foram dádivas de governos socialistas e gostava de saber qual a nação que cosnegue sobreviver se alguém ou alguma instituição arranjar tudo e mais alguma coisa para que o dinheiro neste mesmo país fique parado e comece a perder valor como aconteceu na Alemanha de Weimar.

A Grécia está tomar os caminhos da Alemanha de Weimar embora ainda haja uma aparente lucidez no governo espartaquista que rege a Grécia, fazendo aquilo que um grande inglês fez nos tempos da Segunda Guerra Mundial que é enfrentar a Alemanha e todos os verdadeiros inimigos da democracia de peito feito e sem quaisquer problemas ou receios e ao mesmo tempo dando um apoio moral a população de um império que sofria os horrores da guerra.

Sim o problema está numa Alemanha excessivamente poderosa ao ponto de ter em seu território o banco emissor do euro e cada vez que a Eisenkanzelerin abre a boca, a sua palavra toma força de lei sobretudo na chamada eurolândia com a excepção da Grécia.

Mas voltando a encarnação francófona de Heinrich Himmler, hoje também se soube que o seu nome aparece ligado a casos de corrupção no FMI o que abate toda a sua moral e prosápia nas críticas que faz aos chamados PIGS (Portugal, Irlanda, Grecia e Espanha) e nas exigências de mais cortes; e esta suspeita é muitíssimo mais grave do que as suspeitas ou acusações do seu antecessor Strauss-Khan e o seu apetite por sopeiras e criadas de quarto de hoteis de luxo e por isso deveria de pedir de imediato a sua demissão.

Pois deveria, mas a influência germânica pesa muito e Strauss-Khan não era muito das graças de Merkel e do seu séquito maçónico-proto nazi e por isso aproveitando o seu apetite deveras particular colocaram esta senhora que já lixou uma nação e quer arranjar todas as formas de lixar Portugal e ainda não sabe como nos vai afundar ainda mais e todos aqui no burgo estão calados enquanto no resto da Europa tudo grita e ninguém pede a demissão desta mesma senhora devido aos casos de corrupção em que o seu nome aparece envolvido e assim vai a glória deste mundo-cão que é o nosso:

Como sempre as perguntinhas: Qual o motivo de Christine Lagarde querer lixar Portugal e a Grécia ? Afinal quem manda no FMI ? Porque deram tanto poder a Alemanha ? Porque em Portugal são tão mansinhos ? O que é preciso fazer para acabar com esta situação ? Afinal o que andam a fazer com Portugal ? Com isso tudo, há alguém que me diga para que nos serve a república e o seu presidente e restante corte ?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar

O escãndalo da FIFA ainda vai dar muita tinta aos jornais sobretudo quando hoje na edição electrónica do alfacinha diário Público vem a notícia que segundo o Director do Comité de Auditoria e Conformidade da FIFA que existe a forte hipótese de tanto a Rússia como o Qatar perderem a organização dos mundiais de 2018 e 2022.

Se é do vosso conhecimento, um dos derrotados desta festa foi uma aberrante dupla organização ibérica para o mundial 2018 que perdeu apenas por 4 votos para a Rússia e acabou por retirar o dossier do mundial 2022 entre outros vários candidatos para os dois eventos.

Se fala de vários subornos e até já se diz que o Brasil literalmente se vendeu desportivamente falando por duas vezes pelo menos: uma na final do mundial 1998 e outra nos ainda dolorosos e famosos 7-1 contra a Alemanha no mundial 2014 em que literalmente o escrete jogou para perder quando se sabe que uma aposta bilionária contra o Brasil fez um xeque árabe ficar podre de rico a conta do mundial de 2014.

E como quem ficou a perder com estes subornos foi a candidatura ibérica que embora não tivesse muitas chances de ganhar sobretudo por causa da forma como estava desenhada foi a única que ainda deu luta a candidatura russa para o mundial 2018 que pode afinal terá que ser feito noutra nação e há uma nação no derriere da Europa que tem vários estádios novinhos em folha, bem cuidados e que pode acolher um mundial porque tem estrutura suficiente para isto e além disso esta mesma nação precisa de uma actulização nos sistemas de transportes e todos dizem que a nação não tem dinheiro para esta mesma actualização.

No entanto não nos podemos esquecer que assim que acontece algum evento em Portugal de dimensão mais ou menos global ou continental, o dinheiro para melhorarem os transportes aparece como do nada para melhorarem os transportes e isto já não é um facto actual e já vem detrás e se nos calhar o pepino de se fazer um dos dois mundiais em questão em território naconal (2018 ou 2022) então que se faça porque não são necessárias grandes obras e é da forma que se faz render os estádios que estão sem uso como Leiria e Algarve e por outro lado sempre se melhora os transportes das cidades com jogos e neste caso que seja feita justiça.

Como sempre as perguntas de sempre: Quem comprou o Brasil ? Quem pagou os subornos e donde vem o dinheiro ? Será que vai ser feita justiça neste caso ? Será que irá haver mais casos assim ?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar

 

A novela da FIFA levou uma reviravolta que boa parte dos fans de futebol queriam que acontecesse, mas que não esperavam que foi a demissão do recém-reeleito presidente da FIFA, Joseph Blatter na sequência do processo de investigação sobre os escândalos de corrupção movido pelas autoridades federais dos EUA.

E apesar de Blatter se manter de pedra e cal, melhor se querer manter de pedra e cal na FIFA, acabou por se demitir e dois dos candidatos mais fortes que haviam para substituir Blatter reaparecer: Luís Figo e o príncipe jordano Ali Bin Al Hussein entre outros que a imprensa já fala como possíveis novos homens-fortes do futebol mundial até incluindo sr. Platini,

A coisa está a ficar podre porque segundo a investigação feita pelas autoridades norte-americanas a lista de suspeito vai subir e já há alguns dirigentes ou antigos dirigentes da FIFA entre os mais procurados da Interpol como fossem terroristas e sabemos que a justiça norte-americana quando apanha corruptos não é como em Portugal que lhes dá paninhos quentes em grande parte das ocasiões e quem sabe se isto poderá resultar das palavras amargas sobre o sorteio do mundial 2006 do capitão da selecção dos EUA que criticou de forma bem cáustica o sorteio que simplesmente ajudava os favoritos e não cumpria nenhuma regra das que eram antes usadas como o facto de colocar os campeões continentais como cabeças de série e apenas na sua ausência era usado o ranking FIFA, mas acontece que no mundial 2006 todos os campeões continentais se tinham qualificado para o mundial e destes acho que só o Brasil e a Grécia tiveram este previlégio porque os outros se lixaram.

A presente investigação além de investigar a FIFA desde desta altura também questiona a atribuição dos mundiais de 2018 a Rússia e o de 2022 ao Qatar por compra de votos e quando se sabe que no Qatar não são respeitadas as mínimas condições de segurança no trabalho e que os trabalhadores são tratados como objectos.

Cada dia que passa mais nome aparecem associados a esta mesma investigação e que mostra que no mundo do chamado desporto-rei até a corrupção chega a ser rainha sobretudo nas altas esferas do dirigismo mundial e vamos ver aonde leva esta mesma investigação e se Blatter e o resto da pandilha vão fazer companhia a Bernard Maddox ou a outros manfios semelhantes.

Como sempre as minhas perguntas sem resposta: Como foi possível tudo acontecer e só agora se saber? Quem mais estará envolvido ? Quais os interesses escondidos ? Será que o mundial de futebol ainda vai parar a Portugal ?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar