Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Opiniões e Críticas Secretas

Opiniões e Críticas Secretas

Springtime's Music 12 - Música da Primavera 12

A escolha de hoje ficou adiada talvez pelo mau tempo que parece ter vindo para ficar, mas mais vale tarde do que nunca e no dia 31 de Março fez anos um dos mais carismáticos rockers do planeta Terra e arredores; Angus Young, guitarrista dos australianos Ac/Dc conhecido por actuar sempre de uniforme escolar e fica a lembra do aniversário nº 59 de Angus Young e por outro lado uma música que se encaixa na forma como o clima tem estado em Portugal

 

 

 

 

 

Thunderstruck - AC/DC

 

 

espero que seja do vosso agrado

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Temporal No Futebol Nacional.... Apenas mais um

Sporting exige vistoria independente ao Estádio da Luz

 

 

 

O Sporting informou esta segunda-feira em comunicado, no site oficial do clube, que "face a novos dados e informação recolhidos, durante o dia de hoje, nomeadamente quanto à velocidade do vento e à resistência das infra-estruturas ao mesmo", solicitou à Liga Portuguesa de Futebol e ao Benfica que "fosse efectuada uma vistoria adicional a toda a cobertura do Estádio da Luz por uma entidade independente, idónea e competente para o efeito que garantisse a segurança do mesmo para a realização de qualquer evento.

 

 

 

 

 

 

 

(Fonte: Sol)

Música do Inverno 48, Música del Invierno 48

Hoje vou por uma viagem no mundo do metal ali para as bandas da Holanda que parece dar boas vozes no metal como dá origem a túlipas

 

 

 

 

 

e talvez assim meio inspirado pelo mau tempo

 

 

 

 

Unleashed dos holandeses  Epica

 

 

 

espero que seja do vosso agrado

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Mais Um Buraco em Lisboa

A incompetência da CML em lidar com situações de mau tempo e outras intempéries chega a ser gritante e depois dos casos da Rua Escola do Exército e da Rua Jacinto Marto, agora aparece outro buraco causado pelo mau tempo, desta vez na Avenida Duque de Loulé e apenas gostaria de saber se existe alguém da CM de Lisboa para resolver estes pepinos....

 

 

 

Dr. António Costa, me poderia explicar estes buracos na Cidade de Lisboa

 

Foto tirada hoje na Rua Jacinta Marto, mesmo no início do muro do hospital D. Estefânia do lado de quem sobe a mesma rua

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 Esta tronco ainda está caído na Rua Escola do Exército

 

Atenção Por Onde Pisamos...Perigos Vários...

 

 

 

 

Foto da minha autoria tirada no passeio do lado esquerdo da Rua da Escola do Exército (Lisboa)

Este coto está do lado oposto a paragem do autocarro da carreira nº30 da Carris e a terra junto a este coto está solta, a árvore caiu no temporal de há duas semanas atrás...espalhem por favor....

obrigado 

Mais Uma Chuvada, Mais Um Dia de Caos

Não vim aqu onem por motivos de saúde e desde já ficam as minhas desculpas aos meus fieis leitores, mas mesmo assim não posso dexar em claro mais um dia de caos porque apenas caiu em Lisboa uma carga de chuva mais forte do que o habitual e deu para vfer que saneamento básico em Lsboa, sobretudo com as águas pluviais é uma nulidade e que não há alma nenhuma que se preocupe com os cidadãos da capital da Lusitânia enquano pensam em arraiais e turistas e em formas de lixar quem trabalha.

Gostava de saber quando é que o saneamento de Lisboa funcona como deve ser ou quando as ruas são asfalatadas e quando forem levam uma camada de alacatrão colocada de forma decente e não as ondas como está na zona da Praça de Espanha e em algumas zonas da Baixa de Lisboa que cujo lençol de alcatrão foi colocado de forma negligente, mas a alucinação lisérgica que é o novo brinquedo do presidente da Câmara Municipal do Intendente e me estou a referir a brncadeira de mau gosto feita no Marquês de Pombal e na Avenida da Liberdade que parece saída duma mente afundada em LSD ou  material semelhante e na zona da Praça de Espanha como não bastasse o ro que forma no alcatrão da devida praça; ainda temos que juntar o lamaçal do terreno baldio junto a bilheteira dos Transportes do Sul do Tejo que serve também de parque de estaconamento grátis a todos os utilizadores de bens e serviços da área que não tem alcatrão, é apenas terra batida e quando chove fica cheio de poças profundas e tem-se que passar por esse baldio porque os passeios levam com duches períodicos de cada vez que passa um carro na Praça de Espanha.

Mas não foi só a zona da Praça de Espanha a transofrmar-se no caos total dando muito que fazer aos bombeiros, foi a capital toda em peso que começou a patinar, porque as zonas nucleares da cdade como o Marquês, Baixa e zonas anexas se transformaram numa colecção de lagos devido a descarada negligência dos serviços municipais de saneamento que em vez de manterem as vias de evacuação de água pluvial limpas, as deixam entulhar com tudo que seja detrito, desde de folhas de árvores a restos de obras, ou seja, toda a espécie de lixo e em vez de limparem como deve ser, colocam as folhas em cima dos passeios e as sarjetas que limpem os bombeiros e depois dá sempre nisso; num caos generalizado que não querendo ser pessimista, anda pode dar desastre enquanto pensam nos arraiais e nos turistas.

Por isso deixo um conselho ao edil de Lisboa: se deixe de festas e arranje as ruas como deve ser, sobretudo no Verão para prevenir consequêncas destas chuvadas que podem ser piores porque pelo que se sabe a chuva veio para ficar.

E ficam as minhas perguntas de sempre: Quando o saneamento em Lisboa é decente ? Quando deixam de haver inundações ? Quando previnem este caos ? O que ganham ver Lisboa em estado de calamidade ? Afinal o que anda o presidente da CML e os respectivos vereadores a fazerem ? Será preciso morrer alguém em consequência das inundações para algo ser feito ?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar

Como Não Bastasse Ter Um Presidente Inútil Também se Tem um Governo Inútil

O tornado da noite de ontem, madrugada de hoje atingiu e com força grandes áreas do litoral algarvio e o temporal se estendeu até ao Alto Alentejo, havendo notícias de cheias um pouco por todo o distrito de Évora causando vários milhares de euros em prejuízos e vários feridos e por enquanto ainda não morreu nnguém felizmente e como diria sabiamente, o Marquês de Pombal; cuide-se dos vivos e enterrem-se os mortos e no da seguinte da tempestade é então altura de de fazer contas aos prejuízoz e tudo corria mais ou menos dentro da normmalidade se o ministro da administração interna, Miguel Macedo tivesse ficado calado em vez de dizer disparates pela boca fora.

E vocês perguntam o que Miguel Macedo disse para ter perdido uma oportunidade de platina para ter ficado calado. Pois é que o senhor ministro em vez de dizer algo do tipo "vou falar com o senhor primeiro ministro e depois sabemos o que podemos fazer" disse logo que o desgoverno não uma tostão para ajudar as vítimas dos temporal sem sequer falar com o presidente do conselho que se encontra na Andaluzia na cimeira Ibero-Americana que este calhou o frete ser em Espanha, tal tragédia não fez o presidente do conselho se vir embora mais cedo, mas fez com que Passos Coelho andasse a deitar água na fervura a dizer que o ministro não se soube comunicar, mas também não disse nem quando ou como o desgoverno vai ajudar as vítimas do temporal.

O mais certo é aparecerem mais uns quantos desempregados que se vão juntar aos milhares que já existem, pois que as empresas que sofreram consequências do temporal não vão conseguir-se recuperar na totalidade porque os seguros não cobrem situações destas ou se cobrem nunca é na totalidade pois dado o facto de terem apenas havido menos de 90 tornados em Portugal em 80 anos, quando por exemplo, nos Estados Unidos, na chamada auto-estrada dos tornados no Midwest, acontecem cerca de 90 tornados em períodos de cerca de 6 meses e estes são apenas os que abrem os telejornais locais, porque se formos a contar os que não são notifcados, na época dos tornados chega as vezes a ser mais de um por dia e aqui em Portugal este fenómeno é muito mais raro, em média 1 por ano em especial devido a orografia de Portugal estão todos confinados em zonas de planície ou lezíria sendo impossível ou quase impossível acontecer um tornado em Lisboa ou Porto dado que as duas principais cidades da nação são um sobe-e-desce constante não havendo superfície para que se forme um tornado.

Mas mesmo sendo raro e sempre ou quase sempre fora dos grandes centros urbanos, não deixa de ser grave e chama a atenção de todos e não é por ser fora dos grandes centros que deixa de ser menos grave, bem pelo contrários, com os contrastes existentes entre as grandes urbes e o mundo rural ou quase-rural, torna estes casos mais graves e chama a intervenção do desgoverno e das entidades europeias no âmbito da União Europeia e não com bocas para ainda inquietar mais almas de si inqueitas sem saberem o seu futuro e se recomendaria que a delegação portuguesa largasse o passeio na Andaluzia e viesse de vela para Portugal saber o que é preciso porque se não largarem o passeio para ver o que é preciso então também não fazem falta nenhuma em Portugal.

E ficam as minhas perguntas de sempre: Porque os chefes do país chamado Portugal não voltam no primeiro voo para Portugal, para saberem o que é preciso ? Que raio estão a fazer na cimeira Ibero-Americana, quando têm o seu país em estado de calamidade ? O que é preciso para que este senhores larguem a cimeira e venham para Portugal ? Será que o povo pode contar com eles ? Quem vai ajudar quem ficou lixado com o tornado e com o temporal ? Quem se vai mexer ? Se o Estado não se mexer para que serve afinal o Estado ? Aonde param as Forças Armadas ? Para que nos serve a república e o seu presidente ?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar