Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Opiniões e Críticas Secretas

Opiniões e Críticas Secretas

Era para postar outro vídeo hoje porque neste fim de semana foram as comemorações dos 90 anos da rainha de Inglaterra, mas o massacre de hoje em Orlando, mudou tudo em termos de escolhas musicais...

 

 

escolhi algo muito mais pesado e triste, mas para nos fazer pensar

 

 

 

The Unblinking Eye (Everthing Is Broken) - Roger Taylor

 

 

Nazis - Roger Taylor

 

 

(o eterno baterista dos deuses chamados Queen)

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Esta crise quase prepétua que Portugal vive pelo menos desde do 25 de Abril tem uma espécie de achaques que a aprofundam mais ainda; todavia intercalados por aparentes melhorias, das quais apenas alguns poucos conseguiram se aproveitar.

Nos últimos 4/ 6 anos que tem pago as favas de todos os roubos e nos tempos mais recentes este pagamento tem sido feito de uma forma cruel, enquanto por outro lado há despesas que se poderiam cortar e ningu+em as corta e eu gostava de saber porque não as cortam.

Vos falo de mas um ano que os funcionários públicos irão continuar a ter os salários congelados e esta congelação também incide sobre os salários mais baixos da FP que estão congelados desde dos tempos de Sócrates ao que temos que acrescentar o aumento da idade para reforma completa e o aumento de anos necessários para uma reforma completa que já não são 36 anos, mas sim peo menos 40 ou mesmo 45 anos e em alguns casos chega a ir aos 50 anos de descontos o que em termos civilizacionais é brutal.

Agora aquele clone de Adolf Hitler com toque de Reinhard Heydrich ou Himmler e de cabelo loiro que é ministra das finanças e que gosta tanto dos funcionários públicos de baixo e médio escalão e sem partido como Hitler gostava dos judeus, mais uma vez ataca os FP com menos dinheiro no bolso e por outro lado deixa que os gastos de gabinete da república e os salários dos políticos subam para níveis estratoféricos e os políticos da chamada esquerda ficam caladinhos e andam entretidos a copiar o Siryza e nos vão dando circo enquanto os assaltos continuam e as greves dos transportes estão a ultrapssar o limite do tolerável.

Mas como Portugal é o país dos 3 F's e dos brandos costumes nnguém diz nada até que lhes toque na pele e depois aí já acordam e os deputados da esquerda em vez de abrirem os olhos para o que se passa na nação com a saúde, educação e trabalho; andam entretidos com as novelas do BES e dos submarinos e do preso 44 e o resto que se lixe e quando aparecer uma legião de sem-abrigo ou de moradores em pensões e alojamentos manhosos com salários de 700 ou 800 euros porque não podem pagar a renda ou a letra da casa onde moram ou que comecem a ir as carrinhas da assistência alimentar não estranhem.

Com estas atitudes se vê mesmo que quem está no poder da república acena a palavra democracia com desdém e com quase a certeza absoluta chumbaram em história porque foi mesmo assim que os extremismos nasceram na Europa dos anos 30 e aquilo que Winston Churchill avisou o mundo civilizado para não deixar a Alemanha ganhar muito poder...mas na Europa se deixou a Alemanha ganhar demasiada força e agora a Grécia sofre e Portugal também não fica atrás, havendo uma pequena diferença é que em Portugal quem manda é mesmo Adolf Hitler , digo, Angela Merkel, tendo em Portugal uma espécie de Governo de Vichy com várias franquias sobretudo maçónicas no parlamento que por vezes parece uma praça de touros, mas de touros sobreros, touros suplentes sem qualquer valor para serem lidados a não ser que um dos touros principais tenha algum problema; mas os sobreros que temos no Parlamento apenas servem para duas coisas: Cobrição e pastarem porque de resto nem para puxar um arado servem.

E como quase sempre ficam as minhas perguntas sem resposta: Porque são sempre os mesmos a pagar ? Aonde está a democracia ? O que fizeram a democracia ? Será que a república ainda tem razão de existir ? Porque não cortam nas despesas de gabinete ? Que país é Portugal afinal ? Para que raio nos serve a república e o seu presidente ?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar

Este desgoverno Passos Coelho não conhece qualquer limites e estabelece novos limites no quesito infâmia e nem falta muito para se poder considerar genocidas algumas medidas deste desgoverno que só pensa em senhores o Ulrich do BPI e outros amigos feitos com o poder da república, seja qual for a cor política havendo só a condição ou de ser da irmandade ou entrar com dinheiro no partido ou arranjar um tacho para quando acabar o tacho da política,

e há dinheiro para dar aos bancos ou para emprestar aos bancos e depois o mesmo desgoverno que empresta aos bancos para depois os mesmos bancos emprestarem ao desgoverno em condições que se podem classificar como usura.

Todavia vão começar os cortes onde o desgoverno não deve cortar se tal se considerar um governo de Estado de Direito e estes cortes já de si pornográficos vão começar na saúde onde mais uma comissão de peritos para dar mais uns empregos aos amigos do partido e da irmandade vai fazer uma lista de remédios que podem ser receitados e outros proibidos de serem receitados tanto para serem dados nos hospitais como para serem aviados pelos doentes numa qualquer farmácia.

Esta medida vai sobretudo afectar os doentes crónicos e isto a mim me afecta com especial sanha porque tenho duas doenças crónicas e preciso de ter um suprimento constante de remédios e para ajudar a festa tenho a minha mãe com diabetes II e esta comissão vai literalmente mandar naquilo que os doentes tomam ou deixam de tomar em especial os crónicos que caso tenham que tomar um dos remédios que façam parte desta lista de medicamentos proibidos, não o podem tomar porque o médico assistente está proibido de passar este mesmo medicamento.

Tal medida é contra qualquer lei existente no mundo e na república podre chamada Portugl porque vai não só contra a vda, bem contra a liberdade de escolha do doente e contra os regulamentos médicos que dizem que tem que ser um médico a passar a receita do que quiser e daquilo que o doente precisa e pode aviar e não é nenhum governo armado em clone do 3º Reich que tem direito de mandar no corpo dos cidadãos e aí mais uma vez a constituição é violada no princípio da liberdade individual de cada cidadão, além do direito a vida estar a ser roubado de forma descarda por este desgoverno usando como intermediários uma comissão que não passa de gasto inútil do dinheiro dos nossos impostos, mas que vai servir de setença de morte para milhares de portugueses.

E ninguém vai fazer nada para que tal crime não seja cometido e todos se calam como nada fosse com ninguém quando esta lei vai condenar a morte milhares de cidadãos e cidadãs desta nação e andamos a pagar impostos para encher os porcos de ceva da banca cada vez mais gordos e cada vez mais nojentos e ao fim das contas se nós aguentamos sem comer, sem saúde e sem habitação; então os bancos aguentavam sem finiciamento do Estado a não ser que se esteja espera que em Portugal surja um novo Adolf Hitler ou semelhante e depois se qeuixem que está doer.

E ficam as minhas perguntas: O que este governo pensa do que é povo ? Afinal para que serve a constituição ? Aonde para o sistema nacional de saúde ? Será que agora os médicos e os doentes deixaram de ser livres de escolher qual a medicação que deve ser usada ? Entramos no 4º Reich ? Como todos se podem calar ? Estamos a assistir ao regresso da Aktion T-4 (operação de eutanásia no tempo do 3º Reich) ? Então que país é Portugal ? Para que servem os nossos impostos ? Para que serve a república e o seu presidente ?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar

Mais uma vez e quantas forem precisas hei de mostrar aqui neste recanto as violações cada vez mais descaradas aos direitos fundamentais por parte destas entidades duvidosas e de utilidade mais do que duvidosa num país onde existe falta de emprego e falta de gente para trabalhar para compensar os que se reformam e que cada vez são mais as reformas que se pagam e menos os descontos que a Segurança Social recebe, colocando em risco as refornas daqueles todos que trabalham nos tempos presentes bem como daqueles que estão para começar a trabalhar.

Mas as mentes luminosas dumas licenciadas que querem que lhes chamem doutoras quando nem mestrado têm e a licenciatura é do estilo Miguel Relvas e estas assistentes sociais que nem sabem a tabuada ou quem foi o primeiro rei de Portugal estão a fazer em Portugal o mesmo que o 3º Reich fez com os judeus e restantes "não-arianos" nos tempos negros do nazismo onde se esterlizavam mulheres por estas não cumprirem os preceitos da raça ariana e tais ideias foram condenadas nos Julgamentos de Nuremberga (20/11/1945 - 01/10/1946) que julgaram os crimes do regime nazi e praticamente todos os grandes autores e cabecilhas da Solução Final foram condenados a morte ou se suicidaram e passados 80 anos da subida da mais dolorosa e perigosa encarnação do Anticristo de toda a história da humanidade, aqui em Portugal ousam agir de forma semelhante e ao mesmo tempo mais infame como se agia nos tempos ditos negros do Estado Novo.

Acontece que segundo algumas associações de apoio à vida e de apoio à mulher denunciaram que a  SS da República Portuguesa, perdão Segurança Social que através do seu instituto e dos seus esbirros da Gestapo da Segurança Social que é a inútil e parasítica Comissão de Protecção de Crianças e Jovens que foi buscar a sua forma de ser a estes tempos que a humanidade quer esquecer e que ainda há poucos dias a Eisenkanzlerin fez menção que seriam tempos para serem lembrados e nunca esquecidos para que não se volte a cair nos mesmos erros.

Estas pseudo-doutoras do ISS e CPCJ andam que nem abutres nas maternidades para que mulheres de todas as idades que tenham uma família numerosa ou mesmo sem ser numerosa, apenas por não terem conta no banco com dinheiro, para as obrigar a laquear as trompas como fossem a estrelizar gatas ou cadelas, ou então obrigam que estas mesmas mulheres usem implantes contraceptivos ou em casos mais extremos obrigam mulheres a praticar aborto.

Então aonde para a liberdade de uma mulher mandar no seu próprio corpo e ter os filhos que lhe der nos cornos, então agora aparecem umas vacas que deram a respectiva passára a tudo que era rapaz e rapariga nas universidades sem qualquer responsabilidade e sem usar protecções e agora vêm mandar naqueles que estão a cumprir com o seu dever para nação que é dar novas vidas para ver se este país anda para a frente, mandar no corpo de outras mulheres; bem sem dar por isso e sem o PNR subir ao poder estamos numa ditadura fascista e nazi.

Vieram quando foi o referendo para a "liberalização" do aborto que seria um "grito de liberdade" das mulheres contra a "obrigação" de serem mães e agora aparecem umas licenciadas quais soldados e oficiais do 3º Reich a mandar no corpo alheio de quando deve abortar ou dar a luz ? Assim sendo o aborto foi tão lucrativo a liberdade como os campos de concentração nazis foram para os judeus de quase toda a Europa e assim sendo gostava de saber aonde param aquelas organizações pseudo-partidárias como o Movimento Democrático de Mulheres que no Dia Mundial da Mulher vem proclamar os direitos das mulher e agora se calam numa notícia públicada em vésperas do Dia Mundial da Mulher.

E a coisa não fica só por aqui, estes novos nazis ao serviço da ditadura Passos Coelho, retêm crianças nas maternidade e obrigam as mães a irem para instituições tal como se obrigavam os não-arianos a irem para os campos de concentração e se estas mulheres gritarem liberdade, simplesmente ficam sem os seus filhos, e isto num país evoluído como o Brasil ou Angola ou Marrocos seria considerado CRIME DE SEQUESTRO; mas em Portugal é tudo pelo Estado e apenas pelo Estado e pelo Führer que é por acaso católico.

Com estes casos estou na dúvida e nem sei aonde param os meus impostos que pago quando carrego o telemóvel, ou pago a internet ou quando bebo uma bica ou mesmo para viver quando vou a farmácia buscar algum remédio ou creme para as dores crónicas que tenho; porque quando os pago ou quando leio o recibo do salário de merda que a minha mãe recebe todos os meses e leio lá o item "Retenção na fonte IRS" fico na dúvida para que serve este dinheiro todo; uma coisa é certa este dinheiro não vai para onde deveria ir mas sim para os bolsos dos amigos e dos irmãos do avental que lá estão a mandar e a desmandar no poder podre da república há 103 anos, nos valendo o hiato de quando Salazar (que cada vez está mais para santo do que para facínora) deu caçada a estes percevejos.

Assim começo a ter umas certezas as quais vou citar: a república portuguesa é uma ditadura; Portugal é um país nazi onde a raça superior dos licenciados manda em todos aqueles que não têm cursos universitários nem são maçons ou nem fazem parte de nenhum partido da república, que esta "democracia" é como  a Quinta Manor de "O Triunfo dos Porcos" de Orwell onde uns animais são mais iguais que outros; que nesta ditadura quem sofre é sobretudo a mulher portuguesa, os idosos e os menos favorecidos que queiram produzir e que as forças armadas são mais inúteis que uma viola num enterro.

E ficam as minhas perguntas sem resposta: Aonde param os direitos humanos ? Aonde para a liberdade ? Porque os movimentos feministas agora se calam ? Se Portugal tem cada vez mais velhos, então porque querem que nasçam menos crianças ? Por acaso na segurança social se drogam ? Aonde para a liberdade individual ? Aonde para a constituição ? Se o Estado não apoia o nascimento de mais crianças dando todas as condições, então para que raio se paga impostos ? Aonde param os nossos impostos ? Para que nos serve a república e o seu presidente ?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar

Nesta república onde o poder político que se que diz eleito de forma democrática embora hajam alturas que eu duvide da legitimidade das eleições porque os eleitos são sempre os mesmos, mais voltas e reviravoltas que esta pátria de quase 1000 anos de vida tem levado nos tempos mais recentes ou então os eleitores portugueses são mesmo estúpidos que nem umas portas.

E depois da contestação anti-governo que acontceu a coisa de uma semana atrás, com o espectro da crise política ao longe e ao mesmo tempo com as violações constantes a constituição feitas pelo presente desgoverno que vai ter que passar no crivo do Conselho de Estado desta sexta-feira, 21; apareceu a extrema-direita através da sua voz mais conhecida, o Partido Nacional Renovador, PNR, que conseguiu juntar cerca de 200 almas junto ao parlamento e o seu presidente, José Pinto Coelho, não é meigo nos ataques feitos ao poder da república ao chamar traidores aos elementos do poder da república e os chama de "parasitas" e que é sua intenção desparasitar o poder e ainda afirma esta frase: "Desparasitar já! Governo/Troika, CDS, PSD, PS, CDU e BE façam boa viagem" e apresenta uma reórica no seu dscurso se bem usada não perde nada para os discursos de Goebells ou Hitler.

Eu já tenho dito neste longo blog que isto mais tarde ou mais cedo acabaria por acontecer e este mesmo senhor estava com ideias de fazer um micro- putsch no parlamento quando fosse a sua abertura, mas apesar do seu extremismo Pinto Coelho manteve a compustura e não partiu para a ignorância (ainda) e vamos ver se não vamos mesmo assistir a alguma espécie de putsch da cervejaria.

Fica o aviso para o poder da república que se consola a jogar uma espécie de monopólio com as nossas vidas e foi numa Alemanha virtualmente tão tesa como o actual Portugal que serviu de terreno para que Adolf Hitler com uma retórica assaz incendiária ganhasse de forma rápida o apoio do povo alemão e estou a ver que Portugal vai pelo mesmo caminho graças ao poder da república e a negligência das forças armadas que se dizem ser a garantia da constiuição e do estado de direito e até agora ainda não vi nada, mas o que se pode esperar de uma república terrorista que anda a vender Portugal aos pedaços pelo melhor preço.

Mas uma coisa é certa, vão ignorar o lider da extrema direita legal em Portugal com toda a certeza, vamos ver até quando porque com este tipo da retória ou este senhor ganha votos de uma forma meteórica aos partidos do poder podre ou temos que mandar a Freikorps para o travar porque este tipo de declaração é praticamente um putsch verbal.

E ficam as perguntas de sempre: Aonde vai parar este senhor ? Estamos assistir ao nascimento de um novo NSDAP ? O que poder da república tem a dizer sobre isto ? Não seria melhor pensarmos em monarquia para o bem da democracia ? Será que a verdadeira democracia corre perigo ? Como deixaram cair assim a democracia ? Para que nos serve a república e o seu presidente ?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar

Nestes dias, o ministro dos funerais e afins, Paulo Macedo veio com a genocida ideia de encerrar a maternidade Alfredo da Costa que é apenas a maior maternidade da milenar pátria lusitana que tem um número de partos tão baixo que não justifica a sua existência, pois bem como já aqui disse o encerramento da MAC apenas significa a eliminação da urgência de maternidade do centro de Lisboa em termos públicos porque a Magalhães Coutinho é apenas com antendimento referenciado (Ex.:via credencial da caixa ou via uma consulta) e atende em especial gravidezes de alto risco, como de mães adolescentes ou em mulheres que apenas conseguem dar a luz via cesariana (mal genético da minha famíia) entre outros problemas que requiram uma super-atenção.

O ministro da saúde quer fechar a MAC por causa do hospital de Loures ir abrir maternidade e o número de partos em Santa Maria irá presumivelmente desecer abaixo dos 1500 partos, o que segundo os rácios considera a maternidade de Santa Maria inútil; bem até com mais de 1500 partos são a inutilidade pura porque os meus sobrinhos mais novos apanharam lá icterícia e as minhas sobrinhas mais velhas que nasceram na MMC nada sofreram e na MAC existe uma excelência tão grande como a da MMC para cuidados especiais do pós-parto embora a MMC seja para casos de "elite" em termos de dificuldade e os casos mais "fáceis" fiquem com MAC não deixando o centro de Lisboa sem maternidade e a directora da MAC desmente e bem o ministro dos funerais que tal como o governo da república e a república por si mesma estão a mais em Portugal.

Está visto que faz muito tempo que não nasce ninguém na família do ministro dos funerais ou que ele nunca acompanhou nenhuma gravidez, eu acomapnhei pelo menos uma da minha irmã e sei o que ter a vida no limbo para trazer outra e o quão fundamental é ter uma maternidade a pouca distância de casa, se calhar as mulheres da famíla do senhor ministro ou dão a luz em casa com tinas de água a ferver ou então vão para clínicas elitistas como a CUF ou o grupo de hospitais ligados a Caixa Geral de Depósitos porque caso este senhor ministro fosse mesmo do povo pelo povo deixava estar a maternidade fechada e controlava os cogumelos chamados clínicas privadas, mas não faz ao contrário porque deve ter as mãos bem recheadas com dinheiro de alguns grupos de interesse ou sociedades secretas muito mais entrenhadas no regime do que nos tempos do Estado Novo.

Não o sei o que o mundo civilizado pensa disso, mas não devem ser coisas boas e todos aqueles movimentos feministas que de vez enquando usam o tempo de antena para vender o seu peixe e agora estão todos calados perante esta violação elementar aos direitos da mulher, então o que é isto uma mulher que esteja no centro de Lisboa e entre em trabalho de parto no centro de Lisboa vai dar a luz no Rossio ou no Terreiro do Paço porque não aguentou a deslocação até ao S. Francisco Xavier ou até ao Hospital de Santa Maria, ora senhor ministro se é para dizer merda pela boca fora, faça um favor ao país e obivamente demita-se.

E ficam as minhas perguntas de sempre: Porque raio querem fechar a MAC ? Quem ganha com isto ? Que interesses estão aqui escondidos ? Porque a esquerda parlamentar que diz estar do lado do povo fica calada ? Com quem podemos contar ? Aonde param as conquistas de Abril ? Afinal aonde está a democracia ? Querem tornar ainda mais atrasado do que já é Portugal ? Para que nos serve a república e o seu presidente ?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar

Depois do aumento brutal das taxas moderadoras e a redução nas isenções, de cortar os aumentos aos funcionários públicos, de lhes roubar férias pagas, de obriga-los a trabalhar até cair entre outros feitos que o colocam nos anais do genocídio em especial depois de ter tido a ideia de fechar a maior maternidade de Portugal, o presente desgoverno teve uma ideia que talvez apenas nas alucinações mais doentias de Adolf Hitler poderia ter acontecido.

E lá vai bomba: o desgoverno vai lançar um imposto de saúde e segurança almentar que não passa de mais um imposto sobre tudo que comemos e bebemos como já não bastasse o IVA e ver o tabaco com IVA 0 ou ver as bebidas alcóolicas reconhecidas como produto essencial quando se sabe a desgraça que o álcool causa na nossa pátria milenar, e agora para gáudio do desgoverno vamos ter mais um imposto sobre o comer o que se pode considerar uma medida nazi porque há fome em Portugal, cada vez se morre mais de fome em Portugal e os pedidos de comer são tantos que já obrigaram pelo menos a Cáritas a ir as compras como qualquer um(a) de nós para superir os pedidos que lhes tem chegado.

Lógico que toda a distribuição ou assim parece desde do merceeiro de bairro ao grande chefe do grupo económico estão contra esta taxa que não vai para financiar o possível combate de uma qualquer praga agricola, mas sim vai para pagar o empréstimo que este e o outro desgoverno contrairam junto ao FMI e agora nos cai a factura no colo de uma forma bem pesada que nos deixa de boca caída porque vamos literalmente pagar um imposto para se comer algo nunca visto no mundo actual e ninguém faz nada aqui para se aumentar a produção alimentar pelo menos para que haja menos fome ou reduzirem os preços na distribuição para que mais gente possa comer; todavia se um estabelicimento comercial vende algo abaixo do preço de venda é um criminosos, mas se um comerciantever um x produto alimentar com margem de 50 ou mais de 100% já o pode fazer mesmo que isso dê menos vendas ou que menos pessoas possam comprar este mesmo bem devido as super margens de lucro.

Este país e com este desgoverno cada vez se precebe menos e ficamos todos a perguntar que raio de país é Portugal que tem desgovernos com ideias infames que dão uma imagem de quase santo àquele senhor de Santa Comba Dão e que caiu duma cadeira porque estas medidas infames têm como génese aquele acordo com a Troika que tanto PS como PSD assinaram e que os últimos estão a distorcê-lo com a ajuda do ser mais inútil de Portugal, o presidente da república.

E ficam agora as perguntas de sempre: Que país é Portugal ? Temos que pagar ao Estado para sobreviver ? Aonde nos vão roubar mais ? Porque não acabam com a fome em Portugal em vez de a aumentar ? Porque o presidente da república está do lado do presidente do conselho ? Aonde estão as forças armadas ? Para que nos serve a república e o seu presidente ?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar

O título deste artigo diz tudo que se vai falar aqui, a lista dos crimes mais recentes da máfia que manda em Portugal nos ultimos 101 anos e então nos meses mais recentes roçam mesmo o que se pode considerar crime contra a humanidade e pode-se dar o facto de António de Oliveira Salazar poder ser considerado uma pessoa bénevola ao lado destes nazis, melhor cybernazis tecnocartas.

Como é do conhecimento geral estamos sujeitos a um programa de recurperação económica graças sobretudo aquela merda do BPN que nos afundou ainda mais como já não fosse sufciente o poker de desgovernos que tivemos depois de Guterres e graças a esta situação ao qual se junta uma crise mundial provocada sobretudo pelos bancos e pela sua ganância e para tapar estes buracos dos bancos que foram abertos por eles mesmos e que eles deveriam tapar, os desgovernos da república pediram dinheiro emprestado ao FMI, cujas cláusulas diziam que o déficit público teria que descer para um valor "aceitável" e teria-se que reduzir as despesas do Estado e em vez de cortar nos mimos da classe política da república ou dos grandes administradores ou então quanto muito deixarem cair o BPN e depois daí da massa falida ver o que se poderia aproveitar.

Mas este tipo de medidas é nos países desenvolvidos como o Reino Unido ou a Islândia e nunca em pocilgas republicanas como Portugal porque aqui quem está a pagar a conta é quem está nos quadros médios e baixos da função pública bem como os reformados que vão ficar sem subsídio de Natal e de Férias não a título provisório como nos quiseram fazer crer, mas sim a título definitivo até 2015 e não ficam por aqui porque querem que todos trabalhem até cair mesmo tendo descontos mais do que suficientes para virem para casa gozar a reforma merecida após uma vida de trabalho duro nunca fácil.

Estes genocidas vão fechar a MAIOR MATERNIDADE DE PORTUGAL não dando nenhuma razão plausível para tal, dando a a desculpa da abertura de um hospital de periferia, mas basta se dar um pequeno passeio pelos hospitais de ponta de Lisboa ou Porto e se vê como estes hospitais de periferia pouco mais servem do que para dar pontos numa cabeça partida ou coisa assim, porque quando a coisa fica torta mandam para a cidade grande e para quem não sabe, a Maternidade Alfredo da Costa tem a melhor e mais bem apetrechada unidade de cuidados neo-natais para prematuros extremos (bebés que nascem com 6 meses de gstação ou 7 mas com tamanho abaixo do normal) de todo o país e com reconhecimento não só no Brasil e nas antigas províncias ultramarinas como nos países desenvolvidos em termos médicos como Cuba ou EUA.

Depois vem o inútil do presidente da república dizer que têm que se fazer nascer mais bebés quando uns canalhas, uns Porcos, Pulhas, Canalhas, Vigaristas, Genocidas fecham hospitais algo que nem o temido professor de Santa Comba tinha tal atrevimento e ao mesmo tempo se dão mimos aos deputados como darem a tarde de hoje para passear quando o resto da função pública são os escravos dos PPCVG que estão no poder republicano que cheira mais mal que as meias de um futebolista depois de um jogo foi a penalties.

Nojo dos nojos foi a suspensão das aposentações antecipadas enquanto andam uns quantos canalhas que recebem rendmento mínimo e que poderiam estar a trabalhar e não estão e acontece que esta medida foi tomada nos maiores do secretismos ainda pior do que na maçonaria porque até mesmo quando há qualquer alteração no status da irmandade do avental se sabe pela comunicação social de uma forma discreta qualquer mudança na mais conhecida sociedade secreta em Portugal.

Tal mudança viola a lei fundamental e ainda por cima contou com o bemplácito do ser mais inútil da república e que quando toma posse jura cumprir a constituição, mas viola a constituição ao promulgar uma lei que nem pelo crivo da praça de touros de S.Bento passou e nem sequer foi divulgada no habitual comunicado que é feito ao país após a reunião da famiglia.

Soube desta medida pela rádio e fiquei possesso e quando tenho parentes que trabalharam nos tempos "negros" do Estado Novo e que dizem que nada destas leis pela calada eram feitas havendo uma certa lealdade mesmo nos cortes dos direitos dos empregados ao contrário de agora que fazem tudo pela calada com o apoio do presidente da república e ao mesmo tempo temos umas forças armadas que têm menos tomates que um transsexual que quer deixar de ser homem e já extraiu os testículos porque caso houvessem homens e mulheres como dever ser, já tinham corrido com estes corruptos da república; e até poderiam fazer melhor....acabriam logo com a república que já cheira a podre; mas toda a coragem que houve entre os militares no espaço que veio do 16 de Março de 1974 até ao 25 de Novembro de 1975 evaporou-se toda, não passando as FA de um emprego para alguém que seja saudável, tenha alguma inteligência e não queira engrossar as fileiras de desempregados.

Todavia cada vez mais é a hora de se accabar com o estado a que chegamos e quem tem o material para isto são as Forças Armadas e não o povo e como se sabe o povo é cobarde porque caso fosse mesmo corajoso tomava nas suas mãos o cargo de mudar o país para um país para o povo e nunca jamais em tempo algum para os interesses privados porque se era para ser assim mais valia nem terem feito o 25 de Abril porque quem se der ao trabalho de estudar a História da Pátria podem ver que em cada vez mais detalhes se estava melhor no antigo regime do que na suposta democracia e ninguém quer fazer nada para mudar esta situação e pensam que ir votando resolve quando apenas legitima mais uma pseudo-democracia que nunca passou de uma ditadura 2.0 e que tem que sendo a boicotar o regime no máximo de formas possível que se consegue mudar algo porque vejo cada vez menos vontade das forças armadas ajudarem o povo a mudar a situação; mesmo que esta ajuda passe pelo extremínio do regime chamado república.

E ficam as minhas perguntas: Aonde vamos parar ? Que rumo está a tomar Portugal ? Aonde param as Forças Armadas ? Houve mesmo 25 de Abril ? Porque matam a liberdade ? Porque nos querem matar ? Porque querem que nasça mas gente ? Porque fecham hospitais ? Para que nos serve a república e o seu presidente ?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar