Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Opiniões e Críticas Secretas

Opiniões e Críticas Secretas

Hoje se assitiu na praça de touros de S.Bento ao novo 18 de Brumário quando a esquerda numa espécie de união estranha, lembrando o que Napoleão Bonaparte fez em França ou até mesmo a oposição a Sócrates fez quando o empurrou do poleiro e hoje o filme foi repetido graças a uma aliança improvável entre PCP e a sua bengala de sempre o PEV, mais os espartaquistas do BE e a delegação da maçonaria no Largo do Rato que dá pelo nome de PS.

Nos 41 anos de quase-democracia em Portugal são vários os 18 de Brumários, mas agora têm sido menos espaçados porque tentaram fazer um com Guterres, depois fizeram um com Sócrates e agora fizeram com Passos Coelho, além de já terem feito com Cavaco Silva em 1987 e na minha opinião talvez o que tivesse mais lógica ou os que tiveram mais lógica tenha sido o de Sócrates por causa da sua ligação ao caso Face Oculta e por outro lado até mesmo o de Passos Coelho devido aos vários casos polémicos que apareceram no seu primeiro e único mandato, mas agora os outros não sei qual o fundamento; mas neles há um ponto comum, a esquerda mais radical está sempre metida nestes 18 de Brumário e serve de bengala ao autor do golpe e tem sido sempre assim com a vontade oculta de ocupar o poder, mas quem dá a bengala a estes 18 de Brumário acaba sempre por se dar mal nas urnas e se sabendo disso gostava de saber qual o interesse nacional nestes golpes e contra-golpes palacianos que lembram e muito a instabilidade da primeira república.

Outro detalhe que muitos talvez não saibam é como a franquia sindical do PCP usou meios municipais e que estavam ao serviço de várias escolas como autocarros para transportar os seus apoiantes hoje para a praça de São Bento deixando umas quantas centenas de crianças sem possibilidade de ir a escola e assim dá para ver que a esquerda em Portugal é tão boa como a esquerda em Angola ou na China Vermelha onde a edeucação é manipulada como nos tempos do fascismo ou então não existe de forma nenhuma porque assim com uma população estúpida as ditaduras podem fazer o que lhes apetece e é o que está a contecer em Portugal e vamos ver se quando derem o rating de lixo a economia nacional, onde é que o futuro governo do NSDAP, perdão de esquerda radical vai buscar dinheiro para pagar RSI, abono de família, reformas e outras obrigações do Estado e ao mesmo tempo ter que pagar as várias formas de dívida pública que foram e estão a ser emitidas nos prazos mais curtos e quando o dinheiro acabar e a fome aumentar para níveis como nos tempos do Bloco Central soarista onde não existiam as carrinhas de comer que existem nos grandes núcleos urbanos e a fome e a emigração era prato do dia.

Também começo a pensar na tropa quando deixar de ter dinheiro para os seus benifícios e salários se vai ficar quieta e passiva numa forma de passividade que ultrapassa os monges budistas do Tibete e esta mesma passividade dá para pensar qual o verdadeiro motivo do 25 de Abril porque se as forças armadas tivessem metade dos tomates que disseram ter no 25 de Abril, não tínhamos assistido a mais um golpe de estado palaciano e nos tínhamos livrado do sucateiro Sócrates e muito possivelmente nem teríamos troika; mas acontece que as nossas FA praticamente para nada servem a não ser fazer a mesma figura que os políticos fazem que é estarem quietos sem fazerem porra nenhuma e ao mesmo tempo ganharem uma bruta massa a nossa conta.

Vamos ver quando começar a escassear o dinheiro para tudo e mais alguma coisa, se aqueles que apoiaram o golpe de estado de hoje se vão ficar quietos ou se vão mudar agulhas para outro lado e gostava de ser se o Sr. Costa nos tramar a grande como fez o camarada dele, se as bengalas da esquerda vão assobiar para o ar ou se vão fazer PÁF as medidas proto-fascistas do PS e que sempre fizeram parte dos seus programas de governo, sobretudo nos tempos de Sócrates e esta união mais recente lembra tanto os jogos de Hitler no final dos anos 20....

Como sempre as minhas perguntinhas da ordem: Quais as forças ocultas por detrás destes golpes? Quem manda mesmo em Portugal? Quem ganha com estes golpes palacianos? Será que vamos a caminho da anarquia da primeira república?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar

Muitos ficaram ofendidos a conta da sátira que a Sagres fez por conta da péssima exibição do guarda-redes do Sporting e da selecção nacional de futebol, Rui Patrício e por outro lado aceitaram mais um imposto que é uma dupla taxação; coisa que é contra as leis fiscais da república, sobre os sacos de plástico que antes davam nos supermercados com a desculpa que é para proteger o ambiente.

No Brasil quiseram fazer uma taxa semelhante há um par de anos e os brasileiros se passaram da cabeça ao ponto de fazer boicotes as compras comprando apenas para o dia nunca comprando suprimentos semanais ou mensais ou então iam a locais onde não cobrassem este imposto duplo dos sacos e o resultado foi que a ideia do imposto duplo caiu por terra; todavia Portugal se preocupa mais com uma piada futebolística do que ver o desgoverno a violar a lei ao aplicar uma dupla taxação sobre um objecto usando a capa da protecção do ambiente e da redução dos custos petrolíferos quando quem deveria de dar o exemplo não dá e os ecologistas semi-independentes ou independentes festejam a medida da eco-taxa mas sem pensar nas consequências.

Uma delas é a redução da produção e venda de sacos de plástico que num país onde uma das indústrias principais são os plásticos em todas as suas formas e utilizações vai levar um murro no estômago e vamos a ver se não vem gente para o desemprego; depois há o caso de algumas superfícies comerciais darem ou venderem sacos de papel para contornar a lei dos impostos do saco de plástico porque a eco-taxa do saco de plástico também é sujeita a IVA quando nunca se pode taxar uma taxa com impostos porque temos o exemplo das taxas moderadoras do SNS que são isentas de IVA e os sacos de papel acabam por ser mais lesivos para o meio ambiente do que os sacos de plástico porque além de serem pouco resistentes, a sua utilização significa o abater de centenas de árvores e Portugal tem cada vez menos florestas graças as bestas dos incendiários e com o presente Inverno a sua reutilização e possível reciclagem com a falta de ecopontos em Lisboa é virtualmente impossível.

E como boa parte da mão-de-obra dos plásticos vai para a rua com este descer do consumo dos sacos em vez de investir na investigação de novos plásticos que sejam mais ecológicos que possam ser feitos com restos do processamento de vegetais como existe no Brasil ou no Japão que sempre seria uma forma mais correcta de reduzir o uso de plástico derivado do petróleo, mas tal ideia daria muito trabalho a ser realizada e não daria ao desgoverno do Führer Passos Coelho mais um imposto o qual é também sujeito a imposto e assim com o imposto duplo é mais fácil reduzir o uso dos sacos de plástico do que criar empregos com a inovação e a criação de novos tipos de sacos leves e que poderiam ser gratuitos.

Quem ficou contente com esta medida foram as organizações ecologistas como a Quercus ou mesmo o PEV entre outros; que por acaso são os mesmos que são contra a instalação de uma ou duas centrais nucleares e que iriam dar a nação a independência energética ao ponto das importações de petróleo se reduzirem a valores mínimos e as libertações de gases para o efeito de estufa seriam quase residuais; mas enfim estamos em Portugal o país das taxas e não consigo compreender como o povinho português que se escandaliza com uma piada religiosa não-ofensiva ou com um qualquer caso polémico no futebol, se cala e se submete a mais uma barbaridade, a mais um roubo da república que afinal não passa nem nunca passou de um lobo com pele cordeiro, mas um lobo infestado de percevejos que adoram usar avental, compassos e marretas.

E ficam as minhas perguntas de sempre: Para onde vão parar os 10 cêntimos da eco-taxa ? Se o preço do petróleo literalmente despencou nos últimos meses, então porque estamos a pagar um aumento que não existe ? Afinal andamos a trabalhar para pagar taxas e impostos ? Se retiraram o IVA da chamada taxa do audiovisual por esta mesma aplicação do IVA ser ilegal, então porque fazem dupla taxação nos sacos de plástico ? Porque não se volta a cobrar vasilhame de todas as garrafas de vidro ? Porque não se cobra vasilhame das garrafas de plástico ? Porque não têm melhores ideias para se reduzir a petro-dependência da nação ? Afinal quem me explica para que serve a república e o seu presidente ?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar

 

 

Enquanto estamos a nos entreter com as cenas da novela do 44, aparece um novo caso e desta vez não envolve socialistas na festa e mostra que os políticos em Portugal de uma forma ou de outra são farinha do mesmo saco para mal dos nossos pecados.

Agora são os chineses da Three Gorges Corp e da State Grid, donos da EDP e da REN estão a ser investigados pelas autoridades chinesas por casos de corrupção mesmo depois de terem levado uma limpeza por parte das autoridades de Pequim e as irregularidades detectadas ultrapassam o bilião de euros e apesar de não haver ainda uma acusação formal das autoridades chinesas, o presidente do conselho de administração da State Grid, Liu Zhenya, é um dos alvos do escrutínio das autoridades de Pequim embora não passe ainda de um alvo sem qualquer acusação formada ainda.

Esta dupla chinesa da Three Gorges Corp. e da State Grid foram os escolhidos para a privitização do sector eléctrico da república pela estrela binária que está no poleiro desde de 2011 e vamos ver até quando e me admira como antes da privitização da REN e da EDP não verificaram os antecendentes destas duas firmas chinesas que pelo menos uma delas está sob investigação em casos de desvio de dinheiro e corrupção mesmo se sabendo que na China Vermelha ou Continental, a pena para corrupção ou é a forca ou um tiro na cabeça e mostra a incompetência que existe na fiscalização no mercado de capitais porque não foram ou não se deram ao trabalho de investigar o passado das duas empresas que dominam o mercado energético em Portugal e apenas se limitaram a privitazar de olhos bem fechados um sector estratégico para qualquer nação no mundo.

E ficam as minhas perguntas: Será que a coligação de governo sabia desta situação ? Qual vai ser a atitude a ser tomada ? Porque acontecem casos destes de forma sistemática ? Aonde pára a honestidade em Portugal ? Quem ganha mesmo a sério com estes negócios ?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar

Chineses da REN afundados em caso de corrupção e na mira de Pequim

 

 

 

 

 

Cada tiro, cada melro. Parceiros chineses escolhidos por Portas e Passos para mandar na energia portuguesa envolvidos em fraudes e corrupção

 

 

 

(Fonte: Jornal I)

 

 

 

 







Ministério Público arquiva processo dos submarinos


 


 


 


O vice-primeiro-ministro, Paulo Portas, aparecia referido como um dos “intervenientes com papel relevante na forma como foram negociados e adjudicados os contratos de aquisição e de contrapartidas”.


 







O minisro da administração interna, Miguel Macedo, pediu a demissão depois do caso sórdido dos subornos para a obtenção dos chamados vistos gold ou vistos dourados o que para que têm estado atentos as notícias seria uma consequência mais do que lógica das investigações da operação Labirinto porque até o próprio MAI já foi revistado pela PJ.

Segundo o mesmo ministro demissionário, a sua saída serve para "defender o governo e que nada tem a ver com o caso dos vistos gold embora a forma de justificarasua demissãofoi uma pura patomina porque apenas serve para desviar a atenção das autoridades e do público em geralque existem outros responsáveis por este caso como o ministério da justiça que tutela os registos e notariado e o vice-primeiro ministro e/ou ministro da defesa tem a tutela dis serviços secretos e se fossemos por esta teoria da defesa do governo então teria que acontecer uma remodulação governamental a menos de 12 meses de distância das eleições gerais e esta mesma remodulação terá sempre um pau de dois bicos porque se por um lado corre com aqueles que erraram do respectivo ministério, por outro lado o substituto vai ter menos de um ano para corrigir erros do passado que nunca deveriam de terem sido cometidos e nem pensados.

Este negócio dos vistos Gold é em si um erro porque em troca de punhado de euros se passam vistos de entrada em Portugal para supostos investimentos que não existem e a origem do dinhheiro para o pagamento dos vistos nunca é investigada e não seria de estranhar que em Portugal já estejam membros das tríades da máfia chinesa e outros animais da mesma fauna.

E como sempre as perguntas: Quem pagou os subornos ? Será que já temos franquias mafiosas em Portugal ? Qual a legitimidade da justificação do visto ? De onde vem o dinheiro para os vistos Gold ?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar

Moderação fiscal ou impossibilidade orçamental?

 

 

 

 

 

A redução da sobretaxa do IRS pairou durante todo o dia em cima da mesa do Conselho de Ministros. Mas ao fim de mais de 17 horas, ainda não havia sinal de fumo. Nem branco nem preto. As negociações seguem dentro de momentos.

 

 

 

 

 

 

(Fonte: Público)

Uma comissão que acaba, outra que começa e um nome em comum: Paulo Portas

 

 

 

 

 

 

O inquérito aos submarinos terminou, mas as comissões pagas pelos construtores alemães ao Grupo Espírito Santo são tema na nova comissão parlamentar. O vice-primeiro-ministro é o primeiro depoente na lista do PCP.

 

 

 

(Fonte: Público)