Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Opiniões e Críticas Secretas

Opiniões e Críticas Secretas

Nem sei porque tempo a ver os reportes da evolução da pademia do Coronavírus porque ao ver aquelas duas barbies que cada vez que falam da evolução da pandemia não acertam nenhuma e se baralham mais com as previsões do suposto pico.

Agora as duas dondocas dizem não saber quando é que a sitaução normaliza e que vai ser algo que via durar meses e tal tipo de decalaração hipoteca o futuro de milhões de pessoas em Portugal e como não fosse suficiente ainda menorizam os casos que existem de Coronavirus  nos lares de idosos, sabendo que os idosos são um grupo de risco e passo-me algo de muito distópico pela mente se este menosprezar não é uma espécie de eutanásia nazi que está a ser feita aos idosos.

O garantido é que Portugal soma mais mortes registadas que o Brasil, que a situação está a ficar descontrolada e se for a seguir pelas duas barbies, bem mais vale pedir de novo o RSI porque não vou voltar a trabalhar nos tempos mais próximos porque as duas barbies não conta do recado nem os respectivos adjuntos e nem quero pensar se vamos entrar numa crise semelhante ao meio da década de 80 onde as falências eram mais do que muitas e a miséria estava ao virar da esquina.

Estas senhoras têm o dela garantido, mas quem está em casa não tem e elas apenas falam em confinamento e atiram datas para o ar como fossem prognósticos para o Totobola mas sem qualquer chance de acerto e se o confinamento social não está a conter a pandemia, então algo está a ser muito mal gerido por estas senhoras e tem que ser resolvido sob a possível existência de tumultos porque estes poderão aparecer por parte de quem quer o seu ganha-pão e não tem porque está confinado em casa.

Estas duas senhoras deveriam era de apresentar a demissão e levar com elas os respectivos adjuntos e deixar esta pasta para quem entende do assunto porque se não tivessem passado o tempo a contar com o ovo no dito cujo da galinha como a D. Graça Freitas fez; Portugal estaria numa situação muito melhor, mas esta senhora percebe menos de saúde do que um concorrente do Big Brother.

Já não suporto a situação que me encontro e se estas duas damas inúteis não têm solução para o problema do Coronavírus, passem a pasta para quem tenha a solução porque elas vão afundar a nação e não nos vamos levantar nem em em vinte anos.

 

Ansi on  parlait Nitzsche

Já estou a completar o dia número 7 de quarentena o que para mim tem sido cada vez mais insuportável cada dia que passa e depois ainda fico mais chateado com a incompetência que existe nos quadros dirigentes da saúde, mas em relação a isso, encaro da mesma forma como encaro as dores crónicas que tenho é uma questão de aguentar com a incompetência.

Todavia hoje vi algo nas notícias que me deixou mesmo com muitos maus fígados e sair do sério quando vejo uns idiotas, uns cretinos (estou a usar termos suaves) a encherem as duas pontes que atravessam o rio Tejo em Lisboa para irem a banhos para as praias do Algarve enquanto há centenas de pessoas trancadas em casa sem poderem ir trabalhar ou outras a trabalharem turnos seguidos em vários sectores essenciais do nosso quotidiano (tanto no posto de trabalho como em teletrabalho) e os que trabalham nos seus postos de trabalho estão sujeitos a serem contagiados por um dos mais traiçoeiros vírus alguma vez surgido a face deste pequeno píxel de vida chamado Terra.

Sim, fiquei mesmo passadinho da marmita e disse uns quantos palavrões porque enquanto fico em casa (que é um quarto alugado) sem condições para trabalhar em teletrabalho e fico em casa sem saber o futuro depois do final do mês, lendo os meus livros por ler, sem o prazer de uma leitura relaxante, mas algo para quebrar o tédio.

Os cretinos que foram a banhos se esqueceram que a nação está em estado de emergência e que só se pode sair de casa para: trabalhar, ir-se ao médico, ir-se comprar comer, ir-se a farmácia ou parafarmácia, comprar o jornal, meter o telemóvel no arranjo, ir aos correios, ir ao banco, ir a esquadra de polícia ou posto da GNR, pagar-se as contas no payshop ou multibanco e passear o cão.... e mais nada porque os restaurantes e cafés que estão abertos apenas servem em take-away.

Estes mesmos cretinos mereciam era: em primeiro lugar encontrar tudo fechado e serem corridos pelas autoridades locais, segundo levarem uma multa épica que no caso de não-pagamento envolvesse 12 pontos na carta de condução e apreensão das viaturas, e em terceiro colocá-los numa lista de doentes não-priotários caso apresentem sintomas de infecção por coronavírus.

Pode parecer polémica esta publicação, mas se trata de uma violação grave a um decreto do Conselho de Estado e como tal os incumpridores deveriam de ser punidos de forma mais do que exemplar para que não voltassem a repetir a gracinha.

 

Enquanto contam com o ovo no dito cujo da galinha, vários particulares de todos os níveis têm sido a grande ajuda nesta luta contra esta verdadeira peste que dá pelo nome de Coronavírus e depois dos chorudos donativos vindos do chamado Desporto-Rei que fizeram calar muitas bocas.

E mais uma vez o Grande Rui Nabeiro que já merece há muito a maior condecoração desta nação que só reconhece os seus heróis depois destes terem transmigrado para o Valhalla e este Senhor pelo que tem feito por esta nação já há muito merece ser condecorado com a maior condecoração maior porque nem todos os heróis usam armas ou capas.

E quem diz ele, diz todos aqueles que têm contribuído para que esta luta contra esta peste seja mais forte e que esta peste seja vencida de uma vez para sempre

 

 

 

MUITO OBRIGADO SENHOR COMENDADOR RUI NABEIRO

Ao ver os relatórios diários sobre a pandemia do coronavírus, aquela espécie de tia da linha de Cascais que pensa que sabe do assunto mas que no fim das contas não sabe de nada de repente fez um exercício de regressão.

Mais um vez a D. Graça ou melhor falando D. Desgraça começou-se a armar em taróloga da TV e a prever o pico da pademia do Coronavírus que primeiro seria para Março, depois para Abril e agora é para Maio... e o mais grave desta música sem graça nenhuma é que a mesma senhora disse que os peritos que fazem este suposto trabalho são matemáticos e outros licenciados dentro da mesma área e são eles que fazem os cálculos e ela  ainda mencionou em vez de pico de pandemia .... planalto.

Esta declaração de não ser ninguém com conhecimento de causa (infectologia, medicina ou ciências conexas) a fazer estes estudos e este fascínio por gráficos fez-me lembrar o ministro Gaspar das finanças que tinha tanto jeito para o cargo como tinha para falar e tinha sempre a pasta cheia de gráficos os quais apenas o próprio entendia.

Esta mesma senhora não falou da situação dos lares da 3ª idade onde existem vários casos pelo menos suspeitos de Coronavírus e onde já aconteceram casos mortais, censurados pelos jarrões do ministério da saúde e que o Sexta às 9 colocou a descoberto.

Esta mesma senhora e o secretário de estado da saúde que está mais para Ken do que para o cargo que exerce já nem sabe quantos testes de despiste foram feitos e quantos existem em stock, o mesmo programa mostrando uma chuva de contradições que deixa qualquer cidadão ou cidadã preocupado ou preocupada. Esta mesma contradição do SES mostra como tão mal gerida é a pasta detida por Marta Temido e não me venham com peninhas porque penas têm os pássaros e esta senhora nem sequer deveria de ter pegado esta pasta, estando em termos de incompetência no mesmo nível de Leonor Beleza ou Correia de Campos.

Agora é aguentar com as baratas tontas e ver que caminho levamos na saúde, mas não estou optimista, muito pelo contrário, estou bem pensamista enquanto não desinfectarem o ministério da saúde e as suas secções conexas destas baratas tontas....

 

Ansi on  parlait Nitzsche

Hoje de novo o presidente da república deu uma prova da sua inutilidade ao se mostrar preocupado não com o aumento de casos de Coronavírus e com a falta de meios na saúde e os falhanços do par de dondocas da saúde, mas sim se mostrou preocupado com as comemorações do Dia de Camões etc. e tal (antes chamado dia da Raça) que era para ser passado numa excursão à Madeira e a África do Sul e que a presente pandemia obriga que esta excursão não seja feita.

Para quem esteve atento o presidente da república não falou em recandidatura, mas sim no seu possível sucessor e para que este cumprisse esta espécie de promessa.

Fiquei assim meio apanhado de surpresa assim como fiquei apanhado de surpresa quando o mesmo presidente da república iria prolongar o período de estado de emrgência por mais 15 dias mas ainda ia ver se iria prolongar ou não sem dar qualquer certeza, sabendo-se que esta situação está a condicionar a vida de milhões de cidadãos e cidadãs nesta nação.

Todavia este pseudo-tabu na reeleição me fez recordar António Guterres que por ter tido uma derrota não muito pesada nas eleições autárquicas de 2001 largou os destinos da nação e depois se entrou no carnaval de vários PM que nunca chegaram a cumprir o segundo mandato,

O presidente da república em vez de tentar tranquilizar a nação e apertar com as barbies da saúde para estas apresentarem soluções pensa no circo bafiento do Dia de Portugal por um lado e quer dar a sola para ir outro parvo para o lugar dele...

Enfim cada vez se mostra mais inútil o regime republicano

 

 

Ansi on  parlait Nitzsche

Esta epidemia do Coronavírus é pedra de toque que faltava para provar a incompetência da gerigonça para ser governo por um lado e a inutilidade da república como regime no seu todo.

Mas a inutilidade da república já era um facto conhecido e até que se vivia bem desde que se ignorasse o ser que estivesse na Casa Rosa ali perto dos Pastéis de Belém e Starbucks de Belém (um dos melhores atendimentos de Lisboa) e vivêssemos apenas com aquilo que ia mais ou menos funcionando nem que fosse mal na república já de si inútil.

O cúmulo da incompetência e da inutilidade são aquelas duas dondocas da saúde que parece que percebem muito de saúde mas no fim das contas não pescam nada do assunto e ficam a contar com o ovo no dito cujo da galinha e não tiram ilações do que foi no passado ainda recente se fiando na Virgem e nunca correndo, apenas se lembrando de impostos puramente ideológicos e sem razão de ser.

Pois bem a bomba estoirou, uma bomba chamada Covid-19 ou Coronavírus que apanhou as cabeças pensantes da república com as calças na mão e as dondocas da saúde em vez de tomarem medidas preventivas como a criação de alas de isolamento (ver casos da Gripe A ou do SARS) antes que o vírus chegasse a Portugal para haver a maior contenção possível e colocar de quarentena quem chegasse dos países afectados; pura e simplesmente não fizeram nada até que esta nova peste se espalhasse e agora aparecem apelos dos hospitais que dizem não ter meios...

E fico a pensar o que andam a fazer ao dinheiro dos impostos e por onde param as cativações do Centeno e se chegou ao ponto do controlo ser feito a nível local ou regional e terem que ser privados a se chegarem a frente para ajudar com duas excepções: Religiões e Santa Casa.

Outra pessoa que tem fama de ser a grande heroína de Portugal está enfiada no seu solar de Bruxelas e não deve sair de lá nos tempos mais próximos e não sendo eurodeputada gostava de saber quem lhe paga as contas porque Bruxelas é uma cidade muito mais cara do que Lisboa ou Porto.

A estupidez de alguns iluminados de colocarem as fichas todas do "milagre económico português" no turismo veio ao de cima com os negócios que estavam dependentes do turismo a se afundarem que nem um prego de chumbo em água e sem quaisquer prespectivas de melhoras nos tempos mais próximos tendo que esta nação acordar para a realidade e que o turismo é apenas uma sobremesa para o tecido económico e que não é a sobrevivência da nação nem nunca foi, mas sim foi e é uma indústria esclavagista.

A ver vamos como Portugal vai sair desta crise, quais as consequências da mesma e se não acabamos por ter um tetra da troika a conta da dependência do turismo para injectar dinheiro na economia nacional com as consequências que todos nós sabemos e vamos ver se os apoiantes da gerigonça ainda vão beijar a mão da mesma.

 

Ansi on  parlait Nitzsche

Esta situação do Coronavirus mostrou a fragilidade humana e dos governos de alguns países e digo fragilidade para não dizer outro termo mais reles como incompetência e teve o condão de mostrar que o chamado "milagre económico português" assente no turismo não passava de uma bolha como as Dot Com e outras bolhas que apareceram ao logo da história e este vírus apenas acelerou o seu fim. 

Não estou contra as medidas impostas para o controlo da pandemia e além das duas barbies do ministério da saúde nunca terem passado de duas baratas tontas depois de terem levado com uma dose de Baygon Verde em cima do coiro e cada vez que abrem a boca se baralham todas, enfim agora é aguentar com a crise e com as suas consquências.

Esta crise já está causar outra crise sem ser a sanitária que é a crise económica como milhares de trabalhadores que para seu bem estão em casa e os que podem estão em regime de teletrabalho e os que não podem, bem estão em casa sem saber o seu futuro que no imediato é para o seu bem estarem em casa, todavia do lado laboral sinais de trevas já se levantam.

E eu sou daqueles que não pode passar para o teletrabalho e desde que o meu posto de trabalho entrou em quarentena preventiva estou num estado de depressão ou pré-depressão para o qual não tenho grande vontade de fazer grande coisa, nem sequer ler ou escrever ou ir muito para as redes sociais.

Este meu estado psicológico começou logo nos dias em que começou no dia da declaração do Estado de Emergência e no levantamento que fizeram de quem poderia passar para o teletrabalho e como não fosse inferno suficiente, o hotspot que me mantém ligado a internet fritou por dentro.

Só sei que tive ideias muito negativas, desde dum simplesmente despedimento para um possível regresso aos cursos do IEFP até ao suícidio ou refúgio em algo de tóxico para o corpo e que não matasse logo mas que me encaminhasse para a morte de forma bem vagarosa.

Só hoje tive disposição para vir aqui para este recanto porque tive feedback da empresa de trabalho temporário que me paga o salário e estou a espera da resposta da contratante para saber o meu futuro e não avancei ainda para as trevas da morte porque estou na semana dos anos da minha mulher e não lhe quis estragar muito o dia, agora se avanço ou não para as trevas não sei mesmo.

Sinto-me num limbo que nunca esperava estar e o facto de ter que ficar em casa e só sair só quando precise mesmo como ir buscar pão ou ir ao médico, apesar de ser uma medida positiva me está a deixar louco e ainda só passaram três dias e depois a espera a da resposta da ETT que não vem ainda me deixa mais desnorteado... bem estou mesmo feito em papas.

 

Talvez abra outro blog em estilo crónica a contar o que sinto e que estou a passar a conta desta crise que poderia ter tido um impacto menor se o ministério da saúde tivesse gente capaz nos seus quadros superiores e não barbies.

Apesar de estar adoentado foi-me impossível ficar indiferente a transmissão pela RTP,  este Domimingo dia 15 de Fevereiro; do concerto dado pelo grande Conan Osíris no Coliseu dos Recreios há alguns meses atrás e onde o talento do mesmo cantor foi mostrado e quem viu, de certeza ficou com vontade de ver o próximo trabalho deste Rapaz do Futuro que também nome de deus egípcio que...ressuscitou.

Neste mesmo concerto o vencedor do Festival RTP da Canção 2019 andou por várias nuances musicais até dando um beijo a músic clássica quando apresentou a sua música mais conhecida com um arranjo delicioso com orquestra de cordas que me deixou de queixo caído.

E logo no início do concerto foi impossível não fazer uma ponte entre António Variações e Conan Osíris porque ambos foram cuspidos e apedrejados pela crítica, apesar de ganharem fãs com o passar o do tempo e ambos nunca tiveram medo nem de pensarem diferente nem de irem contra a mesmice em que a música que é considerada como aceite nas respectivas eras de existência.

Esta ponte se notou de forma sensível quando o mesmo Rapaz do Futuro chamou os Pauliteiros de Miranda lembrando o fascínio que Variações tinha pelo folclore e ao reforçar esta ponte, o mesmo Rapaz de Futuro além da música clássica ainda contou com música africana, chinesa e bengali. Para culminar esta ligação ao homem que estava sempre além....Osíris conseguiu completar o passo que Variações não conseguiu...fazer um dueto perfeito com uma fadista, não foi Amália, mas sim Ana Moura que esteve à altura do Rapaz do Futuro...

Para os críticos  que atacam Osíris e bajuladores do Novo Nacional-Cançonetismo recomendo um pequeno remédio é que voltem aprender a ler e leiam as letras de cada música de Osíris e entendam a mensagem ou mensagens que cada uma contém.

Para encerrar o grande espectáculo dado no Coliseu dos Recreios, Conan Osíris cantou e encantou com a sua hiponotinizante balada dedicada a rainha do fado de seu título "Amália" e com o encore do sua obra maior "Telemóveis" na sua versão mais conhecida e como sempre com uma humildade que apenas o coloca num estatuto mais elevado fez questão de partilhar o palco quando agradeceu ao público que encheu a plateia num concerto 360º dado na principal sala de espectáculos da capital da Lusitânia.

 

Apenas peço uma coisa: Que a carreira de Conan Osíris nunca pare e nunca pare de nos encantar e que o mesmo lance mais discos no futuro.

 

Para os críticos que o atacam, botas de elástico, e outros afins deixo uma citação da Bíblia: Bem-aventurados os humildes de espírito, porque deles é o reino dos céus...

 

Post-Scriptum: Começo a desconfiar que escolha do nome artístico Conan Osíris tem a sua mensagem... o Rapaz do Futuro num mundo após-apocalíptico e ... o deus egípcio que ressuscitou dos mortes e começo a pensar se este Osíris não será a forma da música nacional ressuscitar do actual estado de mumificação que se encontra de Novo Nacional-Cançonetismo 

 

Post-Scriptum 2: deixo dois vídeos do que vi na RTP tirado por um sortudo ou sortuda que foi ao concerto:

 

 

 

 

 

 

As ondas têm estado agitadas para o lado do Largo do Rato depois que a assembleia da república chumbou com estrondo a linha em anel do Metro de Lisboa, deixando aquele ser que se diz presidente da CML mais tonto do que uma barata depois de levar com uma dose de Baygon em cima das antenas.

O mesmo ser começou logo a comparar os supostos lucros do turismo à capacidade produtiva da Auto-Europa e eu assim que ouvi desconfiei que a água que o mesmo cidadão tinha a sua frente não fosse medronho ou algo semelhante para dizer tamanho disparate porque o mesmo cidadão se esqueceu do custo humano e ambietal que a overdose de turismo tem.

Do outro lado da cidade outra cabeça de botão de rosa se saiu com uma daquelas que se diz logo que se ficasse calado era um poeta quando afirmou de peito cheio que em Lisboa não há hipótese de congelar as rendas como se fez em Berlim, embora haja uma pequena diferença salarial: é que em Portugal o SMN é de 600 euros e na Alemanha é 2.400,00 euros e com rendas de 800 euros para uma casa digna deste nome em Lisboa só se for estrangeiro com visto gold ou mafioso do partido do poleiro consegue alugar casa em Lisboa ou no Porto.

E na defesa do descongelamento quem fala mais alto são... os cretinos que moram nos subúrbios e que adoram estar nas filas do trânsito para entrar em Lisboa por puro vício e depois berram quando a gasolina ou gasóleo sobem de preço e ao lado destes, está claro estão os grandes propreitários e especuladores que se têm enchido com a bolha do turismo.

Ao mesmo tempo dão aumentos salariais de 0,3% nos salários da FP que servem de bitola para o resto, o que na realidade é um congelamento encapotado e só aumentam um pouco mais os que são abaixo do SMN.... e vejo aquela senhora que era contra os colégios e nós, otários contribuintes, andamos a pagar as mensalidades do Colégio Alemão dos filhos da dita senhora que passou da educação para a função pública, gerindo a pasta com igual incompetência.

E os que contestavam as medidas de Passos Coelho que eram menos infames que estas... estão mais atentas uma deputada ressabiada e parecem ovelhinhas mansas a ouvirem o Grande Líder....

Nestes mais recentes estive a matar o meu vício de leitura numa obra-prima da literatura mundial de seu nome "A Insustentável Leveza do Ser" da autoria do checo Milan Kundera.

De uma forma brilhante o eminente escritor checo mostra a sua terra natal como era na altura da chamada Primavera de Praga e de como foi desfigurada com a invasão das tropas do Pacto de Varsóvia porque Moscovo não tolerou que alguém pensasse de forma livre e diferente do directório comunista.

Ao mesmo tempo mostra personagens cuja vida é o próprio reflexo de uma Checoslováquia que nunca se recuperou a sério da II Guerra Mundial e durante o percurso da obra penaram por achar um destino e um sentido para a suas vidas praticamente vazias de sentido e cujos escapes para este vazio solitário era sobretudo a mútua infidelidade.

Ao ler com profundidade a mesma obra, o que chamou mais atenção é um certo toque autobiográfico do próprio Kundera dado que o mesmo estava em Praga na altura de um dos maiores crimes praticados pelo regime soviético no pós-guerra que foi roubar a liberdade a um povo que sempre viveu sempre debaixo da bota de outros com a curta excepção de 20 anos entre 1918 e 1938 quando as "potencias civilizadas" baixaram as calças para a Alemanha Nazi.

Para os seguidores cegos da gerigonça, sobretudo do seu lado mais extremista e esquerdista, aconselho que leiam com detalhe esta mesma brilhante obra e vejam o que pode acontecer aos cidadãos de um país quando estes se atrevem a serem livres de pensar, livres para se exprimirem e para agir sem terem que dar contas ao Estado e durante os dias que passei a ler a brilhante obra de Kundera...dei por mim a pensar se a gerionça com os seus esbirros de propaganda e distração não anda aos poucos a fazer o mesmo a Portugal do que a URSS fez com a Checoslováquia em 1968 e nos anos que se seguiram .... e a alma não pensa apenas 21.3 gramas.....

 

 

Assim falou Nitzsche