Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Opiniões e Críticas Secretas

Opiniões e Críticas Secretas

Isabel Moreira, deputada socialista é uma espécie de Ana Gomes gourmet porque adora dar nas vistas, falar muito em especial assuntos fracturantes e no fundo não diz nada de acertado apenas chamando a atenção para si.

Quando se começou a falar de eutanásia e surgiram projectos no parlamento, a mesma deputada disse que a vida humana não era inviolável (ao contrário do que consta na Constituição na República) o que já de si foi polémico e andou a arrotar umas postas de pescada sobre o assunto até que veio a dita pandemia que muitos não acreditavam que haveria de chegar que afinal chegou a Portugal e deu lhe com força.

Entretanto aconteceu o caso Valentina e a mesma deputada acusou André Ventura de fazer política com o caso depois do mesmo ter apontado o dedo a algumas comunidades não fazerem o teste de despiste do Covid-19 e esta recusa ser um perigo para a saúde pública e a mesma chamou André Ventura de racista e condenou o mesmo por pedir a pena perpétua para os assassinos da pequena Valentina.

Ao contrário de Isabel Moreira, André Ventura não falou em matar ninguém, mas sim colocar para o resto da vida na cadeia dois seres que cometeram um crime sem qualquer perdão por parte da sociedade e a mesma deputada se está a esquecer que racismo não é só quando o "Branco Privilegiado" ataca alguém de uma minoria, porque também é racismo quando acontece o contrário.

Tristeza ver a Gerigonça a entrar em pânico quando vê os seus elos mais fracos em risco de cair e ver alguém que é fora do establishment e cortar as ligações ao Soros e a outros membros do poder oculto que andam a apoiar a Gerigonça e quem é contra é logo apedrejado...e como seria se o PS tivesse um discurso semelhante e se a mesma deputada Isabel Moreira vinha para os jornais subornados pelo governo a destilar veneno....

 

....No Coments

Hoje ainda estou em estado de choque por causa do caso da Valentina e nem vi o Telejornal nem o Jornal da Tarde e nem vi muito a conferência da imprensa com as bonecas da saúde porque ontem me deitei cansando apesar de não ter trabalhado ontem e quis acordar tarde de propósito.

Só vi os números há pouco e foram números interessantes e nem vale a pena falar o que aqueles cromos falam porque é uma chuva de disparates pegados onde nada se aproveita e as vezes chego a pensar que não passa tudo de uma grande mentira digna de algum livro distópico porque as contradições são mais do que muitas e estas contradições deixam qualquer pessoa a pensar.

Foi um dia que fiz por evitar as notícias mais dolorosas e deu para ver que esta reconstrução é uma tremenda trapalhada e que a corda vai romper para o lado mais fraco e que se voltou a ter uma nação dependente da sopa do Sidónio ou algo semelhante e das vezes que isto aconteceu houve sempre revoltas em Portugal.

Não sei se a Gerigonça tem noção do efeito borboleta causado pela incompetência descarada da DGS e do ministério da saúde e do que em caso extremo pode se gerar quando em termos políticos uns são filhos e outros são enteados mesmo sendo de partidos diferentes só para se manter um regime de mentira e isto é regredir 60 anos na História de Portugal e pensei que o 25 de Abril fosse exactamente o oposto.

Sinto-me cansado de tnata ignorância numa nação que não tem eira nem beira e onde o povinho não passa de um rebanho de ovelhas e borregos obedientes do regime como era antes do 25 de Abril até aparecerem umas ovelhas negras e começarem a deitar tudo a perder e o regime mudar e parece que querem que apareçam estas ovelhas negras e acontece que a História Universal mostra quando são as ovelhas negras que se mostram supostamente ser o oposto de uma regime que se diz democrático, a coisa acaba sempre mal...

Por favor leem mais e revejam a matéria de História escrita por verdadeiros historiadores e não doutrinadores como aquele racista do Livre que foi para a Telescola revisitada....

A nação está praticamente há um mês tranacada em casa, sem poder conviver entre si pessoalmente, sem poder ir trabalhar em alguns casos, sem se poder ir a escola ou universidade, sem se poder ir para a praia e outras demais medidas necessárias para o controlo do coronavírus e o absurdo que parece tirado de um livro de Kafka saiu da assembleia da república.

A mesma assembleia da república apesar da crise e da verdadeira situação de luto nacional que a nação vive devido ao coronavírus inistiu partir para as comomerações oficiais do 25 de Abril e eu apesar de ateu fiquei meio pensativo se não se fizeram as festividades pascais em Fátima ou até mesmo no Vaticano, se não vai ser feito o 13 de Maio em Fátima se o dia 10 de Junho vai ser feito em "serviços mínimos" qual a necessidade de juntar cerca pouco mais de 160 pessoas a comemorar algo que cada vez está mais esquecido que é o 25 de Abril.

Esquecido porque nenhum político faz juz aos ideais nem do 25 de Abril nem do 25 de Novembro, esquecido porque a corrupção e a miséria cada vez é maior e esta pademia aumenta as disparidades sociais que a revolução dos cravos prometeu acabar ou mitigar, um país onde a habitação é cada vez mais um previlégio e menos um direito assim como o emprego com direitos ou uma educação com qualidade.

O 25 de Abril na realidade serviu para que aqueles que ainda era piores que o Estado Novo pudessem subir ao palanque e vender o seu peixe a uma nação estupidificada e que nunca fez a mínima para evoluir como fez a Espanha com a chamada Transição Pacífica e é uma nação tão estúpida que se deixa levar por fazedores de opinião, influenciadores digitais, críticos e outros afins em vez de pensar pela sua própria cabeça e não sabe escrutinar o porquê das coisas, uma nação tão estúpida que não dá valor ao voto em sufrágio universal e gosta de ficar em casa a ver televisão e depois se queixa ou fica parado a ver duas bonecas de encher a debitar bitaites sobre uma área que dizem ter formação sobre a mesma, mas a imagem que passam é que entendem mesmo desta área do que um varredor de rua.

Esta comemoração oficial é uma ofensa ao sacrifício da nação e não deveria de ser feita pelo respeito daqueles que morreram por causa do coronavírus, por respeito daqueles que não estão a trabalhar por causa da mesma pandemia ou daqueles que estão enfiados em casa a trabalhar em teletrabalho, e daqueles que ao contrário das duas bonecas dão o coiro contra a pandemia e não para uns velhos bafientos arejarem as banhas e beberem uns copos enquanto a nação nem ao café pode ir dar dois dedos de conversa sobre qualquer assunto...

 

Ansi on  parlait Nitzsche

 

Com o chamado isolamento social, todas as actividades consideradas de risco e/ou que sejam propícias a ajuntamentos estão supsensas como eventos públicos ou as aulas escolares.

E neste ponto as mesmas têm que ser dadas a distância a todos os níveis de ensino e depois da febre do Mangalho com nome de navegador português ao serviço do reino de Espanha e que não chegou a terminar a viagem que foi uma das grandes "obras" do Sr. Sócrates Pinto de Sousa (eh lá, o herói da Ana Gomes também não é Pinto??) que para funcionar como deve ser, se tinha que ser um verdadeiro McGyver dos computadores e ter-se a pachorra do Mr. Robot para se lidar com tal dispositivo que pouco mais servia do que para jogar por que se carregasse muito a memória do dispositivo o mesmo queimava.

O mesmo dispositivo só dava para se escrever alguns textos em Word e jogar uns jogos para quem tivesse até 10 anos de idade, porque trabalhar com imagem no mesmo dispositivo era um desafio hercúleo e eu tive que ajudar e com todo o gosto uma colega minha do último curso do IEFP que frequentei a fazer um trabalho com imagem num Magalhães e foi um pesadelo mesmo para mim que já tinha formação informal na área num emprego que tive no passado.

E menciono um dos maiores buracos socialistas porque uma fatia generosa dos alunos da escolaridade obrigatória não tem acesso a meios informáticos nem a internet e quando milhares correm o risco de encherem os cursos do IEFP para ganharem um extra durante algum tempo, aparece o primeiro-ministro a prometer um computador para todos já para o próximo ano lectivo.

Esta promessa me fez lembrar o Mangalho e ao mesmo tempo me fez lembrar que todos os operadores de internet móvel têm agora tráfego limitado e quem tinha contratulizado tráfego sem limite ainda mantém estas condições mesmo que renove a fidelização o qual ainda não me foi proposto apesar de estar próximo dos dois anos de contrato, mas esta situação do coronavírus altera tudo que é regra.

Gostava de saber que chá ou que produto estranho o senhor presidente do conselho usou para ter tamanha ideia quando a nação está a braços com a maior pademia desde da chamada Gripe Espanhola porque as suas barbies da saúde não souber prevenir os contágios e estes confinamentos provavelmente ainda irão fortalecer o vírus porque este vai voltar reforçado pela gripe sazonal ou outra qualquer maleita corrente.

Deixo apenas um comentário final e uma recomendação: 

1) Não se fiem nas barbies da saúde porque de saúde elas não pescam grande coisa e pensem sempre ao contrário do que elas dizem

2) Vejam os videos de João Tilly no Youtube

 

 

Ansi on  parlait Nitzsche

 

Ao ver os relatórios diários sobre a pandemia do coronavírus, aquela espécie de tia da linha de Cascais que pensa que sabe do assunto mas que no fim das contas não sabe de nada de repente fez um exercício de regressão.

Mais um vez a D. Graça ou melhor falando D. Desgraça começou-se a armar em taróloga da TV e a prever o pico da pademia do Coronavírus que primeiro seria para Março, depois para Abril e agora é para Maio... e o mais grave desta música sem graça nenhuma é que a mesma senhora disse que os peritos que fazem este suposto trabalho são matemáticos e outros licenciados dentro da mesma área e são eles que fazem os cálculos e ela  ainda mencionou em vez de pico de pandemia .... planalto.

Esta declaração de não ser ninguém com conhecimento de causa (infectologia, medicina ou ciências conexas) a fazer estes estudos e este fascínio por gráficos fez-me lembrar o ministro Gaspar das finanças que tinha tanto jeito para o cargo como tinha para falar e tinha sempre a pasta cheia de gráficos os quais apenas o próprio entendia.

Esta mesma senhora não falou da situação dos lares da 3ª idade onde existem vários casos pelo menos suspeitos de Coronavírus e onde já aconteceram casos mortais, censurados pelos jarrões do ministério da saúde e que o Sexta às 9 colocou a descoberto.

Esta mesma senhora e o secretário de estado da saúde que está mais para Ken do que para o cargo que exerce já nem sabe quantos testes de despiste foram feitos e quantos existem em stock, o mesmo programa mostrando uma chuva de contradições que deixa qualquer cidadão ou cidadã preocupado ou preocupada. Esta mesma contradição do SES mostra como tão mal gerida é a pasta detida por Marta Temido e não me venham com peninhas porque penas têm os pássaros e esta senhora nem sequer deveria de ter pegado esta pasta, estando em termos de incompetência no mesmo nível de Leonor Beleza ou Correia de Campos.

Agora é aguentar com as baratas tontas e ver que caminho levamos na saúde, mas não estou optimista, muito pelo contrário, estou bem pensamista enquanto não desinfectarem o ministério da saúde e as suas secções conexas destas baratas tontas....

 

Ansi on  parlait Nitzsche

Hoje de novo o presidente da república deu uma prova da sua inutilidade ao se mostrar preocupado não com o aumento de casos de Coronavírus e com a falta de meios na saúde e os falhanços do par de dondocas da saúde, mas sim se mostrou preocupado com as comemorações do Dia de Camões etc. e tal (antes chamado dia da Raça) que era para ser passado numa excursão à Madeira e a África do Sul e que a presente pandemia obriga que esta excursão não seja feita.

Para quem esteve atento o presidente da república não falou em recandidatura, mas sim no seu possível sucessor e para que este cumprisse esta espécie de promessa.

Fiquei assim meio apanhado de surpresa assim como fiquei apanhado de surpresa quando o mesmo presidente da república iria prolongar o período de estado de emrgência por mais 15 dias mas ainda ia ver se iria prolongar ou não sem dar qualquer certeza, sabendo-se que esta situação está a condicionar a vida de milhões de cidadãos e cidadãs nesta nação.

Todavia este pseudo-tabu na reeleição me fez recordar António Guterres que por ter tido uma derrota não muito pesada nas eleições autárquicas de 2001 largou os destinos da nação e depois se entrou no carnaval de vários PM que nunca chegaram a cumprir o segundo mandato,

O presidente da república em vez de tentar tranquilizar a nação e apertar com as barbies da saúde para estas apresentarem soluções pensa no circo bafiento do Dia de Portugal por um lado e quer dar a sola para ir outro parvo para o lugar dele...

Enfim cada vez se mostra mais inútil o regime republicano

 

 

Ansi on  parlait Nitzsche

As ondas têm estado agitadas para o lado do Largo do Rato depois que a assembleia da república chumbou com estrondo a linha em anel do Metro de Lisboa, deixando aquele ser que se diz presidente da CML mais tonto do que uma barata depois de levar com uma dose de Baygon em cima das antenas.

O mesmo ser começou logo a comparar os supostos lucros do turismo à capacidade produtiva da Auto-Europa e eu assim que ouvi desconfiei que a água que o mesmo cidadão tinha a sua frente não fosse medronho ou algo semelhante para dizer tamanho disparate porque o mesmo cidadão se esqueceu do custo humano e ambietal que a overdose de turismo tem.

Do outro lado da cidade outra cabeça de botão de rosa se saiu com uma daquelas que se diz logo que se ficasse calado era um poeta quando afirmou de peito cheio que em Lisboa não há hipótese de congelar as rendas como se fez em Berlim, embora haja uma pequena diferença salarial: é que em Portugal o SMN é de 600 euros e na Alemanha é 2.400,00 euros e com rendas de 800 euros para uma casa digna deste nome em Lisboa só se for estrangeiro com visto gold ou mafioso do partido do poleiro consegue alugar casa em Lisboa ou no Porto.

E na defesa do descongelamento quem fala mais alto são... os cretinos que moram nos subúrbios e que adoram estar nas filas do trânsito para entrar em Lisboa por puro vício e depois berram quando a gasolina ou gasóleo sobem de preço e ao lado destes, está claro estão os grandes propreitários e especuladores que se têm enchido com a bolha do turismo.

Ao mesmo tempo dão aumentos salariais de 0,3% nos salários da FP que servem de bitola para o resto, o que na realidade é um congelamento encapotado e só aumentam um pouco mais os que são abaixo do SMN.... e vejo aquela senhora que era contra os colégios e nós, otários contribuintes, andamos a pagar as mensalidades do Colégio Alemão dos filhos da dita senhora que passou da educação para a função pública, gerindo a pasta com igual incompetência.

E os que contestavam as medidas de Passos Coelho que eram menos infames que estas... estão mais atentas uma deputada ressabiada e parecem ovelhinhas mansas a ouvirem o Grande Líder....

Este aberrante Orçamento de Estado deve ser duma das criações mais estranhas da Gerigonça, sobretudo no capítulo dedidcado ao IVA.

Depois de uma espécie de Guerra do Alecrim e da Manjerona sobre o IVA na energia que não levou a lado nenhum, chegou-se ao ponto de se subir o IVA nas touradas para 23% e descer o IVA nos salões porno-eróticos para 6% e as ovelhas ficaram caladas com esta jogada dos deputados da república entre outras que estão inscritas no OE,  como os aumentos salariais de 0.3%  que num salário bruto de 630 euros só faz cócegas e o aumento de 700 euros para os juízes só para não ir muito a fundo.

E a esquerda que se diz tão defensora dos direitos das mulheres ficou caladinha e aprovou um Orçamento do Estado com esta aberração legislativa o que leva qualquer livre pensador ou pensadora que os supostos movimentos defensores dos direitos das mulheres e que não passam na realidade de franquias dos partidos de esquerda, sobretudo do PS e do PCP de um monte de gente hipócrita.

É abjecta a atitude dos partidos de esquerda que se dizem tão defensores dos direitos das mulheres e ao mesmo tempo facilitam a fiscalidade de espectáculos que transformam a dignidade dos seres humanos em especial das mulheres em reles objectos de prazer e os hipócritas movimentos de de defesa dos direitos das mulheres estão calados e nada dizem e sabendo que os movimentos feministas na Primavera Lusitana queimaram revistas pornográficas e atacavam tudo que fosse atentório da diginidade da mulher e agora ver mulheres a servirem de simples objecto sexuais já é cultura ao ponto de se descer o IVA para estes eventos para 6% e se considerar a tourada obsceno e aumentar o IVA da tourada para 23% é mesmo obsceno.

Se estão a ir por este caminho então passem a colectar as prostitutas como profissioniais indepenedentes e enquadrem a que se diz ser a mais antiga profissão mais antiga do mundo em termos fiscais e de Segurança Social e a legalizem de uma vez em vez de usarem abjectos eufemismos e hipocrisias e tentem parecer sérios e humanos quando na realidade não passam de seres obscenos....

E pelo visto tem mais valor o ser humano tratado como objecto de prazer do que a energia para a nação produzir, bem por este caminho a nação vai mesmo na autoestrada para o inferno da ....Troika.

 

Ansi on  parlait Nitzsche 

Ao ver as notícias e as façanhas da Gerigonça fico a perguntar onde estão os que cantaram "Grândola, Vila Morena" contra o governo de Passos Coelho.

A mesma Gerigonça que não garante direitos fundamentais como a saúde ou a habitação ou até mesmo a educação; um governo que continua com a austeridade que foi a marca resgitada dos tempos de Passos Coelho e contra a qual todos se manifestaram e agora todos estão mansinhos que nem uns cordeirinhos.

Esta geração são os mesmos hipócritas que dizem aceitem e respeitem as diferenças e por outro lado querem impor comprtamentos aos habitantes da república que simplesmente querem transformar a nação numa ditadura soviética pós-contemporânea com laivos de Estado Novo Neolítico.

Esta hipocrisia que quando chega ao Natal aumenta de forma exponencial porque só se lembram das causas sociais no Natal e daqueles que precisam mais no Natal; passndo o resto do ano ignorando todos que precisam.

Os mesmos hipócritas que cantaram Grândola contra o governo da Pàf e agora se calam quando está visível aos olhos de todos que cada vez temos menos transportes públicos, agora que se trabalha de forma cada vez mais precária, agora que cada vez é mais difícil se alugar uma casa mesmo nos subúrbios, onde cada vez se pagam mais taxas e taxinhas até para ir ao WC público e algumas taxinhas destas nem passaram pela cabeça do Gaspar e sairam da ideia dos comedores de feno do PAN.

O SNS está moribundo e em vez de o melhorarem, os senhores que estão no parlamento tiraram da cartola a ideia da eutanásia como algo de "um país desenvolvido"  e quando se fez grande alarde de tal ideia como se está a fazer em Portugal foi na Alemanha Nazi com o programa Aktion T-4 e os labregos que defendem a eutanásia como solução para os problemas do SNS dizem se querer igualar aos países do norte da Europa onde a prática está disponível de quem quiser; todavia nestas mesmas nações não existem políticos mimados e corruptos como existem em Portugal.

Onde estão os hipócritas que cantaram a Grândola e não fazem a Gerigonça pagar a promessa da renovação e aumento da ferrovia e se deixam levar pelas lérias da prirralha que não passa da encarnação do Adolf Hitler e todos que lhe andam a cheirar o caminho deixam sempre um rastro de garrafas de plástico e detritos que nunca limpam.

E fazendo um pequeno e ao mesmo tempo grande exercício de História: há 30 anos caiu o Muro de Berlim e aconteceu um efeito dominó e todas as ditaduras comunistas que estava no Pacto de Varsóvia cairam umas atrás das outras e se descobriu a verdade que em algumas destas nações os taludos dos partidos comunistas viviam bem enquanto o povinho aparvalhado vivia em condições deploráveis e as consequências destas ditaduras ainda se sentem nos dias de hoje e ainda aplaudem medidas da Gerigonça que são decaldadas destas mesmas ditaduras....? Bem acho que mataram o 25 de Abril assim que meteram a Gerigonça no poleiro.

Um Estado que rouba direitos essenciais a sua população e um presidente da república que diz defender a constiuição, mas está entretido a tirar selfies e dar beijinhos e vez de agir tem tudo para continuar enquanto o povinho não tiver a coragem que os checos e todos os outros no leste da Europa tiveram em 1989 e fizeram a verdadeira Primavera dos Povos e disseram que já chega de ditadura, mas no país dos mansos a ditadura do Leste da Europa está a renascer nesta espécie de Venezuela europeia onde a ministra da saúde poderia ser chamada ministra dos funerais e o regime republicano cheira mais a podre do que uma estrumeira.

E quando vierem a público aceitem a diferença e depois na volta cospem em cima do que é diferente ... apenas façam uma favor a humanide levem a hipocrisia portuguesa a UNESCO e assim Portugal ganha mais um património da humanidade.... fizeram-no com António Variações que nem o filme biográfico foi enviado para o Oscar de Melhor Filme Estrangeiro e estão a fazer com Conan Osíris.... e ainda dizem que Portugal é um Estado de Direito.... gostava de saber aonde.....

 

Assim falou Nitszche

 

 

Post-Scriptum: a Censura Neo-Stalinista chegou ao parlamento quando a segunda figura da república mandou calar o deputado André Ventura do Partido Chega..... de facto é uma vergonha para um Estado que se diz Estado de Direito

 

Post - Scriptum II: Quando é que ganham coragem e batem de frente com a Gerigonça.... quando cortarem o vinho ou os mimos aos funcionários públicos de carreira?

Ainda muito se elogia o chamado imposto sobre as bebidas açucaradas que no mundo das redes sociais ficou conhecido por Imposto Coca Cola.

A Gerigonça andou a vender aos borregos que ainda vão acreditando nas cantilenas da Gerigonça que o mesmo imposto seria para reduzir a obesidade infantila e para financiar o SNS e muitos otários aplaudiram de pé, mas estes otários não viram que quem teve a ideia deste mesmo imposto foram os derrotados da Guerra Fria (Bloco de Esquerda e CDU).

Este imposto claramente ideológico que quer embedar a nação porque para república o vinho é um bem essencial e paga menos imposto que uma lata de atum ou um pacote de manteiga só aplicado às bebidas açuacaradas produzidas em Portugal porque as que são produzidas foram do território da república estão isentas de tal tributação.

A ironia é que desde que esta tributação começou, o SNS se transformou num SNS e passou-se alimentar um buraco sem fim chamado Banca Portuguesa e o SNS continua cada vez com menos meios e as dívidas dos hospitais e as farmácias cresce a olhos vistos sem que ninguém mexa uma palha e a nação apalude uma medida que nos tempos actuais não passa de uma medida hipócrita e fascista.

É que passados 30 anos da queda do Muro da Vergonha, sim do Muro de Berlim e do fim das DITADURAS COMUNISTAS na Europa onde ouvir rock, e beber coca cola era considerado crime e poderia valer uns anos de cadeia, haver tal tributação numa nação que passou quase 50 anos de ditadura é um paradoxo nojento.

No caso da obesidade há dois grande culpados: os paizinhos que não o sabem ser e passam o tempo em planear férias ou agarrados aos telemóveis e aos realities shows e deixam as crianças ao Deus Dará e não lhes sabem impor limites e lhes dar educação e alguns canais de telvisão que para encherem espaço nos espaços de "informação" dão verdadeiras overdoses de supostos estudos sobre obesidade, os quais manipulam as massas e a ditadura da Gerigonça com os seus fantoches da DGS aproveitam para colocar mais impostos sobre a nação.

Muito mais mata o vinho e as bebidas álcoolicas e nestas ninguém toca nem coloca impostos adicionais para forçar a redução do consumo como queriam fazer com os referigerantes PRODUZIDOS EM PORTUGAL porque ao inebriar a nação pode fazer toda a velhacaria que se possa pensar, mas esta nação desde que tenha Fado, Fátima, Futebol e Vinho fica calada e se deixa levar pelas cantilenas do poder político da república, já  era antes do 25 de Abril e ainda continua a ser...

E voltando aos defensores da bebida vínica; se a mesma fosse tão virtuosa, não existiriam tantos doentes de coração e depressivos; mas apesar das quantidades industriais de vinho que se bebe em Portugal, cada vez são mais os depressivos e os doentes de coração e neste estudo que defende o vinho como bebida de virtude, há algo que já cheira a vinagre.

Para concluir: a Gerigonça está numa forma muito subtil usando a mesma linha de pensamento do Estado Novo em relação ao vinho e ao  mesmo tempo quer condicionar os comportamentos da nação, algo completamente contra o que saiu do 25 de Abril  e o comportamento da Gerigonça é um fóssil vivo do antigo regime porque tolera o que vem de fora, mas não tolera o que é feito em Portugal quando este algo não se encaixa nos seus padrões.

E ficam ums questões para pensar: Porque taxam apenas os referigerantes feitos em Portugal? Porque não aumentam a taxação do vinho devido ao constante aumento de mortes ligadas ao vinho? Será que estamos no lado Sith do Estado Novo sem o sabermos?

 

 

 

Deem um bitaite...