Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Opiniões e Críticas Secretas

Opiniões e Críticas Secretas

Aparelho socialista afasta-se de Seguro, distrital a distrital

 

 

 

 

 

 

 

Secretário-geral acusa António Costa de ser o responsável pela "queda brutal" do PS nas últimas sondagens.

 

 

 

 

 

 

(Fonte: Público)

 

Foto tirada em Lisboa, nas traseiras do Centro Comercial Martim Moniz e este lixo está colocado há vários dias junto a grade de protecção dos prédios novos que eram da EPUL no Martim Moniz e agora não são de ninguém

Líderes distritais marcam reunião à revelia da direcção do PS

 

 

 

 

 

 

Dirigente nacional convocou lideres federativos para reunião na quinta-feira. Mas tudo indica que estes preferem reunir-se primeiro entre si, já quarta-feira.

 

 

 

 

 

 

 

(Fonte: Público)

Já parece um disco riscado, mas elas aparecem... as continhas do tempo do Sucateiro e/ou feitas pelos seus nomeados e por estranho que possa parecer um destes nomeados mais as suas contas chegaram a barra dos tribunais depois dos danos feitos nas contas públicas, ou seja, o dinheiro dos nossos impostos foi gasto por um dos nomeados dos tempos de Sócrates.

O herói deste novo filme é o antigo comandante nacional da Protecção Civil, Gil Martins, que se gabou em pleno tribunal de ter gasto 80 milhões de euros em proveito prórpio sem dar contas a ninguém e na altura quem era o PM era o sucateiro do Sócrates e para título de comparação isto é quase 80 salários de Cristiano Ronaldo no Real Madrid; tal declaração deixou fora de si uma das juízas do colectivo que está a conduzir este processo fora de si.

Segundo o alfacinha diário Público, tudo aconteceu entre os anos de 2007 e 2009, espaço de tempo em que o cidadão Gil Martins andou a gastar o nosso dinheiro como um perdido e estes mesmo cidadão gastou 118 mil euros do fundo para o combate a incêndios para pagar as suas contas, de familiares e de amigos e destes 118 mil euros, 70 mil se referem a refeições em restaurantes de luxo e segundo a acusação há comprovativos de pagamento de seis refeições em locais tão distintos como Coimbra, Espinho, Aveiro e Cadaval e o mesmo Gil Martins foi reembolsado pela Protecção Civil por várias despesas em serviço incluindo ests refeições.

E se já por aqui a situação é pelo menos nojenta, mas não fica por aqui e haveria de ficar porquê quando se trata de socialistas, e estes senhores da rosa têm as suas despesas essenciais como este senhor gastou 348 euros numa marisqueira em Espinho e mais 210 euros num restaurante no Guincho e esta lista de despesas ainda está para aumentar mais e depois a juíza perguntou: “Mas era dinheiro dos contribuintes! Por que razão serviu para pagar este tipo de refeições? Gastava o que quisesse, sem limite nem preocupações?”. À pergunta da juíza, o antigo comandante respondeu pouco depois: “O meu tecto de despesa eram 80 milhões de euros. Com um estalar de dedos, sem ter de justificar nada a ninguém”.

Como diria Carlos Cruz no concurso 1,2,3 "e ainda", e digo "e ainda" porque se tem que acrescentar a lista destas despesas de Gil Martins; um telemóvel de 400 euros pago pela Protecção Civil e que foi dado ao chofer de Gil Martins e ainda há mais telemóveis dos caros dos quais se desconhece o valor unitário de cada um.

Esta continha parece ter sido amassada a partir de massa feita com farinha com fermento natural porque não para de crescer porque as autoridades ordenaram buscas na casa da ex-mulher de Gil Martins e onde acharam uma máquina fotográfica de 1400 euros, um televisor LCD, uma câmara digital e um leitor de DVD, entre outros artigos, tudo comprado as custas da Protecção Civil e ainda foi descoberto um armazém na Base Aérea de Sintra onde foram encontrados mais equipamentos sobretudo computadores e televisões que a acusação diz terem sido comprados para proveito de Gil Martins e este respondeu negando esta acusação e que seria ali que Protecção Civil iria funcionar no caso de um sismo em Lisboa como uma retaguarda e assim justificou o facto de todos os equipamentos ainda estarem novos e depois ainda disse que “Foi tudo comprado baratinho", mas sem qualquer concurso público.

Pelo que eu sei, as aquisições por ajuste directo nas entidades públicas não podem ser feitas com um estalar de de dedos, mas sim serem muito bem explicadinhas e detalhadas e tal expediente só pode ser usado ou em situações de urgência como cheias ou sismos ou quando a aquisição é de baixo valor e para uso comprovado na entidade e mesmo este ajuste directo tem que ser feito com fornecedores pré-existentes e com a central de compras do Estado esta forma de aquisição de bens apenas se reduziu para os casos de urgência porque para os restantes casos tem que haver sempre concurso público.

Uma coisa que não consigo achar qualquer nexo de lógica é saber para que serviram estas refeições em restaurantes de luxo que custaram milhares de euros ao erário público quando já na altura se falava em crise e em austeridade e parte dos salários e das reformas da função pública estavam congelados ou recebiam aumentos residuais para tentar calar pelo menos parte dos sindicatos e depois vem-se a descobrir que altos funcionários da república gastam dinheiro em luxos como fossem marajás e quem trabalha mesmo ganha mal e passa fome e quando chega a altura da velhice tem que descontar por vezes 50 anos para ter a reforma por inteiro que nunca é por inteiro devido aos cortes devido a suposta crise e estes senhores socialistas gastam dinheiro a toa.

E ficam as minhas perguntas de sempre: Será que as refeições de luxo são meios necessários para apagar fogos ? Como é possível um alto-funcionário gasta 80 milhões com a mesma facilidade com um cidadão normal gasta 8 euros ? Como é possível haver situações destas e ainda dizem que não têm dinheiro para aumentar salários e reformas ? Quem explica isto ? Para que nos serve a república e o seu presidente ?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar

Por vezes me chego a questionar o que servem a muitos cidadãos famosos e/ou que foram titulares de cargos públicos dizerem certas barbaridades pela boca fora mostrando que em primeiro lugar não têm noção do que dizem pela boca fora porque são apenas disparates ou como se dizia no início do século XX, finais dos século XIX, não passam de blagues.

E hoje o ex-führer da nação portuguesa disse na universidade onde está a estudar a nossa conta em Paris que é uma atitude infantil se pagar a dívida externa de um país e que estas dívidas se gerem, sendo de facto eternas; e eu ao ler estas palavras fico de boca aberta porque nunca vi as finanças mesmo em tempos de Sócrates esperarem eternamente que um contribuinte seja de que regime for para pagar os seus impostos sejam eles quais forem, ou a segurança social a espera dos descontos a que tem direito eternamente e por aí fora; apenas fica uma ideia que Passos Coelho espalhou e com uma certa dose de razão que foi o (des)governo o responsável pela situação presente de Portugal em termos económicos e que estes cortes que estamos a sofrer no lombo é graças ao cavalo do antigo primeiro ministro cuja indonidade e sanidade é de cada vez se duvidar mais após tais palavras numa palestra numa faculdade francesa.

Triste e desgraçado país que teve tal animal como primeiro ministro, em especial quando se houve falar os chamados BRICS a falarem em superávit (ou seja dinheiro a mais nos cofres públicos e nunca em déficit) em vez de déficit e dívida e cada vez mais são terras de investimento certo e países que pagam bem aos seus quadros qualificados ao contrário do que se faz em Portugal em nome de crises e afins, mas os amigos do artido continuam com tudo e quem não está com o partido se lixa a grande como tem sido nesta falsa democracia que se diz de direito.

Mas o direito nesta falsa democracia nunca foi para todos, foi apenas para alguns e com estas tiradas de quem esteve no poder podemos ver de cartas quem é o culpado da situação nacional que não é apenas Passos Coelho, porque Passos Coelho é apenas uma dos culpados mas não o culpado absoluto, para culpas destas temos um vígaro que ainda se gaba no exterior que é bom dar calotes a todos, e com amigos destes Portugal não precisa da ajuda da Sra. Merkel para ser afundado porque existem uns traidores socialistas que são piores que a Sra. Merkel e os cavalos do rating juntos no mesmo pacote.

E ficam as minhas erguntas de sempre: Aonde vamos parar ? Porque Sócrates não se calou ? Afinal quem é culpado pela presente situação do país ? Para que nos serve a república e o seu presidente ?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar

Hoje no jornal Público o comadante-geral da GNR confirmou tudo aquilo que já se sabia também pela imprensa escrita que era a falta de dinheiro na GNR para pagar os impostos e a segurança social dos militares e esta verba está a ser canalizada para o pagamento dos salários dos militares e funcionários da GNR, embora o mesmo graduado negue que os salários da centenária força estejam em perigo e hajam sim cortes nas despesas com material, afirmou o Comadante Newton Parreira ao mesmo jornal, mas apesar do mesmo ofcial assegurar que os salários da força  que comanda nunca terem estado em risco o mesmo ofcial não responde pelo futuro.

Estamos bem arrumados com GNR quase falida e nem sabe em que estado está a PSP, mas pelo que se sabe não deve estar melhor o que deixa Portugal numa situação nunca vista em 37 anos de suposta democracia que é ver as forças de sgurança falidas, bem soluções não faltam como melhor cobrança das multas de trânsito ou melhor distribuição das verbas do orçamento do estado, mas tais medidas não passam de utopias escritas em folhas perdidas, folhas caídas num arquivo qualquer da república para onde ninguém olha, mas daqui a pouco há salários em atraso na polícia e depois não se admirem que na GNR e na PSP hajam suicidas ou elementos, mesmo graduados que façam actividades ilícitas porque se vêem desesperados para porem pão todos os dias em cima da mesa, mas de ceretza que os senhores do poder que por coicidêncai saõ sempre os mesmos não passaram fome nas suas vidas e nesta lista vêm os deputados da oposição incluídos porque nesta canalha da república a merda é toda a mesma.

Algo tem que ser feito para acabar com este tipo de situações e se para tal se tem que reduzir o número de deputados, força vão em frente, porque Portugal tem uma classe política que acaba por pesar mais no orçamento do que todos os funcionários públicos e só para título de comparação, um deputado ganha só de salário, com os descontos feitos, por mês 5 vezes o salário dum administrativo da função pública ligado a administração central e nem me atrevo a comparar com o pessoal que trabalha nas câmaras porque aí a diferença ainda seria mais indecente e se existe democracia este gasto em nome da nação tem que acabar porque não se admitem estes custos da classe política da república e depois falta onde não deve faltar.

E ficam as minhas perguntas sem resposta como sempre: Aonde param os dinheiros dos nossos impostos ? Porque são sempre os mesmos a pagar ? Será que a intervenção do FMI foi suficiente ou tem que ser mais profunda ? Aonde vamos parar ? Até onde vai parar Portugal ? Do que nos serve a república e o seu presidente ?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar

Como é conhecimento geral da nação a polícia em Portugal não tem qualquer tipo de condições de trabalho, com esquadras sem casa de banho ou condições de detenção entre outras falhas para não falar nos baixos salários para o risco corrido e as faltas de condições de repouso nas esquadras ao ponto de haver esquadras sem WC ou nas traseiras de quartéis de bombeiros.

Em título de exemplo a esquadra do Rossio funciona nas traseiras dum quartel de bombeiros e a esquadra da Mouraria não tem casa de banho e os polícias têm que comprar o papel higiénico para usarem, para não falar na falta de material circulante da polícia que está quase todo em nível de sucata, mas o que não se entende é que desde dos tempos do "Secos e Molhados" estas condições são do conhecimento geral da nação e mesmo com os sindicatos aprovados nada se fez em termos de queixas para que se soubessem as condições degradantes de trabalho da polícia e só agora se lembraram de se queixar.

Não consigo compreender tanto tempo sem a polícia lutar pelos seus direitos quando os governos que têm passado por São Bento têm abusado da polícia, mas enfim assim se vê uma certa cobardia da polícia que nem sabem eliminar a quantidade de pedras de crack que circulam no Intendente e zonas próximas e agora se lembraram de ver um governo em gestão para finalmente se queixarem daquilo que muitos portugueses já sabiam de antes e este sindcato se está a mostrar com alguém sem coragem porque caso tivessem coragem teriam se mexido mais cedo e não esperavam que o governo entrasse em gestão.

Nesta mesma queixa seguiu a quantidade de probelmas de saúde em especial psicológicos onde se incluem os suícidios entre polícia que parece não terem fim, de facto com tanta treta de crise, tratam como cães os mais leais servidores do Estado que nem direito a greve têm que foi uma das ofertas do 25 de Abril.

Sim estou a favor da queixa mas peca por tardia porque já deveria ter sido feito há mais tempo para apanhar ainda o governo com as calças na mão para que se soubesse a verdade que o (des)governo socialista andou a fazer aos polícias, mas enfim a polícia é como os cães; quando a coisa fica feia metem quase sempre o rabo entre as pernas e com uma polícia assim para quê que precisamos de gatunos; eles estão no poder e no paraíso, mas vamos ver se pelo menos esta queixa tem resultado porque "A Luta é uma Alegria" e temos que dar cabo da reacção.

E ficam as minhas perguntas: Porque só acordaram agora ? Será que esta queixa vai pegar ? Até onde esta queixa vai chegar ? Porque deixaram a polícia ficar sem condições ? Será que houve 25 de Abril para a polícia ? Para que nos serve a república e o seu presidente ?

Como sempre vos peço para ler, comentar e divulgar